Polícia prende família suspeita de matar cantor em Mateus Leme

Três pessoas foram presas ao todo pelo assassinado do vocalista que ocorreu no meio da rua
Crime foi registrado por câmeras de segurança próxima ao local do fato - Foto: Reprodução
Crime foi registrado por câmeras de segurança próxima ao local do fato – Foto: Reprodução
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)
Índice Hide
  1. O crime

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu preventivamente, nessa segunda-feira (7/6), uma família suspeita de assassinar o vocalista de um grupo de pagode da região de Mateus Leme, um homem de 48 anos. Filho, de 24 anos; pai, de 60; e mãe, de 55, foram presos pelo crime ocorrido no dia 29 de maio, quando a vítima foi morta com, no mínimo, dez golpes de faca no meio da rua.

A delegada responsável pelas investigações, Ligia Barbieri Mantovani, conta que o suspeito e a vítima já tinham desavenças anteriores. “Esses desentendimentos inclusive geraram alguns boletins de ocorrência por crimes de ameaça, agressão e perturbação. Em razão dessas intrigas anteriores, as famílias criaram rixa”, detalha.

Ainda, de acordo com a delegada, há cerca de dois anos, as esposas do suspeito e da vítima chegaram a ter alguns atritos. “Um desses desentendimentos gerou um processo judicial que resultou na condenação de uma delas a penas de prestação pecuniária, pagamento de cestas básicas”, acrescenta ao contar que a motivação do homicídio seria vingança.

Delegada Ligia Barbieri Mantovani responsável pelo caso concedeu entrevista coletiva - Foto: Divulgação/PCMG
Delegada Ligia Barbieri Mantovani responsável pelo caso concedeu entrevista coletiva – Foto: Divulgação/PCMG

O crime

De acordo com Mantovani, devido à rixa entre as famílias, o suspeito chegou a residir, há cerca de dois anos, em Ibirité, sendo que a família dele permaneceu em Mateus Leme, onde o investigado compareceu no dia do crime para visitar a família, pois eles iriam a um sítio. Nesse momento, o suspeito teria comprado uma faca em uma loja para, supostamente, usá-la no churrasco. A família dele teria o aguardado em frente a um supermercado na cidade.

O investigado, ao sair do estabelecimento comercial, se deparou com a vítima e a esposa e, após desentendimento entre eles, entraram em luta corporal, momento em que o vocalista do grupo de pagode fugiu em direção ao supermercado onde estava a família do suspeito. Com isso, o investigado saiu correndo atrás da vítima com a faca que havia comprado em mãos. “Nas imagens é possível ver que a vítima, a princípio, torce o pé ou dá uma falseada no pé e cai. Quando a vítima caiu ao chão, o suspeito, com ela já deitada, desfere inúmeros golpes de faca na vítima”, conta a delegada.

Já a mãe do investigado, ao ver a cena, foi até o local e teria segurado os braços do cantor para impedir que ele se levantasse. “O pai do suspeito, que também estava próximo ao supermercado, vendo a cena e a aproximação da esposa da vítima, correu até o local e desferiu dois socos nela, com o intuito de afastá-la, tirá-la da cena do crime. Ele cercou a mulher, impedindo que ela socorresse o marido, e, após visualizar o estado fatal da vítima, todos entraram em um veículo, e o pai, então, conduziu a família, empreendendo fuga”, explica Ligia.

Total
0
Shares
Reportagem Anterior
Mulher morre e duas pessoas ficam feridas em acidente na BR-365, em Pirapora - Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Mulher morre e duas pessoas ficam feridas em acidente na BR-365, em Pirapora

Próxima Reportagem
Padrinho é suspeito de abuso sexual de criança em Contagem - Foto: Divulgação/PCMG

Padrinho é suspeito de abuso sexual de criança em Contagem


Postagens Relacionadas