Tio de ex-goleiro Bruno é preso por vender celulares em presidio


A Polícia Civil, apreendeu três funcionários da Penitenciária Dênio Moreira em Ipaba, no Leste de Minas, nesta quarta-feira (2), que são suspeito de repassar celulares a detentos.

Entre eles está o tio do ex-goleiro Bruno, acusado de matar a modelo Eliza Samúdio em julho de 2010, Marco Aurélio Rosa que é agente penitenciário há 10 anos.

A quadrilha erá investigada há três meses, segundo o delegado, e a professora Jolimara Rodrigues Givisiez, de 35 anos, e Marco Rosa, de 43, foram presos dentro da unidade. A outra educadora, Sônia Maria Duarte Maia, de 52 anos, foi detida em casa, na cidade de Ipatinga.

Foram apreendidos durante as investigações, 15 celulares, que era vendidos para os presos por R$600 que repassavam para os outros por até R$1.500.

Total
0
Shares

Relacionados