ÚLTIMASSaiba quem são os 16 pré-candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte saiba mais
Gerais

Estudos comprovam, pensar de forma diferente enriquece e cria prosperidade

Itariri – SP 26/8/2020 – Mudança de pensamento e de hábitos nos levam à prosperidade

Ao contrário do que possa parecer pelo título, os assuntos voltados à prosperidade como “pensar para enriquecer” não têm muita ligação com a quantidade de dinheiro na conta bancária, mas a capacidade que o indivíduo tem em carregar pensamentos ricos que não limitem o seu potencial – sobre desenvolver a riqueza emocional, mais do que a financeira e, em quebrar crenças limitantes que impedem o crescimento.

Ao contrário do que possa parecer pelo título, os assuntos voltados à prosperidade como “pensar para enriquecer” não têm muita ligação com a quantidade de dinheiro na conta bancária, mas a capacidade que o indivíduo tem em carregar pensamentos ricos que não limitem o seu potencial – sobre desenvolver a riqueza emocional, mais do que a financeira e, em quebrar crenças limitantes que impedem o crescimento.

Estudos complexos realizados pela psicóloga americana Carol S. Dweck, pioneira no assunto e mundialmente reconhecida pelas suas pesquisas sobre mindset, demonstram que a maneira como o indivíduo leva a sua vida, as opiniões que adota sobre si mesmo e as suas emoções determinam o seu sucesso ou fracasso. Em sua obra “Mindset: a nova psicologia do sucesso” (2017), Dweck relata como o sucesso nas mais diversas áreas da vida não está vinculado somente a um talento e também ao mindset.

Trazer à luz as verdades sobre a própria situação financeira, o nível de prosperidade e riqueza que o indivíduo possui diante dos amigos e familiares, são considerados assuntos proibidos para muita gente. A maioria das pessoas não gosta de falar a verdade sobre a real situação delas por alguns motivos:

(1) Devido à escassez que sempre estão submetidas;

(2) Devido ao alto nível de prosperidade que atingiram;

(3) Por medo e/ou avareza de serem alvos de empréstimos;

(4) Por fidelidade ao estilo de vida pobre de antes.

Em virtude disso, o nível de mentira que elas contam para si mesmas (e para os outros), fortalece ainda mais suas crenças de escassez e impossibilidades. Além disso, impedem que amigos e familiares peçam dinheiro emprestado e/ou evitam o autoflagelo por ter prosperado na vida.

Para Marcos Torres Leão, Palestrante, Trainer, especialista em comportamento humano, pós-graduado em psicologia positiva e escritor de conteúdos digitais: “É preciso abrir mão de velhos hábitos de pensar e agir, dominar as emoções e ‘reeducar modelos mentais’ a fim de enriquecer. No decorrer da vida, as pessoas são treinadas para sobreviver (ao invés de viver e usufruir). Existem conceitos que são úteis neste aprendizado, mas outros que devem ser descartados”.

E o que é enriquecer?

“Trata-se em sair da zona de conforto, se arriscar mais, acreditar que é possível viver novidades de vida, é poder ir além dos próprios limites, fazer o que nunca foi feito antes, acreditar em si e entender que sim, as pessoas têm o direito de sonhar e ambicionar coisas melhores. As pessoas necessitam entender que para ir além, basta quebrar o fio que as prendem a um cabo de vassoura” – ” afirma Torres.”

Devido a uma vida inteira amarrado à corda das “não possibilidades, avareza e fidelidade negativa”, o indivíduo tem a tendência de acreditar que “o bom, o melhor e o conforto” não são permitidos a ele. Que experimentar a prosperidade é uma traição à família ou que não é merecedor da riqueza. No entanto, segundo Torres: “Mudando o Mindset, consequentemente o indivíduo será capaz de transformar seus hábitos e prosperar”.

Ao lidar com uma frota diária de atendimentos, Torres afirma que já viu de tudo, desde situações simples do cotidiano a situações escravizantes: “Pessoas incapazes de preparar um bom almoço de domingo em sua casa nova ao lembrarem-se dos poucos recursos de seus familiares, sentem-se culpadas”. “Gente que ao ir fazer compras apresentavam um quadro terrível de tristeza e melancolia, ao invés de gratidão. E por fim, pessoas que se autossabotavam para continuar em uma vida precária”.

Mas o oposto também acontecia: “Pessoas que na infância vivenciaram grande miséria, mas na fase adulta se tornaram financeiramente bem, contudo, ainda continuavam tendo comportamentos avarentos e uma fala empobrecida”.

Toda pessoa precisa aprender a arte de desenvolver/ter pensamentos ricos e, escolher mudar sua mentalidade. Pensando nisso, Torres separou algumas dicas para começar a experimentar uma mudança de Mindset:

1. Aceitar enriquecer – Muitos indivíduos simplesmente não têm capacidade de conquistar e aceitar a possibilidade de prosperar, nem de enfrentar os desafios que as riquezas trazem. É, especialmente, por causa disso que eles não enriquecem.

2. Identificar o descontrole emocional – As pessoas costumam afirmar que a falta de dinheiro é o motivo de todos os problemas da vida delas, mas na verdade não é, e sim um sintoma do que está acontecendo no subconsciente. Todo sujeito tem uma crença sobre o dinheiro e sucesso no subconsciente, e é justamente este modelo que define o futuro financeiro e prosperidade delas. A falta de dinheiro é só um reflexo interior emocional.

3. Esquadrinhar os pensamentos e mudar o foco – O que as pessoas ouviam quando eram crianças, sobre tipo de situação que envolviam o dinheiro, a prosperidade e as riquezas? Provavelmente as afetam hoje, pois estão gravadas no subconsciente e se transformaram em emoções enraizadas que sempre vencem a lógica da tomada de decisão.

4. Coragem – O estímulo para prosperar/enriquecer é essencial. Se existir uma raiz negativa de escassez, avareza ou fidelidade com a pobreza, por mais que o indivíduo consiga ter dinheiro, nunca será próspero, rico ou pleno. Nenhum desses sentimentos negativos poderá ser resolvido com dinheiro. Está na hora de fixar novos modelos mentais.

5. Sair do modo automático – A maioria dos indivíduos acredita que suas vidas são influenciadas pelas escolhas que fazem, mas em geral, isso não é verdade. Geralmente (e na maior parte do tempo) eles estão agindo no automático e sequer têm noção de suas crenças limitadoras. A boa notícia é que os pensamentos (que geram emoções) podem e devem ser escolhidos de forma sensata e consciente.
Segundo Torres, “só é possível transformar uma mentalidade a fim de ‘pensar e enriquecer’ quando o indivíduo toma consciência das crenças que carrega. Quando se conhece a verdade, a verdade liberta.”.

Sobre Marcos Torres Leão: Palestrante, Trainer, Consultor, Master Coach Erickisoniano, Especialista em comportamento humano, pós-graduado em Psicologia Positiva e Escritor.
Como analista comportamental oferece consultoria, palestras e treinamentos presenciais e on-line, voltados a integrar pessoas, profissionais e organizações ao atingimento de metas. Saiba mais em suas redes sociais.

Website: http://www.marcostorresleao.com.br

Relacionados
Gerais

Operação Exposed resulta em prisões por estupro de vulnerável em BH

Cinco suspeito de abusos sexuais foram presos durante operação
Gerais

Fundação São Francisco Xavier abre inscrições para Residência Médica 2021

Cadastro pode ser feito de 6 a 20 de outubro para o Hospital Márcio Cunha (HMC), em Ipatinga (MG) e Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC), em Itabira (MG)
Gerais

Polícia Civil prende suspeitos de tráfico e envolvimento em latrocínio na cidade de Pouso Alegre

Dois suspeitos foram presos durante a operação

Deixe uma resposta