Redes Sociais

Tecnologia

Sedectes divulga 40 startups selecionadas para a próxima rodada de aceleração do Seed

Anúncio aconteceu durante a divulgação das ações do programa Minas Digital, em Belo Horizonte

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes) realizou um importante evento para destacar e relembrar as ações de fomento à inovação mineira. A apresentação trouxe ao palco diferentes personagens que contribuem para o crescimento da economia criativa em Minas Gerais. O objetivo era destacar e reconhecer os benefícios gerados pelas ações do programa Minas Digital.

O momento mais esperado da noite foi o anúncio das 40 startups selecionadas para a próxima rodada de aceleração do Seed, único programa de aceleração pública do Brasil. As escolhidas terão a oportunidade de desenvolver seus negócios a partir do acesso à aceleração, mentorias individuais, espaço de coworking, bancas de pitch com empreendedores de sucesso e contato com o ecossistema de empreendedorismo e inovação mineiro, brasileiro e internacional, além de capital semente de até R$ 80 mil por startup.

Minas Gerais se consolidou como importante polo tecnológico e de inovação no país. Além de concentrar o 3º maior Produto Interno Bruto (PIB) nacional, é o segundo estado com mais empresas de tecnologia da informação e biotecnologia. O segundo maior ecossistema de startups é mineiro.

Além disso, Minas tem mais de 20 incubadoras distribuídas em 16 cidades, concentrando o maior número de universidades públicas (11 federais e 2 estaduais) e seis parques tecnológicos. “Conseguimos incentivar os mineiros a pensarem de forma diferente. Temos talentos em todas as partes.

As ações do Governo de Minas Gerais têm tido resultados excelentes. E nos últimos quatros anos passamos a ser reconhecidos como um estado em excelência de pesquisa, inovação e empreendedorismo”, destaca o secretário Vinícius Rezende.

A retrospectiva trouxe exemplos de todos os programas do Minas Digital. O aluno Caio Azevedo, da Escola Estadual Francisco Menezes Filho, em Belo Horizonte, contou ao público o que aprendeu com o programa Meu Primeiro Negócio.

“Eu descobri que sou um empreendedor. Fiquei tão feliz em criar minha pequena empresa dentro da escola e ganhar dinheiro com as vendas. Tenho certeza que o empreendedorismo irá me ajudar no caminho que estou trilhando para a universidade”, disse o jovem empresário.

Um novo cenário agora faz parte da vida de Euvanido Xavier. O aluno que participou da primeira turma do curso de Mestre Cervejeiro do Pronatec Sedectes, em Ribeirão das Neves, já colhe resultados do que aprendeu em sala de aula. Xavier produz cerca de 80 litros da bebida artesanal no pequeno laboratório que criou na sua própria casa.

“Eu nunca imaginei ganhar dinheiro produzindo cerveja. Sempre gostei de tomar um chopp aos finais de semana com os amigos, agora eu sou empreendedor da bebida. Estou muito feliz em unir o que eu gosto com o meu próprio negócio”, destaca Euvanido.

Outra turma do Pronatec Sedectes mostrou que o aprendizado foi de excelência. Os alunos com Síndrome de Down, que realizaram o curso de Recepcionista de Eventos, realizaram a recepção na noite de ontem. Com muita elegância e educação, foram o destaque no evento.

Para fechar a noite, a Sedectes homenageou importantes pessoas que contribuíram para o sucesso das ações desenvolvidas. Foram destaques personagens do meio acadêmico, de governo e empresas e instituições parcerias.

Tecnologia

VLI realiza em Belo Horizonte seu segundo Hackathon!

Buscando soluções inovadoras para reforçar sua eficiência, a VLI realiza através do seu programa de inovação Inova VLI seu segundo hackathon nos dias 26, 27 e 28 em Belo Horizonte

• atualizado em 06/10/2018 às 10:43

Cada dia mais entendemos a importância e a complexidade da logística em um país tão extenso quanto o Brasil. E isso pode ser uma grande oportunidade para programadores, engenheiros, designers e especialistas em logística!

Buscando soluções inovadoras para reforçar sua eficiência, a VLI realiza através do seu programa de inovação Inova VLI seu segundo hackathon nos dias 26, 27 e 28 em Belo Horizonte. O desafio está relacionado à gestão das informações e indicadores que a empresa coleta ao longo dos seus mais de 8 mil quilômetros de ferrovias. As soluções vão utilizar a amostra de dados fornecida durante a competição e devem ser desenvolvidas utilizando a nuvem da Microsoft Azure.

As inscrições são gratuitas, mas colocam os candidatos em uma fila de espera. Os selecionados receberão a confirmação por e-mail e poderão retirar os ingressos pela internet. Na competição em outubro, os participantes serão confrontados com desafios reais e terão acesso a dados da empresa para solucioná-los em 48 horas. As duas equipes vencedoras ganharão prêmios em dinheiro e poderão se tornar fornecedores da solução para a VLI.

O que é o hackathon?

O hackathon, inicialmente um evento de programação principalmente para desenvolvedores, hoje é uma maratona de criação de soluções para os problemas propostos na competição e envolve engenheiros, designers, profissionais de logística, além dos desenvolvedores “e de todas as pessoas com habilidades diversas e que têm em comum o desejo de criar soluções relevantes”, segundo os organizadores.

Continua lendo

Tecnologia

Projetos selecionados pelo Hackatur passam por processo de aceleração

Idealizado pela Belotur, Sebrae-MG e Associação de Marketing Promocional (Ampro), com parceria da BH Airport, Hackatur oferece capacitação para startups adequarem projetos para a grande final

• atualizado em 31/08/2018 às 14:04

O Hackatur – Desafio de Inovação no Turismo continua a todo vapor. Os cinco projetos finalistas, que propuseram soluções para o turismo de Belo Horizonte, por meio dos desafios lançados pela Ampro e pela BH Airport (concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte), passam agora pela fase de ‘aceleração’, ou seja, momento de capacitação conduzido por mentorias, workshops e rodas de conversas com os players do mercado.

“Esta etapa, a qual chamamos de ‘entendimento’, tem o objetivo de aprofundar e detalhar tanto os desafios apresentados quanto os projetos concorrentes. Um destaque importante desta fase é a proximidade entre a BH Airport e Ampro dos empreendedores, que acontece por meio de rodas de conversas horizontais. Dúvidas, certezas e suposições são expostas e as chances de evolução do projeto aumentam”, comenta Tarcísio Lima, consultor da Design Thinkers Group, que está mediando o Hackatur.

De acordo com ele, a partir de um mapeamento de stakeholders (diversos tipos de públicos) dos players, o Hackatur entrará em uma nova etapa, chamada de ‘empatia’. Os empreendedores vão a campo para relacionamento com esses públicos. “É um momento de interação, de conversas e também de observação. As startups precisam ter mais intimidade com fornecedores, clientes, turistas, viajantes que, futuramente, vão ser beneficiados com as soluções e serviços propostos”, afirma Lima.

“O Hackatur impulsiona e propaga cada vez mais o conceito de destino turístico inteligente e modernização do turismo, criando novas experiências para os visitantes de Belo Horizonte. A Ampro e a BH Airport estão totalmente abertas à inovação, o que é fundamental, pois são instituições com alta capacidade de transformação. O processo de aceleração conta com metodologias modernas e facilitadores competentes para guiar a capacitação das startups”, relata Armando Júnior, CEO da Hi Position, uma das startups finalistas.

Os workshops com a participação das startups, BH Airport, AMPRO, acompanhamento da Belotur, Sebrae-MG e mediação da Design Thinkers Group serão realizados a cada 15 dias até o dia 30 de outubro, quando as duas propostas vencedoras serão conhecidas.

“A proposta é de continuidade do Hackatur em 2019. Queremos ampliar as nossas parcerias para aumentar ainda mais a conectividade entre o diverso ecossistema de startups belo-horizontinas e o mercado, buscando soluções criativas e colaborativas para alavancar e diversificar o setor de turismo e a da cadeia produtiva da capital mineira”, pontua Marcos Boffa, diretor de Políticas de Turismo e Inovação da Belotur.

Conheça os projetos finalistas:

JMM Tech

Ernani Jardim, CEO da JMM Tech, apresentou como solução para o desafio da BH Airport o AIRPP-BH, que pode funcionar como tótens digitais espalhados pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, ou também como aplicativo. Com essa tecnologia, o passageiro que se encontra no aeroporto terá todas as informações sobre localização, alterações de horários de voos e de acesso aos terminais, as várias opções de transporte do aeroporto para Belo Horizonte e serviços como lojas, restaurantes e casas de câmbio, por exemplo.

Para a Ampro, Ernani criou o Inlive, um aplicativo que, conectado ao wifi do evento (festivais, feiras, congressos, convenções etc.), permite ao visitante a localização georreferenciada de todos os serviços oferecidos, estandes, praças de alimentação, palcos, banheiros entre outros. Ao mesmo tempo, o Inlive informa ao produtor qual foi o trajeto do participante no evento, o que ele visitou, seu tempo de permanência no evento entre outras informações importantes para mensurar, com detalhes, a experiência do cliente.

Explora

O app Explora, idealizado pelos sócios Amir Khatibi e Arthur Meyer Paixão Meyer, foi apresentado para o desafio da AMPRO. O objetivo é oferecer uma solução para o viajante de ponta a ponta e de maneira personalizada. Dessa forma, o usuário pode planejar sua viagem, com compra de passagens e reserva de hotéis, criar um roteiro de atrações de acordo com seu perfil e, por fim, avaliar a experiência que teve na cidade. Isso tudo em um só aplicativo.

Traveller

O Traveller é um aplicativo que pretende incentivar o envolvimento do turista com os atrativos e passeios da cidade visitada por meio de gameficação. Projeto da dupla Guilherme Frade da Silva e Alexandre Guimarães Nicolau, o app ainda está em fase de desenvolvimento, e foi apresentado no Hackatur como solução para a AMPRO. A ideia é que o usuário interaja com o local visitado como se estivesse em um jogo. Nos roteiros propostos, ele poderá desvendar charadas e receber informações sobre os atrativos. Os pontos ganhos são transformados em benefícios para o viajante em estabelecimentos parceiros do app.

Hi Position

O projeto Hi Position, dos sócios Armando Junior e Glauber Dias, foi apresentado para o desafio da AMPRO e consiste na implantação de dispositivos de comunicação micro localizados em alguns atrativos turísticos da cidade. O objetivo é trazer praticidade para o visitante, que receberá, por meio de um aplicativo, informações sobre o local, obras de arte, atrativos turísticos e pontos relevantes na cidade. Ele poderá, também, fazer o pagamento das entradas de forma direta e digital, além de comprar passagens de ônibus, fazer reservas em hotéis, alugar um carro e escolher seus eventos favoritos.

Made in BH

Felipe Martins e Guilherme Pertence, da Made in BH, apresentaram uma solução para o desafio proposto pela BH Airport. A ideia é construir um espaço físico que funcionaria como uma central de experiências da cultura de Belo Horizonte e região. O projeto visa transformar as chegadas e partidas do aeroporto numa experiência marcante e única com um jeito de receber que só o mineiro sabe fazer. A estrutura seria sensorial, que gere essa experiência no viajante. Apresentar um pouco de BH e grande Bh e minas, as riquezas, dentro desse espaço. Venda de produtos. A ideia que ele passe por um lugar, uma espécie de museu, e conheça melhor nossa história.

Continua lendo

Tecnologia

Evento em Belo Horizonte promove encontro entre revendedores e fabricantes de tecnologia e estimula novos negócios

Engage Ingram Micro 2018 acontece no dia 21 de agosto para incentivar novos relacionamentos e negócios entre seus parceiros e levar conteúdo de TI para revendedores de Minas Gerais

• atualizado em 17/08/2018 às 16:37

Na terça-feira, 21 de agosto, revendedores e integradores de produtos e serviços de tecnologia de Belo Horizonte e região terão uma grande oportunidade para fazer novos contatos e aumentar suas chances de negócio. Das 8h30 às 18h10, no Hotel Ouro Minas, acontece o Engage Ingram Micro 2018, evento gratuito criado para facilitar a prospecção e oferecer insights para as revendas de Minas Gerais aumentarem sua cobertura de mercado, deslumbrarem novos segmentos de atuação e impulsionarem seus negócios.

Promovido pela Ingram Micro Brasil, subsidiária da maior distribuidora mundial de TI, o Engage 2018 caracteriza-se pela oferta de conteúdo e de possibilidades de relacionamento de negócios. Na programação estão palestras ministradas pelos gigantes mundiais Acserve, Apple, Bematech, Cisco, Dell EMC, Honeywell, HPI, HPE, Lenovo, Logitech, Microsoft, Polycom, Red Hat, Sophos, SMS, Veritas, ViewSonic, VMware, Wacom e Zebra, que irão compartilhar seus posicionamentos para o ano, dados de mercado e tendências nas áreas de cloud computing, advanced solutions, automação comercial (DCPOS) e produtos de consumo. A Ingram Micro Brasil ainda apresentará seus serviços de apoio aos revendedores, como a consultoria para canais, e aos fabricantes, como o centro de alta tecnologia para tratamento e destinação de ativos de TI (ITAD), e promoverá mesas de conteúdo com temas como cybersegurança, soluções financeiras e aceleração de vendas, além de reuniões entre fabricantes, revendedores e sua própria equipe.

O Engage Ingram Micro 2018, que já passou pelo Rio de Janeiro, em maio, em Santa Catarina, em junho, e em Pernambuco, em julho, vai até novembro e deve acontecer nas cidades de Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Brasília (DF) e Ribeirão Preto (SP). Inscrições e informações sobre datas e locais estão em www.ingrammicro.com.br/portal/engage2018/.

Serviços

Engage Ingram Micro 2018 em Belo Horizonte – Minas Gerais
Data: terça-feira, 21/08/2018
Local: Hotel Ouro Minas: Av. Cristiano Machado, 4001, Ipiranga, Belo Horizonte/MG
Horário: 8h30 às 18h10 (coquetel de encerramento até às 20h)

Continua lendo