Redes Sociais

Variedades

Réveillon 2019 no Carretão Trevo anima a virada de ano em Contagem

• atualizado em 03/01/2019 às 14:27

Churrascaria é opção para quem procura conforto e boa comida sem perder o agito e a diversão para iniciar o novo ano com o pé direito; show fica por conta da animada banda Ponto G, que apresentará ritmos variados

O Carretão Trevo Contagem (Av. Colúmbia, 960 – Novo Riacho, Contagem) celebrará a chegada de 2019 com muita animação. A casa brindará a virada de ano em grande estilo com um cardápio especialmente pensado para a data. A música ficará por conta da banda Ponto G, que apresentará ritmos variados e muita diversão. Além disso, será realizada uma linda queima de fogos receber o ano novo com muita luz e alegria.

Para o evento, que é totalmente all inclusive, a churrascaria preparou um menu que dará água na boca de qualquer um, com opções de entradas, como queijos variados e pães; saladas; assados, entre eles: pernil, leitão à pururuca, peru à califórnia, alcatra maturada, pernil ovino e lombo assado ao mel e nozes; pratos quentes com sugestões de salmão ao molho de maracujá, feijão tropeiro, lasanha de manjericão, bacalhau espiritual e o tradicional arroz com lentilha, que não pode faltar para os mais supersticiosos; sushi bar e bebidas: água, vodka (citrus e sucos), caipirinha, caipvodka, refrigerantes, suco de laranja, espumante, cerveja e chopp, além de sobremesas e café da manhã.

A música ficará por conta da banda Ponto G, que garantirá que ninguém fique parado ao som dos principais sucessos do funk, axé, pagode, flash dance, MPB, Pop Rock e o que mais a plateia pedir. O evento terá início às 22h do dia 31 de dezembro e promete acabar somente às 5h do dia seguinte. As vendas do 1º lote de mesas já iniciaram, os valores variam entre R$900 e R$1.500, e podem ser adquiridas no Carretão Trevo ou nos postos de vendas físicos da Central dos Eventos.

Serviço:

Festa de Réveillon – Carretão Trevo Contagem

Data: 31 de dezembro de 2018 – segunda-feira

Horário: 22h às 05h

Atrações: Banda Ponto G e show pirotécnico

Ingressos (mesas all inclusive):

Bronze 4 pessoas: R$900,00

Prata 4 pessoas: R$1.000,00

Prata 6 pessoas: R$1.500,00

Ouro 4 pessoas: R$ 1.100,00

Diamante 4 pessoas: R$1.200,00

* Crianças até 7 anos – R$ 80,00

08 a 13 anos – R$ 150,00

*os valores podem mudar sem aviso prévio

Pontos de Vendas

Carretão Trevo Contagem – Av. Colúmbia, 960 – Novo Riacho, Contagem – MG

Central dos Eventos*:

Belo Horizonte:

BH Shopping | Loja Trilhas & Quilhas

Savassi | Loja Central dos Eventos (Rua Fernandes Tourinho 470, Loja 16)

Shopping Cidade | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Estação | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Del Rey | Quiosque Central dos Eventos

Contagem:

Big Shopping Contagem | Quiosque Central dos Eventos

Betim:

Monte Carmo Shopping | Quiosque Central dos Eventos

Sete Lagoas:

Shopping Sete Lagoas | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Lagoa | Quiosque Central dos Eventos

Divinópolis:

Shopping Pátio Divinópolis | Quiosque Central dos Eventos

Bom Despacho:

Praça da Matriz – 196 | Centro

*As vendas nas lojas Central dos Eventos estão sujeitas a taxas de conveniência.

Classificação indicativa: livre

Mais informações ao público: (31) 3396-1640

Realização: Carretão Trevo Contagem – www.carretaotrevo.com.br

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas de Variedade

Cãominhada vai agitar Belo Horizonte neste sábado

Oportunidade para os apaixonados por animais se divertirem com seus bichos em um programa diferente na orla da lagoa

Foto: Divulgação

Uma caminhada cultural na região da Pampulha ao lado do seu pet. Essa é a proposta da Cãominhada, evento do Circuito Cultural Pampulha que acontece no próximo dia 19, a partir das 8h. A concentração será na Av. Coronel Oscar Paschoal, em frente ao CEU, com chegada na Praça Geralda Damata Pimentel.

Durante o evento, haverá distribuição de amostra grátis da ração Quatree, adestramento com equipe de adestradores da Lealpet, esclarecimentos jurídicos ligados à causa animal e feira de adoção virtual. Uma oportunidade para os apaixonados por animais se divertirem com seus bichos em um programa diferente na orla da lagoa.

“Queremos estar mais próximos dos nossos clientes e fazer parte do dia a dia deles, proporcionar o bem-estar dos pets e um momento de lazer para toda a família. Para a Quatree, é um grande prazer participar dessa Cãominhada”, afirma André Matoso, gerente comercial da Quatree.

Banda Maurinho e os Mauditos

No mesmo dia 19, a partir das 15h30, acontece o show da banda Maurinho e os Mauditos na Casa Kubitschek, Avenida Otacílio Negrão de Lima, 4188.

Projeto paralelo de Maurinho, do Tianastácia, o repertório conta com músicas do disco ‘Riso do Tempo’, que falam do dia-a-dia, do amor, da falta dele, da saudade, das drogas, da tristeza. Mas engana-se quem acha que o resultado final foi dramático. É um disco alto astral, com muita energia! O grupo conta com Fernando Murcego na bateria, Vinícius Cavalo Doido no baixo e Lucas França, guitarra.

O Circuito Cultural Pampulha promove democratização de acesso e popularização de espaços culturais públicos tão importantes para a cidade. A programação tem o objetivo de estimular a aproximação e a convivência do público com o Patrimônio Cultural da Humanidade, promovendo a relação de pertencimento e o reconhecimento da importância da preservação.

Além de divertir e promover a interação entre belo-horizontinos e visitantes, o Circuito Cultural Pampulha desenvolve uma ocupação artístico-cultural nos espaços tombados como Patrimônio Cultural da Humanidade e os utiliza de forma consciente, valorizando o espaço pelo seu potencial arquitetônico e histórico, promovendo uma nova opção de convivência estimulada pelas artes e pela cultura.

Patrimônio da Humanidade

O Conjunto Moderno da Pampulha tornou-se Patrimônio da Humanidade pela Unesco em julho de 2016, ao representar uma obra-prima do gênio criativo humano, pelo impacto sobre o desenvolvimento da arquitetura, urbanismo e paisagismo e por ser um exemplar excepcional de conjunto arquitetônico.

Um dos itens sob os olhos da Unesco é exatamente a relação entre a sociedade e o seu bem considerado Patrimônio Cultural da Humanidade, o que reforça a ideia de circuito. Sob esta perspectiva, o projeto aproxima a população belo-horizontina e visitantes do Conjunto Moderno da Pampulha, por meio de uma intensa e qualificada programação.

Continua lendo

Filmes

Mostra de Cinema de Tiradentes conta com programação de 108 filmes

Evento acontece entre os dias 18 e 26 de janeiro, transformando a cidade histórica mineira na capital do cinema brasileiro. Programação abrangente e gratuita exibe filmes em pré-estreias, debates, lançamentos, apresentações musicais, performances, oficinas, enontros e diálogos audiovisuais

A 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes abre o calendário audiovisual brasileiro com vasta programação gratuita, entre os dias 18 e 26 de janeiro. Ao longo de nove dias, serão 108 filmes (28 longas, 2 médias e 78 curtas-metragens), em 49 sessões e 30 debates e encontros, além de performances artísticas, oficinas, lançamentos de livros e apresentações musicais. As atividades mobilizam a cidade histórica e ocupam três importantes espaços locais: o Largo da Rodoviária, que recebe a instalação do Complexo de Tendas – que inclui o Cine-Tenda e o Sesc Cine-Lounge; o Largo das Fôrras, que recebe o Cine-Praça; e a Praça de Convivência, no Centro Cultural Sesiminas Yves Alves, que, além de ser a sede do evento, recebe a programação de debates e filmes no Cine-Teatro.

A abertura, na noite do dia 18, homenageia a atriz, dramaturga e diretora mineira Grace Passô. A cerimônia exibe, em estreia mundial, o média-metragem “Vaga Carne”, uma coprodução assinada pela Universo Produção, EntreFilmes e Grãos de Imagem, dirigida por Grace Passô e Ricardo Alves Jr.

“Idealizada para ser a aliada do cinema brasileiro, a Mostra Tiradentes, em mais de duas décadas de existência, reafirma seu compromisso de apresentar ao público a diversidade da produção cinematográfica nacional contemporânea. Ao mesmo tempo, está consolidada como palco de encontros, discussões, formação e tendências do setor audiovisual no Brasil”, destaca a coordenadora geral e diretora da Universo Produção, Raquel Hallak.

TEMÁTICA

A partir do desejo de valorizar a presença física, tanto no interior de uma sala de cinema quanto no espaço público e também como projeção do futuro, a curadoria da Mostra, coordenada por Cleber Eduardo, definiu “Corpos Adiante” como temática desta edição. A curadoria buscou encontrar, tanto nas representações estéticas do audiovisual quanto nos acontecimentos recentes do noticiário brasileiro e mundial, as relações possíveis entre corpos que ocupam os espaços que o tempo contemporâneo lhes oferece e, muitas vezes, tenta lhes atribuir.

“Antes do corpo no cinema, o corpo está em todo lugar, primeiro como matéria de carne, ossos, sangue, pele, cérebro e músculos, capacidades sensoriais, intelectuais e emocionais, aparência e superfície. Depois, vem o corpo como sujeito, agente, escolha existencial”, define Cleber. Ele tomou esses conceitos para chegar à arte como exaltadora do corpo – o que a Mostra vai reforçar em 2019, ao propor discutir as questões não apenas dentro do cinema e das imagens em movimento, mas também por meio de outras manifestações artísticas, como as artes visuais, o teatro e a performance.

HOMENAGEM

Em 2019, a Mostra Tiradentes presta homenagem à atriz, dramaturga e diretora mineira Grace Passô, um dos nomes mais incensados das artes brasileiras nos últimos anos, referência no teatro e, mais recentemente, no cinema. Dona de forte presença, tanto física quanto simbólica, a homenageada se relaciona diretamente à temática “Corpos Adiante”. Para Cleber Eduardo, Grace é “um corpo que não é prescrito pelas convenções do que deve estar no protagonismo das imagens, e isso serve como um sentido político na nossa escolha. Ela é um só corpo, mas também muitos, e muitas mulheres, todas com sua marca distinguível, cada uma única em si. Grace é uma criadora, sob todos os aspectos. Ao vestir o interior e o exterior de outras mulheres em seu corpo, ela inventa vidas, presenças, modos de falar, de caminhar, de respirar, de olhar e de existir”.

Além de “Vaga Carne”, média-metragem dirigido por Grace em parceria com Ricardo Alves Jr, o público poderá conferir o trabalho da atriz nos filmes da Mostra Homenagem “Temporada”, de André Novais Oliveira, e “Elon não Acredita na Morte”, de Ricardo Alves Jr, e na performance teatral inédita “Grão da Imagem”, na qual Grace descreve cenas reais e cinematográficas, tentando fazê-las visíveis sem projetá-las no espaço.

LONGAS E MÉDIAS

Na programação de longas e médias-metragens serão exibidos 30 títulos em pré-estreia (28 longas e 2 médias), divididos em sete seções temáticas (Aurora, Olhos Livres, Homenagem, Corpos Adiante, Praça, Mostrinha Valores), mais os filmes de encerramento. A seleção foi feita por Lila Foster e Victor Guimarães, com coordenação de Cleber Eduardo. Os filmes vêm de nove estados: Rio de Janeiro (7)São Paulo (6), Minas Gerais (5), Ceará (3), Bahia (2), Acre (2), Goiás (2), Pernambuco (2) e Paraíba (1).

Na Mostra Aurora, a variedade de proposições estéticas segue como marca da produção contemporânea brasileira, em filmes de cineastas com até três longas no currículo. Os sete selecionados, que serão avaliados pelo Júri da Crítica, são “A Rosa Azul de Novalis” (SP), de Gustavo Vinagre e Rodrigo Carneiro; “A Rainha Nzinga Chegou” (MG), de Junia Torres e Isabel Casimira; “Tremor Iê” (CE), de Elena Meirelles e Lívia de Paiva; “Seus Ossos e seus Olhos” (SP), de Caetano Gotardo; “Vermelha” (GO), de Getúlio Ribeiro; “Desvio” (PB), de Arthur Lins; e “Um Filme de Verão” (RJ), de Jo Serfaty. “São todos filmes que buscam desconstruir os códigos da ficção e do documentário, com dramaturgias que se desenham entre o passado da ancestralidade, o presente dos conflitos e a incerteza do futuro”, aponta a curadora Lila Foster.

Em seu terceiro ano de realização, a Mostra Olhos Livres destaca a inventividade de filmes que buscam expandir as formas de abordagem de temas e estéticas. A serem avaliados pelo Júri Jovem e concorrendo ao Troféu Carlos Reichenbach, os títulos deste ano são “Carmen ou Corpo Impossível” (RJ), de Felipe Bragança e Catarina Wallenstein; “Superpina: Gostoso é Quando a Gente Faz!” (PE), de Jean Santos; “Trágicas” (RJ), de Aída Marques; “Currais” (CE), de David Aguiar e Sabina Colares; “Parque Oeste” (GO), de Fabiana Assis; e “Calypso” (RJ), de Rodrigo Lima e Lucas Parente. Para o curador Victor Guimarães, “as poéticas dos seis filmes nos parecem reunir algumas das apostas mais singulares em jogo no cinema brasileiro hoje”.

Mostra Corpos Adiante carrega no nome a temática central da 22a edição do evento, que se dedica a refletir as presenças cênicas e físicas no cinema e na sua relação com outras manifestações artísticas. Para o curador Victor Guimarães, “os filmes reunidos nessa mostra inventam um futuro que não se contenta com a tarefa interminável de reagir às urgências: tratam de inventar, aqui e agora, um amanhã dissonante, imprevisível, indomado”. Os selecionados em longa e média são “Bimi, Shu Ikaya” (AC), de Isaka Huni Kuin, Siã Huni Kuin e Zezinho Yube; “Corpo Quilombo” (SP), de Leonel Costa; “Ilha” (BA), de Ary Rosa e Glenda Nicácio; e “Inferninho” (CE), de Guto Parente e Pedro Diógenes.

As sessões da Mostra Praça, pela terceira vez, serão seguidas de bate-papo dos diretores e diretoras com o público presente, numa aproximação ao ar livre que vem dando muito certo desde 2017. Para este ano, a curadoria buscou títulos que se relacionassem com o cenário atual da política e da sociedade brasileira. A curadora Lila Foster detalha: “Foi pensando na necessidade urgente de afirmarmos conquistas que os cinco filmes selecionados trazem a afirmação de lutas e formas de resistência. São batalhas vividas no cotidiano, na esfera íntima e no coletivo, na defesa da fabulação e do sonho, na investigação da ancestralidade, na firme presença do corpo negro e na constante defesa de direitos adquiridos”. Os longas são “Bando, um Filme de” (BA), de Thiago Gomes e Lázaro Ramos; “Clementina” (RJ), de Ana Rieper; “Empate” (AC), de Sérgio de Carvalho; “Meu Nome é Daniel” (RJ), de Daniel Gonçalves; e “Para’í” (SP), de Vinicius Toro.

Para as sessões de encerramento, no dia 26 de janeiro, dois títulos estarão em pré-estreia: “Depois da Farsa”, com direção coletiva de Cristiano Burlan, Dellani Lima, Frederico Machado e Taciano Valério; e “Os Sonâmbulos”, de Tiago Mata Machado – filmes que, para a curadora Lila Foster, são diferentes em quase tudo, mas se complementam. “Ambos lidam com a política de modo direto e enviesado a um só tempo, ora empregando as palavras como interpretação ou conclusão dos movimentos mentais e factuais de um país dividido em mais de duas partes, ora explorando a montagem como estratégia de convivência pouco lisa entre palavras, sons e imagens, corpos e espaços”, afirma ela.

CURTAS

Em 78 produções, vindas de 13 estados do país, os espectadores poderão conferir a força expressiva do formato curto e suas possibilidades diante de temáticas, estéticas e abordagens das mais variadas. A curadoria de curtas-metragens desta edição foi de Pedro Maciel GuimarãesCamila Vieira e Tatiana Carvalho Costa, que assistiram a centenas de filmes durante o processo de seleção para chegar aos trabalhos selecionados.

Os títulos são de Minas Gerais (21), São Paulo (17), Rio de Janeiro (9), Goiás (5), Pernambuco (5), Bahia (6), Ceará (3), Distrito Federal (2),Paraná (3), Rio Grande do Norte (1), Paraíba (2), Rio Grande do Sul (1), Amazonas (1) e Mato Grosso (1). Os filmes estarão distribuídos em nove seções segmentadas dentro da grade de programação: FocoPanorama, Corpos Adiante, Formação, Jovem, Regional, Praça, Valores e Mostrinha.

Para Pedro Maciel, os filmes desta edição estão marcados por reações de cineastas ou personagens a acontecimentos recentes da política brasileira. “É possível detectar certo estado de coisas a partir de dois aspectos. De um lado, uma total letargia dos protagonistas a partir do que vem acontecendo no Brasil, num misto de lamúria, lamentação, ensimesmamento, depressão e de uma vontade de compartilhar afetos. São filmes sobre juventudes perdidas, discussão de rumos e de enclausuramento em seus espaços”, aponta Pedro. O curador chama atenção para o protagonismo coral que poderá ser percebido em grande parte dos curtas-metragens de Tiradentes em 2019. “O grupo se torna personagem principal no filme, e os rumos desse grupo apontam os caminhos do filme. Essa difusão, essa falta de centralidade nos papéis, está muito presente tanto nos documentários quanto nas ficções”.

Avaliada pelo Júri da Crítica – formado por profissionais da reflexão audiovisual que escolhem o melhor título e concedem o Troféu Barroco e prêmios de parceiros do evento –, a Mostra Foco conta com 12 filmes, divididos em 3 séries. Segundo a curadora Camila Vieira, os curtas “propõem diferentes estratégias dos corpos mediante seus lugares no mundo e situações de crise”.

DEBATES

Parte fundamental da programação da Mostra de Cinema de Tiradentes, o Seminário do Cinema Brasileiro reúne dezenas de profissionais da produção e da reflexão audiovisual para debates, discussões e trocas de ideias, criando uma extensão das exibições, marca registrada do evento. Neste ano, o seminário conta com 37 profissionais, entre críticos, jornalistas e pesquisadores de cinema e outras áreas artísticas.

Todos os títulos das mostras Aurora, Olhos Livres, Foco e Corpos Adiante, além do média “Vaga Carne” e o longa “Temporada”, vão ter bate-papos na série Encontro com os Filmes, sempre no dia seguinte às exibições e com presença de realizadores e críticos convidados. Já os debates relacionados à temática e homenagem da Mostra serão: “Corpos Adiante: perspectivas da curadoria”“A presença de Grace Passô”Corpos em trânsitos artísticos por dentro da ‘cena’”; e “Performatividade e corpo-ficção no cinema”.

PRESENÇAS INTERNACIONAIS

A 22ª edição da Mostra vai contar com diversos representantes da indústria audiovisual e de festivais internacionais de países como Argentina, Bósnia, China, Equador, França, Holanda, Itália, México e Suíça. Dois deles, a crítica e pesquisadora francesa Claire Allouche e o crítico e programador argentino Roger Koza, integrarão o Júri da Crítica, responsável pela escolha do melhor longa da Mostra Aurora e do melhor curta da Mostra Foco.

As demais presenças estrangeiras são os argentinos Diego Lerer, representando a Quinzena dos Realizadores de Cannes, e Violeta Bava, representante do Festival de Veneza; a equatoriana María Campaña Ramia, programadora de festivais do México, Holanda e Equador; e a francesa Mathilde Henrot, representante dos festivais de Sarajevo e de Locarno.

Ao longo dos últimos anos, os convidados internacionais em Tiradentes têm assumido papel cada vez mais central na Mostra, repercutindo e levando as produções descobertas na programação para os grandes festivais do mundo. Casos recentes são o curta “Pouco Mais de um Mês”, de André Novais Oliveira, exibido na Mostra Foco em 2013 e posteriormente selecionado para a Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes; e o longa “Baronesa”, de Juliana Antunes, que rodou mais de 30 festivais e venceu mais de dez prêmios no mundo todo após sair vencedor da Mostra Aurora em 2017.

OFICINAS

Desde sua primeira edição, em 1998, a Mostra Tiradentes promove oficinas audiovisuais, visando à formação e capacitação para o mercado de cinema e criando oportunidades para novas gerações de atores e realizadores. Trata-se de uma iniciativa de vanguarda no circuito de mostras e festivais, sempre em processo de aprimoramento.

Em 2019, são 10 oficinas e 270 vagas para atender públicos e interesses diversos, de olho na qualificação e desenvolvimento da indústria audiovisual em Minas Gerais e no Brasil. As oficinas são sempre gratuitas e permitem a reciclagem para os que já trabalham na área e o despertar de novos ofícios para muitos alunos.

MOSTRINHA

A criançada tem diversão garantida na Mostrinha, em sessões de longas e curtas-metragens voltadas ao público infantojuvenil e presença da Turma do Pipoca. Também com objetivo de inserir novos olhares para o cinema brasileiro, a Mostra Jovem reúne curtas-metragens que dialogam com questões e experiências adolescentes.

ARTES

Nem só de cinema é feita a Mostra de Tiradentes. Repetindo a bem-sucedida parceria cultural com o Sesc, o evento leva à cidade artistas de destaque na cena mineira e nacional, relacionados de alguma forma às temáticas e debates propostos durante toda a programação.

A curadoria artística, desenvolvida pela equipe do Sesc, partiu das provocações dos “Corpos Adiante” e definiu artistas, grupos, bandas para apresentações diárias. O Sesc Cine Lounge  se estabelece como um espaço de múltiplas e amplas possibilidades de encontro, reflexão e construção de narrativas que tomam conta da programação e se estenderão às ruas de Tiradentes. Com trabalhos que trazem a reflexão sobre o corpo, também o Largo das Fôrras (praça central) será ocupado com atividades culturais de visibilidade às existências possíveis e necessárias.

Exposições, cortejos, teatro de rua, performances e várias intervenções artísticas ao longo da programação prometem fazer de Tiradentes a capital da cultura. O coletivo #eufaçoaMOSTRA estará na produção de conteúdos audiovisuais interativos e instantâneos que integram a Campanha #eufaçoaMOSTRA.

SOBRE O EVENTO

22ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES

PLATAFORMA DE LANÇAMENTO DO CINEMA BRASILEIRO

Considerada a maior manifestação do cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão. Busca refletir e debater, em edições anuais, o que há de mais destacado e promissor na nova produção audiovisual brasileira, em longas e curtas, em qualquer gênero e em formato digital. A programação é oferecida gratuitamente ao público e inclui exibição de filmes brasileiros (longas e curtas), pré-estreias, homenagens, debates, encontros com a crítica, o diretor e o público, oficinas, seminário, mostrinha de Cinema, atrações artísticas.

TODA PROGRAMAÇÃO É OFERECIDA GRATUITAMENTE AO PÚBLICO.

SERVIÇO

22ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES | 18 a 26 de janeiro de 20198

  • Centro Cultural Sesiminas Yves Alves 
  • Largo das Fôrras
  • Largo da Rodoviária
  • Escola Estadual Basílio da Gama
  • Espaço Cultural Aymorés

Continua lendo

Música

Roupa Nova confirma show em Barbacena

• atualizado em 16/01/2019 às 16:53

Banda que tem quase quatro décadas de estrada
desembarca na festa De Volta Para o Futuro,
no dia 2 de fevereiro,
no Villa Gorini

O grupo que é ícone da música brasileira, com quase quatro décadas de trajetória, tem data e local confirmados para um grande show na cidade de Barbacena. O Roupa Nova agitará a festa De Volta Para o Futuro, na casa de shows Villa Gorini (Rodovia BR 040, KM 701, Barbacena/MG), que será realizada no dia 2 de fevereiro, sábado, a partir das 18h. A abertura fica por conta do cantor Márcio Du Valle.

Mantendo até hoje sua formação original – Cleberson (piano, teclado e vocal), Feghali (piano, teclado, violão, guitarra, voz e vocal), Kiko (violão, guitarra e vocais), Nando (baixo, voz e vocais), Paulinho (voz, vocais e percussão) e Serginho (bateria, voz e vocais), o Roupa Nova é um sucesso que atravessou gerações e ainda se mantém com seus refrãos que se tornaram verdadeiros hinos. Tantos recordes e números que a história de Roupa Nova se confunde com as vidas de uma legião de fãs assíduos por qualquer novidade da banda.

São mais de 39 anos estrada, 37 álbuns lançados e mais de 20 milhões de cópias vendidas. Dentre algumas curiosidades sobre a banda, vale destacar que é o grupo com mais tempo de estrada mantendo a mesma formação. responsável pelos temas de 34 novelas e o tema da Vitória (Ayrton Senna), Rock in Rio, Xou da Xuxa e Vídeo Show.

Realizada pela NCS Produções e Eventos, a festa De Volta Para o Futuro conta com três setores para a escolha do público: Pista, Camarote, com Open Bar liberado das 19h30 às 23h30, e Mesa Open Bar. Os ingressos estão à venda na Bebi Fácil (Rua Sena Madureira, 55, Pontilhão, Barbacena), na WF Magazine (Praça dos Andradas, 161, Centro, Barbacena), nas lojas da Central dos Eventos ou pelo site www.centraldoseventos.com.br.

Serviço

Roupa Nova na festa De Volta para o Futuro

Show de abertura: Márcio Du Valle

Data: Sábado, 02 de fevereiro

Horário: 18h

Local: Villa Gorini – Rodovia BR 040, KM 701, Barbacena/MG

Ingressos:

Pista: R$ 60

Camarote Open Bar* de 19h30 às 23h30: R$ 130

Mesa Open Bar*: R$ 1000,00 para quatro pessoas

Open bar de cerveja, refrigerante, vodka, energético e água

Os valores podem mudar sem aviso prévio

Pontos de vendas:

Bebi Fácil: R. Sena Madureira, 55 – Pontilhão, Barbacena

WF Magazine: Praça dos Andradas, 161 – Centro – Barbacena

Central dos Eventos

Belo Horizonte:

BH Shopping | Loja Trilhas & Quilhas

Savassi | Loja Central dos Eventos (Rua Fernandes Tourinho 470, Loja 16)

Shopping Cidade | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Estação | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Del Rey | Quiosque Central dos Eventos

Contagem:

Big Shopping Contagem | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Contagem – Loja Pavilhão 3

Betim:

Monte Carmo Shopping | Quiosque Central dos Eventos

Sete Lagoas:

Shopping Sete Lagoas | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Lagoa | Quiosque Central dos Eventos

Divinópolis:

Shopping Pátio Divinópolis | Quiosque Central dos Eventos

Bom Despacho:

Praça da Matriz – 196 | Centro

Ou pelo site: www.centraldoseventos.com.br

Classificação: 18 anos

Continua lendo