fbpx
Redes Sociais

Saúde & Vida

Artesanato é usado como ferramenta de criatividade e socialização de pessoas com deficiência intelectual

Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

Foto: Heberton Lopes

Atividade faz parte da intensa programação interna do CENSA Betim, que apesar da quarentena, tenta manter a rotina dos educandos

Historicamente, o artesanato é considerado uma criação humana com valores estéticos, que sintetiza emoções, os sentimentos e principalmente a cultura. Assim, ela é um meio importante para o desenvolvimento social e afetivo do ser humano. Seguindo esse raciocínio, o CENSA Betim (Rodovia Fernão Dias, Km 494 – S/N Betim – MG), instituição com 55 anos de atuação e referência nacional no atendimento de pessoas com deficiência intelectual, vem apostando na arte para exercitar ainda mais a criatividade dos seus educandos durante a quarentena necessária em virtude da pandemia do COVID-19.

De acordo com a mestre em psicologia e diretora do CENSA Betim, Natália Costa, o artesanato possibilita aos educandos, a oportunidade de desenvolver áreas importantes do córtex . “Através da arte é possível estimular a percepção visual, através das cores por exemplo, a percepção tátil através da escolha e manuseio dos materiais, a intuição, a imaginação e a reflexão, permitindo assim o desenvolvimento da criatividade. O artesanato se torna uma ferramenta poderosa, principalmente durante o isolamento social, pois a arte é sempre uma ponte para se acessar a alma do indivíduo. Durante esse período, estimulamos nossos educandos a produzir uma peça de artesanato para alguém que ama e é motivo de saudade, e durante a confecção essa saudade é liberada em forma de arte … o processo é lindo e libertador”, comenta.

Os educandos do CENSA Betim produzem vários tipos de artesanato, mas o destaque fica para os bonecos e palhaços, que encantam os visitantes. Segundo Natália Costa, todos os objetos utilizados durante a produção nas Oficinas do CENSA Betim, que agora funciona ao ar livre, passam por rigorosa higienização. No local, tudo é verificado por profissionais especializados. “Temos cuidados redobrados durante a pandemia. Além da higienização constante dos itens utilizados, as atividades são realizadas em espaços ventilados e com acompanhamento da equipe de enfermagem e cuidadores o tempo todo”, conclui.

Estrutura

Para dar todo o atendimento necessário e especial, o CENSA Betim oferece três diferentes modalidades de atendimento para o público. A convivência-dia, que acontece de segunda à sexta, de 08h às 17h; o atendimento integral, com funcionamento 24 horas, que engloba hospedagem por tempo indeterminado; e a hospedagem periódica, que é especificamente para os planos de finais de semana, férias ou de acordo com as necessidades de cada família.

CENSA Betim

Fundado em 1964, o CENSA Betim é um local para cuidados básicos e um espaço para ser e conviver. Sua missão é atender as necessidades da pessoa com deficiência intelectual, associada ou não a outros transtornos, e da sua família, assegurando-lhes qualidade de vida e uma educação socializadora. O CENSA Betim conta com uma equipe transdisciplinar, convênios e parcerias. Além disso, oferece uma proposta diferenciada com atividades esportivas e recreativas, escolaridade especial, equitação e oficinas de música, teatro e artesanato. Tudo isso em um ambiente familiar e integrado à natureza.

[ Jornalista e Editor Geral - Por Dentro de Minas | Portal Terra ] - Graduação: Jornalista (FESBH), Teólogo (F.ESABI), Sociólogo e Letras (F.Polis das Artes) e Economista (UNIP). Tem Mestrado em Comunicação Social: Jornalismo e Ciências da Informação (Universidade Europeia Miguel de Cervantes/UEMC), Doutorado Prof. em Ciências Sociais e Políticas (USIP) e atualmente cursa Direito (UNIESP-BH). Apaixonado por música, colabora no "CulturalizaBH/Portal UAI" e na "TV Balcão" com a coluna "Crítica Musical" falando sempre sobre álbuns, coberturas de shows e etc. Tem como hobbie comprar CDs e também vinis. É também apaixonado por Sociologia, tanto que de sua graduação em Ciências Sociais: Sociologia, se tornou colunista de Opinião & Comportamento do portal da "RedeTV!" e "Rondônia Digital" e desta coluna, nasceu o "E-book: Sociedade Conectada: a Influência da Internet no Cotidiano". Da Economia, área ao qual foi repórter e sub-editor, se tornou colunista no "Divulga Gerais" após sua graduação em Ciências Econômicas: Economia. É colaborador de Jornais/Portais de Notícias, Diretor do Grupo Conteúdo - Agência de Notícias - Sites e também editora e assina matérias em alguns jornais de Minas Gerais e do Brasil. A escrita é sua maior base e paixão no Jornalismo. [ Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista ]

Publicidade
Comentar

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Notícias

Farmácia do CENSA Betim adota medidas rigorosas para mitigar os riscos de contaminação pela COVID-19

A farmacêutica Ariana Gonçalves é responsável pela gestão da área de medicamentos da instituição que atua há mais de 55 anos nos cuidados a pessoas com deficiência intelectual; não houve nenhum registro de contaminação pelo novo Coronavírus no local

O uso correto e racional dos medicamentos sempre foi alvo de campanhas no Brasil. De acordo com o Conselho Federal de Farmácia (CFC), cerca de 77% da população brasileira se automedica ou altera a dose por conta própria. No entanto, existe uma grande preocupação por trás disso, pois sem a indicação de um farmacêutico, os indivíduos correm sérios riscos. Se tratando de pessoas com deficiência intelectual, o cuidado deve ser redobrado, pois geralmente é necessário o consumo contínuo de fármacos e o acompanhamento profissional é essencial. Por esse motivo, o CENSA Betim, instituição com 55 anos de atuação e referência nacional nos cuidados a pessoas com deficiência, tem na sua equipe transdisciplinar a farmacêutica Ariana Gonçalves.

A profissional faz o gerenciamento da farmácia do CENSA Betim, mantendo um diálogo constante com os demais integrantes da equipe, no sentido de educar para a saúde e garantir a segurança na aquisição, guarda e consumo dos medicamentos que são prescritos pelos médicos. De acordo com a farmacêutica, sua atuação vai muito além da compra e dispensação da medicação e, nestes tempos de pandemia, o trabalho conjunto dos colaboradores é muito importante. “Primeiramente é importante salientar que ser uma pessoa com deficiência, não significa por si só, que ela apresente maior vulnerabilidade ou risco à COVID-19, mas os cuidados devem ser redobrados com a higiene pessoal e o distanciamento social. Ainda que não seja possível manter a rotina destes indivíduos na totalidade,  é muito importante que o tratamento medicamentoso regular prescrito pelo médico seja mantido durante a quarentena e que caso ocorra algum problema para aquisição ou administração de remédios, o profissional de saúde deve ser consultado o quanto antes”, explica,

Quanto a automedicação por causa do Coronavírus, ela lembra que a orientação farmacêutica e médica é indispensável. “Os medicamentos devem ser administrados regularmente no horário e na dose certa e sempre respeitando a orientação médica. Em caso de dúvida, é necessário consultar um farmacêutico.  Alguns medicamentos estão sendo testados para o controle do novo Coronavírus, mas ainda não chegaram a uma conclusão definitiva, por isso a orientação profissional é tão importante”, salienta.

A farmacêutica Ariana Gonçalves salienta que a farmácia do CENSA Betim adotou protocolos ainda mais rigorosos de higiene para ajudar no bloqueio da entrada do Coronavírus na instituição. “Realizamos periodicamente a limpeza das bancadas, dos utensílios, do chão, maçanetas, interruptores de energia, tomadas e solas dos sapatos com solução de 25 ml de hipoclorito de sódio a 2% (água sanitária) diluído em 1 litro de água. Além disso, mantemos a ‘etiqueta respiratória’, ao respirar, tossir e espirrar, com o uso constante de máscara. Se algum colaborador apresentar sintoma gripal, a orientação é que cumpra a quarentena em casa e, no caso dos educandos, temos um local para fazer o isolamento, mas até o momento não foi necessário afastar ninguém e nem isolar nenhum aluno”, completa.

CENSA Betim

Fundado em 1964, o CENSA Betim é um local para cuidados básicos e um espaço para ser e conviver. Sua missão é atender as necessidades da pessoa com deficiência intelectual, associada ou não a outros transtornos, e da sua família, assegurando-lhes qualidade de vida e uma educação socializadora. O CENSA Betim, que atende mais de 90 educandos atualmente, conta com uma equipe transdisciplinar, convênios e parcerias. Além disso, oferece uma proposta diferenciada com atividades esportivas e recreativas, escolaridade especial, equitação e oficinas de música, teatro e artesanato. Tudo isso em um ambiente familiar e integrado à natureza. Para dar todo o suporte e orientação necessária para os educandos da instituição, o CENSA Betim dispõe de três diferentes modalidades de atendimento. Os diários, que acontecem sempre de segunda à sexta, entre 08h às 17h, o atendimento Integral, com funcionamento 24 horas que engloba hospedagem por tempo indeterminado; e a hospedagem periódica, que são especificamente para os planos de finais de semana, férias ou de acordo com as necessidades de cada família.

Continuar lendo

MF Press Global

Especialista dá dicas de fazer o seu botox durar mais na quarentena

• atualizado em 27/05/2020 às 20:19

Por

Reprodução / MF Press Global

Quem usa a toxina botulínica, mais conhecida pelo nome comercial botox, já sabe: depois de alguns meses, voltam os temidos pés de galinha e linhas de expressão e você corre para agendar uma reaplicação, para deixar tudo no lugar novamente. Agora, durante a pandemia da covid-19, onde muitas clínicas pelo país estão fechadas, é preciso encontrar meios para prolongar o efeito do botox.

Dr. Gabriel Magalhães, biomédico especialista em estética avançada, revela como o botox age e porque é preciso reaplicar periodicamente: “O botox age inibindo a contração muscular da região onde é aplicado, evitando o surgimento de rugas e marcas de expressão. No entanto, cada organismo reage de uma forma e a duração da aplicação pode variar de 3 a 6 meses. Contudo, existem cuidados que podem ser tomados mesmo fora dos consultórios para que a aplicação do botox tenha maior duração”, revela.

Confira as dicas do Dr. Gabriel Magalhães para prolongar a duração da aplicação de botox:

Evitar calor ou aumento de temperatura na região aplicada 

Isto vai desde exposição ao sol com certa frequência, muito tempo em cozinhas industriais de alta temperatura, sauna, secador de cabelo e chapinha próximo a região também.

Dr. Gabriel Magalhães/Reprodução / MF Press Global

Utilizar óculos de grau ou de sol

É importante evitar o simples fato de franzir a testa e entre as sobrancelhas para leituras ou com incidência de raios solares. Por isso, caso sinta dificuldade visual, use óculos.

Não fazer caretas ao realizar atividade física.

 A própria liberação de radicais livres durante atividades de alta intensidade já prejudica a durabilidade da toxina. Franzir o rosto ou fazer caretas durante o treino ainda piora a situação.

Cuidado com o uso de anti inflamatórios, antibióticos e corticóides.

O uso dessas substâncias diminui a durabilidade. Por isso é muito importante também evitar a automedicação em tempo de covid-19.

Aumente a sua vitamina D

A baixa de vitamina D faz cair a durabilidade dos resultados do botox. É preciso mesmo durante a quarentena tomar um solzinho no horário recomendado ou suplementar com a vitamina sob a orientação de um profissional habilitado.

Evite o aumento do cortisol

Situações de estresse provocam o aumento do Cortisol, que também faz cair durabilidade dos resultados do botox. Com a pandemia e os problemas, muitas pessoas têm apresentado níveis de stress alto, o que faz com que o botox dure menos também. Relaxe!

Continuar lendo

Saúde & Vida

O profissional de enfermagem exerce papel fundamental nos cuidados às pessoas com deficiência intelectual durante a pandemia

O CENSA Betim, entidade que é referência nacional, com mais 55 anos de atuação nos cuidados a pessoas com deficiência, conta com enfermeiros 24 horas no seu quadro fixo de funcionários para dar todo o suporte necessário aos educandos

Uma das profissões mais aplaudidas nos últimos tempos, devido ao empenho dos profissionais no combate à pandemia do COVID-19, a enfermagem exerce papel fundamental na área da saúde. De acordo com levantamento realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), dos 3,5 milhões de trabalhadores da área da saúde, cerca de 1,6 milhão são da enfermagem. O CENSA Betim, instituição que é referência nacional nos cuidados às pessoas com deficiência intelectual, com mais de 55 anos de atuação, não abre mão de ter estes profissionais em seu quadro fixo de funcionários, que conta com uma equipe de enfermagem altamente qualificada.

De acordo com Natália Costa, mestre em psicologia e diretora do CENSA Betim, a função da enfermagem na instituição é essencial. “Dentro da equipe transdisciplinar, nossos enfermeiros cuidam de todas as demandas do posto de enfermagem, dão suporte ao nosso médico e supervisionam o trabalho da equipe de cuidadores. Nestes tempos de pandemia, o empenho de todos tem sido fundamental para evitar que nossos educandos [pessoas com deficiência intelectual atendidas pelo CENSA] e colaboradores se contaminem”, explica.

A chefe da equipe de enfermagem do CENSA Betim é Márcia Abreu, enfermeira, especialista em Urgência e Emergência que trabalha na entidade há mais de 24 anos no atendimento à pessoa com deficiência e suas famílias. Atualmente, além das suas funções rotineiras, o seu trabalho é enfrentar desafios diários para tentar blindar os educandos para que o COVID-19 não entre na instituição. Ela conta que existem algumas considerações que devem ser levadas em conta para o enfrentamento da pandemia dentro do CENSA. “De modo geral, as pessoas com deficiência intelectual de moderada a grave podem apresentar dificuldades para expressar claramente o que estão sentindo ou mesmo indicar qual parte do corpo apresenta dor ou mal-estar. Por isso, necessitam de uma atenção especial e algumas pessoas demandam um cuidador de referência para observar e relatar as ocorrências, mesmo as mais simples do dia a dia, como a ocorrência ou não de enurese [ato de urinar na cama], hidratação, tosse ou qualquer outro sintoma gripal”, explica.

Segundo Márcia Abreu, a equipe de enfermagem e de cuidadores acompanha os educandos do CENSA Betim 24 horas por dia, para dar total apoio. Ela ainda lembra eles dão atenção especial para os educandos que fazem parte do grupo de risco. “Seja nas atividades de vida diária, como banho e alimentação, quanto nos atendimentos com a equipe transdisciplinar, como fisioterapeuta, fonoaudióloga, psicóloga e pedagoga, ficamos 24 horas à disposição para ajudá-los. Perante a Pandemia da COVID19, os procedimentos de higienização das mãos foram reforçados, bem como a frequência e o tempo de execução. Há uma atenção especial para os educandos com mais de 60 anos, bem como aqueles que necessitam deambular de mãos dadas com cuidadores, estes deverão lavar as com mais frequência, não devendo deixá-los manipular o rosto, boca, olhos e nariz”, salienta.

Cuidados

Além das recomendações, como, lavar sempre as mãos e evitar o contato com a boca, olhos e nariz, a enfermeira Márcia Abreu ainda adiciona que existem mais alguns cuidados imprescindíveis. “Uma outra recomendação constante é a hidratação oral frequente e o uso dos espaços ao ar livre. Os educandos que apresentarem tosse e forem colaborativos, é indicado o uso de máscaras, bem como mantê-los distantes dos demais. A verificação dos sinais vitais, tais como a temperatura corporal e a pressão arterial, também tem recebido atenção especial. Tudo isso somado a uma alimentação saudável e balanceada ofertada no refeitório do CENSA sob o olhar atento de uma nutricionista. Além disso, da administração da medicação nas doses recomendadas e no horário correto prescrito pelos médicos da instituição, compõe o rol de atenção da equipe de cuidadores e enfermeiros. Essa rotina é ininterrupta e se desenvolve durante as 24 horas do dia e em todos os sete dias da semana. O trabalho é desafiador, porém compensatório, principalmente com a parceria das famílias que estão sempre presentes no CENSA Betim”, conclui.

CENSA Betim

Fundado em 1964, o CENSA Betim é um local para cuidados básicos e um espaço para ser e conviver. Sua missão é atender as necessidades da pessoa com deficiência intelectual, associada ou não a outros transtornos, e da sua família, assegurando-lhes qualidade de vida e uma educação socializadora. O CENSA Betim conta com uma equipe transdisciplinar, convênios e parcerias. Além disso, oferece uma proposta diferenciada com atividades esportivas e recreativas, escolaridade especial, equitação e oficinas de música, teatro e artesanato. Tudo isso em um ambiente familiar e integrado à natureza. Para dar todo o suporte e orientação necessária para os educandos da instituição, o CENSA Betim dispõe de três diferentes modalidades de atendimento. Os diários, que acontecem sempre de segunda à sexta, entre 08h às 17h, o atendimento Integral, com funcionamento 24 horas que engloba hospedagem por tempo indeterminado; e a hospedagem periódica, que são especificamente para os planos de finais de semana, férias ou de acordo com as necessidades de cada família.

Centro Especializado Nossa Senhora D’Assumpção – CENSA Betim

Endereço: Rodovia Fernão Dias, Km 494 – S/N | Betim – MG

Telefone: (31) 3529-3500

E-mail: [email protected]

Continuar lendo