Redes Sociais

Últimas Notícias

Santuário do Caraça é opção de destino nas férias para descanso em meio a natureza

• atualizado em 28/12/2018 às 15:03

Escolhido uma das sete maravilhas da Estrada Real, o Santuário do Caraça oferece diversos atrativos naturais, históricos e religiosos para ocupar e emocionar as férias da família

As férias escolares estão começando e, para quem quer aproveitar ao máximo o tempo de descanso, o Santuário do Caraça é uma das opções mais completas para toda a família. Localizado entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, em Minas Gerais, o local mistura a exuberância da natureza ao contexto histórico que encanta todos os visitantes. Conhecido como lugar de conforto e de reflexão, os mais de 12 mil hectares de Mata Atlântica, Campos Rupestres e Cerrado oferecem diversos atrativos naturais, históricos e religiosos para entreter e emocionar desde os pequenos até os mais velhos.

O Santuário disponibiliza várias opções de passeios para os amantes do turismo ecológico, muitas trilhas, das mais curtas às mais longas, que necessitam de guia, como as que levam aos sete picos, onde os mais aventureiros podem conhecer e desafiar seus próprios limites, tendo como recompensa vistas maravilhosas de encher os olhos. Cada um com o seu nível de dificuldade, os sete picos são: a Carapuça, o do Sol, o Inficionado, a Verruguinha, a Canjerana, os Três Irmãos e o Pico da Conceição.

Para os que não têm tanta disposição para horas de caminhada ou os que buscam o lazer dos pequenos, a cerca de 2 km do Santuário está uma das belezas naturais mais visitadas pelos turistas, a Cascatinha, uma das cerca de 40 quedas d’água e piscinas naturais que existem no Caraça. Outra trilha curtinha e que vale muito a pena é a que leva até o Banho do Imperador. O bosque, ladeado pelo Ribeirão Caraça, é cheio de encantos e lembra em sua história que, durante sua visita ao Santuário, Dom Pedro II se banhou no local e, por isto, o lugar passou a ser conhecido como Banho do Imperador.

O centro histórico do Caraça também é um roteiro à parte. Repleto de cultura e antiguidades históricas, o local possui diversos atrativos que vale conhecer, como a igreja de Nossa Senhora Mãe dos Homens, que tem celebrações diárias de missas, e onde se vê o primeiro órgão de tubos fabricado no Brasil, uma extraordinária Santa Ceia, pintada pelo Mestre Ataíde, e belíssimos vitrais franceses, dos quais o maior foi presente do próprio Dom Pedro II. Dentro das ruínas do colégio, que foi tomado pelo fogo em 1968, ficam o museu, no térreo, a biblioteca, no segundo andar, e, no terceiro, o auditório para conferências. Outro ponto de visitação são as catacumbas, onde estão sepultados Padres e Irmãos que atuaram no Santuário, desde 1774.

A gastronomia do Caraça é ponto que merece uma atenção especial dos visitantes. Repleta de tradicionalismo e ancestralidade, a cozinha do Caraça produz delícias que conquistam o paladar de todos. Na Adega, dá para ver o processo de produção do vinho tinto, do hidromel e dos fermentados de laranja, jabuticaba e morango. Há também uma padaria, onde são fabricados pães, bolos e biscoitos, e a doceria, para doces, geleias e compotas. O queijo minas artesanal é uma das delícias mais procuradas no Santuário. É matéria prima de vários pratos da região em concursos e festivais gastronômicos e carrega a chancela “Entre Serras da Piedade ao Caraça”. O processo de fabricação existe há mais de 200 anos e ficou esquecido por 70 anos. A fabricação artesanal, feita por queijeiros locais, foi retomada em 2015 por meio do projeto Primórdios da Culinária Mineira, do Senac, que resgata técnicas e produtos alimentares dos primeiros habitantes de Minas Gerais, com foco no desenvolvimento regional.

Ao cair da noite, após o farto jantar preparado na excelente cozinha do Caraça, é a Hora do Lobo. Os hóspedes se sentam à frente da igreja, no adro, onde é colocada uma bandeja com pedaços de carne, e ficam à espera da aparição do visitante mais ilustre do Santuário, o Lobo-Guará. O animal, que aparece cada dia para comer, é o símbolo da bela harmonia entre o local e a natureza.

O Santuário do Caraça está aberto todos os dias da semana, das 8h às 17h para visitação e 24 horas para hospedagens previamente agendadas. Para mais informações e reservas, acesse o site www.santuariodocaraca.com.br.
Serviço

Santuário do Caraça

Local: Estrada do Caraça, Km 9 – Entre os municípios de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara – CEP 35960-000

Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do cômodo acesso por trem (Estação Dois Irmãos – Barão de Cocais/MG)

Horário para visitação: Todos os dias, das 8h às 17h

Valores: a partir de R$ 12,00 (em dias de semana)

Mais informações:

Site com opções de hospedagens: www.santuariodocaraca.com.br

Instagram: @santuariodocaraca

Facebook: www.facebook.com/complexosantuariocaraca/

Reservas: [email protected]

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Polícia prende 11 pessoas durante operação em Uberaba

Um suspeito encontra-se foragido e está sendo procurado

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) participou, nesta quinta-feira (17), da Operação “Retorno” em conjunto com as forças de segurança que compõem o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em Uberaba. Ao todo, foram cumpridos oito mandados de prisão, sendo cinco contra investigados que estavam em liberdade e três em desfavor de pessoas que já estavam detidas no Sistema Prisional por outros delitos. Um suspeito encontra-se foragido e está sendo procurado.

Outras três prisões em flagrante foram efetuadas no curso da operação, duas por tráfico de drogas e uma por posse ilegal de munição calibre 9mm. A ação policial é um desdobramento da Operação “Dilúvio”, resultante de provas que foram compartilhadas com a Polícia Civil, a qual realizou diligências adicionais e conseguiu os mandados de prisão preventiva junto à Justiça em Uberaba.

A quadrilha investigada é especializada em roubos de veículos, inclusive é acusada de orquestrar e executar um roubo de um carro sedan de luxo ocupado por mulheres indefesas. O veículo teria sido utilizado em pelo menos mais uma ocorrência, o roubo de uma caminhonete de luxo.

“Retorno” refere-se ao retorno da prova produzida durante a Operação “Dilúvio”, ao retorno das operações conjuntas das forças de segurança e o retorno de pessoas perigosas à prisão.

Continua lendo

Últimas Notícias

Empresa lança operação de bikes e patinetes em Belo Horizonte

Bicicletas e patinetes elétricos estão disponíveis no Centro, Savassi, Santa Efigênia, entre outros

Área atendida – Foto: Divulgação

A Yellow, empresa brasileira de soluções de mobilidade urbana individual, passa a oferecer o serviço de compartilhamento de bicicletas no sistema dockless (sem estação para retirada e devolução) e patinetes elétricos em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

A empresa inicia a operação piloto na região dos bairros Centro, Savassi, Santa Efigênia, Santo Agostinho, Lourdes, Funcionários, Carmo, Cruzeiro, Anchieta e Sion com mais de 500 bikes e 250 patinetes, ambos com preço acessível – R$ 1 a cada 10 minutos para as bikes e R$3,00 o desbloqueio + R$0,50 a cada minuto de uso do patinete.

As bikes, que estarão disponíveis inicialmente em pontos privados parceiros, podem ser usadas de segunda a segunda, 24 horas por dia, e estacionadas depois em qualquer lugar dentro da área de atuação da Yellow na cidade, em locais onde o estacionamento de bicicletas é permitido (paraciclos e vagas comum de veículos, perpendicularmente ao sentido da via).

Já os patinetes estarão disponíveis todos os dias da semana das 8 às 20 horas. “Começamos com mais de 30 pontos parceiros para bikes e patinetes e outros estão em cadastramento. A Yellow disponibiliza todas as manhãs os patinetes nesses locais; já o usuário pode encerrar a corrida em um desses pontos ou em qualquer local da área de atendimento, contanto que tome cuidado para não atrapalhar o fluxo de pedestres”, explica um dos fundadores da Yellow, Ariel Lambrecht. No final do dia a Yellow recolhe os patinetes para recarga, manutenção e limpeza. E na manhã seguinte, os disponibiliza novamente para uso nos pontos privados.

Assim como em São Paulo, as corridas podem ser pagas com cartão de crédito e dinheiro. Os créditos para uso das bicicletas poderão ser comprados em dinheiro em bancas de jornal e lojas, entre outros estabelecimentos parceiros espalhados pela cidade, como lanchonetes, que vão receber o valor em espécie e transferir, na hora, o montante para o app do usuário, como já acontece com as recargas de celular.

“Temos acompanhado com atenção e contribuído com as ações da BHTrans no chamamento público para operação de bicicletas compartilhadas e, tão logo o modelo sem estação seja contemplado, procederemos com as adequações legalmente exigíveis”, completa Lambrecht.

A Yellow, primeira empresa de compartilhamento de bicicletas sem estações do Brasil, iniciou suas operações em São Paulo em 2 de agosto e que acaba de somar um milhão de corridas. Enquanto amplia e consolida sua operação no Brasil, a Yellow também inicia sua atuação em outros países da América Latina.

Impacto positivo na cidade

Para garantir a melhor experiência do cidadão, preservar o ambiente urbano, apoiar boas práticas do usuário e respeitar toda a sociedade, a Yellow inicia a operação em Belo Horizonte com iniciativas de manutenção, organização do espaço físico e incentivo ao uso responsável. Os ‘Guardiões Yellow’ circularão todos os dias da semana para mapear bicicletas e patinetes, organizá-los, redistribuí-los estrategicamente e retirá-los para manutenção quando necessário, contribuindo, assim, para a melhor distribuição e posicionamento das bicicletas pela cidade, além de apoiar os usuários e garantir as boas práticas.

Continua lendo

Últimas Notícias

Carro desce ladeira e cai sobre casa na Região da Pampulha, em BH

Motorista do carro ficou ferido

Carro parou sob a casa — Foto: Marcelo Costa/Defesa Civil

Um carro descontrolado desceu uma ladeira e caiu sobre uma casa no bairro Cachoeirinha, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, durante a tarde desta sexta-feira, 18.

De acordo com o Corpo de Bombeiro, o carro desceu uma ladeira, atingiu uma parede e o telhado da casa. Ninguém do imóvel ficou ferido.

A Defesa Civil foi esteve no local onde vistoriou e disse que não há risco de desabamento.

Segundo o corporação, o acidente aconteceu na Rua Flor da Cachoeira e deixou o motorista ferido. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Continua lendo