fbpx
Redes Sociais

Últimas Notícias

Suspeitos de praticar “golpe do motoboy” na capital são presos pela Polícia Civil

Suspeitos envolvimento em crime de estelionato, ficou conhecido popularmente como “golpe do motoboy do cartão”

Foto; Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu, em Belo Horizonte, nessa segunda-feira (3), os mandados de prisão temporária de Vitor Geovanni Vieira Guimarães, 21 anos, e Rodrigo Lima de Jesus, 39, por envolvimento em crime de estelionato, na modalidade conhecida popularmente como “golpe do motoboy do cartão”.

De acordo com as investigações, somente em 2018, mais de 50 pessoas foram vítimas de estelionato na área da 3ª Delegacia Sul por ação como as dos suspeitos. “Através de ligações telefônicas, um suposto funcionário de agência bancária informa a existência não autorizada de compras com cartão bancário, induzindo a vítima a quebrar o cartão, passar a senha, e entregá-lo a um motoboy, que comparece em sua residência e o arrecada”, explica a Delegada Claudia Marra. “Às vezes, os suspeitos comparecem na residência das vítimas com carta manuscrita e assinada por ela para fins de perícia, visando substituição por outro, mas a farsa só é descoberta quando da utilização do cartão quebrado em transações comerciais diversas (de compras de aparelhos eletrônicos a bebidas alcoólicas)”, esclareceu Claudia Marra.
Vitor e Rodrigo teriam atuado em pelo menos três eventos na região da 3ª Delegacia Sul no dia 13 de julho deste ano.

Nas residências dos suspeitos foram encontrados diversos objetos, como computadores, tablet, notebooks, celulares, pen-drives, cartões bancários, folhas de cheques, documentos, dinheiro e máquina de cartão, que serão analisados e submetidos à perícia criminal através do Instituto de Criminalística da Polícia Civil.

Últimas Notícias

Polícia Civil prende foragido da Justiça que chegava dos Estados Unidos

Homem é foragido da Justiça em Teófilo Otoni por crimes contra a Administração Pública

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu no Aeroporto de Confins, nessa segunda-feira (3), Fernando Antônio Barbosa, de 52 anos, foragido da Justiça em Teófilo Otoni por crimes contra a Administração Pública.

Após receber a informação de que o foragido desembarcaria no Aeroporto de Confins por volta das 8h, a equipe da PCMG de imediato diligenciou e obteve sucesso em garantir o cumprimento do mandado de prisão temporária expedido em desfavor do investigado.

Secretário de Saúde da Prefeitura de Teófilo Otoni, onde também já atuou como secretário de Administração, Fernando, cuja residência já foi alvo de inúmeros mandados de busca e apreensão, passava férias com sua família em Orlando (EUA). Ele é acusado de ter envolvimento com crimes contra a Administração Pública e responde por fraudes em licitações públicas, falsidades documentais, lavagem de dinheiro, associação criminosa, dentre outros delitos.

Continua lendo

Últimas Notícias

Secretaria de Educação divulga listagem definitiva de classificação de inscrições da Designação 2019

O resultado está disponível pela internet e na segunda quinzena de dezembro estará também nas Superintendências Regionais de Ensino e nas escolas estaduais

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) divulgou, nesta terça-feira (4/12), as listagens finais de classificação dos candidatos inscritos no processo de designação 2019. Os documentos estão disponíveis no site www.designacaoeducacao.mg.gov.br.

Na segunda quinzena de dezembro deste ano, a listagem estará disponível também nas Superintendências Regionais de Ensino e nas escolas estaduais. As listas de classificação serão utilizadas para as designações nas modalidades on-line e presencial ao longo de todo ano letivo de 2019.

Essa listagem definitiva de classificação é resultado das correções realizadas pelos candidatos, após a publicação da listagem preliminar de inscrições, quando todos os inscritos tiveram o prazo de sete dias, a partir do dia 21 de novembro, para fazer alterações de dados informados na primeira etapa de inscrições, com exceção de CPF, cargo/modalidade e localidade indicados. Foi a primeira vez que a SEE adotou, como parte do aprimoramento do processo de inscrição para designação, a publicação de uma listagem preliminar para correção de informações.

Os candidatos estão ordenados por ordem de classificação, para cada cargo e localidade distintos, a partir das informações prestadas na inscrição e dos critérios de prioridade definidos pela Resolução SEE nº 3.995/2018.

Para a Designação 2019, o sistema da SEE recebeu um total de 437.704 cadastros e 963.301 inscrições, com média de 2,2 inscrições por candidato, uma vez que cada candidato pôde realizar até três inscrições.

Os critérios para classificação foram aprovação em concurso público vigente, habilitação, escolaridade, tempo de serviço e idade, de acordo a Resolução SEE nº 3.995/2018. A próxima etapa será a publicação de cronogramas de designação e prazo para escolha de vagas em janeiro de 2019.

Designações 2019

As datas para a designação propriamente dita não estão definidas na Resolução SEE nº 3.995/2018. Tanto o cronograma quanto eventuais orientações complementares sobre a designação serão divulgados oportunamente nos canais oficiais de comunicação da SEE e no Diário Oficial Minas Gerais.

A designação é uma forma de preencher interinamente os cargos vagos ou em substituição aos servidores efetivos, para garantir o funcionamento regular das escolas estaduais, conforme o artigo 10 da Lei nº 10254/1990. O processo é essencial na preparação da rede pública para o início do ano letivo de 2019.

Continua lendo

Últimas Notícias

Polícia Civil prende suspeito de estupro contra criança de nove anos em Manhuaçu

Criança ainda relatou que sofria ameaças, motivo pelo qual não revelava os abusos sofridos

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Na manhã desse sábado (1°), a Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu mandado de prisão temporária em desfavor de J.V.D., 18 anos, suspeito de abusar sexualmente de uma criança de nove anos.

Os fatos foram revelados por meio de uma conversa da criança com a diretora do colégio em que ela estuda. A vítima relatou ter sofrido diversos abusos sexuais praticados pelo suspeito. A criança ainda relatou que sofria ameaças, motivo pelo qual não revelava os abusos sofridos.

As investigações, iniciadas pelo Delegado Felipe Ornelas Caldas, seguem a cargo da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, com a coordenação da Delegada Adline Ribeiro de Mello Rodrigues, que terá o prazo de 10 dias para concluir as investigações, podendo representar pela prisão preventiva.

A Polícia Civil segue com seu compromisso de buscar a proteção integral da criança e do adolescente e dar uma resposta célere à sociedade diante de crimes tão bárbaros e que chocam a sociedade.

Continua lendo