ELEIÇÕES 2020Veja os 15 nomes dos candidatos a Prefeito em Belo Horizonte saiba mais
Gerais

Corpo de motorista é identificado após grave acidente com caminhão-tanque na BR-265 em Barbacena

Corpo de motorista é identificado após grave acidente com caminhão-tanque na BR-265 em Barbacena - Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
Corpo de motorista é identificado após grave acidente com caminhão-tanque na BR-265 em Barbacena - Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)
  • Caminhão-tanque estava carregada com etanol que pegou fogo com impacto do acidente

O corpo do motorista que morreu em um grave acidente na manhã desta sexta-feira (18) na BR-265 em Barbacena, próximo à Ponte do Caieiro. A Polícia Militar Rodoviária (PMR) também liberou as duas pistas da BR-265 na madrugada deste sábado (19).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o motorista foi identificar na noite de sexta-feira (18). O motorista, identificado como André Luiz Soares, sem a idade divulgada, era natural de Bicas e residia em Astolfo Dutra. Ele dirigia o caminhão tinha placas de Ubá e seguia para a cidade.

O corpo ficou preso entre as ferragens no acidente, com isso, ficou completamente carbonizado, e foi encaminhado à funerária de plantão.

Liberação das pistas

A Polícia Militar Rodoviária (PMR) liberou as duas pistas da BR-265, após o grave acidente que provocou incêndio nos tanques do veículo e na vegetação. O fogo foi controlado durante a tarde pelo Corpo de Bombeiros.

Ainda durante a tarde, o transito no local estava interditada completamente e dois guinchos auxiliavam na tentativa de remover a carreta sobre a pista.

O acidente

Na manhã desta sexta-feira (18), um caminhão-tanque bateu em um muro de contenção e pegou fogo próximo ao km 209 na rodovia. A carreta com placas de Ubá e seguia com destino à cidade estava carregada com 30 mil litros de etanol, divididos em seis tanques com 5 mil litros em cada.

Com o impacto do acidente, o incêndio avançou pela vegetação às margens da rodovia, mas já foi controlado pelos bombeiros. Cinco viaturas dos bombeiros e 10 militares fizeram o combate às chamas, além de uma equipe da Polícia Militar Rodoviária.