ÚLTIMASSaiba quem são os 16 pré-candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte saiba mais
Gerais

Médicos brasileiros pós-graduados ganham batalha judicial contra CFM

Brasil 26/8/2020 – Extrapola o poder regulamentar ao impor restrições à publicização das titulações de pós-graduação lato sensu.

Através de uma ação civil pública, a justiça determinou que as pós-graduações lato sensu, com títulos emitidos por instituições reconhecidas pelo Ministério de Educação e Cultura (MEC), podem ser divulgadas e anunciadas pelos médicos.

Através de uma ação civil pública, de número 1026344-20.2020.4.01.3400, a justiça determinou que as pós-graduações lato sensu, com títulos emitidos por instituições reconhecidas pelo Ministério de Educação e Cultura (MEC), podem ser divulgadas e anunciadas pelos médicos. A ação civil foi ajuizada por um grupo de médicos. Na ação, a entidade desaprova a resolução 1.974/2011 do CFM, que busca regular o direito de médicos a divulgar e anunciar seu título de especialização lato sensu.

Segundo a magistrada Adverci Rates Mendes, da 20ª Vara da Justiça Federal de Brasília, que acatou a ação, o CFM “Extrapola o poder regulamentar ao impor restrições à publicização das titulações de pós-graduação lato sensu, permitindo-a somente na ocorrência de residência médica ou pela aprovação na prova de título de especialista realizada exclusivamente por Sociedade Médica afiliada à Associação Médica Brasileira”.

O CFM apenas autorizava a divulgação do título de especialista após os médicos passarem pela residência médica ou após a realização e aprovação na prova de títulos em entidades associadas ao Conselho Federal. O Conselho Federal de Medicina costumava aplicar represálias como advertências, censuras e até suspensão do exercício profissional aos médicos que anunciam e divulgam titulações aos pacientes.

Para a maioria dos médicos, essa decisão judicial beneficia à toda população brasileira, já que quanto mais médicos pós-graduados estiverem em atuação, maior será o benefício da população, que terá profissionais mais qualificados, tanto no sistema privado como no público de saúde. Com essa mudança, haverá mais espaço para debater a igualdade de forças entre profissionais, além de acarretar uma oferta maior de médicos especializados.

Atualmente no Brasil, para cada dez médicos formados existem, em média, apenas duas vagas de residência médica. Em decorrência a isso, muitos profissionais buscam as pós-graduações lato sensu reconhecidas pelo MEC para se qualificarem para o mercado de trabalho.

Para os médicos que desejam cursar uma pós-graduação de forma rápida e com reconhecimento do MEC, o FGMED oferece diversas especialidades médicas em 90 dias. A oferta é válida para qualquer curso que tenha carga horária de 432 horas e não possua a cadeira obrigatória de estágio. Os cursos serão disponibilizados via EaD, ou seja, 100% online. As inscrições já estão abertas.

Para saber mais acesse fgmed.org e confira quais pós-graduações fazem parte dessa promoção.

Website: http://fgmed.org

Relacionados
Gerais

Três pessoas morrem em acidente na BR-267 entre Juiz de Fora e Bicas

Outras três pessoas ficaram feridas no acidente
Gerais

Bebê é internado em estado grave após mãe cheirar loló e cair em cima dele em Belo Horizonte

Casal foi levado para delegacia e criança foi encaminhado inconsciente para o Hospital João XXIII
Gerais

Batida frontal entre caminhão e van deixa 12 mortos na BR-365, em Patos de Minas

Um passageiro da van também ficou ferido em estado grave no acidente

Deixe uma resposta