Redes Sociais

Últimas Notícias

Passageiros reclamam do aumento nas tarifas e falta de cobradores nos ônibus de Belo Horizonte

Já esta em vigor o reajuste, mas nada dos agentes de bordo

• atualizado em 16/01/2019 às 17:54

Ônibus sem agente de bordo - Foto: Elberty Valadares/Por Dentro de Minas

Uma das justificativas no aumento das passagens do ônibus em Belo Horizonte era a volta de 500 cobradores nos veículos do transporte coletivo. No entanto, isso ainda não está sendo percebido pelos passageiros que reclamam, devido ao fato de já estar em vigor o reajuste, mas nada dos agentes de bordo.

Deste o dia 3 de janeiro, as passagens na capital estão mais caras. Prova disso, é que o preço da tarifa de ônibus voltou a custar R$ 4,50, após a liminar da Justiça que barrava o aumento. Ela foi derrubada na quarta-feira 2 de janeiro e com isso, o reajuste é de 11%.

Na tarifa dos ônibus que atendem Vilas e Favelas o aumento foi de R$ 0,90 para R$ 1,00. As passagens que antes custavam R$ 2,85 foram para R$ 3,15, e os táxi lotação que custavam R$ 4,45 passam para R$ 5,00.

Estação São Gabriel, na Região Nordeste de Belo Horizonte – Foto: Elberty Valadares/Por Dentro de Minas

O auxiliar administrativo Luiz de Carvalho, 23 anos, que utiliza a linha 713, alimentadora da Estação São Gabriel não gostou do reajuste que passou a custar a R$ 3,15, mais o Move que tem completo de R$ 1,35. “O reajuste foi maior que o do salário mínimo e a qualidade do serviço prestado é muito ruim. Os ônibus da linha não tem ar-condicionado e durante todo o dia estão rodando sem agente de bordo, aumentando o tempo de viagem em cerca de 20 minutos”, reclamou o usuário que mora no Bairro Lajedo, na Região Norte, e trabalha no Centro.

A Prefeitura de Belo Horizonte e a BHTrans além impor que as empresas terão que recontratar 500 trocadores para trabalhar nos coletivos da capital, também foi condicionado a colocar em operação 300 novos veículos dos modelos com ar-condicionado.

A reportagem do Por Dentro de Minas esteve na Estação São Gabriel nesta terça-feira, 15, nos horários de pico da manhã e da tarde, e constatou que em nenhum linha, seja alimentadora ou troncal possui agente de bordo.

Respostas

O Por Dentro de Minas entrou em contato com a Empresa de Transporte e Transito de Belo Horizonte (BHTrans) e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH).

A BHTrans encaminhou a seguinte nota:

No parágrafo 1º, do artigo 3º, da Lei nº 10.526/2012 está especificado que cada veículo destinado aos serviços de transporte público coletivo e convencional de passageiros por ônibus do Município de Belo Horizonte será operado por um motorista e um agente de bordo, à exceção: dos veículos das linhas troncais do sistema de Bus Rapid Transit (MOVE); dos veículos em operação em horário noturno e nos domingos e feriados e dos veículos dos serviços especiais caracterizados como executivos, turísticos ou miniônibus.

A BHTRANS tem intensificado a fiscalização para garantir o cumprimento da lei e está autuando as empresas que estão circulando sem agentes de bordo. De janeiro a novembro de 2018, foram realizadas 8.726 autuações às concessionárias por ausência de agente de bordo no veículo, sem autorização da BHTRANS.

É importante ressaltar que, no sistema de transporte coletivo por ônibus de Belo Horizonte, mais de 80% dos usuários já utilizam o cartão BHBus e a tendência é de crescimento.

Por meio das fiscalizações em campo e eletrônica é possível monitorar questões relativas ao cumprimento do quadro de horários, itinerário, etc. São 450 fiscais trabalhando diariamente em ações no transporte e trânsito de Belo Horizonte. 98,7% das viagens constantes no quadro de horários previstos são cumpridas.

À BHTRANS cabe a fiscalização para o devido cumprimento da legislação. A população pode denunciar no fale conosco no portal da PBH – //prefeitura.pbh.gov.br/contato. As informações são essenciais para direcionar as ações de fiscalização das equipes da BHTRANS. Além de atuar atendendo a demanda de usuários, existe uma rotina de fiscalização presencial que acontece nas portas das garagens, nos pontos de controle, nas estações e nos itinerários das linhas.

Já o Setra-BH informou que ainda estão em fase de contratação dos agentes de bordo que começou no dia 28 de dezembro e deve se estender até fevereiro. Além disto, orienta as empresas a respeita a Lei 10.526/12, que obriga todos os ônibus são obrigados a circular com motorista e cobrador, à exceção dos veículos das linhas do BRT/ Move e dos veículos em operação em horário noturno, aos domingos e feriados.

Valores das tarifas em Belo Horizonte

Tarifa principal: R$ 4,50

Circular: R$ 3,15

Vilas e favelas: R$ 1

Táxi-lotação: R$ 5

*Edição e revisão de Felipe de Jesus

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Incêndio de grandes proporções destrói apartamentos no Cidade Nova, em BH

Uma pessoa precisou de atendimento médico

Foto: Reprodução/Whatsapp

O incêndio em um apartamento de prédio no Bairro Cidade Nova, na Região Nordeste de Belo Horizonte, na tarde desta sexta-feira, 5, assustou vizinhos pela grandes proporções. O Corpo de Bombeiros foi mobilizado para fazer o combate as chamas no apartamento.

De acordo com o Bombeiro, o prédio fica localizado na Rua Doutor Jarbas Vidal Gomes e com as grandes proporções foi preciso fechar a via para o trabalho dos militares.

Aproximadamente 10 viaturas do 3º Batalhão de Bombeiros Militar de Minas Gerais estão no local. As causas do incêndio ainda estão sendo apuradas.

Os próprios vizinhos realizaram a retiraram os moradores do local. Uma pessoas precisou receber cuidados médicos após inalar grande quantidade de fumaça e foi encaminhada para uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Continua lendo

Últimas Notícias

Polícia prende o criminoso mais procurado de Minas Gerais

Ele estava foragido da Justiça desde dezembro de 2017, quando saiu da Penitenciária Nelson Hungria com alvará de soltura falsificado

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concedeu coletiva à imprensa e passou detalhes sobre a prisão de Luis Henrique Nascimento do Vale, 35 anos, mais conhecido como “Totó”. Ele foi preso nessa quarta-feira (03/04), em Balneário Camboriú, Santa Catarina e chegou ontem (4) a Belo Horizonte.

Segundo as investigações, “Totó” era o criminoso mais procurado do Estado. Ele estava foragido da Justiça desde dezembro de 2017, quando saiu da Penitenciária Nelson Hungria com alvará de soltura falsificado. Ainda de acordo com as apurações, ele é apontado como envolvido em vários crimes relacionados ao tráfico de drogas, homicídios e outros contra o patrimônio.

De acordo com o Delegado João Prata, “Totó” é suspeito de liderar uma quadrilha cuja base é o bairro Santa Cruz, região Nordeste da capital. “As investigações dão conta de que ele está envolvido em diversos homicídios, dois deles cometidos com uso de fuzil. Uma ocorrência que teve bastante repercussão foi a morte de um advogado, executado em 2013, no bairro Castelo, região da Pampulha e um empresário morto em fevereiro do ano passado, no bairro Santa Cruz”, explicou.

Luis Henrique, o “Totó”, negou as acusações. O Delegado explicou que ele estava levando uma vida de luxo no Sul do País, onde foi preso. “Ele morava a um quarteirão da praia e levava uma vida luxuosa, sustentada pelos lucros do tráfico de drogas. Ele nos disse que não tem inimigos, porque todos ele já matou”, concluiu.

A operação foi realizada pela equipe da Delegacia Especializada em Repressão a Furto e Roubo , subordinada ao Departamento Estadual de Investigação de Crimes Contra o Patrimônio (DEPATRI).

Continua lendo

Últimas Notícias

Previsão do tempo para Minas Gerais, nesta sexta-feira, 5 de abril

Fim de semana a tendência é de tempo instável em todas as regiões mineiras

Nesta sexta-feira (5/4), áreas de instabilidade atmosféricas ganham força sobre o Brasil Central e favorecem ao aumento da nebulosidade e ocorrência de pancadas de chuva, porém localizadas, em boa parte do estado de Minas Gerais. E, durante o fim de semana a tendência é de tempo instável em todas as regiões mineiras e pode chover localmente forte no Sul, Oeste e Sudeste mineiro.

Continua lendo