fbpx
Redes Sociais

Últimas de Variedade

Polícia Civil ouve mais um envolvido e promove encontro emocionante

Vítima salva do rompimento da Barragem de Fundão prestou depoimento no terceiro inquérito policial e reviu a equipe que a resgatou do mar de lama.

Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

A tarde desta segunda-feira, dia 17, para Darci Francisca dos Santos, de 63 anos, uma das vítimas do rompimento da Barragem de Fundão, da Samarco Mineração S.A., em Mariana, foi marcada por colaboração no terceiro inquérito policial da Policial Civil de Minas Gerais, que investiga as lesões corporais graves provocadas em decorrência do desastre, e também por emoção em rever parte da equipe de policiais civis e bombeiros militares que a resgatou, de helicóptero, em meio à lama no trágico 5 de novembro de 2015. A senhora prestou depoimento na 5ª Delegacia Regional de Polícia de Ouro Preto e ainda passou por exame de corpo de delito complementar, realizado por profissionais do Posto de Medicina Legal da cidade.

De acordo com o presidente da investigação, delegado regional Rodrigo Bustamante, além de Dona Darci, outras seis pessoas já foram ouvidas, entre vítimas, testemunhas e um médico. “A senhora prestou depoimento para falar das lesões sofridas e das sequelas que ficaram após o fato. A intenção do inquérito é verificar se há vinculação entre sequelas e lesões”. Para isso, conforme explica o delegado, além dos depoimentos, são realizados exames de corpo de delito indireto, com base em laudos e relatórios médicos do atendimento prestado à época e também por exame complementar pela equipe do Posto de Medicinal Legal.

Esse terceiro inquérito policial foi instaurado pela Polícia Civil de Minas Gerais no último dia 29 de setembro, em atendimento à requisição do Ministério Público Federal (MPF), através da Procuradoria da República no Estado de Minas Gerais. O procedimento apura vítimas do crime de lesão corporal de natureza grave, previsto no art. 129, parágrafos 1º e 2º, do Código Penal. Segundo Bustamante, o prazo para conclusão do trabalho é de 30 dias, podendo ser prorrogado por igual período se houver necessidade.

Outros dois inquéritos foram instaurados em 6 de novembro de 2015, para apurar os fatos e circunstâncias que deram causa ao rompimento da barragem, homicídios, delitos de perigo comum e contra a saúde pública. Sete pessoas foram indiciadas pelos crimes de homicídio qualificado, inundação e corrupção ou poluição de água potável. O inquérito foi enviado à Justiça no dia 23 de fevereiro deste ano. Já o segundo procedimento foi instaurado pela Polícia Civil em 22 de fevereiro, para apurar crimes ambientais e licenciamentos da Barragem de Fundão. Ambos estão com o MPF.

Encontro emocionante
As lembranças do desastre, que completará um ano no próximo mês, ainda sensibilizam bastante Dona Darci, e a recordação do resgate ela descreve como se fosse hoje. “Os helicópteros passavam e não me viam. Quando iam embora, eu pensava: agora não tem jeito mais. Mas quando colocaram a luz em mim, pensei, agora estou salva”, conta emocionada. Rever os profissionais do salvamento era um desejo da senhora, que hoje mora fora do estado. Como ela viria para prestar o depoimento, o delegado Rodrigo Bustamante oportunizou o encontro.

Também bastante comovidos com o encontro estavam o delegado geral de polícia, Ramon Sandoli de Aguiar Lisboa, que é piloto de helicóptero, co-piloto e tripulante operacional; o investigador de polícia, Luiz Cláudio Octaviano de Alvarenga Filho, que também é piloto desse tipo de aeronave e piloto em comando; o soldado João Felipe Mota Silveira Magalhães e o sargento Márcio Ferreira, integrantes do Batalhão de Buscas e Salvamento do Corpo de Bombeiros Militar. Eles, acompanhados de outros dois colegas, cerca de duas horas após o rompimento da barragem, foram responsáveis pelo salvamento de Darci. “Realizar o salvamento foi muito gratificante. Nessa hora não teve tempo de ter medo, mas sim coragem e disposição para tomar a atitude. Certamente, é um fato muito marcante para a vida da gente”, ressalta Sandoli.

Entretenimento

Felipe Pimentel: do Brasil para o mundo

Por

Cada vez mais relevante neste nicho de mercado, o jornalista brasileiro Felipe Pimentel, de apenas 24 anos, é uma referência na web com dicas de lifestyle e posts de imagens que faz em locais incríveis ao redor do mundo, o jovem conta com mais de 520 mil seguidores no Instagram e segue o caminho da fama.

O início

O que no início era apenas um hobby, tornou-se profissão de tempo inteiro e, assim, Felipe construiu sua audiência nas redes. Hoje já está consolidado como digital influencer. Seus conteúdos encontram respaldo por ser licenciado em comunicação, para além de um especialista em marketing digital e empreendedorismo.

Felipe conta que vive o Instagram, trabalha sem parar e responde pessoalmente milhares de comentários e refere que, para quem sonha em encontrar um nicho na internet, a dica é persistir. “Vencer na vida é transformar sofrimento em aprendizagem e nunca desistir por maiores que sejam as quedas”.

Planos e metas para o futuro

Os planos para o futuro são de consolidar-se no mercado europeu, viajar pelo mundo, realizar trabalhos internacionais e ter um repertório cada vez mais diverso para e interessante para os internautas. “Meu estilo de vida precisa estar conectado com o meu trabalho. Não posso e nem quero parar”.

Empreendedorismo digital

Sempre atualizado e a seguir as novas tendências e tecnologias, o jovem fez das redes sociais um grande negócio. “Escolho a dedo as marcas que vou trabalhar para nunca desviar do meu lifestyle, tanto pessoal quanto profissional. Por ser diferente de tudo e ter uma personalidade única, acredito ter feito a diferença no mainstream”, comenta.

Continuar lendo

Notícias

Documentário conta a história do Santuário do Caraça e registra os 200 anos de atuação da Congregação da Missão no Brasil

• atualizado em 28/05/2020 às 18:17

Disponível no YouTube, obra audiovisual apresenta depoimentos e informações que ajudam a contar a história de um dos principais destinos turísticos do país e da entidade que ajuda pessoas em todo o mundo

Com a vocação e o intuito de ajudar quem mais precisa, a Congregação da Missão celebra 200 anos de existência no país. Para comemorar, seria realizado um simpósio no Santuário do Caraça, instituição que é administrada pela entidade, mas devido ao fato de as comemorações presenciais não serem possíveis por causa das restrições em virtude da pandemia do novo Coronavírus, foi lançado um documentário que registra a história e o propósito da instituição.

A Congregação da Missão, fundada por São Vicente de Paulo, está presente no mundo inteiro. A iniciativa foi criada para a evangelização dos pobres, formação do clero e dos leigos. A obra audiovisual mostra como é organizada internamente da Província Brasileira da Congregação da Missão e a sua atuação no território brasileiro.

Para assistir o documentário, acesse o vídeo no canal Lazaristas Brasil, no YouTube:

Ficha técnica:

Documentário comemorativo sobre bicentenário da presença dos padres e irmãos Lazaristas (Vicentinos) no Brasil.

Uma realização da Província Brasileira da Congregação da Missão.

Departamento de Comunicação da PBCM – Ir. Adriano Ferreira e Sacha Leite

Entrevistados: Padre Eli Chaves | Padre Lauro Palú | Padre Getúlio Grossi | Padre Geraldo Mól Santos | Padre Agnaldo Aparecido de Paula | Padre Denílson Matias | Padre Emanoel Bedê | Marcos Ferreira | Antônia Barbosa | Danielle Alves | Luis Gaui | Dona Elza | Patrícia Oliveira Silva

Equipe Técnica: Direção: Guilherme Pedreiro | Produção: Bruno Souza | Roteiro: Guilherme Pedreiro e Lucas Lanza | Câmera: Bruno Conde | Drone: Diogo Baía | Som Direto: Rafael Oliveira | Desenho e Tratamento de Som: Fabiano Fonseca | Finalização de Som: Pedro Jácome | Montagem: Guilherme Pedreiro e Guilherme Rocco.

Materiais para a imprensa:

Caso precise fazer o download para extrair imagens de divulgação, o arquivo pode ser encontrado neste link: https://1drv.ms/u/s!AgIV_WB-zBrcgYIrr4Wb-Q5zVrqubA?e=0kzusa.

Link para download de fotos do Santuário do Caraça: https://1drv.ms/u/s!AgIV_WB-zBrcxnrFtcnr33YUcWTO?e=YqaTrg

Continuar lendo

Últimas de Variedade

Mãe sugar baby fatura 20 mil libras em um ano

• atualizado em 20/05/2020 às 20:06

Uma mãe faturou 20.000 libras em um ano cobrando homens para namorar com ela – além de ser mimada compras e uma Range Rover, foi o que apurou o site de relacionamentos Meu Rubi.

Samantha, 45 anos, que vive em Londres, ganha entre mil e mil e quinhentos mil dólares por mês com os quatro homens com quem está namorando – que conheceu no Buscando Arranjo, um site sobre bebês com açúcar. A mãe de dois também recebeu uma nova Range Rover

A professora de Pilates, que trabalha em meio período, originária de Perth, na Austrália, está solteira há três anos – desde que se separou do pai de seus filhos, que têm 24 e 18 anos.

Ela se tornou ativa na busca de sugar daddies há dois anos – depois de se mudar para Londres do interior – e já depositou milhares em bancos.

Ela disse: “A maioria dos 15 homens que namorei trabalha em finanças e têm entre 36 e 60 anos. Eles são ricos, alguns deles são milionários”.

Além de seu subsídio mensal, Samantha recebeu um fim de semana em Paris, hotéis chiques de Mayfair, jantares chiques de Londres e lojas de grife.

Ela disse: “Meu encontro mais memorável foi uma viagem a Paris e um passeio de barco ao longo do rio Sena – foi o nosso quarto encontro.

“Fomos para o fim de semana, foi tão bonito. Foi para coincidir com uma de suas viagens de negócios, então voamos em classe executiva.”

“Tive alguns jantares incríveis e fabulosos nos restaurantes Gordon Ramsay, guloseimas em hotéis em Mayfair e viagens de compras. Ganhei uma Range Rover. Eu não perguntei quanto custa, isso seria indelicado.

“Fui levada a lugares como a Dior, para uma bolsa e óculos de sol, mas também para lojas de rua.

Um novo Range Rover custa entre £ 31.600 e £ 83.600 – dependendo do modelo.

“Não preciso de muitos presentes, não sou tão materialista, prefiro receber um subsídio para ajudar nas minhas despesas de subsistência.

“Isso é muito mais importante, é menos superficial. Recebo de 1.000 a 2.000 libras por mês. Depende de quanto eu preciso, não é um valor definido.

“Eu ganhei cerca de 20.000 libras no total, que uso principalmente para alugar no meu apartamento e comida com uma cama. Custa uma fortuna morar em Londres”.

Continuar lendo