Redes Sociais

Últimas de Variedade

Filarmônica de Minas Gerais inicia turnês por cidades mineiras em Poços de Caldas

Ação da orquestra tem por objetivo contribuir para que um número cada vez maior de pessoas tenha contato com a beleza da música clássica

A Filarmônica de Minas Gerais, considerada uma das melhores orquestras do Brasil, dá início nesta semana a uma turnê estadual. O primeiro destino será a cidade de Poços de Caldas, que recebe, nesta sexta-feira (29/6), a partir das 20h, um concerto gratuito no Parque José Affonso Junqueira.

Com as turnês estaduais e seus concertos abertos ao público, a Filarmônica procura contribuir para que um número cada vez maior de pessoas tenha contato com a beleza da música clássica.

Para o maestro associado da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Marcos Arakaki, “muitas pessoas têm a impressão incorreta de que a música clássica é difícil, mas isso é desmistificado a cada concerto, pois o público se identifica imediatamente com a música”.

Arakaki destaca, também, a importância da região Sul, que tem dois dos 12 conservatórios estaduais de Minas, localizados em Pouso Alegre e Varginha. Poços de Caldas também tem um conservatório municipal. “Os conservatórios públicos têm um papel fundamental na formação musical de jovens e adultos e eles devem ser protegidos e estimulados”, relembra o maestro. “A propósito, um dos músicos da Filarmônica é de Poços de Caldas, e outros quatro são de diferentes cidades do Sul de Minas”, completa.

Programação

O público irá ouvir um repertório diversificado, com obras de compositores exponenciais da música clássica, algumas delas já bastante conhecidas e apreciadas, como a Quinta Sinfonia de Beethoven (primeiro movimento) e o Bolero de Ravel.

O programa traz, ainda, a Música Aquática: Suíte nº 2 em Ré maior, HWV 349 – II. Alla Hornpipe, de Haendel; O rapto do serralho, K. 384: Abertura, de Mozart; Abertura Carnaval Romano, op. 9, de Berlioz; Dança Eslava, op. 46, nº 8, de Dvorák; Dança Húngara nº 1 em sol menor, de Brahms; Trovão e Relâmpago, op. 324, de J. Strauss Jr.

Completam o repertório obras de dois importantes compositores brasileiros: O Guarani: Protofonia, de Carlos Gomes; e Série Brasileira: IV. Batuque, de Nepomuceno. A regência é do maestro Marcos Arakaki, com uma longa trajetória artística tanto na Filarmônica como em outras orquestras de destaque no Brasil e no exterior.

Em turnê

A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais já se apresentou em Poços de Caldas em 2008 e 2010. Formada por 90 músicos, a Orquestra, em 10 anos de existência, conta com amplo reconhecimento de público e da crítica especializada e já foi aplaudida por mais de 950 mil pessoas.

​Para a realização das turnês, é essencial o financiamento por meio da renúncia fiscal, usada pelas empresas patrocinadoras.

Este concerto em Poços de Caldas é apresentado pelo Ministério da Cultura, Governo de Minas Gerais e Algar Telecom, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Conta, ainda, com incentivo da Lei Rouanet e apoio da Prefeitura de Poços de Caldas.

A orquestra

Criada pelo Governo do Estado e gerida pela sociedade civil, a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais fez seu primeiro concerto em 2008, há dez anos.

Diante de seu compromisso de ser uma orquestra de excelência, cujo planejamento envolve concertos de série, programas educacionais, circulação e produção de conteúdos para a disseminação do repertório sinfônico brasileiro e universal, a Filarmônica chega a 2018 como um dos mais bem-sucedidos programas continuados no campo da música erudita, tanto em Minas Gerais como no Brasil.

Reconhecida com prêmios culturais e de desenvolvimento econômico, a “nossa Orquestra”, como é carinhosamente chamada pelo público, inicia sua segunda década com a mesma capacidade inaugural de sonhar, de projetar e executar programas valiosos para a comunidade e sua conexão com o mundo.

Números da Filarmônica de Minas Gerais em 10 anos (abril de 2018)
– 965 mil espectadores;
– 745 concertos realizados;
– 990 obras interpretadas;
– 102 concertos em turnês estaduais;
– 38 concertos em turnês nacionais;
– 5 concertos em turnê internacional;
– 90 músicos;
– 527 notas de programa publicadas no site;
– 176 webfilmes (19 com audiodescrição);
– 1 coleção com 3 livros e 1 DVD sobre o universo orquestral;
– 4 exposições itinerantes e multimeios sobre música clássica;
– 3 CDs pelo selo internacional Naxos (Villa-Lobos);
– 1 CD pelo selo nacional Sesc (Guarnieri e Nepomuceno) ;
– 3 CDs independentes (Brahms&List, Villa-lobos e Schubert);
– 1 trilha para balé com o Grupo Corpo;
– 1 adaptação de Pedro e o Lobo, de Prokofiev, para orquestra e bonecos com o Grupo Giramundo.

Serviço

Turnê Estadual – Orquestra Filarmônica de Minas Gerais em Poços de Caldas
Data/horário: 29 de junho de 2018 (sexta-feira), às 20h
Local: Parque José Affonso Junqueira (Poços de Caldas/MG)
Concerto gratuito
Informações: (35) 3697-2335 (Secretaria Municipal de Cultura)

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas de Variedade

Cãominhada vai agitar Belo Horizonte neste sábado

Oportunidade para os apaixonados por animais se divertirem com seus bichos em um programa diferente na orla da lagoa

Foto: Divulgação

Uma caminhada cultural na região da Pampulha ao lado do seu pet. Essa é a proposta da Cãominhada, evento do Circuito Cultural Pampulha que acontece no próximo dia 19, a partir das 8h. A concentração será na Av. Coronel Oscar Paschoal, em frente ao CEU, com chegada na Praça Geralda Damata Pimentel.

Durante o evento, haverá distribuição de amostra grátis da ração Quatree, adestramento com equipe de adestradores da Lealpet, esclarecimentos jurídicos ligados à causa animal e feira de adoção virtual. Uma oportunidade para os apaixonados por animais se divertirem com seus bichos em um programa diferente na orla da lagoa.

“Queremos estar mais próximos dos nossos clientes e fazer parte do dia a dia deles, proporcionar o bem-estar dos pets e um momento de lazer para toda a família. Para a Quatree, é um grande prazer participar dessa Cãominhada”, afirma André Matoso, gerente comercial da Quatree.

Banda Maurinho e os Mauditos

No mesmo dia 19, a partir das 15h30, acontece o show da banda Maurinho e os Mauditos na Casa Kubitschek, Avenida Otacílio Negrão de Lima, 4188.

Projeto paralelo de Maurinho, do Tianastácia, o repertório conta com músicas do disco ‘Riso do Tempo’, que falam do dia-a-dia, do amor, da falta dele, da saudade, das drogas, da tristeza. Mas engana-se quem acha que o resultado final foi dramático. É um disco alto astral, com muita energia! O grupo conta com Fernando Murcego na bateria, Vinícius Cavalo Doido no baixo e Lucas França, guitarra.

O Circuito Cultural Pampulha promove democratização de acesso e popularização de espaços culturais públicos tão importantes para a cidade. A programação tem o objetivo de estimular a aproximação e a convivência do público com o Patrimônio Cultural da Humanidade, promovendo a relação de pertencimento e o reconhecimento da importância da preservação.

Além de divertir e promover a interação entre belo-horizontinos e visitantes, o Circuito Cultural Pampulha desenvolve uma ocupação artístico-cultural nos espaços tombados como Patrimônio Cultural da Humanidade e os utiliza de forma consciente, valorizando o espaço pelo seu potencial arquitetônico e histórico, promovendo uma nova opção de convivência estimulada pelas artes e pela cultura.

Patrimônio da Humanidade

O Conjunto Moderno da Pampulha tornou-se Patrimônio da Humanidade pela Unesco em julho de 2016, ao representar uma obra-prima do gênio criativo humano, pelo impacto sobre o desenvolvimento da arquitetura, urbanismo e paisagismo e por ser um exemplar excepcional de conjunto arquitetônico.

Um dos itens sob os olhos da Unesco é exatamente a relação entre a sociedade e o seu bem considerado Patrimônio Cultural da Humanidade, o que reforça a ideia de circuito. Sob esta perspectiva, o projeto aproxima a população belo-horizontina e visitantes do Conjunto Moderno da Pampulha, por meio de uma intensa e qualificada programação.

Continua lendo

Últimas de Variedade

Mirante do Mangabeiras passa a funcionar em novo horário em 2019

Espaço que é um dos pontos mais altos da cidade (1.170m de altitude), recebe cerca de 3000 pessoas a cada mês

Um dos espaços mais visitados de Belo Horizonte, o Mirante do Mangabeiras, agora terá seu horário de funcionamento estendido e ficará aberto ao público até às 20h. A partir desta quarta-feira, dia 9, quem quiser apreciar o pôr do sol no local, que oferece uma vista privilegiada da cidade, poderá entrar no parque até às 19h30, podendo permanecer por mais 30 minutos.

O espaço, que é um dos pontos mais altos da cidade (1.170m de altitude), recebe cerca de 3000 pessoas a cada mês e é um dos mais solicitados para ensaios fotográficos entre todas as unidades sob a administração da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica. Desde que foi inaugurado, em 2012, o local já passou por diversas melhorias e mantém um projeto paisagístico diferenciado para encantar aos que gostam das belas vistas que o espaço pode proporcionar.

Uma das últimas melhorias feitas no local aconteceu em dezembro de 2018, com a parceria da Belotur. Na ocasião, foram instaladas no local três lunetas para observação terrestre, todas resistentes a água, vento, sol e adversidades causadas pelo clima. Simples de serem manuseadas, as lunetas possuem lentes antirreflexivas com foco pré-ajustado, dispensando qualquer ajuste por parte do observador, e se configuram como mais um atrativo do Mirante do Mangabeiras.

Serviço

Mirante do Mangabeiras
Endereço: Rua Pedro José Prado, 1.000 – Bairro Mangabeiras
Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 9h às 20h (entrada permitida até às 19h30).

Não é permitido o acesso com veículos ao local. Animais de estimação podem ter acesso, porém, somente os que estiverem com coleira/guia. É obrigação do tutor do animal a recolha das fezes e a manutenção da coleira no pet durante todo o passeio.

Continua lendo

Últimas de Variedade

Hofbräuhaus BH apresenta seu Sunset HB em janeiro para curtir o Verão

Ótima música regada aos melhores petiscos e cervejas para animar os fins de semana e deixar o verão ainda mais gostoso e descontraído

Os sábados de janeiro já começam animados na Hofbräuhaus BH com a realização da edição 2019 do projeto Sunset HB. Ótima música regada aos melhores petiscos e cervejas para animar os fins de semana e deixar o verão ainda mais gostoso e descontraído. As apresentações começam no dia 12/01 com o músico Daniel Lima, seguido pela cantora Gabi Mello no dia 19/01 e novamente o Daniel, no dia 26/01. A casa abre as portas às 12h e as apresentações começam às 16h e não tem cobrança de couvert artístico.

Daniel Lima apresenta um rock acústico, com músicas autorais e releituras de grandes nomes para entreter o público. Já Gabi Mello possui um diferencial em seu trabalho autoral, criando uma enorme possibilidade de misturar culturas. Ela vai do Pop ao Rock, com influências de outros estilos musicais e mistura sonoridades e canções, com muita originalidade.

A Hofbräuhaus BH é um BrewPub. Possui uma fábrica de cervejas ligada ao restaurante e as cervejas servidas são “frescas”, saídas diretamente dos tanques. Cada detalhe, desde o projeto arquitetônico – desenvolvido pelo aclamado arquiteto Gustavo Penna – até a decoração, escolha dos móveis, lustres, equipamentos, mestre-cervejeiro, chef de cozinha, pratos e até as músicas são semelhantes à matriz da Hofbräu da Alemanha para que os consumidores e clientes possam sentir sons, aromas e sabores como se estivessem realmente lá.

Outra informação que vale ser destacada é o fato de ser o único restaurante do país que possui um sistema de dosagem para servir as bebidas. É um sistema austríaco chamado Gruber, que porciona as bebidas e praticamente exclui desperdícios e erros ao servir cervejas, refrigerantes e também drinks.

Sunset HB 2019

Data: 12/01, 19/01 e 26/01 – sábados de janeiro
Horário: a partir das 16h
Endereço: Hofbräuhaus – Avenida do Contorno, 7613 – Lourdes, BH-MG
Mais informações: (31) 3021-9165

Continua lendo