O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.
Seguir

Partilhas de joias

Na imagem: Hugo Werner Flister, gemólogo, perito judicial e membro da Associação dos Peritos Judiciais de Minas Gerais (ASPEJUDI), com 40 anos de experiência nesse mercado (Crédito: G.C).

Confiram algumas dicas da ‘H.Werner Perícias & Avaliações’, empresa com 40 anos no mercado; ter um profissional habilitado para fazer a avaliação e divisão de forma imparcial faz toda a diferença; atendimentos são feitos através de agendamento pelos telefones: (31) 3273-2648 ou pelo: (31) 99907-5881 – E-mail: [email protected]

Desde os primórdios da humanidade, as joias, diamantes e as pedras preciosas foram utilizados como principal moeda, materiais raros e duráveis que atravessaram os tempos e, até hoje, são símbolos de riqueza, poder, beleza e desejo. No entanto, também são motivos de disputas, desavenças, discórdias, ações judiciais e desentendimentos familiares, por esse motivo, Hugo Werner Flister, gemólogo, perito judicial e membro da Associação dos Peritos Judiciais de Minas Gerais (ASPEJUDI), com 40 anos de experiência nesse mercado, afirma que ter um profissional habilitado faz toda a diferença. Para o especialista, evitar gastos no processo da partilha para economizar pode trazer dor de cabeça e prejuízos posteriormente.

“Não é comum o brasileiro fazer essa partilha de forma profissional, com o intuito, às vezes, de economizar e evitar gastos. Porém, esses gastos que são abdicados podem se tornar um prejuízo maior quando se erra na avaliação, ou quando ela é feita de forma amadora. Quando feita por um profissional habilitado, ela é desempenhada de forma imparcial e fica equilibrada, pois o perito é imparcial e ele vai fazer os lotes ou a divisão da forma que os mesmos sejam equivalentes. A pessoa, que às vezes, é conhecida ou indicada por ser comerciante, não é o profissional certo para isso, pois ele é comerciante e não técnico! Assim, nós temos os métodos, inclusive judicialmente. Lembro que obter o serviço através de uma pessoa não profissional não é interessante, pois o gasto se torna pequeno perante um erro que pode ser cometido na divisão e avaliação quando é realizada de forma amadora”, alerta. Confiram a entrevista.

– Quando, de fato, estes materiais se tornam bens valiosos?

Desde seu nascedouro, quando na sua extração nos denominados garimpos, jazidas, lavras ou minas e também na sua comercialização nos distintos mercados e em variadas situações. Se tornam valiosos, principalmente, quando passam a ser objetos de herança a serem partilhados entre os herdeiros.

– Porque nos dias de hoje é importante a avaliação e laudo?

Porque no passado estes materiais eram comumente comercializados com base na boa fé entre vendedor e comprador, sem qualquer documento que comprovasse sua autenticidade, como, laudos técnicos ou certificados de garantia e desta mesma forma eram transferidos para as próximas gerações.

– Quais os tipos de materiais são partilhados? Detalhe.

Comumente estes bens encontram-se em lotes compostos por variados materiais, como, joias, bijuterias, pedras preciosas, diamantes, materiais sintéticos, imitações além de metais com diferentes ligas.

Hugo Werner Flister, gemólogo, perito judicial e membro da Associação dos Peritos Judiciais de Minas Gerais (ASPEJUDI). – (Crédito: G.C)

– Qual o método, procedimento e maneira correta? Explique.

Como o objetivo é a avaliação monetária, torna-se necessária a identificação destes materiais, que é certificação de autenticidade, ou seja, inicialmente separar os legítimos das imitações e falsificações, tanto das pedras e diamantes, como também dos metais. Em seguida procede-se a classificação, que é a graduação de qualidade dos materiais, como cor, pureza, lapidação, tamanho, peso, teor de ligas, além de outros inúmeros aspectos extremamente relevantes. Assim, com base nos resultados encontrados nas etapas anteriores é realizada a avaliação monetária, que poderá ser destinada para distintos mercados, dependendo da necessidade e finalidade do cliente ou herdeiros.

– Em seguida, qual a próxima etapa desse processo?

Será realizado e entregue ao cliente/herdeiros um laudo técnico/ pericial com todos resultados e informações relativas aos materiais. Ou seja, a identificação numérica, imagens individualizadas, caracterização das peças e avaliações, que permitem um fácil entendimento quando na divisão destes bens, que poderá ser feita entre herdeiros ou até mesmo de maneira imparcial com a participação do perito avaliador ou forma aberta por meio de divisão de itens de valores equivalentes ou por sorteio de lotes numerados e lacrados.

– Qual é o profissional indicado para tal tarefa?

Indicamos a contratação de um profissional especializado e habilitado, como exemplo, o gemólogo, que, com auxílio de instrumentos, laboratório específico e uso de técnicas apropriadas, poderá realizar de forma correta e confiável, os exames e análises gemológicas necessárias para a realização da identificação, classificação e avaliação destes bens.

– Existe algum ‘aconselhamento’ para um bom resultado?

Não realizar a divisão dos bens entre os interessados, que em alguns casos procuram alguém próximo que trabalhe no comércio de joias para opinar na divisão daqueles bens. Comumente, o comerciante não tem o conhecimento técnico e aptidão sobre o assunto, podendo criar mais dúvidas que soluções. Lembro que os trabalhos prestados de forma correta e imparcial pelo gemólogo são fundamentais e de grande valia para evitar erros e desgastes familiares, pois este, além do preparo técnico, utilizará a experiência profissional na área comercial, podendo ser para fins particulares como judiciais.

– Nesse sentido a H.Werner Perícias e Avaliações realiza estes trabalhos?

Sim, há quase 40 anos realizamos análises gemológicas de identificação (certificação de legitimidade), classificação (qualificação e graduação) e a avaliação monetária da gemas, diamantes e joias com laudos periciais com imagens, lacres personalizados para os materiais, selos e assinatura do perito credenciado pela Associação dos Peritos Judiciais de Minas Gerais (ASPEJUDI). Fora isso, damos assessoria e consultoria técnica e comercial.

Contato

O escritório e laboratório “H.Werner Perícias & Avaliações” está na Rua Pernambuco nº353 – Sala: 1005 – Bairro Funcionários – Belo Horizonte / Minas Gerais | esquina com Avenida Brasil. Os atendimentos são feitos através de agendamento pelos telefones: (31) 3273-2648 ou pelo: (31) 99907-5881. E-mail: [email protected] .

NOTÍCIAS DO POR DENTRO DE MINAS NO WHATSAPP

Gostaria de receber notícias como essa e o melhor do Por Dentro de Minas no conforto por Whatsapp. Entre em grupos de últimas notícias, BR-381 e esportes.

Newsletter

Gostaria de receber notícias como essa e o melhor do Por Dentro de Minas no conforto do seu e-mail?

    Total
    1
    Shares

    Relacionados