O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.

CineBH promove roda de conversa com Tavinho Teixeira, Mariah Teixeira e Ney Matogrosso

Também terá masterclass com a produtora Laura Citarella e debate com equipe de “Baixo Centro”
Por Dentro de Minas - Google News
Índice Hide
  1. Serviço

A 12ª CineBH – Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte teve início na noite desta terça, 28 de agosto, no Cine Theatro Brasil Vallourec. Com casa cheia, a abertura oficial contou com a realização de performances artísticas e musicais, além da apresentação da temática escolhida para este ano, “Pontes Latino-Americanas”, e exibição do longa “Sol Alegria”, com a presença dos diretores, Tavinho Teixeira e Mariah Teixeira e do ator e cantor Ney Matogrosso, que integra o elenco do filme.

A Mostra, que será realizada até o próximo domingo, 2 de setembro, conta com uma intensa agenda nesta quarta-feira, 29 de agosto. Além das atividades programadas para o 9o Brasil CineMundi – encontro de coprodução internacional, com apresentação de projetos e meetings, estão programadas rodas de conversa, masterclass e, é claro, exibição de filmes. Toda a programação é inteiramente gratuita.

Às 12h, a equipe de “Sol Alegria” se reuniu para uma Roda de Conversa no Cine Lounge, montado no Palácio das Artes e com a presença de diretores e elenco – incluindo Ney Matogrosso.

Às 15h, no Teatro João Ceschiatti, a produtora Laura Citarella apresenta a masterclass “Modos de Produzir”, dentro das atividades do Programa de Formação Audiovisual. O encontro promoverá um intercâmbio de experiências, com objetivo de apontar exemplos da história do cinema e dos filmes produzidos pela El Pampero Cine, homenageada desta edição, para pensar e refletir sobre as maneiras de produzir e de como estas incidem diretamente no resultado das imagens. A mediação será do crítico e curador Francis Vogner dos Reis.

Às 17h, o Programa de Formação Audiovisual continua com o encontro “O mercado e a formação em documentário”, com as presenças de Luis González Zaffaroni (diretor do DocMontevideo/DocSP – Uruguai), Maria Bonsanti (diretora do Eurodoc – França) e Pierre-Alexis Chevit (diretor do Doc Corner Project, Marché du Film, Cannes Festival – França), com mediação de Gudula Meinzolt, colaboradora do Brasil CineMundi.

Em pauta, o documentário contemporâneo, que vive período de efervescência cultural, se apresentando como um meio importante para a reflexão e a discussão sobre a sociedade e o mundo em que vivemos, ao mesmo tempo em que ocupa, cada vez mais, um espaço importante no mercado audiovisual. Os convidados irão refletir sobre as questões de mercado, formação e alcance que o gênero apresenta na atualidade.

A partir das 18h, o Cine Lounge recebe a videoperformance dos artistas Brahyan e Fabiano Fonseca. Às 19h, no mesmo local recebe mais uma Roda de Conversa, desta vez com diretores e equipe do longa-metragem mineiro Baixo Centro, de Samuel Marotta e Ewerton Belico. O filme, ganhador da Aurora na Mostra de Cinema de Tiradentes em janeiro deste ano, terá sua primeira exibição em Belo Horizonte após o encontro, às 21h, no Cine Humberto Mauro. Para celebrar a sessão, o coletivo Família de Rua, que tem presença marcante em Baixo Centro e fundou o Duelo de Mcs em 2007, vai tocar músicas do álbum Ontem, Hoje e Sempre.

NAS TELAS
A programação de filmes tem início às 14h, com exibição dos curtas que integram a programação do Cine-Escola, seguidos do Cine Debate, no MIS Santa Tereza.

Às 17h30, no Cine Humberto Mauro, acontece a primeira sessão de curtas-metragens da Mostra Pontes Latino-Americanas, com exibição de Bla bla bla (Andrea Tonacci, Brasil, 1968) e Agarrando Pueblo – Os Vampiros da Miséria (Luis Ospina, Carlos Mayolo, Colômbia, 1978).

Às 19h, no Cine Sesc Palladium, acontece a primeira sessão da Mostra A Cidade em Movimento, com cinco curtas-metragens que tematizam “A cidade e seus múltiplos”. Os filmes exibidos nesta quarta são Cenas Urbanas (Rodrigo Sampaio Cauhi e Tobias Cazarini Trotta), BH é o Texas (Jorge Mairink, Marcelo Lin e Marcão Pesada), Marquinhos e Princesa (Nélio Costa), Favela em Diáspora (Gabriela Matos) e De Mão em Mão (Clebin Quirino & das quebradas). Em seguida, no hall do cinema, acontece uma roda de conversa, com representantes dos filmes, mediados pela curadora Paula Kimo.

Outros dois filmes completam a programação de quarta-feira. Às 19h, no Cine Humberto Mauro, tem La Mujer de los Perros (2015), de Laura Citarella e Veronica Llinás, exibido dentro da homenagem à El Pampero Cine. Já no MIS Cine Santa Tereza, às 19h30, passa Antígona (2018), do mexicano Pedro González Rubio, como parte da Mostra Pontes Latino-Americanas.

A programação do Cine Humberto Mauro termina com a exibição de Baixo Centro, às 21h.

NOITE DE ABERTURA TEVE CASA CHEIA
A abertura da 12ª CineBH movimentou o Cine Theatro Brasil Vallourec na noite de terça-feira, dia 28. Seguindo a temática desta edição, “Pontes Latino-Americanas”, a cerimônia, dirigida por Chico de Paula e Grazi Medrado, contou com a apresentação de Giovanna Heliodoro, que mostrou aos presentes as principais atrações da mostra este ano, com uma performance da atriz Marina Viana, em diálogo com a ideia de pontes, limites, relações e uniões.

A produtora argentina Laura Citarella recebeu o Troféu Horizonte em homenagem à El Pampero Cine, coletivo de realizadores que vem se destacando por suas formas de produção e exibição fora dos meios tradicionais. Ao lado de autoridades e do trio de curadoria formado por Pedro Butcher, Francis Vogner dos Reis e Marcelo Miranda, Laura disse ter recebido o tributo com surpresa. “Não falo isso como falam aqueles artistas que ganham homenagens e se dizem surpresos, porque eles não estão. Falo com sinceridade: não esperávamos um reconhecimento como esse”.

Ela frisou que a El Pampero Cine se caracteriza como um “encontro de amigos” e disse não qualificar o grupo como uma produtora. “Somos companheiros, praticamente irmãos, e queremos que seja assim a vida toda”. A El Pampero é formada por Laura, Mariano Llinás, Alejo Moguillansky e Agustín Mendilaharzu. Além de La Mujer de los Perros, de Laura Citarella e Veronica Llinás, exibido nesta quarta, a Mostra Homenagem contará também com as sessões de La Flor, de Mariano Llinás, vencedor do Bafici em 2018 e um dos grandes destaques da programação do evento.

Fechando a noite de abertura, foi exibido, em pré-estreia nacional, o paraibano Sol Alegria, de Tavinho Teixeira e Mariah Teixeira. A sessão teve a presença do cantor Ney Matogrosso, que atua no filme como um “toureiro do fim do mundo”.

TODA PROGRAMAÇÃO É OFERECIDA GRATUITAMENTE AO PÚBLICO.

Serviço

12ª CINEBH – MOSTRA INTERNACIONAL DE CINEMA DE BELO HORIZONTE
BRASIL CINEMUNDI – 9TH INTERNACIONAL COPRODUCTION MEETING
28 de agosto a 02 de setembro de 2018

Total
0
Shares

Relacionados