Nada mudou! Galo arranca empate contra a URT e mantém vantagem na semifinal do Mineiro



Em Patos, Galo manteve vantagem sobre a URT na semifinal do Mineiro – Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
Em Patos, Galo manteve vantagem sobre a URT na semifinal do Mineiro – Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Jogo difícil! A URT mostrou porque foi a campeão mineira do interior em 2016 e teve boa atuação contra o Atlético na tarde deste domingo (17) no estádio Bernardo Rubinger de Queiroz, em Patos de Minas. Mas não foi o suficiente para a equipe da casa reverter a vantagem alvinegra. A equipe atleticana arrancou o empate em 2 a 2 e manteve a vantagem de jogar pelo empate na segunda partida no Independência.

Os gols da URT foram marcados por Jonathan Balotelli e Ramos, mas Douglas Santos com um golaço e Clayton conseguiram deixar tudo igual para a equipe atleticana. O resultado deixa o Galo em vantagem para o jogo de volta, já que como classificou melhor na primeira fase joga por dois resultados iguais na semifinal. A equipe de Patos de Minas terá que repetir o Tricordiano e vencer o Atlético dentro do Horto.

O segundo jogo da semifinal entre Atlético e URT será no próximo sábado (23), às 16h, no Independência. O Galo busca seu 44º título do Campeonato Mineiro. Já o Pato briga pelo sonhado título inédito do estadual.

Tudo igual

O primeiro tempo de URT e Atlético não foi bom, os dois times erraram muitos passes e sofreram com o gramado ruim. A equipe de Patos de Minas começou jogando nos contragolpes e deu muito trabalho para o time alvinegro. Já o Galo tinha mais posse de bola, porém enfrentava uma grande dificuldade para penetrar na boa defesa dos donos da casa. A primeira etapa foi equilibrada e o resultado foi justo.

Quem comemorou primeiro foi a torcida da casa. Logo, aos 4 minutos, a URT puxou contragolpe falta. Jonathan Balotelli aproveitou falha de Marcos Rocha, que não conseguiu tirar a bola, avançou em velocidade, invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado para abrir o placar. Pouco depois, o Pato de Patos de Minas perdeu o lateral-esquerdo Fábio Alves lesionado, ele teve que dar lugar a Rodrigo Crasso.

As principais jogadas do Atlético eram ou bola aérea ou chutes de fora da área. E foi assim que saiu o gol de empate. Após cobrança de escanteio, a defesa da URT afastou para fora da área, mas a bola sobrou para o lateral-esquerdo Douglas Santos pegar de primeira e fazer um golaço. O goleiro Follmann não pode fazer nada no lance. Tudo igual no Bernardo Rubinger de Queiroz.

Apesar dos gols, o jogo foi feio no primeiro tempo. Após as redes balançarem, os times erraram muitos passes e tinham dificuldades na armação de jogadas. A esperança de ambos os lados eram as bolas aéreas e os chutes de fora da área.

Em um desses lances, Pratto apareceu bem pela esquerda, passou bem pelo marcador, levou a bola para a direita e meio sem ângulo arriscou o chute, a bola foi pra fora com perigo. Já no lado da URT, Marco Antônio arriscou de longe e também mandou para fora com certo perigo. Faltou qualidade para as duas equipes em alguns momentos. Empate justo no primeiro tempo.

Empate emocionante

A etapa final não mudou muito em Patos de Minas. Em termos de qualidade técnica, jogo muito fraco, mas não faltou emoção. Na tentativa de aumentar a sua força ofensiva e buscar a vitória, o técnico Diego Aguirre resolveu mudar a equipe e mandou a campo Dátolo e Robinho nos lugares de Eduardo e Juan Cazares. Mas as mudanças não surtiram muito efeito.

Com boa atuação e lutando muito, a URT voltou a ficar à frente do placar na etapa final. Ramos aproveitou escanteio aos 11 minutos e saída errada de Victor do gol para completar de cabeça deixando o Pato de Patos de Minas na frente do placar. O Atlético quase empatou pouco depois, quando o árbitro Ricardo Marques Ribeiro marcou pênalti de Ramos em Leonardo Silva após cruzamento na área. O argentino Lucas Pratto, que até então nunca havia perdido um pênalti em sua carreira, acabou cobrando para fora.

O interessante é que após o pênalti perdido, o Galo melhorou no jogo e foi em busca do empate. Pratto quase aproveitou cruzamento para marcar, mas ele mandou de cabeça pela rede do lado de fora. Parte da torcida atleticana chegou a vibrar achando que a bola tinha entrado. O gol de empate atleticano saiu aos 31 minutos, Robinho cruzou na área, Pratto ajeitou de cabeça e Clayton completou tocando na saída do goleiro Follmann. Tudo igual de novo.

O Atlético ainda teve chance de virar o jogo em chute de Júnior Urso após rebote em cruzamento, mas ele pegou mal na bola e isolou. Não teve jeito, URT e Galo lutaram muito, porém não o suficiente para evitarem o empate.

Ficha técnica

URT 2 X 2 ATLÉTICO

Motivo: 1º jogo da semifinal do Mineiro 2016
Data/horário: 17/04/2016, domingo, 16h
Local: Bernardo Rubinger de Queiroz, em Patos de Minas (MG)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA/MG)
Auxiliares: Marconi Helbert Vieira (CBF/FMF) e Felipe Alan Costa de Oliveira (CBF/FMF)

Gols: Jonathan Balotelli (URT), 4min 1ºT, Douglas Santos (ATL), 18min 1ºT, Ramos (URT), 11min 2ºT, Clayton (ATL), 31min 2ºT

Cartões amarelos: Rafael Carioca e Dátolo (Atlético)

URT: Follmann; Alex Murici, Mauro Viana, Robinho e Fábio Alves (Rodrigo Crasso); Leandro, Ramos, Marcos Antônio (Leomir) e Carlos Magno; Jonathan Balotelli e Kelvin (Alexsandro). Técnico: Ademir Fonseca.

Atlético: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Eduardo (Dátolo), Júnior Urso, Juan Cazares (Robinho) e Clayton (Capixaba); Lucas Pratto. Técnico: Diego Aguirre.

Por

Total
0
Shares

Relacionados
Total
0
Compartilhar