Redes Sociais

Últimas Notícias

Artista plástico mineiro Fernando Vignoli morre em hospital de Belo Horizonte

Conhecido por suas pinturas e performances, ele tinha 56 anos e faleceu na tarde desta terça-feira na Santa Casa de Misericórdia.

Morreu na tarde desta terça-feira, 13, na Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte, o artista plástico mineiro Fernando Vignoli. O artista havia sido internado na última segunda-feira, mas acabou não resistindo às complicações.

O hospital não informou a causa da morte. Mas no inicio da madrugada a família do artista publicou uma mensagem no próprio perfil de Vignoli informado a morte.

Fernando Vignoli, nasceu em Belo Horizonte onde formou-se em Comunicação Visual na Escola Superior de Artes Visuais (ESAP), da capital. Abriu seu primeiro estúdio onde destacou-se com exposições realizadas na cidade.

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Minas lidera ranking dos estados com maior número de formalizações em 2018

Promoção de vendas, serviços domésticos, obras de alvenaria foram as atividades com maiores saldos de formalizados no período

Minas Gerais foi o estado com maior saldo de formalização de Microempreendedores Individuais (MEI) em 2018. De acordo com um levantamento feito pelo Sebrae com base nos dados do Portal do Empreendedor, o estado fechou o ano com o saldo de mais de 37 mil MEI, 6 mil a mais que São Paulo, que ficou com o segundo lugar no saldo de formalizações.

Vale lembrar que no final de janeiro de 2018 houve o cancelamento de mais de mais de 117 mil CNPJ de MEI no estado, que estavam em débito com o pagamento de tributos nos últimos três anos e que não entregaram as Declarações Anuais do Simples Nacional (DASN-SIMEI). Sendo assim. “Considerando as exclusões de CNPJ de MEI que tivemos no início do ano, Minas Gerais registrou ainda 154 mil novas formalizações em 2018, mais de 18% do total de 2017”, justifica o analista do Sebrae Minas Breno Fernandes.

O setor de serviços representou 72% do saldo de formalizações em 2018 no estado com 27.233 MEI. As atividades com os maiores números de registros durante o ano foram: promoção de vendas (4.628 MEI), serviços domésticos (4.459 MEI), obras de alvenaria (4.388 MEI), cabeleireiros, manicure e pedicure (4.322 MEI) e preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo (2.574 MEI).

As regiões Centro-Oeste e Sudoeste (8.530 MEI) e a Triângulo e Alto Paranaíba (7.003 MEI) lideraram o ranking de formalizações com  mais de 15 mil MEI. As cidades que tiveram os maiores saldos de formalizados foram: Uberaba (3.604 MEI), Belo Horizonte (1.774 MEI), Juiz de Fora (1.407 MEI), Nova Serrana (1.363 MEI) e Divinópolis (1.360 MEI).

Acumulado

Desde a criação da figura jurídica do MEI, em 2008, até dezembro de 2018, já são 7,7 milhões de formalizados em todo o país. Minas Gerais ocupa o terceiro lugar em número acumulado de formalizações com 892,2 mil MEI, atrás de São Paulo (2 milhões MEI) e Rio de Janeiro (903,9 mil MEI).

Ainda segundo o levantamento do Sebrae, do total de formalizados mineiros 53% são homens e 47% mulheres. Além disso, 55% dos MEI do estado têm entre 31 a 50 anos de idade.

Saldo de formalizações de janeiro a dezembro de 2018 – por estado
UF MEI
MG 37.425
SP 31.366
PR 29.751
SC 22.115
RS 15.406
ES 1.480
PB 1.252
MS 122
SE -358
PI -703
CE -769
RN -928
RR -1.387
TO -1.845
DF -2.448
AP -2.821
GO -2.889
RO -3.463
PE -4.130
AL -4.166
MT -4.664
AM -6.987
MA -8.121
AC -9.742
BA -16.172
PA -19.004
RJ -50.060
BRASIL -1.740

 

Maiores saldos de formalizações de janeiro a dezembro de 2018 – por setor em Minas Gerais
Setor MEI
Serviços 4.266
Comércio -2.625
Indústria 7.162
Construção Civil 4.419
Agropecuária 1.236
Saldo de formalizações de janeiro a dezembro de 2018 – por regional de Minas Gerais
Região MEI
Centro 2.899
Zona da Mata e Vertentes 6.965
Sul 5.754
Triângulo e Alto Paranaíba 7.003
Rio Doce e Vale do Aço 4.669
Centroeste e Sudoeste 8.530
Norte 1.822
Jequitinhonha e Mucuri -111
Noroeste -106
Maiores saldos de formalizações de janeiro a dezembro de 2018 – por cidade em Minas Gerais
Município MEI
Uberaba 3.604
Belo Horizonte 1.774
Juiz de Fora 1.407
Nova Serrana 1.363
Divinópolis 1.360
Perdigão 934
Uberlândia 865
Governador Valadares 865
Montes Claros 695
Maiores saldos de formalizações de janeiro a dezembro de 2018 – por atividade em Minas Gerais
Atividade MEI
Promoção de vendas 4.628
Serviços domésticos 4.459
Obras de alvenaria 4.388
Cabeleireiros, manicure e pedicure 4.322
Preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo 2.574
Serviços de entrega rápida 2.364
Outras atividades de ensino não especificadas anteriormente 1.886
Treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial 1.645
Serviço de táxi 1.340
Atividades de fornecimento de infraestrutura de apoio e assistência a paciente no domicílio 1.205
Total acumulado de formalizados até 2018 – por estado
UF MEI
SP 2.045.228
RJ 903.908
MG 892.231
PR 477.625
RS 476.903
BA 425.483
SC 311.835
GO 270.204
CE 247.795
PE 246.819
ES 203.539
PA 165.629
DF 139.429
MT 136.667
MS 111.431
PB 109.111
RN 101.355
MA 92.177
AL 77.632
PI 64.186
AM 63.434
TO 55.659
SE 48.017
RO 46.135
AP 12.790
RR 11.755
AC 8.042
BRASIL 7.745.019

 

Total acumulado de formalizados até 2018 – por setor em Minas Gerais
Setor MEI
Serviços 366.671
Comércio 290.088
Indústria 139.866
Construção Civil 90.353
Agropecuária 5.253

 

Continua lendo

Últimas Notícias

Inscrições abertas para o Concurso de Marchinhas Mestre Jonas 2019 com nova categoria Hit do Carnaval

Concurso de Marchinhas Mestre Jonas 2019 conta com nova categoria Hit do Carnaval

• atualizado em 22/01/2019 às 11:03

Concurso Marchinha 2019 – Foto: Pedro Duarte/Divulgação

Já tradicional no calendário do carnaval de Belo Horizonte, a 8ª edição do Concurso de Marchinhas Mestre Jonas 2019, está com as inscrições abertas até o próximo dia 12/02 e vem cheio de novidades para atender a evolução do carnaval mais vibrante e irreverente do Brasil, a surpreendente BH. A grande novidade é a abertura de uma nova categoria, o “Hit do Carnaval”.

A primeira etapa do concurso acontece no dia 22 de fevereiro (sexta-feira), na Quadra da Escola de Samba Cidade Jardim, a partir das 19h.

Neste ano, o concurso vai distribuir R$ 15 mil em prêmios. Para a categoria marchinhas, o prêmio para o 1º lugar é de R$ 5 mil; o 2º lugar, R$ 3 mil; e o 3º lugar receberá R$ 2 mil, além o Troféu Mestre Jonas. Na categoria “Hit do Carnaval” 2019, o prêmio será de R$ 5 mil para o primeiro lugar.

Para essa primeira etapa do concurso serão selecionadas 15 marchinhas, pela comissão julgadora e 05 músicas com potencial para ser o Hit do Carnaval de BH. O resultado da curadoria será divulgado no dia 16/02.

As 15 marchinhas selecionadas serão posteriormente arranjadas por Thiago Delegado e ensaiadas com os concorrentes para serem apresentadas na Quadra da Cidade Jardim no dia 22 de fevereiro, juntamente com as 5 melhores músicas concorrentes ao Hit do Carnaval, que, neste caso, serão executadas e interpretadas pelos seus próprios autores. As 10 melhores marchinhas e as 3 melhores músicas concorrentes ao Hit do Carnaval irão para a grande final que acontecerá no dia 28 de fevereiro, no Baile de Marchinhas Mestre Jonas, no Mercado Distrital do Cruzeiro, a partir das 20h.

Ouça aqui:

Como se inscrever:

As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site www.sympla.com.br/mestrejonas. O proponente, no ato da inscrição, deve fornecer as informações cadastrais contendo o link de acesso para a marchinha que deve ser postada via Soundcloud (www.soundcloud.com​)​, letra cifrada, nome(s) do(s) intérprete(s).

Critérios de avaliação:

Pelo menos três profissionais de reconhecido mérito no meio musical, serão selecionados pela Comissão Organizadora, para formar o júri que irá avaliar as marchinhas e as músicas inscritas para se tornarem o Hit do Carnaval . Os critérios de análise são originalidade; letra; harmonia e melodia, além de, no dia da apresentação, a caracterização e a performance dos intérpretes no palco.

A apuração final do júri técnico será no dia 28/02, no Distrital, com as apresentações e pela soma de pontos dos jurados para definir as três melhores marchinhas e do Hit do Carnaval de BH. As três melhores marchinhas serão novamente executadas e, em seguida, o público escolherá a ordem de premiação, por aclamação. O Hit do Carnaval também será escolhida pela aclamação dos presentes.

Um pouco da história do Concurso de Marchinhas Mestre Jonas

Criado para resgatar a tradição das marchinhas de carnaval em Belo Horizonte, o Concurso de Marchinhas Mestre Jonas entra em sua oitava edição com uma grande expectativa – superar em qualidade e em quantidade o número de composições inscritas e um valor ainda maior em prêmios.

O Concurso tem em sua origem a concepção de cantora, compositora e produtora musical Brisa Marques e do gestor cultural Kuru Lima, da Cria! Cultura. A direção artística é do músico, arranjador e compositor Thiago Delegado.

O sucesso de marchinhas vencedoras e participantes nos últimos anos demonstra o quanto o concurso já se estabeleceu como referência para o carnaval de rua de BH.

Músicas como “Na coxinha da Madrasta”, vencedora de 2012 que ganhou destaque na mídia nacional, “Imagina na Copa” e “Solta o Seu Toim” que viraram sensação do carnaval de 2013, ou as divertidíssimas “Baile do Pó Royal”, “Pula Catraca” e “Carnaval” que marcaram o ano de 2014 e que ganharam as bocas e as ruas da capital.

Em 2015, as cinco melhores composições foram: “Rejeitados de Guarapari”, de Flávio Boca, Rae Medrado e Sérgio Duá; “Selfolia”, de Gustavo Maguá, Vitor Velloso e Alexandre Horta, “Eu quero todo mundo dando beijo na boca”, de Luiz Rocha; “Essa Cana – Bidiol”, de Ruston Albuquerque, André Albuquerque e Ricardo Gomes; e “Do desespero a alegria”, de Pablo Castro.

2016 foi o ano de “Não enche o saco do Chico”, de Marcos Frederico e Vitor Velloso; “Prefeito, libera o cooler”, de Helton Lima e Joílson Cachaça e “A letra da marchinha”, de Pablo Castro levarem os prêmios. No ano seguinte, 2017, a marchinha “Baile do Cidadão de bem” de Helbert Trotta, Marcos Frederico e Jhê Delacroix, ganhou o primeiro lugar e em 2018, a marchinha “Esperando o Metrô”, de João Batera e Dimas Lamounier sagrou-se campeã do certame.

Hoje, o Concurso de Marchinhas de Carnaval Mestre Jonas, é referência em todo país, pois a cada ano, tem número crescente de inscrições de canções inspiradíssimas e aumento do público que comparece às eliminatórias, e divide opiniões e inflama a torcida por uma ou outra composição. Tudo isso numa grande festa onde a alegria, deboche, respeito e diversão!

A Amstel é a cerveja oficial do Concurso.

SERVIÇO

8ª EDIÇÃO CONCURSO DE MARCHINHAS MESTRE JONAS
Etapa Inscrições
Período de inscrições: De 17/01 a 12/02/2019
Link para Inscrições pelo site: www.sympla.com.br/mestrejonas
Informação para o público: 31 – 3284-0709

Continua lendo

Últimas Notícias

Polícia realiza quinta fase da Operação “Iscariotes” em Ibiá

Operação investiga e reprime organização criminosa envolvida em furto de tratores

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou em Ibiá, na última quinta-feira (17), a quinta fase da Operação “Iscariotes”, que tem por objetivo a desarticulação de uma organização criminosa especializada no furto de tratores.

Nessa fase, o objetivo foi a prisão de E.T.F., de 40 anos, o qual era o responsável pela encomenda dos veículos que seriam subtraídos, bem como pela intermediação da revenda junto aos receptadores. Este foi o sexto membro da organização criminosa preso.

O suspeito foi preso em posse de um veículo que foi arrecadado por se tratar de bem adquirido com os proventos dos crimes.

Após ser inquirido o desfavorecido foi encaminhado ao Sistema Prisional.

Fases da operação

A Operação “Iscariotes” foi deflagrada para apurar, inicialmente, os crimes de furtos a tratores ocorridos na região da cidade de Ibiá, nos meses de outubro e novembro de 2018, mas acabou por investigar também outros crimes mais graves, os quais envolvem, inclusive, membros de um grupo sediado em Uberaba que são diretamente vinculados a uma facção criminosa nacional.

Para praticar os crimes os suspeitos utilizavam um caminhão e uma caminhonete ambos roubados e clonados. Para subtrair os tratores e transportá-los para o Estado de São Paulo, onde os tratores eram repassados para os receptadores ainda não identificados.

1ª fase: Na primeira fase da Operação, a Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar, após intensa perseguição, prendeu o suspeito A.S.O., de 38 anos, bem como arrecadou a caminhonete e o caminhão que sempre eram utilizados na prática dos crimes.

2ª fase: Na segunda fase os investigadores da Polícia Civil em Ibiá realizaram a prisão de F.C.A., de 37 anos, a qual foi presa na cidade de Uberlândia. Na mesma oportunidade os policiais civis arrecadaram um veículo que estava em poder da suspeita.

3ª fase: Na terceira fase da Operação a Polícia Civil realizou a prisão de L.F.B.R., de 25 anos, o qual foi capturado no interior de sua residência na cidade de Ibiá/MG.

4ª fase: Na quarta fase a Polícia Civil prendeu os suspeitos P.R.M., de 42 anos, na cidade de Rio Paranaíba e T.M.P.D. de 25 anos, no distrito de Guarda dos Ferreiros.

Eles deverão responder pelos crimes de furto qualificado pelo concurso de pessoas e pelo fato de transportar veículo automotor para outro Estado, bem como por receptação dolosa, falsificação de documento público, adulteração de sinal identificador de veículo, organização criminosa e obstrução de Justiça.

Continua lendo