Redes Sociais

Últimas de Variedade

Mirante do Mangabeiras passa a funcionar em novo horário em 2019

Espaço que é um dos pontos mais altos da cidade (1.170m de altitude), recebe cerca de 3000 pessoas a cada mês

Um dos espaços mais visitados de Belo Horizonte, o Mirante do Mangabeiras, agora terá seu horário de funcionamento estendido e ficará aberto ao público até às 20h. A partir desta quarta-feira, dia 9, quem quiser apreciar o pôr do sol no local, que oferece uma vista privilegiada da cidade, poderá entrar no parque até às 19h30, podendo permanecer por mais 30 minutos.

O espaço, que é um dos pontos mais altos da cidade (1.170m de altitude), recebe cerca de 3000 pessoas a cada mês e é um dos mais solicitados para ensaios fotográficos entre todas as unidades sob a administração da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica. Desde que foi inaugurado, em 2012, o local já passou por diversas melhorias e mantém um projeto paisagístico diferenciado para encantar aos que gostam das belas vistas que o espaço pode proporcionar.

Uma das últimas melhorias feitas no local aconteceu em dezembro de 2018, com a parceria da Belotur. Na ocasião, foram instaladas no local três lunetas para observação terrestre, todas resistentes a água, vento, sol e adversidades causadas pelo clima. Simples de serem manuseadas, as lunetas possuem lentes antirreflexivas com foco pré-ajustado, dispensando qualquer ajuste por parte do observador, e se configuram como mais um atrativo do Mirante do Mangabeiras.

Serviço

Mirante do Mangabeiras
Endereço: Rua Pedro José Prado, 1.000 – Bairro Mangabeiras
Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 9h às 20h (entrada permitida até às 19h30).

Não é permitido o acesso com veículos ao local. Animais de estimação podem ter acesso, porém, somente os que estiverem com coleira/guia. É obrigação do tutor do animal a recolha das fezes e a manutenção da coleira no pet durante todo o passeio.

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas de Variedade

Cãominhada vai agitar Belo Horizonte neste sábado

Oportunidade para os apaixonados por animais se divertirem com seus bichos em um programa diferente na orla da lagoa

Foto: Divulgação

Uma caminhada cultural na região da Pampulha ao lado do seu pet. Essa é a proposta da Cãominhada, evento do Circuito Cultural Pampulha que acontece no próximo dia 19, a partir das 8h. A concentração será na Av. Coronel Oscar Paschoal, em frente ao CEU, com chegada na Praça Geralda Damata Pimentel.

Durante o evento, haverá distribuição de amostra grátis da ração Quatree, adestramento com equipe de adestradores da Lealpet, esclarecimentos jurídicos ligados à causa animal e feira de adoção virtual. Uma oportunidade para os apaixonados por animais se divertirem com seus bichos em um programa diferente na orla da lagoa.

“Queremos estar mais próximos dos nossos clientes e fazer parte do dia a dia deles, proporcionar o bem-estar dos pets e um momento de lazer para toda a família. Para a Quatree, é um grande prazer participar dessa Cãominhada”, afirma André Matoso, gerente comercial da Quatree.

Banda Maurinho e os Mauditos

No mesmo dia 19, a partir das 15h30, acontece o show da banda Maurinho e os Mauditos na Casa Kubitschek, Avenida Otacílio Negrão de Lima, 4188.

Projeto paralelo de Maurinho, do Tianastácia, o repertório conta com músicas do disco ‘Riso do Tempo’, que falam do dia-a-dia, do amor, da falta dele, da saudade, das drogas, da tristeza. Mas engana-se quem acha que o resultado final foi dramático. É um disco alto astral, com muita energia! O grupo conta com Fernando Murcego na bateria, Vinícius Cavalo Doido no baixo e Lucas França, guitarra.

O Circuito Cultural Pampulha promove democratização de acesso e popularização de espaços culturais públicos tão importantes para a cidade. A programação tem o objetivo de estimular a aproximação e a convivência do público com o Patrimônio Cultural da Humanidade, promovendo a relação de pertencimento e o reconhecimento da importância da preservação.

Além de divertir e promover a interação entre belo-horizontinos e visitantes, o Circuito Cultural Pampulha desenvolve uma ocupação artístico-cultural nos espaços tombados como Patrimônio Cultural da Humanidade e os utiliza de forma consciente, valorizando o espaço pelo seu potencial arquitetônico e histórico, promovendo uma nova opção de convivência estimulada pelas artes e pela cultura.

Patrimônio da Humanidade

O Conjunto Moderno da Pampulha tornou-se Patrimônio da Humanidade pela Unesco em julho de 2016, ao representar uma obra-prima do gênio criativo humano, pelo impacto sobre o desenvolvimento da arquitetura, urbanismo e paisagismo e por ser um exemplar excepcional de conjunto arquitetônico.

Um dos itens sob os olhos da Unesco é exatamente a relação entre a sociedade e o seu bem considerado Patrimônio Cultural da Humanidade, o que reforça a ideia de circuito. Sob esta perspectiva, o projeto aproxima a população belo-horizontina e visitantes do Conjunto Moderno da Pampulha, por meio de uma intensa e qualificada programação.

Continua lendo

Últimas de Variedade

Hofbräuhaus BH apresenta seu Sunset HB em janeiro para curtir o Verão

Ótima música regada aos melhores petiscos e cervejas para animar os fins de semana e deixar o verão ainda mais gostoso e descontraído

Os sábados de janeiro já começam animados na Hofbräuhaus BH com a realização da edição 2019 do projeto Sunset HB. Ótima música regada aos melhores petiscos e cervejas para animar os fins de semana e deixar o verão ainda mais gostoso e descontraído. As apresentações começam no dia 12/01 com o músico Daniel Lima, seguido pela cantora Gabi Mello no dia 19/01 e novamente o Daniel, no dia 26/01. A casa abre as portas às 12h e as apresentações começam às 16h e não tem cobrança de couvert artístico.

Daniel Lima apresenta um rock acústico, com músicas autorais e releituras de grandes nomes para entreter o público. Já Gabi Mello possui um diferencial em seu trabalho autoral, criando uma enorme possibilidade de misturar culturas. Ela vai do Pop ao Rock, com influências de outros estilos musicais e mistura sonoridades e canções, com muita originalidade.

A Hofbräuhaus BH é um BrewPub. Possui uma fábrica de cervejas ligada ao restaurante e as cervejas servidas são “frescas”, saídas diretamente dos tanques. Cada detalhe, desde o projeto arquitetônico – desenvolvido pelo aclamado arquiteto Gustavo Penna – até a decoração, escolha dos móveis, lustres, equipamentos, mestre-cervejeiro, chef de cozinha, pratos e até as músicas são semelhantes à matriz da Hofbräu da Alemanha para que os consumidores e clientes possam sentir sons, aromas e sabores como se estivessem realmente lá.

Outra informação que vale ser destacada é o fato de ser o único restaurante do país que possui um sistema de dosagem para servir as bebidas. É um sistema austríaco chamado Gruber, que porciona as bebidas e praticamente exclui desperdícios e erros ao servir cervejas, refrigerantes e também drinks.

Sunset HB 2019

Data: 12/01, 19/01 e 26/01 – sábados de janeiro
Horário: a partir das 16h
Endereço: Hofbräuhaus – Avenida do Contorno, 7613 – Lourdes, BH-MG
Mais informações: (31) 3021-9165

Continua lendo

Últimas de Variedade

Inhotim oferece programação especial de férias com oficinas para adultos e crianças

Público poderá participar de visitas mediadas gratuitas pelas novas exposições e atividades sobre stop motion, aromaterapia, xilogravura e frutas do verão

• atualizado em 07/01/2019 às 15:21

Pensando no período de férias escolares, o Instituto Inhotim preparou uma programação especial gratuita com oficinas para adultos e crianças. Nos meses de janeiro e fevereiro, os visitantes podem participar das oficinas “Difusor Pessoal”, “Frutas do Verão”, “Stop Motion” e “Xilogravura”. As atividades têm como ponto de partida estimular a criatividade e a diversão dos participantes e abordam os acervos artístico e botânico do Inhotim, além de histórias e memórias da região e da Instituição.

Quem visitar o Inhotim nesse período também terá a oportunidade de conhecer novas exposições. No dia 15 de dezembro, o Museu recebeu a obra Spider (Aranha), da artista francesa Louise Bourgeois. A escultura de mais de 3 metros de altura e mais de 700 quilos pertence ao acervo do Itaú Cultural e ficará exposta no Inhotim até 14 de abril. Depois, o trabalho segue para outras instituições no Brasil.

Outras três novas mostras estão em exibição nas galerias temporárias Praça, Lago e Fonte. As exposições foram inauguradas no dia 6 de setembro e apresentam obras de importantes nomes da arte contemporânea, como Yayoi Kusama, Robert Irwin, David Lamelas e Paul Pfeiffer. Em janeiro e fevereiro, o Educativo Inhotim promove visitas temáticas gratuitas pelas novas exposições, dando ao público a oportunidade de conhecer as obras e seus artistas mais profundamente.

Visitação

Com 12% do total do público anual, janeiro representa o segundo melhor mês de visitação no Inhotim, depois de julho, com 18%. A expectativa da Instituição é de um aumento de 34% na visitação este mês na comparação com dezembro passado. Em média, o Instituto recebe por ano 350 mil visitantes.

Confira abaixo a programação completa de janeiro e fevereiro:

– Oficina de Stop Motion

Atualmente, a Galeria Fonte (G4 no mapa) exibe a mostra “Para Ver o Tempo Passar”, dedicada à exibição de obras audiovisuais, linguagem cada vez mais presente nas produções de artistas contemporâneos. O “Stop Motion” é uma técnica de animação, que utiliza de uma câmera fotográfica, massa de modelar e muita criatividade para criação de uma sequência em que se tem a ilusão de movimento. Artistas como William Kentridge utilizam dessa técnica em sua produção.

Além de compreender os processos que remontam a origem da linguagem audiovisual como se conhece atualmente, a oficina tem o objetivo de construir junto ao público todas as etapas de produção de um vídeo de animação “Stop Motion”. Desde a elaboração do roteiro, preparação dos personagens, até os ensaios das cenas e fotografia quadro a quadro.

Quando: 09 de janeiro e 06 de fevereiro (quartas)

Horário: 14h

Local: próximo à árvore tamboril (B1 no mapa)

Público: crianças acima de 10 anos acompanhadas de responsável

Observação: 15 vagas, inscrições no local a partir de 13h30

– Oficina de Difusor pessoal / Aromaterapia

A aromaterapia foi desenvolvida mesclando conhecimentos populares e científicos acerca de espécies vegetais e suas propriedades. Cheiros estão profundamente ligados ao nosso sistema límbico – a parte do ser humano que se conecta, sente, experimenta, se inspira e motiva. O método de inalação é considerado um dos mais eficazes na utilização de óleos essenciais, e através dele é possível desenvolver a calma, o vigor e também levantar o humor! Seu uso pode ainda melhorar desempenho cognitivo, memória, foco e criatividade. O acervo botânico do Inhotim será o ponto de partida desta oficina que resultará na fabricação de um difusor pessoal, considerando o histórico e as qualidades terapêuticas das plantas e de seus óleos.

 

Quando: 16 de janeiro e 13 de fevereiro (quartas)

Horário: 14h

Local: Viveiro Educador

Público: acima de 14 anos

Observação: 20 vagas, inscrições no local a partir de 13h30

– Oficina de Xilogravura Coletiva

Você conhece as xilogravuras? A xilogravura foi uma das primeiras formas de reprodução gráfica, conhecida por seu surgimento histórico com as gravuras chinesas e japonesas e por sua disseminação pela Europa na Idade Média e Moderna. Sua presença no Brasil se deu posteriormente, especialmente na literatura de cordel. De caráter introdutório e prático, a oficina apresentará os materiais e procedimentos básicos da elaboração de uma xilogravura, que consiste em entalhar uma imagem sobre a madeira e reproduzi-la em séries de impressões. Em local estratégico no espaço do Instituto – próximo à árvore tamboril, ao banco do Hugo França, e à escultura Gui Tuo Bei (2001), de Zhang Huan – será possível trabalhar, em  uma prática coletiva, a relação entre a tradição dessa expressão artística e os elementos naturais do entorno.

Quando: 23 de janeiro e 20 de fevereiro (quartas)

Horário: 14h

Local: próximo à árvore tamboril (B1 no mapa)

Público: acima de 14 anos

Observação: 12 vagas, inscrições no local a partir de 13h30

– Oficina Frutas do Verão

Nos jardins do Inhotim, é possível encontrar uma grande variedade de plantas cujos frutos são bem conhecidos. Mas qual deles é típico do verão no Brasil? Por que se deve dar prioridade a frutos e outros vegetais típicos de cada estação do ano? A oficina “Frutas do Verão” convida o visitante a descobrir algumas curiosidades sobre deliciosas frutas típicas do verão brasileiro e presentes no acervo do Inhotim. A oficina pretende provocar a reflexão sobre o cultivo e consumo de frutas e outros vegetais no Brasil e no mundo através da feitura coletiva de uma salada de frutas.

Quando: 30 de janeiro e 27 de fevereiro (quartas)

Horário: 14h

Local: próximo ao Magic Square (A12 no mapa)

Público: livre

Observação: 15 vagas, inscrições no local a partir de 13h30

 Visita Temática Inaugurações

A Visita Temática do início do mês de janeiro aborda as exposições inauguradas no Inhotim, sendo um momento de conversa sobre os artistas, seus trabalhos e temas trazidos à tona nas montagens. “Lamelas, Irwin, Kusama: Sobre a Percepção”, na Galeria Lago, convida a pensar como sentimos e percebemos o mundo que nos cerca. ” Paul Pfeiffer, Ensaios Vitruvianos”, na Galeria Praça, sugere reflexões sobre cultura de massas e a espetacularização da vida contemporânea. E, na Galeria Fonte, “Para ver o tempo passar” é uma coletiva de vários artistas que trabalham com o audiovisual, como John Gerrard, Marcellvs L., Mario García Torres e outros. Além do uso na arte, o audiovisual está presente em nossas vidas, mais do que imaginamos.

Quando: 02, 05 e 06 de janeiro (quarta, sábado e domingo)

Horário: 10h30

Local: saída da Recepção

Público: livre

Observação: 25 vagas, inscrição no local a partir das 10h15

 

 Visita Temática: Um Emaranhado de Teias – Da Construção Poética Visual no Espaço ao Tear Artesanal

Aproveitando a inauguração da obra Spider (1996), da artista Louise Bourgeois, o Educativo Inhotim convida os visitantes para a Visita Temática “Um Emaranhado de Teias – da construção Poética Visual no Espaço ao Tear Artesanal”. Por meio dessa visita, os participantes serão introduzidos ao trabalho da artista, assim como seu simbolismo, proporcionando uma experiência estética na qual fios de lã e um tear portátil poderão ser utilizados para tecer ideias, deslocar e realocar corpos, mudar direções e fluxos ao caminhar por alguns pontos do acervo do Inhotim.

Quando: 09 de janeiro a 27 de fevereiro (quartas, sábados, domingos e feriados)

Horário: 10h30

Local: Saída da Recepção

Público: livre

Observação: 25 vagas, inscrição no local a partir das 10h15

SERVIÇO:

 

Horário de funcionamento do Inhotim

Quarta a sexta: 9h30 às 16h30

Sábado e domingo: 9h30 às 17h30

 

Opções de transporte

Para chegar ao Inhotim, localizado a 60 km de Belo Horizonte, é possível pegar uma das vans oferecidas pela Belvitur, operadora de turismo e eventos do Inhotim, que saem da Savassi. Há também a opção dos ônibus da Saritur, com saída da rodoviária.

 

Confira abaixo:

 

Vans Belvitur

Onde: saída do Hotel Holiday Inn – Rua Professor Moraes, 600, Funcionários – BH/MG

Valor: R$ 66 ida e volta

Como comprar:  mediante reserva por telefone (31) 3290-9180 ou e-mail: [email protected]

 

Ônibus Saritur

Onde: saída da Rodoviária de Belo Horizonte

Valor: R$ 38,70 (ida) e R$ 35 (volta)

Mais informaçõeswww.saritur.com.br

 

INSTITUTO INHOTIM

 

Museu de Arte Contemporânea e Jardim Botânico, o Instituto Inhotim apresenta ao público uma coleção artística de relevância internacional, exibindo de forma permanente obras de renomados artistas brasileiros e estrangeiros. Ao integrar arte, botânica, paisagismo, arquitetura e educação, o Inhotim proporciona uma experiência singular ao visitante, diferente de outras instituições museológicas convencionais. Desde a sua abertura ao público, em 2006, o Instituto tornou-se um dos principais destinos turísticos e culturais de Minas Gerais e do Brasil. Três milhões de visitantes, sendo 400 mil de outros países, já passaram pelo Inhotim.

 

Nos 140 hectares de visitação, o visitante encontra 23 grandes galerias – 19 permanentes e quatro temporárias – e outras 23 obras de grande escala distribuídas em uma bela paisagem. No campo botânico, o público tem a oportunidade conhecer espécies de todos os continentes, que integram uma coleção de cerca de 4,5 mil plantas – algumas delas raras e ameaçadas de extinção. Os acervos artístico e botânico são amplamente utilizados em projetos socioeducativos e ambientais do Inhotim que visam à promoção do desenvolvimento humano e à conservação da biodiversidade.

 

Instituto Inhotim

Rua B, 20 – Brumadinho/MG

www.inhotim.org.br

31 3571-9700 | 31 3194-7300

Continua lendo