Connect with us

Esportes a Motor

Campeonato Mineiro de Motocross abre inscrições para o GP Juatuba

Os interessados em disputar o Campeonato Mineiro de Motocross já podem fazer a inscrição pelo site

Já estão abertas as inscrições para a 2ª etapa do MXF Campeonato Mineiro de Motocross, que ocorrerá nos dias 22, 23 e 24 de junho, em Juatuba. Os interessados em disputar o topo do pódio em uma das 17 categorias da competição devem realizar seus cadastros pelo site www.cassiosracing.com.br e pagar uma taxa de R$165,00 até o dia 20 de junho.

Vale lembrar que de forma alguma serão aceitas inscrições fora do prazo. As pessoas que tiverem qualquer dificuldade com o sistema podem entrar em contato com a organização do campeonato pelo telefone (31) 99993-5614 ou pelo e-mail [email protected]

Os atletas que vão participar pela primeira vez ou que ainda não entregaram toda a documentação necessária também devem apresentar na Secretaria de Prova do evento os seguintes documentos*:

– Carteirinha de filiação à Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais (FMEMG);
– Termo de responsabilidade, com firma reconhecida em cartório (exigido apenas para menores de 18 anos);
– Atestado médico liberando o piloto para a prática de esportes de alto rendimento. O documento deve conter carimbo com data e assinatura do médico;
– Termo de cessão de uso de imagem;
– Cópia da carteira de identidade.

*Os modelos dos documentos estão disponíveis no site //cassiosracing.com.br/web/informativos-inscricoes/

Esportes a Motor

Piranga sedia segunda corrida consecutiva do Campeonato Mineiro de Motocross

Gp acontecerá na cidade no final de abril e terá entrada franca.

Os saltos e manobras radicais vão voltar a agitar Piranga, na Zona da Mata. A cidade que recebeu a grande final do Campeonato Mineiro de Motocross de 2017 também será a responsável por abrir a competição este ano. Entusiasmada com o evento, a prefeitura promete realizar uma grande festa, com entrada franca e classificação livre, nos dias 28 e 29 de abril, a partir das 8h, na pista do Espaço Verdant, na rua José Milagres Júnior, s/nº, Vargem Grande.

De acordo com José Carlos Marques, prefeito de Piranga, a experiência do ano passado foi muito positiva. “O município inteiro parou para assistir às corridas. A turma que pratica motocross participou e foi valorizada pela organização. Além disso, recebemos pessoas de outros estados. Isso movimentou a economia da cidade, proporcionou lazer e atraiu o olhar de pilotos e fãs do esporte de todo Brasil”, destacou.

Para 2018, José Carlos pretende capichar ainda mais. “Queremos que seja melhor ainda e vamos trabalhar para isso. Junto com os organizadores, o município de Piranga quer proporcionar um evento de qualidade para toda a nossa população e para os nossos visitantes”, afirmou.

Sem revalar muitos detalhes, Cássio Marques, organizador do campeonato contou que muitas novidades estão sendo preparadas. “Nesta etapa vamos ter muitas surpresas para o público e pilotos, que afinal de contas são os verdadeiros responsáveis pelo espetáculo. Teremos várias ações durante as provas e uma programação cultural preparada pela chefe de divisão de cultura e turismo de Piranga, Gislaine Aparecida Dias. Também vamos fazer mudanças no regulamento para incentivar as categorias de base e feminina”.

A infraestrutura também terá melhorias. “Vamos aumentar os pontos de energia da área de box e manter a estrutura das outras áreas do complexo. Teremos box com chuveiro e banheiro para as equipes, banheiro químico para os espectadores, praça de alimentação e uma pista renovada, mas com o mesmo padrão americano”, informa Cássio.

Disputa pelo título

Durante a grande final de 2017, uma chuva torrencial atingiu o município e o evento teve que ser paralisado. Os pilotos das categorias 85cc e MX1 aguardaram o término da tempestade, mas acabaram sem conseguir entrar na pista e disputar o título. Diante disso, a organização da competição determinou que essas provas fossem realizadas na 1ª etapa de 2018.

Segundo Cássio Marques, essa decisão será mantida. “Todos os atletas da 85cc e MX1 que se inscreveram para a última corrida do ano passado terão direito de entrar no circuito para brigar pelo troféu. O melhor de tudo é que isso acontecerá na mesma cidade, na mesma pista que deveria ter abrigado essas finais. Ficamos tranquilos porque sabemos que fizemos de tudo para manter as mesmas condições e não prejudicar ninguém”, conclui.

Serviços: 1ª Etapa – GP Piranga

Data: 28 e 29 de abril

Horário: a partir das 8h

Local: Rua José Milagres Júnior, s/n, Centro, Piranga-MG

Entrada Franca

Classificação Livre

Informações: cassiosracing.com.br

Continua lendo

Esportes a Motor

Chuva paralisa final do Campeonato Mineiro de Motocross e decisão ficará para 2018

Antes disso, as categorias 65cc, MX2, MX3, Nacional Pró e Amador entraram na pista e levantaram o público presente.

O segundo dia de provas da final do Campeonato Mineiro de Motocross, realizado no último domingo (19), teve como protagonista a natureza. Durante o evento uma forte chuva, acompanhada de raios e rajadas de vento, caiu sobre Piranga causando a paralisação das corridas. Antes disso, as categorias 65cc, MX2, MX3, Nacional Pró e Amador entraram na pista e levantaram o público presente.

65cc

A primeira prova do dia foi a das crianças entre 7 e 12 anos. Na largada, o goiano Felipe Menezes levou a melhor. Ele fez o holeshot e disparou na frente. Em seguida, vieram o mineiro Felipe Vieira, o paulista Bruno Rodrigues e o gaúcho Garmichel Giehl. Os três tinham chances de título e protagonizaram uma disputa bem acirrada. Na primeira volta Bruno roubou o segundo lugar de Felipe. Poucos minutos depois Garmichel também ultrapassou o piloto mineiro. Devido a uma grande falta de sorte, Felipe Vieria ainda sofreu uma queda conseguindo finalizar na 12ª posição. O pódio foi composto por Felipe Menezes, Bruno Rodrigues e Garmichel Giehl, que acabou ficando com o campeonato, na somatória dos pontos.

MX2

Em seguida, foi a vez dos profissionais da MX2. A prova começou com o paulista Dudu Lima fazendo o holeshot. O também paulista Fabinho Santos não deixou por menos e passou Dudu logo em seguida. O paranaense Leo Souza, que havia largado bem atrás, galgou cada posição e chegou na terceira colocação. A partir daí os três pilotos buscaram cada centímetro de pista, até que Fabinho caiu e cedeu sua posição ao mineiro João Victor, vinha em quarto lugar. Dudu acelerou e colocou cerca de nove segundos à frente de Leo. Enquanto isso, a briga pelo terceiro lugar esquentou, e faltando dois minutos para encerrar a corrida, o carioca Juninho Tay-Tsohn ultrapassou João Victor. As três primeiras posições ficaram com Dudu Lima, Leo Souza e Juninho Tay-Tsohn.  Com a quarta posição na corrida, Leo Souza garantiu a o título da categoria.

MX3

Na MX3, o carioca Daniel Federal chegou como favorito, mas teve que brigar bastante para garantir o título. Já na largada seu conterrâneo, Walter Tardin, saiu na frente junto com o mineiro Diogo Guedes. Daniel, que vinha em terceiro, acelerou o máximo que pôde para alcançar seus adversários. Na primeira volta, Daniel Federal conseguiu ultrapassar Guedes e foi atrás de Tardin. A briga entre os dois durou até o último minuto de corrida, quando Walter caiu e perdeu a liderança. A prova acabou com Federal em primeiro, Tardin em segundo e Guedes em terceiro.

Nacional Pro

Na categoria Nacional Pro, o troféu estava praticamente nas mãos do mineiro Bruno Barbosa, já que o segundo do ranking não havia comparecido. Com esse cenário Barbosa poderia acabar até na penúltima colocação que se sagraria campeão. No entanto, a prova foi mais difícil do que Bruno planejou.  O carioca Matheus Venâncio fez o holeshot, seguido de Bruno Barbosa e do mineiro Gustavo Almeida. Barbosa manteve a colocação até a quarta volta, quando começou a ser ultrapassado pelos outros competidores. Ao final da corrida, Bruno Barbosa se viu na penúltima posição e foi obrigado a acelerar para manter o título. Os três primeiros clocados da prova foram Matheus Venâncio, Vinicius Muniz e Warley Diego.

Amador

A prova da categoria Amador foi a mais tranquila do dia. Os mineiros Gabriel Souza, Felipe Leite e Venâncio Sanseverino largaram bem na frente e foram os protagonistas de toda a corrida. Gabriel largou melhor, porém a liderança não durou muito tempo. Na primeira volta, Felipe assumiu a ponta e deixou o segundo lugar do pódio para Souza. Venâncio terminou em terceiro. O campeão da temporada 2017 foi o também mineiro Augusto Henrique, que terminou em quinto, mas somava mais pontos que os demais.

85cc

A última prova do dia foi a 85cc, composta por pilotos entre 11 e 17 anos. O paulista Caique Takeyama fez o holeshot e manteve a liderança. A seguir vieram os mineiros João Vitor e Arthur Vicente. Ainda no início da corrida Arthur passou para a segunda colocação. Faltando 11 minutos de prova, João Vitor e mais dois pilotos se embolaram em uma das descidas da pista. João ficou inconsciente por alguns minutos e foi atendido pela equipe de resgate. Mesmo passando bem, ele foi encaminhado para um hospital da região.

Enquanto a ambulância fazia o percurso até a unidade de saúde, o evento ficou paralisado. Nesse momento, uma tempestade caiu sobre a pista. Visando proteger todos os pilotos e público, a direção de prova decidiu não dar prosseguimento ao evento, postergando a decisão das categorias 85cc, MX1 e Super Final Ouro.

Nesta terça-feira, 21 de novembro, a organização do Campeonato Mineiro de Motocross e a Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais (FMEMG) se reuniram para discutir como a competição seria finalizada. De acordo com Cássio Marques, presidente do Moto Clube Cassios Racing e diretor de motocross da FMEMG, foi escolhida a opção mais justa para todos os pilotos.

“Nós resolvemos realizar as corridas da 85cc e MX1 na primeira etapa do ano que vem. Todos compareceram e pagaram inscrição. Achamos que o mais correto é garantir a oportunidade para que eles disputem os títulos na pista. O troféu da Super Final Ouro será guardado para a última etapa da temporada de 2018”, explica.

Continua lendo

Esportes a Motor

Irmãs Cazadini fazem dobradinha na final do Campeonato Mineiro de Motocross

Primeiro dia da final do Campeonato Mineiro de Motocross foi cheia de atrações.

As irmãs de Alegre, no Espirito Santo, foram o destaque do primeiro dia de provas da grande final do Campeonato Mineiro de Motocross, que ocorreu neste sábado, dia 18 de novembro, na cidade de Piranga. Marcely, que já havia faturado as duas primeiras etapas da competição, garantiu o título enquanto Lays ficou com a prova.

MXF
A mineira de Ouro Fino Larissa Daló fez o holeshot da prova, deixando as Cazadini para trás. Porém, Lays e Marcely não desistiram e aceleraram forte. Na sexta volta, a mineira não aguentou a pressão e acabou cedendo a primeira colocação a Lays. Marcely fechou a prova na terceira posição, mas pela soma dos pontos levou o troféu da sua categoria.

“Fiquei muito feliz pelo primeiro lugar da Lays hoje, e estou mais feliz ainda pelo título. O Campeonato Mineiro é um dos maiores do país e um dos mais respeitados, então pra mim é uma honra levar a competição esse ano e a Lays o vice”, afirmou Marcely.

Júnior
Na Júnior, o mineiro de Barbacena João Carvalho bem que tentou atrapalhar a festa do paranaense de Curitiba Leo Souza. João largou na frente, mas ainda na primeira volta foi alcançado por Leo. Depois disso, o paranaense só aumentou a distância em relação aos adversários e confirmou o título. João Carvalho acabou tendo que disputar a segunda colocação com o carioca de Teresópolis Juninho Tayt-Sohn, que levou a melhor.

Intermediária
Já na categoria Intermediária, o mineiro de Cachoeira do Campo e líder do campeonato Túlio Pedrosa largou com uma vantagem de mais de um segundo para o mineiro de Martinho Campos Romeu Borges. Ele manteve a primeira posição até a nona volta, quando caiu e deu oportunidade para Romeu tomar o seu lugar. O paulista de Taboão da Serra João Camargo também aproveitou a ssumiu a segunda posição. Túlio terminou a prova em terceiro, mas como já havia conquistado as duas primeiras etapas garantiu o troféu.

MX4
A MX4 foi definida logo no início da corrida. O carioca de Nova Friburgo Walter Tardin fez o holeshot e liderou de ponta a ponta. O mineiro de Visconde do Rio Claro Hudson Olégário largou em segundo e também se manteve nessa colocação até o fim. A terceira posição começou nas mãos do mineiro de Sete Lagoas Márcio Santos, mas na segunda volta, o mineiro de Igarapé Alexsandro Maciel assumiu o 3º lugar. Husdon, que também já havia ganhado as duas últimas etapas, ficou com o título.

50cc
Na categoria 50cc, o goiano de Goiânia Felipe Marques liderou desde o início e garantiu o título. O mineiro de Belo Horizonte, Bernardo Tibúrcio, conquistou a segunda colocação ainda na primeira volta, mas foi ultrapassado pelo também belohorizontino Renato Cobucci na sexta volta. Quando já havia transcorrido 65% da prova começou uma forte chuva e a disputa foi encerrad
a da maneira como estava.

Nacional Amador
Na Nacional Amador, o paulista Cleber Bueno conquistou a primeira colocação já no início da corrida e manteve até o fim. O piloto de São Paulo Hiroshi Takeyama subiu para a segunda posição na terceira volta e também encerrou no mesmo lugar. O mieniro de Visconde do Rio Branco Venâncio Sanseverino fechou o pódio em terceiro, mas devido à soma do
s pontos acabou ficando com o troféu.

MX5
O mineiro de Formiga Dário Júnior teve uma tarde tranquila em Piranga. Como o segundo colocado do ranking não compareceu, ele podia terminar a corrida até na 8ª posição que ainda garantiria o campeonato. No entanto, Dário fez questão de dar seu melhor e largou com tudo fazendo o holeshot. Depois apenas administrou para manter a primeira posição e levar o título. A briga ficou mesmo pela segunda e terceira colocações com os mineiros Evandro Fontes, André Benatti e o paulista Luiz Rosa que se revesaram alguma
s vezes. No final, Evandro e André levaram a melhor.

Local
Igor Guedes foi o vencedor de uma categoria criada especialmente para os pilotos de Piranga. Ele largou na segunda posição, mas ultrapassou Sérgio da Cunha, que havia feito o holeshot da prova. “Nós criamos essa categoria em homenagem a todos os pilotos de Piranga, especialmente para o pessoal que ajudou na montagem da pista dando suor e sangue para que tudo ficasse perfeito para o dia das provas”, explicou Cássio
Marques, organizador da prova e diretor da Fmemg.

Domingo
A disputa pelos títulos do Campeonato Mineiro de Motocross continuam amanhã. Às 8h os pilotos das categorias MX2, 65cc, MX3, Nacional Pró, amador, 85cc e MX1 entram na pista para os treinos livres. Às 10h começam os treinos classificatórios e a partir das 13h ocorrem as provas. Ao final de tudo, será realizada também a Super Final Ouro, que colocará os 10 melhores colocados da MX1 e MX2 para disputar um troféu de ouro.

O GP Piranga tem patrocínio de X11, GMI, EPA, Motul, Sense, Ingá, Turinhos Veículos e Turinhos Motos. Co-patrocínio de Móteis Sunny Day, O2BH, Ouseuse, Fokus, Edgers. Apoio Prefeitura de Piranga, MRP, Evolub, CRM Empreendimentos, Funny Night, Bim Resgates, Restaurante da Celinha, Moto Gerais, Paulista Automóveis, O Tempo, Super Notícia e 98 FM. Realização Moto Clube Cassios Racing. Supervisão Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais.

MXF
1º #2 Lays Cazadini
2º #22 Larissa Dalló
3º #222 Marcely Cazadini
4º #25 Larissa Lelis
5º #325 Ana Luiza Vieira

Campeonato
1º #222 Marcely Cazadini
2º #2 Lays Cazadini
3º #22 Larissa Dalló

Júnior
1º #9 Leonardo de Souza
2º #416 Juninho Tayt-sohn
3º #458 João Carvalho
4º #356 Bruno Pinheiro
5º #34 Davi Martins

Campeonato
1º #9 Leonardo de Souza
2º #356 Bruno Pinheiro
3º #34 Davi Martins

Intermediária
1º #29 Romeu Borges
2º #614 João Camargo
3º #105 Túlio Pedrosa
4º #385 Caio Souza
5º #788 Marco Antônio Bolim

Campeonato
1º #105 Túlio Pedrosa
2º #614 João Camargo
3º #29 Romeu Borges

MX4

Corrida
1º #25 Walter Tardin
2º #175 Hudson Olegário
3º # Alexsandro Maciel
4º # Eudes Lima
5º # Valério Araújo

Campeonato
1º #175 Hudson Olegário
2º #25 Walter Tardin
3º #15 Dário Júnior

50cc
1º #160 Felipe Marques
2º #50 Renato Cobucci
3º #3 Bernardo Tibúrcio
4º #712 Gustavo Maurício
5º #333 Yuri Martins

Campeonato
1º #160 Felipe Menezes
2º #3 Bernardo Tibúrcio
3º #50 Renato Cobucci

Nacional Amador
1º #2 Cléber Bueno
2º #12 Hiroshi Takeyama
3º #222 Venâcio Sanseverino
4º #22 Pedro Henrique Freitas
5º #33 Diego Dedel

Campeonato
1º #222 Venâncio Sansverino
2º #33 Diego Dedel
3º #99 João Xavier

MX5
1º #15 Dário Júnior
2º #110 Evandro Fontes
3º #53 André Benatti
4º #449 Luiz Rosa
5ª #10 Alvimar Macedo

Campeonato
1º #15 Dário Júnior
2º #53 André Benatti
3º #110 Evandro Fontes

Continua lendo