Acusado de matar argentina grávida vai a júri popular em BH



Vai a júri popular, o acusado de matar a argentina Maria Silvina Valéria Perotti em fevereiro de 2013, quando ela estava grávida de sete meses.

Ela foi morta por José Antônio Mendes de Jesus era marido da vítima, no bairro Calafate, região noroeste de Belo Horizonte por dois tiros enquanto dirigia seu carro e foi jogada para fora do veículo e Jesus disse à polícia que o casal teria sido vítima de um assalto e que ele foi deixado às margens da BR-040. Mas, testemunhas teriam visto o suspeito atirando na mulher.

Segundos os exames de necrópsia comprovaram que Maria Silvina morreu em decorrência de um traumatismo craniano provocado por disparos de arma de fogo feitos pelo acusado.

Total
0
Shares

Relacionados
Total
0
Share