Redes Sociais

Educação

Governo de Minas Gerais alavanca ensino profissional e superior com ações na Uemg e Unimontes

Políticas de valorização promovidas pela Sedectes, como efetivação de professores concursados, investimentos em infraestrutura e pesquisa e internacionalização estão entre as principais medidas

A valorização profissional dos mineiros tornou-se umas das principais ações do Governo de Minas Gerais. Capacitar pessoas para o mercado de trabalho e reconhecer o potencial dos profissionais da educação superior estadual são legados da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes).

O cenário em 2015 era desafiador. Reverter o panorama que prejudicava professores e alunos do ensino superior virou uma das maiores lutas da Subsecretaria de Ensino Profissionalizante e Superior. E, para atender todas as demandas, 10 políticas de valorização foram criadas.

De imediato, a política de “Participação, Diálogo e Transparência nas Decisões” começou a ser aplicada em agosto de 2015. Em parceria com a Seplag, a Sedectes criou a Mesa de Negociação Permanente do Ensino Superior com participação efetiva da comunidade acadêmica, sindicatos e movimento estudantil – algo inédito no estado.

Valorização do professor

Até 2014, as universidades Uemg e Unimontes tinham, juntas, cerca de 24% de professores efetivos. Com a Política de Valorização do profissional, as duas universidades conquistaram cerca de 70% de professores efetivos.

Somente na Uemg, o contingente de professores efetivos passou para cerca de 40%, podendo chegar a cerca de 80% com a autorização concedida em 2016 para realização de um novo concurso de 723 vagas. Na Unimontes, este percentual é de cerca de 78%.

Em maio de 2018 foi assinado acordo entre Governo, universidades e sindicatos dos professores que estabelece os parâmetros da nova carreira, com investimento de R$ 85 milhões.

“A titulação e a fixação do docente será estimulada e valorizada. Tem simetria com a carreira dos professores da rede federal. Será criada por lei específica, após a superação das vedações da LRF”, garante o subsecretário de Ensino Profissionalizante e Superior, Márcio Rosa Portes.

Universidades estaduais

Também foi criada a Política de Viabilidade de Infraestrutura de Políticas nas Universidades Estaduais. Na Uemg, foi transferido para João Monlevade um laboratório completo (CBIH) no valor aproximado de R$ 5 milhões. Já a Escola de Design recebeu um laboratório de Gemas e Joias no valor de R$ 220 milhões.

Ainda na Uemg, para a unidade de Frutal todos os encaminhamentos já foram feitos para instalar 16 laboratórios no valor aproximado de R$20 milhões. Com isso, a unidade se tornará um Centro de Desenvolvimento Regional.

Já na Unimontes, houve a conclusão do Centro Tecnológico dos cursos de engenharia, um investimento de R$ 1 milhão. Também os encaminhamentos estão em fase final para doação de um barco pesquisa concluído e navegável, para atuar na Bacia do Rio São Francisco, no valor aproximado de R$ 3 milhões, fruto de uma parceria entre Sedectes e Cemig.

Nova política de cotas

Com participação da comunidade acadêmica, em especial os estudantes, foi publicada a Lei 22.570, de 5/7/2017, para estabelecer a nova política de cotas e o programa de assistência estudantil no âmbito da Unimontes e Uemg. Até então, prevalecia uma sistemática desatualizada de cotas e não estabelecia a assistência estudantil.

Incentivo à pesquisa

Após amplo debate e participação de todas as Instituições de Ensino Superior (IES) estaduais, foi publicada a Lei 22.929, que fortalece a pós-graduação e estimula a inovação, por meio de incentivo à pesquisa e à extensão. Esta lei garante a destinação de recursos da Fapemig, na ordem de até R$ 24 milhões ao ano, para financiamento dos projetos de pesquisa na Uemg e Unimontes.

Internacionalização

O Governo de Minas Gerais publicou o Decreto 46.924, em abril de 2016, criando o Núcleo Mineiro de Internacionalização do Ensino Superior (Numies). A iniciativa conta com o apoio da Fapemig e da adesão de todas as IES públicas sediadas no estado de Minas Gerais, sendo 11 universidades federais, 5 institutos federais, 1 Cefet e 2 universidades estaduais.

Já foram construídas parcerias internacionais com os governos da Holanda e China e acordos estão em tratativas com Portugal, Argentina e Reino Unido.

Programa Aliança Estratégica

Em 2017 foi criado o Programa Aliança Estratégica, com o objetivo de proporcionar ações de desenvolvimento econômico, social e sustentável no estado, por meio da criação de conexões entre as instituições e a sociedade, em parceria com outros agentes do setor público privado.

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

Estácio abre processo seletivo para o Mega Vestibular

Grande chance de realizar o sonho de fazer sua faculdade em 2019 com bolsas de estudo e isenção de taxa de inscrição

As inscrições para o Mega Vestibular 2019.1 da Estácio já estão abertas e podem ser feitas por meio do site //portal.estacio.br/megavestibular. O vestibular, com inscrição gratuita, acontecerá em 19 de janeiro, próximo sábado, às 10, 12, 14 e 16h em todas as modalidades (presencial e EaD) e, por isso, basta os interessados selecionarem o campus, o curso, a modalidade e o horário de sua prova. Poderá participar do vestibular qualquer pessoa interessada em ingressar no ensino superior que já possua comprovante e/ou declaração de conclusão do Ensino Médio.

Quem realizar o Mega Vestibular e efetuar o pagamento da matrícula no ato garantirá desconto de 50% durante o primeiro semestre. Além disso, os candidatos com as melhores notas no vestibular (em cada cidade) ganharão bolsas de estudo de 100% durante o primeiro semestre (consulte informações no regulamento). Em caso de empate nas notas, a bolsa será atribuída ao estudante que se classificou no vestibular mais antigo da Estácio, é que a instituição conta várias datas até o término das inscrições para o 1º período de 2019. Somente terão acesso aos benefícios aqueles que realizarem o pagamento do boleto de confirmação de matrícula no dia da ação. Os pagamentos poderão ser realizados na hora, com cartão de débito ou crédito nas unidades participantes ou via boleto, no mesmo dia.

Para portadores de diploma de ensino superior e para aqueles que fizeram o Enem e desejam ingressar na Estácio, não é preciso prestar o vestibular. Nesse caso, basta comparecer em uma unidade munido do boletim (com nota acima de 300 na redação e no mínimo 100 em cada uma das provas objetivas do exame) e cópias e originais do RG, CPF, comprovante de residência, histórico de conclusão do Ensino Médio e diploma para quem já fez a primeira graduação.

Sobre a Estácio

A Estácio, um dos maiores e mais respeitados grupos do setor educacional do Brasil, atua há 48 anos no segmento de ensino superior. Presente em 23 estados e no Distrito Federal, por meio do ensino presencial, e em todo o Brasil com o EaD, conta com mais de 500 mil alunos matriculados. Atuante em projetos que contribuem para o desenvolvimento social e cultural do País, a Estácio promove o Programa de Responsabilidade Social Corporativa Educar para Transformar. O programa, que apoia iniciativas em cinco pilares – Esporte, Escola, Cidadania, Cultura, Inovação e Empreendedorismo – reflete o compromisso do Grupo Estácio de oferecer uma educação acessível e de qualidade e, assim, gerar um impacto positivo para a construção de uma sociedade mais justa.

Continua lendo

Enem

Inep divulga resultado do Enem

Resultados podem ser conferido pelo site do INEP

• atualizado em 18/01/2019 às 10:46

As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão disponíveis na internet, na Página do Participante e no aplicativo oficial do Enem. Mais de 4,1 milhões de estudantes podem acessar o resultado individual em cada uma das provas: linguagens, ciências humanas, ciências da natureza, matemática e redação.

Para acessar os resultados individuais, é preciso usar a senha criada na hora da inscrição. Caso o participante não se lembre da senha, basta clicar no campo Esqueci minha senha. O estudante deverá, então, confirmar o e-mail cadastrado no sistema para receber uma senha temporária. Quem esqueceu a senha e também não tem acesso ao e-mail cadastrado tem a opção de informar novos contatos para receber a senha temporária.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgará no dia 18 de março o espelho da redação, ou seja, detalhes da correção dessa prova. Isso é feito após os processos seletivos dos programas federais. A correção tem função apenas pedagógica e não é possível interpor recurso.

A nota dos treineiros, aqueles que ainda não concluíram o ensino médio e fizeram a prova apenas para testar os conhecimentos, também será divulgada no dia 18 de março.

O Enem foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro de 2018. Desde o dia 14 de novembro, estão disponíveis as provas e os gabaritos oficiais. Também estão disponíveis vídeos com os enunciados e as opções de respostas da videoprova na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

O que fazer com as notas?
Com os resultados, os estudantes poderão concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O primeiro processo que terá as inscrições abertas é o Sisu. Para participar é preciso fazer a inscrição online no período de 22 a 25 de janeiro. Os estudantes já podem consultar, na página do programa as vagas disponíveis. São mais de 235,4 mil, distribuídas em 129 universidades públicas de todo o país. As inscrições para o ProUni poderão ser feitas de 22 a 25 de janeiro e, para o Fies, de 5 a 12 de fevereiro.Além dos programas nacionais, os estudantes podem usar as notas para cursar o ensino superior em Portugal. O Inep tem convênio com 37 instituições portuguesas. A lista está disponível na página da autarquia. Segundo o Inep, atualmente mais de 1,2 mil brasileiros usaram o Enem para ingressar nessas instituições.

Continua lendo

Educação

Cursos Técnicos do SENAI estão com matrículas abertas

São mais de 6 mil vagas e 30 cursos em 67 municípios em Minas

As matrículas para as mais de seis mil vagas para os cursos técnicos do SENAI em Minas Gerais estão abertas até o dia 01/02. No total serão mais de 30 cursos ofertados em 67 municípios no estado. O processo de inscrição deve ser realizado no site da instituição. O edital com a lista completa de cursos, vagas disponíveis e valores das mensalidades para cada município, dentre outras informações, estão disponíveis no site //www.senaimg.com.br/.

Os cursos têm duração entre seis e dezoito meses. Para se inscrever, o candidato deve estar matriculado ou ter concluído o Ensino Médio ou o EJA – Educação de Jovens e Adultos (nível médio) ou ainda ter sido aprovado parcialmente no Exame de Massa de Nível Médio.

Além disso, não existe prova de seleção. Os candidatos inscritos dentro do limite de vagas ofertadas serão classificados, mediante a comprovação dos pré-requisitos de escolaridade.

Cursos técnicos do SENAI 
Inscrições: 
até 01/02/2019
Informações: www.senaimg.com.br
Matrícula com valor único de R$ 199,00 para alunos novatos
O investimento das mensalidades dos cursos variam de R$ 300 a R$550 

Continua lendo