Redes Sociais

Últimas Notícias

Maior Evento Nacional de Estética, Micro e Cílios Acontece em Belo Horizonte

Programação apresenta palestras com reconhecidos especialistas
nacionais e internacionais, novidades e tendências mundiais 

 

A “Estética e Micro – Feira e Congresso” movimenta o mercado mineiro em sua segunda edição, dias 17 e 18 de março, no Expominas, em Belo Horizonte. A mostra é promovida pela Fire Eventos, responsável pela organização de outro sucesso nacional no segmento de beleza, a Professional Fair – a maior feira brasileira de beleza fora de São Paulo. O evento reúne o trade nacional e internacional do mercado de Estética, Cílios e Micropigmentação, apresentando lançamentos de produtos e tendências com cerca de 50 empresas, representando mais de 200 marcas. A diversificada programação inclui congressos, simpósios, workshops e diversos cursos para atualização e qualificação profissional. A expectativa é  movimentar R$ 10 milhões em negócios com a visitação de mais de nove mil pessoas.

O segmento de beleza segue em expansão no mercado nacional e Minas Gerais se tornou rota obrigatória para os profissionais interessados em se especializarem e atualizarem  técnicas.

O diretor da Fire Eventos Alexandre Araújo  explica que nos últimos anos ocorreu um aumento na demanda por procedimentos, principalmente, nos segmentos de  micropigmentação e cílios. Só o mercado de micropigmentação acumulou um crescimento de 250% nos últimos dois anos. A proposta é garantir espaço para  atualização  profissional e apresentar novos produtos e equipamentos. “A feira abre a possibilidade de adquirir máquinas, apresentar serviços e produtos, promover negócios, conhecimento e estimular o empreendedorismo para o setor de estética, micropigmentação e cílios”, afirma.

Ele atua há mais de 15 anos no mercado de beleza e destaca que a única forma de superar a concorrência e garantir sucesso nos negócios é se qualificando. “As mudanças em  tendências são rápidas e, para se destacar, é necessária a constante renovação dos processos com produtos e serviços para satisfazer e surpreender clientes com resultados impecáveis” observa.

A programação apresenta o segundo congresso brasileiro científico internacional de estética, cílios e micropigmentação com a participação de  reconhecidos profissionais do mercado nacional e internacional. A expectativa da organização é receber mais de 60 caravanas, inclusive, de outros países e algumas já estão confirmadas: Acre, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Paraíba e Tocantins.

A expectativa de público se divide entre 35% de participantes de outros estados e 31% da região metropolitana e já foram registradas inscrições de congressistas de países vizinhos.

Outro destaque do evento está nos campeonatos inéditos de Micropigmentação e Cílios com 32 inscritos, sendo 70% deles profissionais de outros estados.

O ingresso para um dia de evento está no valor de R$ 30 e para quem participar dos dois dias, o passaporte é R$ 50.

A “Estética e Micro – Feira e Congresso” também promove os pós-congressos de estética, cílios e micropigmentação com aulas práticas e avançadas, ensinando os segredos das técnicas atuais  com equipamentos e materiais sofisticados. “Assim como os outros eventos promovidos pela Fire, a feira coloca o Brasil como gerador de conhecimento em negócios focados em beleza e a capital mineira na rota das cidades com grandes eventos para negócios promotores de conhecimento e fomentadores do empreendedorismo”, avalia Araújo.

Mais informações sobre o Congresso e a feira pelo site  www.esteticaemicro.com.br.

 

SERVIÇO

Estética e Micro – Feira e Congresso

Data: 17 e 18 de março

Horário:

9h às 18h – Congresso

11h às 19h – Feira

Local: Expominas (Av. Amazonas, 6200 – Gameleira)

Inscrições e mais informações pelo sitewww.esteticaemicro.com.br e pelo telefone: (31) 3565-8682

Ana Carolina de Freitas

Zoom Comunicação

*    

( +55 (31) 2511-3111 e 99898-6970
Rua São Paulo, 1665 – cj. 405

Lourdes • Belo Horizonte/MG • CEP 31170-132

www.zoomcomunicacao.com.br

www.facebook.com/zoomcomunicacao

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Última parcela do IPVA 2019 começa a vencer nesta quinta-feira, dia 14/3

Até 28 de fevereiro, arrecadação do imposto foi de R$ 3,26 bilhões

A terceira e última parcela do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2019 começa a vencer nesta quinta-feira (14/3), em Minas Gerais, para os finais de placa 1 e 2. A escala segue com dois finais de placa por dia, terminando na quarta-feira (20/3) da próxima semana, com os finais de placa 9 e 0.

O valor arrecadado com o tributo até o dia 28 de fevereiro é de R$ 3,26 bilhões, o que representa 60% do total estimado, de R$ 5,4 bilhões. Em relação ao mesmo período do ano passado, o aumento da receita com o IPVA é de aproximadamente R$ 160 milhões.

O incremento da arrecadação pode ser atribuído ao crescimento da frota e ao incentivo à adimplência, motivado pelo programa “bom pagador”, que prevê desconto extra de 3% no IPVA para os contribuintes que se mantiverem rigorosamente em dia com os débitos relativos aos veículos por dois ou mais exercícios consecutivos.

Formas de pagamento

O pagamento do IPVA pode ser feito diretamente nos terminais de autoatendimento ou guichês dos agentes arrecadadores autorizados – Bradesco, Mercantil do Brasil, Caixa Econômica Federal, Casas Lotéricas, Mais BB, Banco Postal, Santander e SICOOB. Basta informar o número do Renavam do veículo.

Para pagamento em casas lotéricas, Mais BB e Banco Postal é necessário levar a guia de arrecadação, que deve ser emitida pelo site da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF) ou nas Repartições Fazendárias.

O não pagamento do IPVA nos prazos estabelecidos gera multa de 0,3% ao dia (até o 30º dia), e de 20% após o 30º dia. Os juros são calculados pela taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e Custodia (Selic) e incidem sobre o valor do imposto ou das parcelas, acrescido da multa.

Os contribuintes que deixaram de quitar alguma parcela podem fazer o pagamento normalmente – os valores serão atualizados automaticamente.

Taxa de Licenciamento

A Taxa de Renovação do Licenciamento Anual de Veículo (TRLAV), cujo valor é de R$ 102,41, vence no dia 1º de abril.

Servidores públicos estaduais

O pagamento do IPVA 2019 para os servidores públicos do Poder Executivo estadual – militares e civis (ativos ou inativos) e pensionistas – poderá ser feito até 30 de abril de 2019, tanto em cota única, com desconto de 3%, ou parcelado em três vezes, sem desconto. No caso de parcelamento, as parcelas poderão ser pagas em qualquer data, até 30 de abril. O veículo deverá estar em nome do servidor/pensionista.

Para quitar o débito, basta o servidor se dirigir a um agente arrecadador (bancos credenciados) e apresentar o número do Renavam do veículo ou, se preferir, emitir a guia de arrecadação no site da SEF.

A prorrogação do pagamento do IPVA não abrange a Taxa de Licenciamento (TRLAV 2019), cujo vencimento permanece para o dia 1º de abril.

Alerta

A SEF alerta que não envia nenhum tipo de boleto ou guia para os endereços dos contribuintes, assim como mensagens de celular ou de aplicativos de relacionamento contendo links para pagamento. Caso receba, o contribuinte deve ignorar.

Continua lendo

Últimas Notícias

Minas Gerais vai leiloar cerca de 30% da frota ociosa do Estado até o fim de abril

Novo processo de venda foi aberto nesta segunda-feira (11/3)

O Governo de Minas Gerais vai leiloar, até o fim de abril, cerca de 30% dos veículos do Estado que estavam paralisados sem registros de manutenção, abastecimento ou atendimento, nos últimos 12 meses. A venda desses automóveis é resultado de determinação feita em fevereiro pelo governador Romeu Zema, com o objetivo de zelar melhor pelos recursos públicos. Na ocasião, o governador anunciou que levará a leilão cerca de 2 mil carros e motos que não estão em condições de serem utilizados há mais de um ano e, portanto, estão parados e representam desperdício de recursos.
Segundo dados da Superintendência Central de Gestão Logística da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), até o último dia 10 de março, 67 veículos foram leiloados, gerando R$ R$ 471.250,00 em recursos para o caixa estadual.
Os automóveis são de diversos modelos de várias montadoras. Eles pertenciam a diferentes secretarias e órgãos, como Corpo de Bombeiros Militar, Instituto Estadual de Florestas, Gabinete Militar do Governador, Polícia Civil, secretarias de Estado de Segurança Pública e de Administração Prisional.
Nessa segunda-feira (11/3), foram abertos os leilões de outros 73 veículos no site www.leiloes.mg.gov.br. Eles também são oriundos de órgãos ligados à segurança pública, como Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil. Há ainda modelos pertencentes às secretarias de Estado de Fazenda, de Educação e ao Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).
O superintendente Central de Logística da Seplag, Rodrigo Matias, explica que, caso os veículos colocados em leilão nesta semana forem vendidos ao menor lance inicial, serão arrecadados R$ 172.867,00. “Os lances iniciais são os menores valores que podem ser arrematados, mas, em geral, esse valor dobra”, explica.
Ainda de acordo com Matias, outros 420 veículos estão em processo de avaliação e entrarão em processo de venda, entre 15 e 28 de abril, totalizando, assim, cerca de 560 veículos leiloados até o próximo mês. Levantamento completo da frota estadual também é feito pelas secretarias e órgãos da administração estadual, seguindo orientação do governador.

Continua lendo

Últimas Notícias

Senado instala hoje CPI para apurar causas da tragédia de Brumadinho

Prazo para apuração das causas do rompimento da barragem da mineradora Vale será de 180 dias

• atualizado em 13/03/2019 às 14:39

Após 47 dias do rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, o Senado instala hoje (13) à tarde a  Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as causas da tragédia de Brumadinho. Na primeira reunião da CPI, marcada para as 14h, será eleito o comando da comissão, proposta pelos senadores Carlos Viana (PSD-MG) e Otto Alencar (PSD-BA).

Além de Viana e Alencar, vão integrar a CPI de Brumadinho os senadores Antonio Anastasia (PSDB-MG), Roberto Rocha (PSDB-MA), Dário Berger (MDB-SC), Márcio Bittar (MDB-AC), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Jorge Kajuru (PSB-GO), Telmário Mota (Pros-RR), Jean Paul Prates (PT-RN), Wellington Fagundes (PR-MT), Selma Arruda (PSL-MT), Rose de Freitas (Pode-ES) e Leila Barros (PSB-DF).

A CPI de Brumadinho recebeu o apoio de 42 senadores. Conforme o requerimento de criação, apresentado no dia 7 de fevereiro, o prazo para apuração das causas do rompimento da barragem da mineradora Vale será de 180 dias. O levantamento mais recente da Defesa Civil de Minas Gerais confirma 197 mortes e 111 desaparecidos na área atingida pela lama da barragem.

Os senadores anunciaram a intenção de convocar os responsáveis pela fiscalização da barragem, representantes do Ministério Público, do governo estadual e dos órgãos ambientais. Devem ser ouvidos representantes da Agência Nacional de Águas (ANA) e da Agência Nacional de Mineração (ANM). Para Alencar, a apuração das responsabilidades vai permitir a elaboração de normas para evitar outras tragédias da mesma natureza.

“É preciso investigar e dar resposta à sociedade, sobretudo ao povo de Minas, que anseia pela investigação e punição, não só no que se refere à Vale, mas aos homens da empresa e do governo de Minas que favoreceram a instalação da barragem. O Rio Paraopeba está praticamente sem oxigênio, está morto e pode continuar assim por 30 anos. Temos que impedir que novas tragédias aconteçam em um setor importante para o país, mas que não pode se autorregular”, afirmou.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), disse que a Casa esperou para instalar uma CPI Mista, mas a Câmara não indicou os deputados para integrar a comissão de investigação. “Tentamos diálogo com a Câmara para que fosse constituída uma comissão mista”, afirmou Alcolumbre, acrescentando que o acordo com os líderes partidários foi esperar as indicações da Câmara até ontem (11). “O compromisso assumido com líderes e senadores, que querem exercer seu papel fiscalizador, está sendo cumprido”, completou.

Continua lendo