Empate contra o Coxa ainda deixa o Cruzeiro no Z-4 do Brasileiro

Cruzeiro abre o placar logo no inicio de jogo com um gol de Rafinha, toma virada do Coritiba, mas consegue empate na etapa final.
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

O Cruzeiro começou com um empate a série de “finais” que terá pela frente no Brasileirão. Na abertura do returno, o time celeste recebeu o Coritiba no Independência e ficou no 2 a 2.

O time celeste abriu o placar logo no inicio de jogo com um gol de Rafinha. O Coritiba foi eficiente e conseguiu a virada nas duas oportunidades que teve. O turco Kazim deixou tudo igual e no lance seguinte Juan, de falta, botou o alviverde na frente. O empate da Raposa aconteceu com Ábila no início da etapa complementar.

Com o resultado, o Cruzeiro soma mais um pontinho mas ainda não sai do Z-4 do Brasileirão. O time de Mano Menezes soma 20 pontos e aparece na 18ª colocação. São cinco vitórias, cinco empates e 10 derrotas até o momento, aproveitamento de 33.3%.

Outro confronto direto

Na próxima rodada, o Cruzeiro terá mais um confronto direto contra outro time que luta contra o rebaixamento. No domingo, dia 21, o adversário será o Figueirense, às 18h30, no Mineirão.

O jogo

O Cruzeiro começou a partida com muita disposição. Pressionou o Coritiba e foi recompensado com o primeiro gol do jogo logo aos três minutos. Arrascaeta desceu livre pela esquerda e fez um cruzamento na medida para Rafinha meter a cabeça e sair para o abraço. Primeiro gol dele com a camisa celeste.

O time celeste dominava a partida e controlava o jogo. Buscava a velocidade pelos lados e tentava surpreender a defesa do coxa com a chegada dos volantes para a finalização. Aos 11 minutos, Henrique apareceu sozinho na intermediária e arriscou o chute. A bola passou a esquerda da meta de Wilson.

O Coritiba empatou a partida no primeiro lance de gol que teve na partida. Aos 19 minutos, após cobrança de escanteio da direita, a bola desviou e sobrou para o turco Kazim. O atacante bateu de primeira e deixou tudo igual no Independência.

Virada alviverde

Com o empate, o Coritiba se fechou na defesa. Esperava o Cruzeiro no campo dele e saia rapidamente nos contra-ataques puxados por Neto Berola. Foi numa dessas escapadas que saiu o segundo gol do Coxa. Berola arrancou e foi derrubado na entrada da area por Bruno Rodrigo. Juan foi para a cobrança e botou no canto esquerdo de Fábio.

Sem Fábio

Mano Menezes foi obrigado a mexer no time aos 34 minutos. Fábio sofreu uma entorse no tornozelo direito e não conseguiu continuar na partida. Lucas França ganhou mais uma chance e assumiu o gol celeste.

Aos 35, o time celeste teve mais uma oportunidade para empatar. Rafael Sóbis pegou rebote da defesa e arriscou o chute. A bola desviou na zaga e saiu a direita da meta alviverde. No lance seguinte, Arrascaeta cruzou da direita, Ábila, livre de marcação, tentou o cabeceio mas não conseguiu alcançar a bola.

A resposta do Coxa foi no contra-ataque. Dodô recebeu pela direita e encheu o pé. Lucas França se esticou todo e, com a ponta dos dedos, salvou o gol.

A virada deu tranquilidade para o Coxa estabelecer o esquema de jogo. Se fechou totalmente e não dava espaços para o Cruzeiro chegar com perigo ao gol de Wilson.

Chama o Ábila que ele resolve!

O Cruzeiro começou o segundo tempo da mesma forma que no primeiro: marcando. Logo ao quatro minutos, Ábila deixou tudo igual no Independência.Ezequiel cruzou da direita, Rafael Sóbis finalizou e Wilson defendeu. No rebote, Ábila dividiu com o zagueiro e empurrou para o gol.

Como o empate saiu bem cedo, o Cruzeiro ganhou tempo para tentar a virada. Melhor em campo, a Raposa pressionava especialmente pelas beiradas. Aos 22, Mano Menezes deixou o time mais ofensivo. Sacou Arrascaeta a apostou em Willian do Bigode.

Pressão!

A virada celeste quase aconteceu aos 38 minutos. Rafael Sóbis serviu Willian na direita. O Bigode cruzou rasteiro para a área e Abila fez o papel do pivô. Dominou, girou e bateu para o gol. Wilson, bem colocado, fez uma excelente defesa.

Aos 42 minutos, Ábila encontrou Willian livre pela direita. Ele cortou o zagueiro e bateu de canhota. A bola saiu rasteirinha e Wilson salvou o Coxa.

O árbitro deu quatro minutos de acréscimo. O coxa conseguiu administrar o tempo, abdicou do ataque e segurou o empate até o apito final do árbitro.

CRUZEIRO 2X2 CORITIBA

Motivo: 20ª rodada do Campeonato Brasileiro
Estádio: Independência
Data: domingo, 13 de agosto de 2016
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Gols: Rafinha, aos 2min do 1ºT. Ramón Ábila, aos 4min do 2ºT (CRU); Kazim, aos 19min, e Juan, aos 27min do 1ºT (CTB)
Cartões amarelos: Robinho, aos 31min, Ezequiel, aos 36min do 1ºT (CRU); Amaral, aos 29min do 1ºT. Luccas Claro, aos 13min, Edinho, aos 14min, Guilherme Parede, aos 19min do 2ºT (CTB)
Pagantes: 13.814 Renda: R$ 290.830,00

CRUZEIRO – Fábio (Lucas França, aos 34min do 1ºT); Ezequiel, Manoel, Bruno Rodrigo e Edimar; Henrique, Robinho, Rafinha (Marcos Vinícius, aos 30min do 2ºT) e De Arrascaeta (Willian, aos 23min do 2ºT); Rafael Sobis e Ramón Ábila Técnico: Mano Menezes
CORITIBA – Wilson; Dodô, Luccas Claro, Nery Bareiro e Juninho; Edinho, Amaral, Juan e Raphael Veiga (Fábio Braga, aos 46min do 2ºT); Kazim (Vinícius, aos 20min do 1ºT) e Neto Berola (Guilherme Parede, aos 12min do 2ºT) Técnico: Paulo César Carpegiani

Para ler mais notícias do Por Dentro de Minas, clique em esporte.pordentrodeminas.com.br. Siga também o Por Dentro de Minas no Twitter e Facebook e pelo RSS.

Total
0
Comp.
Reportagem Anterior

Não deu! Galo perde para o Santos na Vila e perde chance de assumir a liderança

Próxima Reportagem

Empate contra o Coxa ainda deixa o Cruzeiro no Z-4 do Brasileiro

Postagens Relacionadas