Polícia prende suspeito de aplicar golpe em Poços de Caldas

Policiais civis chegaram no momento em que o investigado estava na casa da vítima para recolher o cartão
Polícia prende suspeito de aplicar golpe em Poços de Caldas - Foto: Divulgação/Polícia Civil
Polícia prende suspeito de aplicar golpe em Poços de Caldas – Foto: Divulgação/Polícia Civil
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)
Índice Fechar
  1. Alerta

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu em flagrante, na tarde desta quarta-feira (29), um homem, de 20 anos, suspeito de aplicar o “golpe do motoboy” em Poços de Caldas, Sul do estado. Os policiais civis chegaram no momento em que o investigado estava na casa da vítima para recolher o cartão. Já no quarto do hotel onde ele estava hospedado, a equipe apreendeu cinco máquinas utilizadas para a prática do crime.

Nesse tipo de golpe, os estelionatários se passam por funcionários de lojas e de agências bancárias em que a vítima possui conta. No caso específico, conforme apurado, um suposto colaborador comunicou que o cartão havia sido recusado em determinado estabelecimento. Do outro lado da linha, a pessoa já negou qualquer compra. O golpista, então, indicou a possibilidade de clonagem, orientando o bloqueio.

Polícia prende suspeito de aplicar golpe em Poços de Caldas - Foto: Divulgação/Polícia Civil
Polícia prende suspeito de aplicar golpe em Poços de Caldas – Foto: Divulgação/Polícia Civil

Ao detalhar os procedimentos para bloquear o cartão, a vítima foi convencida a informar alguns dados, incluindo a senha. Além disso, foi informada de que uma pessoa ligada ao banco iria até a casa dela para recolher o cartão, a fim de concluir o procedimento de bloqueio e resolver a situação. No entanto, nesses casos, a intenção dos criminosos é fazer uso indevido do cartão, causando prejuízos ao real titular da conta bancária.

Durante depoimento à polícia, o suspeito, que possui residência em Brasilândia, no estado de São Paulo, confessou a autoria e informou que esse seria o primeiro golpe. Ainda segundo ele, ganharia a quantia de R$ 500 por cartão que conseguisse passar nas máquinas. Após a formalização da autuação em flagrante por estelionato, o investigado foi encaminhado ao Sistema Prisional.

Alerta

A PCMG orienta ao cidadão não repassar nenhuma informação referente a dados de acesso a cartões bancários por telefone. Após recebimento de ligação desse tipo, consulte seu gerente sobre alguma irregularidade. Nenhum banco pede o cartão de volta ou oferece para buscá-lo em casa. Quando precisar destruir seu cartão, corte em várias partes e não deixe o chip inteiro.

Total
3
Comp.
Reportagem Anterior

De Minas para o Mundo: Alex Matthews conquista o mercado imobiliário norte-americano

Próxima Reportagem
Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

Polícia indicia dono de fábrica por mortes em incêndio em Nova Serrana

Postagens Relacionadas
Veja mais

Riscos tóxicos do uso de nanopartículas de prata no combate ao coronavírus geram preocupação em cientistas

Materiais produzidos em nanoescala - partículas com tamanho incrivelmente pequeno - têm sua eficácia potencializada. Prata e cobre têm propriedades antibacterianas conhecidas há milhares de anos e, nos últimos 10 anos, a nanoprata tem sido incorporada a produtos como tecidos, embalagens de alimentos, cateteres médicos. Seu amplo uso no combate ao coronavírus complica a difícil tarefa de controle dos efeitos tóxicos para o ambiente e saúde