Redes Sociais

Música

Orquestra Sinfônica de Minas Gerais recebe o maestro Alexis Soriano para duas apresentações no Palácio das Artes

Renomado maestro espanhol Alexis Soriano, considerado um dos regentes mais proeminentes de sua geração, apresenta trechos das Sinfonias nº 3, de Sibelius e nº 3, de Brahms, nos dias 21 de maio, às 12h, com entrada gratuita, e no dia 22 de maio, às 20h30, com ingressos a R$ 20

A Orquestra Sinfônica de Minas Gerais fará duas apresentações no Grande Teatro do Palácio das Artes, sob a regência do renomado maestro espanhol Alexis Soriano. O concerto faz parte das séries Sinfônica ao Meio-dia e Sinfônica em Concerto, e acontecem nos dias 21 de maio, terça-feira, às 12h, com entrada gratuita e no dia 22 de maio, quarta-feira, às 20h30, com ingressos a R$ 20 (inteira), respectivamente. No repertório, o regente traz trechos das Sinfonias nº 3, de Sibelius e nº 3, de Brahms. O evento é uma realização da Fundação Clóvis Salgado, APPA – Arte e Cultura e tem o apoio da Embaixada da Espanha no Brasil e do Instituto Cervantes BH – órgão oficial do governo da Espanha e referência mundial na difusão da cultura e do ensino de espanhol.

 Reconhecimento internacional

Alexis Soriano é um dos regentes espanhóis mais proeminentes de sua geração.  Ele é diretor artístico da empresa “Opera Incognita”, de São Petersburgo, com a qual representou “Cartas de Van Gogh” Grigory Frid, que foi apreciado por unanimidade pela crítica e pelo público como uma das sensações da ópera em São Petersburgo em 2009. Desde novembro de 2012, é o diretor artístico do “New York Opera Society”, com o qual fez sua estreia em Washington recentemente. Também foi nomeado como um dos “100 espanhóis” entre artistas, cientistas e empresários que se destacam por suas realizações e carreiras no estrangeiro e têm o apoio da marca “España”.

Criou o Festival “Noites de Espanha”, em 1998, evento musical que apresenta anualmente um programa variado de música espanhola nas mais importantes salas em St. Petersburg e levou a estreia mundial de numerosas obras para ensemble ou orquestra (autores como Sanchez Verdu, Jose Luis Turina, Jesus Rueda, Pilar Jurado, Jordi Cervelló, Eduardo Rincón, Sergio Blardony, Ramon Lazkano, Miguel Franco, entre outros).

Foi aluno de Ilya Musin no Conservatório de São Petersburgo e diretor associado da Orquestra do Hermitage em São Petersburgo 1998-2008 e, ainda, maestro titular da Orquestra Sinfônica do Estado de INSO Lviv (Ucrânia) em 2010-2012.Estreou na Sinfônica de São Petesburgo com a Sinfonia Nº 1 de Mahler em 2001. Na Espanha, ele tem conduzido a maioria das orquestras sinfônicas e, fora dessas fronteiras, destaca-se ainda na Sinfônica de Taipei;  Filarmonica Eslovaca; Sinfônica de Praga;  The Komische Oper Berlin; Tapiola Sinfonietta e Symphony of Oulu (Finlândia);  Buenos Aires Filarmônica, English Chamber Orchestra (Londres), Orquestra Claudio Santoro do  Teatro Nacional de Brasília; The Kaunas Symphony (Lituânia), Dnepropetrovsk Orquestra Sinfônica (Ucrânia),  Orquestra do Grande Teatro em Poznan (Polônia), National Macedónia, Regionale del Lazio, Sinfônica de Grosseto (Itália), San Kristoforo Vilnius (Lituânia), Moscow Virtuosi, National Andorra, entre outras.

Alexis Soriano já se apresentou em teatros e festivais de classe mundial, como o Teatro Real de Madrid, Liceu em Barcelona, ​​Palau de Valencia, Mariinsky em São Petersburgo, Colon em Buenos Aires, Auditorio de Tenerife, Santander Festival, Música Contemporânea de Alicante, Internacional Galicia, Torroella de Montgri, Passau Festwoche.Entre as óperas que ele dirigiu estão Faust (Gounod), Bodas de Fígaro (Mozart), Scala di Seta (Rossini), Boris Godunov (Mussorgsky), Falstaff  (Verdi), The Tree of Diana (Martin y Soler ), Eugene Onegin (Tchaikovsky), A Filha do Regimento (Donizetti), Glaura e Cariolano (Lidón) e a estreia mundial de O afilhado de Morte (Wilfred Junge) e Don Quijote de Dulcinea (Agustín Castilla-Avila) no Festival de Passau-Alemanha 2010.Em outubro de 2011, ele estreou com grande sucesso no Teatro de Ópera de Lviv (Ucrânia) com “Madame Butterfly”.

Serviço:

Sinfônica ao Meio-Dia e Sinfônica em Concerto

Local: Grande Teatro, do Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537, Centro, Belo Horizonte

Dias e horários: Sinfônica ao Meio-Dia – 21 de maio (terça-feira), às 12h, entrada gratuita.

                             Sinfônica em Concerto – 22 de maio (quarta-feira), às 20h30. Duração: 60 min. Ingresso: R$ 20 (inteira), na bilheteria ou pelo site //fcs.mg.gov.br/eventos/4146/

Classificação: Livre

Informações: (31) 3236-7400

Música

Contagem regressiva para o maior evento de música sertaneja do Brasil

A 5ª edição do Festival Brasil Sertanejo acontece no dia 11 de maio, sábado, a partir das 14h, na Esplanada do Mineirão; Mano Walter, Felipe Araújo, Bruno & Marrone, Zé Neto & Cristiano, Henrique & Juliano, Léo Magalhães, Beto & Breno e Dennis DJ prometem muita animação

• atualizado em 02/05/2019 às 15:16

Falta pouco para a realização de um dos maiores eventos de música do país, o Festival Brasil Sertanejo. A 5ª edição da festa acontece no dia 11 de abril, sábado, a partir das 14h, na Esplanada do Mineirão (Av. Presidente Carlos Luz – Pampulha, Belo Horizonte – MG) com uma programação recheada de artistas de sucesso, como Mano Walter, Felipe Araújo, Bruno & Marrone, Zé Neto & Cristiano, Henrique & Juliano, Léo Magalhães, Beto & Breno e Dennis DJ.

O evento presenteará os fãs do sertanejo com algumas novidades, como, Mano Walter, conhecido por exaltar o ritmo da vaquejada no Brasil e pelo seu hit Juramento do Dedinho. Mas, além dele, os fãs terão a presença de Felipe Araújo, dono do sucesso Atrasadinha e músicas consagradas como Mala Falsa. Em seguida, Bruno & Marrone, dupla com mais de 34 anos de carreira e de enorme destaque na música nacional, promete emocionar o público com Dormi na Praça e outros sucessos que fizeram deles um fenômeno musical.

O festival ainda terá muita animação com Zé Neto & Cristiano, um dos destaques do sertanejo com as músicas Seu Polícia e Notificação Preferida. Já Henrique & Juliano, a dupla que arrasta multidões, chega para comprovar toda a sua força e prometem arrancar suspiros com os hits Quem Pegou, Pegou e Aquela Pessoa. A 5ª edição do Festival Brasil Sertanejo contará também com muito romantismo, já que Léo Magalhães trará todo o seu carisma e simpatia com o sucesso Oi, uma das canções mais tocadas nas rádios em 2018, Alô e outras músicas que recheiam sua discografia.

Mas além dos nomes já consagrados, a 5ª edição do Festival Brasil Sertanejo terá espaço também para revelações, como, a dupla Beto & Breno. E para dar um tempero mais do que especial na programação, o Dennis DJ transformará o evento em um verdadeiro baile funk com sua performance contagiante no palco e um show repleto de efeitos especiais.

Festival Brasil Sertanejo

O Festival Brasil Sertanejo foi criado em 2015 pela Nenety Eventos e o Empresário João Wellington. Desde então o evento é realizado na Esplanada do Mineirão, reunindo os maiores nomes da música sertaneja e milhares de fãs a cada edição. Já passaram pelos palcos do festival, artistas como, Chitãozinho e Xororó, Henrique e Juliano, César Menotti e Fabiano, Gusttavo Lima, Zé Neto e Cristiano, Marília Mendonça e muitos outros.de toda a história, em número de atrações. Ao todo, oito grandes shows acontecerão no palco do evento, somando mais de 12 horas de festa. Na programação estão Matheus & Kauan, Jorge e Mateus, Alok, Simone e Simaria, Jonas Esticado, Aviões, Cleber e Cauan e Luan Santana.

Serviço

Festival BrasilSertanejo

Local: Esplanada do Mineirão – Av. Antônio Abrahão Caram, 1001, Pampulha, Belo Horizonte/MG

Data: 11 de maio, sábado

Horário: a partir das 14h

Atrações: Mano Walter, Felipe Araújo, Bruno e Marrone, Zé Neto e Cristiano, Henrique e Juliano, Léo Magalhães, Beto e Breno e Dennis DJ

Ingressos

Área Vip: R$90,00

Camarote Oficial: R$180,00

Front Stage: R$240,00

Camarote Black: R$410,00

Camarote Sense: R$200,00

Vendas: www.nenety.com.br

Classificação etária:

Área Vip – 14 anos

Camarote Oficial, Sense, Front Stage e Camarote Black – 18 anos

Realização: Nenety Eventos e Empresário João Wellington

Mais informações ao público:www.nenety.com.br

Continua lendo

Música

O novo da música, Kildson Araújo tem musicas em abertura e trilha de novela

• atualizado em 02/05/2019 às 10:28

O cantor Kildson, começou sua história na música ainda criança, informalmente, com o decorrer do tempo, foi se profissionalizando, o artista que já adotou outro pseudônimo, atuou no mercado do sertanejo, e viajou Brasil a fora mostrando seu repertório autoral.

Hoje, o cantor que se rendeu ao mercado Romantico e Gospel, está curtindo o seu melhor momento na carreira, com músicas em trilha sonora de novelas da Record, a exemplo as canções Futura Escuridão, de autoria de Valdemir Alves, que foi um dos temas da novela Apocalipse e também a música Precioso, do autor Mascello Brayner, a convite da Record Tv para a abertura da novela Jesus.

O cantor e compositor tem comemorado a receptividade do público e entra em studio nos próximos dias para gravar seu novo Ep (Extended Play), o mesmo tem se delicado a compor e cuidar pessoalmente de toda a produção.

No último Domingo 21/04 /2019, se apresentou no programa Rodrigo Faro “Hora do Faro”, e acrescenta que sua vida tem sido abençoada dia a dia após participar de trilhas e programas da emissora Record.

Leve este Show para sua Cidade.
Contatos (21) 9671-39052 / @kildsonoficial
www.kildson.com

Continua lendo

Música

Luta antimanicomial: grupo Trem Tan Tan completa 17 anos e faz apresentações gratuitas em BH

Shows com entrada franca comemoram os 17 anos de fundação do grupo que propõe a inserção social e o resgate de cidadania do cidadão com sofrimento psíquico

• atualizado em 25/04/2019 às 15:12

O grupo musical Trem Tan Tan completa 17 anos em 2019 e, para comemorar a data, ele apresentará sete shows em Centros Culturais de BH, trazendo sambas reflexivos, românticos, rock, funk que fazem denúncias sociais dos preconceitos vividos pelo cidadão com sofrimento mental. As primeiras apresentações gratuitas acontecem no dia 26 de abril, às 19h30 no Centro Cultural Padre Eustáquio (R. Jacutinga, 821 – Padre Eustáquio, Belo Horizonte – MG), e no dia 30 de abril, às 15h30, no CRAS Providência (Rua Arantina, 341-399 – Minaslandia, Belo Horizonte – MG). As apresentações são viabilizadas pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte por meio do projeto Estação Cidadania.

Nascido nas oficinas dos Centros de Convivência Venda Nova e Providência, Dispositivos da Política de Saúde Mental de Belo Horizonte, o Trem Tan Tan propõe a inserção social e o resgate de cidadania do cidadão com sofrimento psíquico. Além disso, o tratamento em liberdade em uma rede de serviços substitutivos ao manicômio. Este ano, diante ao atual quadro político que marca o retrocesso no campo do direito e do tratamento que coloca em foco a possibilidade do eletrochoque e o retorno das internações em hospitais psiquiátricos, o grupo Trem Tan Tan reafirma a sua bandeira de luta e criação em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) para todos. Além disso, pela reforma psiquiátrica antimanicomial.

Mostrando sua preocupação, as apresentações do Trem Tan Tan nos Centros Culturais serão uma síntese dos últimos trabalhos exibidos trazendo no repertório sambas reflexivos, românticos e outros que fazem denúncias sociais dos preconceitos vividos pelo cidadão com sofrimento mental, através de funk e samba rock. Ou seja, numa mistura eletrizante fundamentada por uma percussão eloquente de ritmos brasileiros. O show não é de samba tradicional, mas passeia por ritmos que dialogam com o samba como o rap, hip hop, soul, além do samba de batuque.

Já as letras das músicas que foram criadas pelos cidadãos com sofrimento mental, mostram uma poética lúdica, como, exemplo, a degustativa “Melô do Mandiocão”, de Rogéria Pereira, que discorre sobre uma receita de vaca atolada. Já Carlos Ferreira canta a sua indignação dos preconceitos associados aos loucos em “Que Louco, Que Nada”, além do poema musicado do poeta Cândido Kamayurá extraído do livro Poemanícos: “Os meus remédios têm dupla personalidade”, na voz marcante de Marcos Evandro, sem esquecer do trompete de Mauro Camilo associado à sua excepcionalidade simpatia e comunicação com a plateia.

História

Desde o início, o grupo tem a coordenação do músico, poeta e arte-educador Babilak Bah, que já gravou dois CD´S: Trem Tan Tan (2002), e o Sambabilolado (2008). Além desses trabalhos, o DVD Sambabilolado e Outros Tan Tan (2015), fora suas participações em importantes eventos na cidade e outros estados, acumulando em sua trajetória, um conjunto de premiações. O coletivo Trem Tan Tan é pioneiro, sendo o primeiro grupo vinculado à saúde mental em BH a ter um registro fonográfico e a realizar um show em teatro. Viva a reforma psiquiátrica, viva um SUS Para Todos, a democracia e a liberdade ainda que tan tan.

Ficha técnica:

Diretor artístico: Babilak Bah

Músicos acompanhantes:

Babilak Bah – percussão e direção artística

Rogerio Pagé- cavaquinho e voz

Almin de Oliveira – percussão

Integrantes:

Mauro Camilo – Trompete e voz

Carlos Ferreira –Surdo, voz

Marcos Alexandre – Bateria

Marcos Evandro – voz e percussão

Rogéria Pereira– voz

Olavo Rita – voz

Produção: Zenpreto produções

Apoio: Secretaria Municipal de Saúde de BH – SUS BH – Centro de Convivência Venda Nova -SMSA -SUS BH

Shows e datas:

Estação Cidadania: circulação de produção musical, número: 0104/2017 viabilizado pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte

Centro Cultural Padre Eustáquio – Rua Jacutinga, 821 – Padre Eustáquio, Belo Horizonte – MG – 26 de abril – às 19h30

CRAS Providência – Rua Arantina, 341-399 – Minaslandia, Belo Horizonte – MG – 30 de abril – às 15h30

Centro Cultural Venda Nova – Rua José Ferreira dos Santos, 184 – Jardim dos Comerciários, Belo Horizonte – MG – 23 de maio – às 14h30.

Escola Dom Orione – Av. Expedicionário Benvindo Belém de Lima, 500 – Ouro Preto, Belo Horizonte – MG – 12 de junho – às 19h30

Continua lendo