Redes Sociais

Últimas Notícias

Circuito Liberdade ganha novo espaço e pintura de prédios públicos

Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Cultura e do Iepha-MG, viabiliza importantes parcerias para a execução das obras e fortalece a ação da política de patrimônio do estado com o novo equipamento cultural

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) e do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG), vai entregar à população, em 2018, um novo espaço cultural: a Casa do Patrimônio Cultural de Minas Gerais.

O equipamento irá funcionar no edifício da antiga Secretaria de Estado de Viação e Obras Públicas, na Praça da Liberdade, esquina com a Rua Gonçalves Dias, local que já abrigou também a sede do Iepha-MG.

Segundo a presidente do Iepha-MG, Michele Arroyo, a Casa do Patrimônio vai solidificar o esforço do Governo de Minas Gerais no sentido de ampliar e irradiar a política pública de cultura para o interior do estado.

“A Casa do Patrimônio vai representar um lugar de convergência. O objetivo é a construção de um grande espaço de articulações voltado para os municípios mineiros. Queremos um diálogo do Circuito Liberdade com todas as 17 regiões que marcam a administração do estado”, afirma a presidente.

Ainda neste ano, além da edificação que abrigará a Casa do Patrimônio, o Museu Mineiro e o Arquivo Público Mineiro ganharão uma nova pintura das fachadas. A ação integra uma parceria do Governo do Estado, por meio do Iepha-MG, com a Coral – por meio do programa Tudo de Cor -, a Casa & Tinta, o Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Estado de Minas Gerais (Sicepot-MG) e o Grupo Orguel.

O Coreto da Praça e os muros do Palácio da Liberdade também receberão nova pintura. O público poderá participar do projeto com a escolha das cores que serão utilizadas no conjunto arquitetônico, por meio de um concurso.

O prédio da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais, assinado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, e seu anexo também passarão por obras. A finalidade é garantir a preservação e conservação das edificações e do acervo.

Para abrigar a Casa do Patrimônio Cultural de Minas Gerais, a edificação vai passar por uma reforma significativa, com recursos oriundos do Fundo Estadual de Defesa de Direitos Difusos (Fundif), programa criado para promover a reparação de danos causados ao meio ambiente, a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico. O recurso destinado à intervenção é da ordem de R$ 1,5 milhão.

O projeto da reforma prevê a revisão da infraestrutura elétrica, recuperação do piso, retorno das estruturas originais, adequação às normas do Corpo de Bombeiros para a nova ocupação do prédio e a adequação do Ateliê de Restauro para visitação pública.

A abertura está prevista para novembro, com a inauguração de uma exposição sobre a temática do patrimônio cultural, com o patrocínio da Cemig.

Participação popular

Além da Casa do Patrimônio, o Circuito Liberdade também terá edificações revitalizadas por uma nova pintura nas fachadas. A iniciativa abrange o Museu Mineiro, Arquivo Público Mineiro e Casa do Patrimônio, além do muro do Palácio da Liberdade e o Coreto.

“Sentimos-nos honrados em participar desta transformação na cidade de Belo Horizonte e contribuir com esse projeto, que é um grande conjunto integrado de cultura do país. Para nós, pintar é um ato de cidadania, à medida que protegemos e embelezamos nosso patrimônio com o uso da tinta”, comenta Fernando Domingues, diretor de Marketing da AkzoNobel Tintas Decorativas.

A população poderá escolher as novas cores dos espaços, por meio de votação no site da Globo Minas, parceira do projeto (www.globominas.com.br). O público irá escolher entre dois cenários do conjunto arquitetônico, montados com cores originais das edificações levantadas a partir de prospecções realizadas pelo Iepha.

O concurso para escolher as cores selecionadas para os prédios ganharam dois padrinhos: a cantora Fernanda Takai e o rapper Flávio Renegado. A previsão de conclusão da primeira etapa da pintura dos edifícios é novembro.

Casa do Patrimônio

A Casa do Patrimônio Cultural de Minas Gerais vai consolidar a reabilitação da paisagem do Conjunto Urbano da Praça, abrigando um espaço articulador dos conteúdos de cultura e patrimônio cultural no Circuito Liberdade e para os demais municípios do estado.

Seu objetivo é fortalecer a ação da política estadual de patrimônio cultural no relacionamento com a sociedade e poderes públicos locais na efetivação do Sistema Estadual de Patrimônio e de Cultura.

Neste novo equipamento, serão estruturadas as ações institucionais de proteção e gestão do patrimônio cultural de Minas Gerais , com a participação da comunidade, de agentes culturais e de instituições de fomento e de pesquisa.

Desta maneira, serão implementados projetos de educação, salvaguarda, promoção, pesquisa, conservação do patrimônio cultural material e imaterial, promovendo uma gestão compartilhada e democrática.

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

176 vítimas do rompimento da barragem da Vale são identificadas

Governo de Minas Gerais diz que 134 pessoas estão desaparecidas

Corpo de Bombeiros de Minas Gerais localizou 176 corpos de vítimas do rompimento da narragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, região metropolitana de Minas Gerais. Todos os corpos foram indentificados pelo Instituto Médico Legal (IML).

Segundo informações do governo de Minas Gerais, 134 pessoas estão desaparecidas, sendo 31 funcionários da mineradora Vale e 103 trabalhadores terceirizados e moradores da região.

Desde ontem (20), uma equipe do Corpo de Bombeiros está fazendo buscas na área onde funcionava o almoxarifado da Vale. No local foi encontrado um corpo, removido para o IML para identificação.

A tragédia causada pelo rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, a 57 quilômetros de Belo Horizonte, completa hoje (4) 11 dias de buscas.

O almoxarifado foi identificado pelo cruzamento de dados, de localizações georreferenciadas e de indicações do terreno. As buscas na área do almoxarifado se desenvolveram durante esta quinta-feira e continuarão amanhã (22), segundo o Corpo de Bombeiros.

O Corpo de Bombeiros trabalha em sete frentes de buscas na área da barragem que se rompeu no último dia 25 de janeiro. Nesta fase de escavações, o trabalho é mais difícil porque a lama está muito profunda. A corporação mineira atua com apoio de militares de outros estados.

Continua lendo

Últimas Notícias

Polícia prende suspeito de matar ex-namorada em Betim

Ex-namorado é suspeito de matar vítima com vários golpes de martelo na cabeça

A Polícia Civil de Minas Gerais realizou o cumprimento do mandado de prisão preventiva em desfavor de Matheus Vítor Vilela, 22 anos, na última sexta-feira, 15 de fevereiro.

Matheus é suspeito de, no dia 1º de fevereiro, ter assassinado a ex-namorada Akiria Carla Ferreira da Silva, 20 anos, com vários golpes de martelo na cabeça. Na data do crime, o suspeito que insistia em reatar o relacionamento com a vítima, a procurou e a agrediu com diversos golpes fatais.

A vítima foi encontrada na casa dela, no bairro Granja São João, em Betim, gravemente ferida. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu em seguida.

Iniciadas as investigações pela Polícia Civil, o suspeito pelo feminicídio foi identificado, mas, após cometer o bárbaro delito, fugiu para Belo Horizonte, onde ficou escondido até a data da prisão.

Logo após o assassinato, Matheus também subtraiu o aparelho celular da vítima, ocasião em que passou a utilizar rede social dela (Facebook), para ameaçar parentes e amigos de Akíria.

O envolvido, já era investigado pela PCMG pela prática de dez crimes de roubo, contra motoristas do aplicativo ¿’ber”, na cidade de Betim.

Continua lendo

Últimas Notícias

Polícia Civil atua em sequestro de gerente de banco e prende suspeito

A vítima foi feita refém do grupo quando chegava em casa, em Belo Horizonte

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em mais uma ação de pronta resposta, prendeu, nesta quarta-feira (20), Rafael Silveira de Almeida, de 38 anos. Ele é um dos suspeitos de sequestrar um gerente de banco ontem à noite no bairro Guarani, em Belo Horizonte.

Segundo o Delegado Ramon Sandoli, o crime, iniciado ontem (19), é de extorsão mediante sequestro na modalidade “sapatinho” pela sequestração do gerente do banco. A vítima, que tem 29 anos, foi feita refém do grupo quando chegava em casa, em Belo Horizonte. Depois os suspeitos foram até a casa dos pais do gerente, em Betim e da namorada dele, de 21 anos, onde fizeram os reféns juntamente com um amigo, de 20. Mantiveram os quatro no cativeiro, em Ribeirão das Neves, retornando com o gerente para a agência bancária, onde a vítima, com o artefato de simulacro amarrado em seu corpo, tinha a missão de abrir o cofre e retirar o dinheiro para repassá-lo os criminosos.

“A PCMG foi acionada e, por volta das 13h de hoje (20), conseguiu localizar o cativeiro, em Ribeirão das Neves, onde foi feito a liberação dos quatro reféns sem nenhum ferimento e a prisão de um dos suspeitos que estava no cativeiro com uma arma de fogo calibre 22, utilizada, provavelmente para intimidar os reféns”, garantiu o Delegado. O preso, que já tem passagens por roubo, furto e lesão corporal, saiu da prisão em dezembro de 2018.

Para o Delegado Sandoli, a forma de deslocamento dos integrantes da quadrilha é indicativo de que eles conheciam a região, levantando a suspeita de que os autores sejam da região metropolitana de Belo Horizonte, sendo que as investigações prosseguem para identificar e prender os outros envolvidos.

Continua lendo