Atirador pega 45 anos de prisão e outros três são condenados por chacina em Uberlândia


A justiça condenou quatro suspeitos de uma chacina em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, que aconteceu em 2012, após 16 horas de julgamento. A sentença foi anunciada na madrugada desta terça-feira.

As vítimas fazem parte do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST) e moram em um assentamento na cidade de Prata. próximo a Uberlândia. Uma criança de 5 anos foi encontrada no veículo sem ferimentos.

Rodrigo Cardoso Fric, foi condenado a 45 anos de prisão. A pena do mandante do crime, José Alves de Sousa, foi de 15 anos de prisão. Wilian Gonçalves da Silva, que deu a dica de onde o carro das vítimas iria passar e Rafael Henrique Afonso, apontado com o motorista que levou o atirador ao local, foram condenados a 39 anos de prisão cada um.

A defesa dos acusados irá recorrer da sentença. O Ministério Público não ofereceu denúncia contra outros dois homens que foram investigados e eles não foram julgados.

Total
0
Shares
Relacionados