O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.

Multa do bafômetro: valor em 2021 e como recorrer

Por Dentro de Minas - Google News

A multa do bafômetro é uma forma de se referir à penalidade por cometer a infração de se recusar a passar pelo teste do bafômetro (ou testes técnicos similares).

Esse teste é uma das formas mais usadas no país para identificar álcool ou demais substâncias psicoativas no organismo do condutor.

Além da multa, se recusar a passar pelo teste do bafômetro também pode levar à suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Afinal, essa é uma infração gravíssima autossuspensiva.

Neste artigo, você se informa melhor sobre o que é a multa do bafômetro, seu valor atualizado e como recorrer. Siga a leitura até o fim!

Multa do bafômetro: quando pode ser aplicada?

A multa do bafômetro, como você viu, é a multa prevista para a infração de se recusar a passar pelo teste do etilômetro – conhecido como teste do bafômetro – ou outro teste técnico que tenha como propósito identificar a presença de álcool no organismo.

De acordo com o art. 165-A do Código de Trânsito (CTB), essa é uma infração de natureza gravíssima. As penalidades são a multa (dez vezes) e a suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Qual é o valor da multa do bafômetro?

As infrações de natureza gravíssima têm um valor de R$ 293,47. Mas, para algumas delas, está previsto fator multiplicador. Para a Multa do Bafômetro, o fator multiplicador é 10.

O que isso significa na prática? Que o valor final a ser pago pelo motorista penalizado é de R$ 2.934,70. Em caso de reincidência em um período de até 12 meses, esse valor será dobrado, como estabelece o parágrafo do art. 165-A.

Por que esses valores tão altos? Bem, desde a Lei Seca, o Brasil vem aumentando a rigidez nos assuntos relacionados ao consumo de bebidas alcoólicas por condutores em exercício. Prova disso é a Lei Seca, como você verá a seguir.

E a Lei Seca, o que é?

A Lei Seca é o nome pelo qual ficou conhecida a Lei 11.705, de 2008, que alterou a legislação e estabeleceu que qualquer quantidade de álcool no organismo configura infração gravíssima.

Essa Lei marca o endurecimento da legislação em relação à infração de dirigir sob efeito de álcool ou de outra substância que tenha efeito psicoativo. Assim como a Multa do Bafômetro, essa infração é gravíssima e autossuspensiva.

 

Como recorrer da multa do bafômetro?

Recorrer de multas ou outras penalidades do trânsito é um direito do condutor brasileiro. Para fazer isso, o processo pode acontecer em até três etapas, que são: a defesa prévia, o recurso em primeira instância e o recurso em segunda instância.

Ao longo deste artigo, você viu que a suspensão da CNH é uma penalidade para a infração de se recusar ao teste do bafômetro. É importante saber, no entanto, que só é obrigatório entregar a CNH após esgotadas todas as chances de defesa.

Se você foi autuado por essa infração e vai exercer o seu direito de recorrer, alguns cuidados são necessários. Veja:

– Esteja atento aos prazos para realizar cada uma das etapas do processo de defesa. Eles são informados nas notificações que chegam ao seu endereço.

– Evite copiar modelos de recursos prontos da internet (que não sejam personalizados) ou de algum conhecido. Cada caso é único e precisam ser consideradas as especificidades.

– Na hora de argumentar, seja objetivo. Pautar-se na legislação vigente e nos aspectos técnicos, como se os dados do Auto de Infração estão corretos e completos, é o mais indicado. Argumentos subjetivos não são eficientes.

– Busque orientação profissional. Especialistas em recursos de multa conhecem bem o processo de defesa e podem auxiliar o seu caso, aumentando as chances de que sua defesa seja acatada pelas autoridades.

Passar pelo teste do bafômetro é obrigatório?

Essa é uma das perguntas mais comuns quando o assunto é a Multa do Bafômetro. Em páginas não especializadas, circula a informação de que o condutor não é obrigado a passar por esse teste.

Essa informação, de fato, é verdadeira. Explico: a Constituição Federal garante aos brasileiros o direito de não produzir provas contra si mesmo. No entanto, como você viu, há consequências para quem se recusar a passar pelo bafômetro.

Repetindo: as consequências implicam a suspensão da CNH por 12 meses e o pagamento de multa no valor de R$ 2.934,70.

Total
4
Comp.
Relacionados