Mostra de Arte do Bolinho – Ícone de BH, personagem ganha exposição com diversos artistas convidados

Mostra acontece no novo espaço Spot Culture, é um convite à imersão no processo de criação de diferentes artistas
Foto: Divulgação/Raquel Bolinho
Foto: Divulgação/Raquel Bolinho
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

Nos últimos anos, uma personagem da arte urbana ganhou as ruas e os corações dos belo-horizontinos. Agora, o Bolinho da artista Maria Raquel, ou como é conhecida “Raquel Bolinho”, ganha também exposição própria e convida importantes nomes da cena para participarem da “BH é quem?”, que tem como objetivo celebrar a cultura urbana e do grafite.

A mostra, que acontece no novo espaço Spot Culture, é um convite à imersão no processo de criação de diferentes artistas, uma vez que Maria Raquel e seus convidados pintarão ao vivo as telas da exposição a partir do dia 03 de junho. “A concepção do projeto tem como base duas principais ideias, uma é de que a exposição em si não seja somente das obras finalizadas, mas que as pessoas conheçam e possam observar o processo de criação dessas obras, e a outra é que eu apresente outros artistas para o meu público” explica Raquel Bolinho, que idealizou a mostra com a produtora Nayara Amorim.

A artista entende que sua personagem ultrapassou barreiras e hoje é conhecida por um publico amplo e diverso e que não necessariamente é familiarizado com a arte urbana. Raquel Bolinho é hoje representante do graffiti local, com projeção nacional. Mas fato é que Belo Horizonte é celeiro de grandes artistas, e já está mais que na hora de todos os conhecerem. A curadoria da exposição conseguiu reunir um grupo eclético que mostra a cena efervescente da cidade. “Todos têm trabalhos bem diversos e movimentam a cena do graffiti e a cultura urbana em geral, pintam muito e têm ótimos trabalhos. São artistas que eu particularmente gosto e queria que outras pessoas também gostassem”, completa Raquel.

Os artistas convidados e as datas das pinturas ao vivo, que serão divulgadas em tempo real no instagram @querobolinho:

  • 3 de junho (quinta-feira): Clara Valente
  • 4 de junho (sexta-feira): Kesa
  • 5 de junho (sábado): Now
  • 10 de junho (quinta-feira): Comum
  • 11 de junho (sexta-feira): Fenix
  • 12 de junho (sábado): Goma

Durante o dia da exposição, estará disponível ao público cartões postais com informações de cada grafiteiro convidado. No espaço será montada uma loja com produtos da personagem. Vale destacar que um balão inflável do Bolinho com cerca de 2 metros de altura também faz parte da mostra!

O projeto será documentado em vídeos que serão disponibilizados no canal do Bolinho do YouTube. Uma vez finalizadas, as telas estarão disponibilizadas no site www.querobolinho.com.br

Foto: Divulgação/Raquel Bolinho
Foto: Divulgação/Raquel Bolinho

Serviço

Mostra de Arte do Bolinho – BH é quem?
Local: Spot Culture – R. São Paulo, 990 – Centro
Quando? Pinturas nos dias 3, 4, 5, 10, 11 e 12 de junho
Horários: 17h as 22h.
Exposição das obras: dia 13 de junho
Horário da exposição: 14h as 18h.
Aberto ao público, sujeito à lotação (de acordo com a capacidade do espaço e normas sanitárias)

Sobre Bolinho

Criado pela grafiteira Maria Raquel, a Raquel Bolinho, o Bolinho se tornou um ícone de Belo Horizonte. Seu intuito é colorir a cidade e dividir com milhares de pessoas sua paixão por doces, bolos, cupcakes e arte! O Bolinho nasceu em 2009 e rapidamente foi se multiplicando. Atualmente já foram pintados centenas de Bolinhos que podem ser encontrados por toda cidade, sempre com cores vibrantes e traços fortes, eles são apresentados nos mais variados suportes artísticos e urbanos, deixando as ruas mais açucaradas.

Sobre os artistas convidados

1) Clara Valente

Formada em Artes Plásticas pela Escola Guignard, Clara especializou-se em pintura e desenho. Seu trabalho traduz paisagens lúdicas e libertinas em geometrias orgânicas, com forte referência ao cerrado das montanhas e à arquitetura de BH. É uma retratista da natureza, buscando sempre diálogo com seus elementos, estações e seu lugar no espaço tridimensional

2) João Marcelo Goma

João Marcelo, mais conhecido como Goma, se consagrou como uma das lendas da arte urbana da capital mineira. Explorando as letras, sempre com cores vibrantes, espalha seus graffitis em vários murais pela cidade. Atua como produtor de eventos de graffiti e possui uma loja voltada para este público, a Real Grapixo, que conta também com uma marca de roupas própria, conhecida por estampar em suas peças a arte de diversos artistas do país.

3) Lucas Skritor

Lucas, Escritor ou “Skritor”, é grafiteiro, tatuador e artista plástico. Começou no graffiti na sua adolescência e desde 2009 espalha letras e painéis pela cidade de Belo Horizonte. Estudante de Artes Plásticas pela Guignard, atualmente faz experimentações que misturam sua linha urbana de caligrafia, aos traços marcantes e abstracionismo. O caos urbano e o conflito de cores com o cinza geram a estética de seu trabalho.

4) Fênix

Fênix, artista, grafiteira e ilustradora autodidata, manifesta em suas obras reverência à plenitude de essências internas e raízes culturais, mantendo a sua descendência viva em seus estudos e processos criativos.

Atuante na cena de arte urbana mineira desde 2016, seu trabalho prioriza enaltecer a força e a beleza afro e indígenas, interligadas ao poder da união, da tolerância e do equilíbrio.

5) Comum

Comum atua nas ruas de Belo Horizonte desde 2004, e desenvolve trabalhos em diferentes modalidades da arte urbana e das artes plásticas como graffiti, stencil, muralismo, lambe-lambe, gravura e as artes gráficas em geral. Seu trabalho traz imagens icônicas dentro de uma ambiência gráfica, onde articula conceitos que vão da cidade à floresta, muitas vezes marcando um posicionamento crítico, ou um modo de estar nestes espaços que, no mínimo, não é neutro. Vários de seus trabalhos são colaborações com outrxs artistas, onde ele demonstra toda a versatilidade da sua linguagem visual em ricos diálogos.

6) Nowone

Now vem colorindo os muros de Belo Horizonte há 10 anos. Apelidado de “Caveirinha”, seu personagem tem carisma e versatilidade, com isso tem marcado presença em todas as regiões da cidade, experimentando vários estilos de pintura, desde simples bombs até painéis mais elaborados.

Total
0
Shares
Reportagem Anterior

Veículo retido: qual é a nova regra para regularizar?

Próxima Reportagem
Foto: Divulgação/PCMG

Polícia indicia suspeito de matar vizinha a facadas em Belo Horizonte


Postagens Relacionadas