Redes Sociais

Últimas de Variedade

Festival BH de Artes Cênicas chega para movimentar a cidade no mês de julho

Evento contará com mais de 50 atrações, entre espetáculos de teatro e dança, oficinas, palestras e debates

Teatro, dança, oficinas, palestras e debates. É com uma programação recheada de mais de 50 atrações, que o inédito Festival BH de Artes Cênicas promete movimentar a capital mineira de 5 a 30 de julho, em diversos palcos da cidade. Promovido pelo Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais (Sinparc), o festival foi idealizado com o objetivo de fortalecer a produção teatral de Belo Horizonte e buscar um intercâmbio cultural entre grupos, produtores e artistas de todo o país.

Segundo o presidente do Sinparc, Rômulo Duque, existe uma necessidade latente de se pensar em novos horizontes, ultrapassar as montanhas, e desenvolver mais o mercado cultural mineiro. “Vivemos um período complicado no país, que afeta todas as áreas, inclusive as artes cênicas. Então é hora de buscar novas alternativas, fazer parcerias, entender melhor o que desperta o interesse do público, ou o que o afasta e, assim, fortalecer nossa arte”, afirma.

Para levantar essa discussão, representantes das associações de produtores de Minas, Rio de Janeiro e São Paulo, do Ministério da Cultura, Secretaria Estado de Cultura, SESC MG, Secretaria e Fundação Municipal de Cultura BH e SEBRAE MG, entre outros convidados da cena teatral, estarão reunidos em debates e palestras que vão abordar questões ligadas a políticas públicas, ações de fortalecimento da produção teatral, economia criativa, além do mote principal “Cadê o público que estava aqui?”.

Os ingressos para os espetáculos já estão à venda no site www.vaaoteatromg.com.br e no posto do Sinparc localizado no Shopping Cidade. A participação em oficinas, debates e palestras é gratuita e os interessados devem acessar o site Vá ao teatro para mais informações.

O Festival BH de Artes Cênicas é realizado pelo Sinparc, com patrocínio de Olé Consignado, Instituto Unimed-BH e Ministério da Cultura.

Espetáculos

Integram a programação 40 atrações adultas e 22 infantis, entre espetáculos de drama, comédia, contemporâneo, além de musicais e dança. A acessibilidade é uma das preocupações do evento e, por isso, algumas peças contarão com acessibilidade física, visual e auditiva.

O Festival BH de Artes Cênicas presta ainda uma homenagem à Cangaral Produções Artísticas, responsável pelo mega sucesso do teatro “Acredite, um espírito baixou em mim”. Na data em que completa 20 anos em cartaz, dia 30 de julho, o espetáculo terá uma apresentação especial para celebrar a data.

A programação completa pode ser acessada no site www.vaaoteatromg.com.br.

Debates e palestras

TEMA: POLÍTICA PÚBLICA

Qual a visão dos órgãos responsáveis pelas políticas públicas sobre o mercado (nos âmbitos municipal, estadual e federal) e os planos para fomento da produção cultural em nossa cidade e estado.

Convidados: Rômulo Avellar – Presidente da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte; Representante da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais; Érica Lewis – Representante da Secretaria da Economia da Cultura do MINC.

Data: 11 de julho (quarta-feira), às 19h

Local: Teatro da Cidade (R. da Bahia, 1341 – Centro)

TEMA: CADÊ O PÚBLICO QUE ESTAVA AQUI?

Com este tema, busca-se identificar as possíveis causas do afastamento do grande público das salas de apresentações e levantar ações que visem a reconquista do público e formação de novas plateias.

Convidados: Maria Siman – Produtora e integrante do Colegiado da APTR (Associação dos Produtores do Rio de Janeiro); Gabriel Paiva – Presidente da APTI (Associação dos Produtores Independentes de São Paulo); Rômulo Duque – Presidente do Sinparc (Sindicato dos Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais); Ilvio Amaral e Maurício Canguçu – atores, produtores e sócios da Cangaral Produções Artísticas.

Data: 18 de julho (quarta-feira), às 19h

Local: Sesc Palladium – Teatro Júlio Mackenzie (R. Rio de Janeiro, 1046 – Centro)

TEMA: AÇÕES PARA FORTALECIMENTO DA PRODUÇÃO

Com este tema, o Festival busca identificar ações que possam auxiliar o produtor no desempenho de sua função, bem como apresentar e discutir projetos de sucesso na produção cultural.

Convidados: Marcelo Bones – Diretor de Articulação Institucional da Secretaria de Cultura de Belo Horizonte com o tema Internacionalização da produção;

Eliane Parreiras – Gerente Geral do Núcleo de Cultura do Sesc com o tema Ações do Sesc MG visando as Artes cênicas;

Regina Vieira Faria – Diretora da Casa da Economia Criativa do SEBRAE MG com o tema Economia criativa P7

Data: 18 de julho (quarta-feira), às 19h

Local: Sesc Palladium – Teatro Júlio Mackenzie (R. Rio de Janeiro, 1046 – Centro)

Oficinas gratuitas

VIVÊNCIA EM MoE: APLICANDO O TEATRO À EDUCAÇÃO
Com Roberta Luchini (Mestre em Teatro aplicado pela Universidade de Londres, Arte Educadora, pedagoga, atriz e diretora teatral.

A metodologia de ensino Mantle of the Expert, em português Manto do Especialista (MoE) utiliza-se de técnicas do teatro unindo drama e educação de maneira única. Indisciplina, desorganização, dificuldade de trabalhar em grupos, falta de liderança são alguns dos problemas presentes nos ambientes educacionais que podem ser sanados quando se usa o MoE. A estrutura do curso mostrará a todos os interessados como MoE pode obter melhores reultados quando as áreas (teatro e educação) se misturam.

• Público alvo: Atores, estudantes de teatro, educadores, pedagogos, estudantes da área de educação e afins.
• Numero máximo de alunos: 25
• Dias e horários: 05 e 06 de julho Qui e Sex: das 09h às 12h.
• Local: Espaço Aberto Pierrot Lunar (R. Ipiranga, 137 – Floresta).

PROCESSOS CRIATIVOS: A CRIAÇÃO COMO FERRAMENTA PARA O TRABALHO DO ATOR – Com Rita Clemente (atriz, diretora teatral)

Através de exercícios de criação de cena, o aluno será orientado a desenvolver ferramentas de atuação: A “ação” é elemento essencial da linguagem cênica, pois envolve texto, ação física e dramática, espaço e tempo. Por sua abrangência, abarca o que há de mais concreto e também subjetividades que são substrato do contexto e humanidade da obra . Através dela, da ação, pode-se permitir a elaboração de ferramentas mais legíveis para o desenvolvimento do trabalho do ator, do diretor e todos os criadores da cena.

• Requisitos: Atores com no mínimo 16 anos que estejam finalizando curso de formação de ator ou já sejam profissionais.
• Numero máximo de alunos: 12
• Dias e horários: 12 a 14 de julho Qui e Sex: das 19h às 21h30 e Sáb: das 13h às 18h
• Local: Espaço Clementina (Rua Timbiras, 2250, sala 01, Lourdes).

A PALAVRA EM CENA – Com o Grupo Quatroloscinco – Teatro do Comum
A oficina busca experimentar o trabalho do ator com o texto dramático, o manejo da palavra e suas diversas formas de construção de sentido, buscando acessar as diversas camadas do texto cênico e a comunicação com o espectador. Serão realizadas leituras dramáticas de diferentes textos teatrais; exercícios de construção e desconstrução do texto falado; criação de células cênicas a partir do trabalho com os textos.

• Público alvo: Atores profissionais e estudantes de teatro, artistas cênicos, poetas, contadores de história, performers, diretores e dramaturgos.
• Numero máximo de alunos: 14
• Dias e horários: 06 e 09 de julho Sex e Seg: das 18h às 22h
• Local: Espaço Aberto Pierrot Lunar (R. Ipiranga, 137 – Floresta)

EXPOSIÇÃO DE TRABALHO

EXPOSIÇÃO DE CENAS EM PROCESSO – Com Rita Clemente (atriz, diretora teatral)
A diretora e atriz Rita Clemente, que orienta os cursos da Clementtina, conversará com os convidados sobre cada projeto de criação e, a seguir, as micro cenas em processo serão apresentadas. Especificamente para esta atividade, o interessado deverá acessar o site www.clementtina.cultura.com.br na seção Cursos e retirar seu convite gratuito.

• Número limitado de participantes
• Dia e horários: 29 de julho (Dom) Sessão 01: 15h
• Sessão 02: 17h
• Local: Espaço Clementina (Rua Timbiras, 2250, sala 01, Lourdes)

Para participar os interessados devem enviar carta de interesse contendo nome, idade, formação e o que espera do curso para o email [email protected], colocando no assunto do email o nome da oficina que deseja participar.

Serviço

Festival BH de Artes Cênicas
De 5 a 30 de julho
Ingressos: Preços promocionais para compra via internet e posto do Sinparc. Nas bilheterias dos teatros, os preços são diferentes, conforme cada estabelecimento.
Locais de venda: Site www.vaaoteatro.com.br
Shopping Cidade (Estacionamento G5) – Rua Tupis, 337 – Centro. Segunda a sábado das 10h às 19h; domingos das 10h às 18h
Informações: (31) 3272-7487 / [email protected]

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas de Variedade

Cãominhada vai agitar Belo Horizonte neste sábado

Oportunidade para os apaixonados por animais se divertirem com seus bichos em um programa diferente na orla da lagoa

Foto: Divulgação

Uma caminhada cultural na região da Pampulha ao lado do seu pet. Essa é a proposta da Cãominhada, evento do Circuito Cultural Pampulha que acontece no próximo dia 19, a partir das 8h. A concentração será na Av. Coronel Oscar Paschoal, em frente ao CEU, com chegada na Praça Geralda Damata Pimentel.

Durante o evento, haverá distribuição de amostra grátis da ração Quatree, adestramento com equipe de adestradores da Lealpet, esclarecimentos jurídicos ligados à causa animal e feira de adoção virtual. Uma oportunidade para os apaixonados por animais se divertirem com seus bichos em um programa diferente na orla da lagoa.

“Queremos estar mais próximos dos nossos clientes e fazer parte do dia a dia deles, proporcionar o bem-estar dos pets e um momento de lazer para toda a família. Para a Quatree, é um grande prazer participar dessa Cãominhada”, afirma André Matoso, gerente comercial da Quatree.

Banda Maurinho e os Mauditos

No mesmo dia 19, a partir das 15h30, acontece o show da banda Maurinho e os Mauditos na Casa Kubitschek, Avenida Otacílio Negrão de Lima, 4188.

Projeto paralelo de Maurinho, do Tianastácia, o repertório conta com músicas do disco ‘Riso do Tempo’, que falam do dia-a-dia, do amor, da falta dele, da saudade, das drogas, da tristeza. Mas engana-se quem acha que o resultado final foi dramático. É um disco alto astral, com muita energia! O grupo conta com Fernando Murcego na bateria, Vinícius Cavalo Doido no baixo e Lucas França, guitarra.

O Circuito Cultural Pampulha promove democratização de acesso e popularização de espaços culturais públicos tão importantes para a cidade. A programação tem o objetivo de estimular a aproximação e a convivência do público com o Patrimônio Cultural da Humanidade, promovendo a relação de pertencimento e o reconhecimento da importância da preservação.

Além de divertir e promover a interação entre belo-horizontinos e visitantes, o Circuito Cultural Pampulha desenvolve uma ocupação artístico-cultural nos espaços tombados como Patrimônio Cultural da Humanidade e os utiliza de forma consciente, valorizando o espaço pelo seu potencial arquitetônico e histórico, promovendo uma nova opção de convivência estimulada pelas artes e pela cultura.

Patrimônio da Humanidade

O Conjunto Moderno da Pampulha tornou-se Patrimônio da Humanidade pela Unesco em julho de 2016, ao representar uma obra-prima do gênio criativo humano, pelo impacto sobre o desenvolvimento da arquitetura, urbanismo e paisagismo e por ser um exemplar excepcional de conjunto arquitetônico.

Um dos itens sob os olhos da Unesco é exatamente a relação entre a sociedade e o seu bem considerado Patrimônio Cultural da Humanidade, o que reforça a ideia de circuito. Sob esta perspectiva, o projeto aproxima a população belo-horizontina e visitantes do Conjunto Moderno da Pampulha, por meio de uma intensa e qualificada programação.

Continua lendo

Últimas de Variedade

Mirante do Mangabeiras passa a funcionar em novo horário em 2019

Espaço que é um dos pontos mais altos da cidade (1.170m de altitude), recebe cerca de 3000 pessoas a cada mês

Um dos espaços mais visitados de Belo Horizonte, o Mirante do Mangabeiras, agora terá seu horário de funcionamento estendido e ficará aberto ao público até às 20h. A partir desta quarta-feira, dia 9, quem quiser apreciar o pôr do sol no local, que oferece uma vista privilegiada da cidade, poderá entrar no parque até às 19h30, podendo permanecer por mais 30 minutos.

O espaço, que é um dos pontos mais altos da cidade (1.170m de altitude), recebe cerca de 3000 pessoas a cada mês e é um dos mais solicitados para ensaios fotográficos entre todas as unidades sob a administração da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica. Desde que foi inaugurado, em 2012, o local já passou por diversas melhorias e mantém um projeto paisagístico diferenciado para encantar aos que gostam das belas vistas que o espaço pode proporcionar.

Uma das últimas melhorias feitas no local aconteceu em dezembro de 2018, com a parceria da Belotur. Na ocasião, foram instaladas no local três lunetas para observação terrestre, todas resistentes a água, vento, sol e adversidades causadas pelo clima. Simples de serem manuseadas, as lunetas possuem lentes antirreflexivas com foco pré-ajustado, dispensando qualquer ajuste por parte do observador, e se configuram como mais um atrativo do Mirante do Mangabeiras.

Serviço

Mirante do Mangabeiras
Endereço: Rua Pedro José Prado, 1.000 – Bairro Mangabeiras
Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 9h às 20h (entrada permitida até às 19h30).

Não é permitido o acesso com veículos ao local. Animais de estimação podem ter acesso, porém, somente os que estiverem com coleira/guia. É obrigação do tutor do animal a recolha das fezes e a manutenção da coleira no pet durante todo o passeio.

Continua lendo

Últimas de Variedade

Hofbräuhaus BH apresenta seu Sunset HB em janeiro para curtir o Verão

Ótima música regada aos melhores petiscos e cervejas para animar os fins de semana e deixar o verão ainda mais gostoso e descontraído

Os sábados de janeiro já começam animados na Hofbräuhaus BH com a realização da edição 2019 do projeto Sunset HB. Ótima música regada aos melhores petiscos e cervejas para animar os fins de semana e deixar o verão ainda mais gostoso e descontraído. As apresentações começam no dia 12/01 com o músico Daniel Lima, seguido pela cantora Gabi Mello no dia 19/01 e novamente o Daniel, no dia 26/01. A casa abre as portas às 12h e as apresentações começam às 16h e não tem cobrança de couvert artístico.

Daniel Lima apresenta um rock acústico, com músicas autorais e releituras de grandes nomes para entreter o público. Já Gabi Mello possui um diferencial em seu trabalho autoral, criando uma enorme possibilidade de misturar culturas. Ela vai do Pop ao Rock, com influências de outros estilos musicais e mistura sonoridades e canções, com muita originalidade.

A Hofbräuhaus BH é um BrewPub. Possui uma fábrica de cervejas ligada ao restaurante e as cervejas servidas são “frescas”, saídas diretamente dos tanques. Cada detalhe, desde o projeto arquitetônico – desenvolvido pelo aclamado arquiteto Gustavo Penna – até a decoração, escolha dos móveis, lustres, equipamentos, mestre-cervejeiro, chef de cozinha, pratos e até as músicas são semelhantes à matriz da Hofbräu da Alemanha para que os consumidores e clientes possam sentir sons, aromas e sabores como se estivessem realmente lá.

Outra informação que vale ser destacada é o fato de ser o único restaurante do país que possui um sistema de dosagem para servir as bebidas. É um sistema austríaco chamado Gruber, que porciona as bebidas e praticamente exclui desperdícios e erros ao servir cervejas, refrigerantes e também drinks.

Sunset HB 2019

Data: 12/01, 19/01 e 26/01 – sábados de janeiro
Horário: a partir das 16h
Endereço: Hofbräuhaus – Avenida do Contorno, 7613 – Lourdes, BH-MG
Mais informações: (31) 3021-9165

Continua lendo