Fundação Dom Cabral incentiva a inovação e o desenvolvimento de Minas Gerais

Criação de Parque Industrial, sistema de transporte público, geração de empregos e energia limpa fazem parte do acordo assinado em Nova Lima
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

A Fundação Dom Cabral (FDC), 9.ª melhor Escola de Negócios do Mundo de acordo com o ranking 2020 do jornal britânico Financial Times, abrigou nesta terça-feira (25/05) a assinatura de memorandos de entendimentos para a instalação do Parque Industrial Colossus Cluster e da implantação do sistema de transporte público elevado na cidade, denominado Sistema Bondi.

A cerimônia foi realizada no Campus Aloysio Faria da FDC em Nova Lima (MG), respeitando todas as normas de segurança sanitárias previstas. A escola de negócios é parceira da Bravo para a colaboração e cooperação em prol do fomento à inovação e desenvolvimento de tecnologias e processos, por meio do seu Núcleo de Inovação e Empreendedorismo. O evento contou com as presenças de autoridades do Município de Nova Lima e do Estado de Minas Gerais.

“Nós sempre acreditamos na constituição de parcerias como fruto de interação entre a escola de negócios, pessoas, instituições e empresas para, juntos, superarmos limitações e obter soluções. A vinda da Bravo para a cidade de Nova Lima representa um ponto de inflexão para o desenvolvimento do Estado e do Brasil, trazendo mais inovação e estimulando uma cadeia de valor com foco em sustentabilidade e a FDC aporta todo o seu conhecimento em inovação no apoio a esta cadeia”, pontua Antonio Batista da Silva Junior, presidente executivo da FDC.

A chegada do empreendimento, que receberá um investimento superior a R﹩ 25 bilhões, irá gerar mais de 10 mil empregos diretos e irá colocar o estado de Minas Gerais no mapa do desenvolvimento da economia sustentável.

A Bravo Motor Company é uma companhia californiana de inovação aplicada na área de descarbonização que cria produtos na área de baterias, veículos e sistemas de armazenamento de energia para o ambiente urbano da economia verde. Para o CEO da Bravo Motor Company, Eduardo Javier Muñoz, “Nossa escolha por investir em Minas Gerais tem muita relação com o posicionamento do estado como polo de atração de investimentos, inovação e tecnologia. Temos encontrado um ecossistema muito propositivo e de muita ajuda que tem facilitado os processos. O Brasil naturalmente, pelo tamanho do mercado, já era um dos mercados almejados por nossas empresas na América Latina, e Minas se destacou por estes e outros motivos, como a própria cadeia automotiva que abriga.”

O início das obras está previsto para o quarto trimestre de 2021, enquanto o começo da produção deve ocorrer a partir do primeiro trimestre de 2023.

Parque Industrial Colossus Cluster Nova Lima

A instalação do Parque Industrial Colossus Cluster ocorrerá na região noroeste da cidade de Nova Lima, próximo à BR-040, uma das principais rodovias do país. A área onde a fábrica será implantada faz parte do Masterplan do Projeto CSUL Lagoa dos Ingleses e foi cedida pela empresa, em parceria com a Prefeitura do Município.

O parque prevê a fabricação de veículos e motores elétricos, células e packs de baterias, sistemas de armazenamento, dentre outros equipamentos utilizados no transporte compartilhado. Os veículos elétricos produzidos no Colossus Cluster Nova Lima terão como principal aplicação o transporte compartilhado, podendo ser produzidos diversos modelos, dentre eles, ônibus, vans e táxis para transporte de personas e logística de e-commerce. Utilizarão tecnologia de última geração, tais como algoritmos de Inteligência Artificial, proporcionando maior conforto, agilidade e segurança aos usuários.

Sistema Bondi de transporte público

O Sistema Bondi utiliza infraestrutura inteligente para o transporte público de pessoas, bens, energia, água e dados de forma eficiente, por meio de fontes de energia renováveis, sem causar impactos ao meio ambiente. Trata-se de uma estrutura aérea, de baixo custo, quando comparada a outros sistemas de transporte público, que ocupa pouco espaço e é capaz de gerar energia para seu próprio consumo, além de fornecer o excedente produzido para utilização do município.

Embora não faça parte do memorando, já há a intenção de expansão futura do Sistema Bondi, ligando o centro histórico de Nova Lima à Lagoa dos Ingleses, em uma extensão de 28 km dentro do território municipal.

Total
0
Shares
Reportagem Anterior

Metrô de Belo Horizonte funciona em escala parcial nesta quarta

Próxima Reportagem

Serviços puxam alta na geração de empregos formais em Minas


Postagens Relacionadas