Redes Sociais

Últimas Notícias

Projeto Central do Bem promove a solidariedade através dos shows

Intitulado “Central do Bem”, o concurso cultural terá como objetivo o sorteio de acessos para fãs conhecerem seus artistas favoritos nos camarins a partir da doação de alimentos não perecíveis na entrada dos eventos

Vida de fã não é fácil. Para ficar perto de seus ídolos, eles são capazes de tudo! Seja esperar por um aceno no aeroporto, gritar pelo nome na porta do hotel a noite toda, dormir na fila do show para conseguir um bom lugar, ou até mesmo ficar por horas na porta de um bakstage, após o fim de uma apresentação, esperando uma chance de conhecer seu adorado. Para eles, o local ou as circunstâncias não importam, qualquer oportunidade é válida quando o assunto é estar perto do famoso. E foi pensando em todo esse amor foi criado o projeto social “Central do Bem”, que visa promover a solidariedade através destes fãs.

Para o lançamento da campanha não teria momento mais promissor como a primeira edição mineira da festa “Último Samba do Ano”. Realizado nos dias 21 e 22 de dezembro no Hangar 677, o evento com direito a edição extra reunirá os maiores nomes do samba e pagode brasileiro numa magia de festa pré-natalina recheada de muita alegria, amor, carinho e solidariedade com o próximo. O projeto, que surge sem fins lucrativos, funcionará da seguinte forma: o fã que já estiver com ingresso garantido para o evento, basta levar 1 quilo de alimento não perecível (exceto sal e fubá) e entregar na portaria da festa. A cada doação será entregue um voucher com um número, e este mesmo número também será depositado em uma urna. Antes de começarem os shows, os produtores levarão a urna para o palco e realizarão, ao vivo, os sorteios dos encontros com os ídolos. Ou seja, quanto mais doações, mais chances o fã tem de conseguir acesso ao camarim para dar aquele abraço ou tirar a tão sonhada foto com o artista preferido.

Além do “Último Samba do Ano”, a iniciativa será válida para outras produções, que serão divulgadas nas redes sociais e na imprensa. Aideia da implantação do projeto foi uma forma encontrada para estimular a população à solidariedade e a doação aos mais necessitados, como explica o idealizador Júlio Ramos. “Essa campanha sempre foi um sonho meu, que graças a Deus, agora estamos podendo começar a colocá-lo em prática. Na verdade, essa foi a forma que nós da Central dos Eventos encontramos de ajudar a quem mais precisa, agradecendo, ao mesmo tempo, o gesto de amor daqueles que sempre estão com a gente que são os fãs. Assim, proporcionamos a realização de um sonho pra eles, e eles presenteiam milhares de outras pessoas que sonham por bem pouco”, disse um dos organizadores da campanha. O projeto social atenderá variadas instituições de caridade distribuídas nas 9 regionais da grande BH.

Os interessados em participar do projeto e conhecer de perto artistas como Thiaguinho, Sorriso Maroto, Samba Brother, Sem Limite, Deixa Falar, Ferrugem, Imaginasamba, Vitinho, Sunga de Pano, Felipe Hott e vários outros artistas que estarão presentes no “Último Samba do Ano”, podem garantir os ingressos e, no dia do evento, levar um quilo de alimento não perecível, exceto sal e fubá.

Projeto Central do Bem

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Polícia prende 11 pessoas durante operação em Uberaba

Um suspeito encontra-se foragido e está sendo procurado

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) participou, nesta quinta-feira (17), da Operação “Retorno” em conjunto com as forças de segurança que compõem o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em Uberaba. Ao todo, foram cumpridos oito mandados de prisão, sendo cinco contra investigados que estavam em liberdade e três em desfavor de pessoas que já estavam detidas no Sistema Prisional por outros delitos. Um suspeito encontra-se foragido e está sendo procurado.

Outras três prisões em flagrante foram efetuadas no curso da operação, duas por tráfico de drogas e uma por posse ilegal de munição calibre 9mm. A ação policial é um desdobramento da Operação “Dilúvio”, resultante de provas que foram compartilhadas com a Polícia Civil, a qual realizou diligências adicionais e conseguiu os mandados de prisão preventiva junto à Justiça em Uberaba.

A quadrilha investigada é especializada em roubos de veículos, inclusive é acusada de orquestrar e executar um roubo de um carro sedan de luxo ocupado por mulheres indefesas. O veículo teria sido utilizado em pelo menos mais uma ocorrência, o roubo de uma caminhonete de luxo.

“Retorno” refere-se ao retorno da prova produzida durante a Operação “Dilúvio”, ao retorno das operações conjuntas das forças de segurança e o retorno de pessoas perigosas à prisão.

Continua lendo

Últimas Notícias

Empresa lança operação de bikes e patinetes em Belo Horizonte

Bicicletas e patinetes elétricos estão disponíveis no Centro, Savassi, Santa Efigênia, entre outros

Área atendida – Foto: Divulgação

A Yellow, empresa brasileira de soluções de mobilidade urbana individual, passa a oferecer o serviço de compartilhamento de bicicletas no sistema dockless (sem estação para retirada e devolução) e patinetes elétricos em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

A empresa inicia a operação piloto na região dos bairros Centro, Savassi, Santa Efigênia, Santo Agostinho, Lourdes, Funcionários, Carmo, Cruzeiro, Anchieta e Sion com mais de 500 bikes e 250 patinetes, ambos com preço acessível – R$ 1 a cada 10 minutos para as bikes e R$3,00 o desbloqueio + R$0,50 a cada minuto de uso do patinete.

As bikes, que estarão disponíveis inicialmente em pontos privados parceiros, podem ser usadas de segunda a segunda, 24 horas por dia, e estacionadas depois em qualquer lugar dentro da área de atuação da Yellow na cidade, em locais onde o estacionamento de bicicletas é permitido (paraciclos e vagas comum de veículos, perpendicularmente ao sentido da via).

Já os patinetes estarão disponíveis todos os dias da semana das 8 às 20 horas. “Começamos com mais de 30 pontos parceiros para bikes e patinetes e outros estão em cadastramento. A Yellow disponibiliza todas as manhãs os patinetes nesses locais; já o usuário pode encerrar a corrida em um desses pontos ou em qualquer local da área de atendimento, contanto que tome cuidado para não atrapalhar o fluxo de pedestres”, explica um dos fundadores da Yellow, Ariel Lambrecht. No final do dia a Yellow recolhe os patinetes para recarga, manutenção e limpeza. E na manhã seguinte, os disponibiliza novamente para uso nos pontos privados.

Assim como em São Paulo, as corridas podem ser pagas com cartão de crédito e dinheiro. Os créditos para uso das bicicletas poderão ser comprados em dinheiro em bancas de jornal e lojas, entre outros estabelecimentos parceiros espalhados pela cidade, como lanchonetes, que vão receber o valor em espécie e transferir, na hora, o montante para o app do usuário, como já acontece com as recargas de celular.

“Temos acompanhado com atenção e contribuído com as ações da BHTrans no chamamento público para operação de bicicletas compartilhadas e, tão logo o modelo sem estação seja contemplado, procederemos com as adequações legalmente exigíveis”, completa Lambrecht.

A Yellow, primeira empresa de compartilhamento de bicicletas sem estações do Brasil, iniciou suas operações em São Paulo em 2 de agosto e que acaba de somar um milhão de corridas. Enquanto amplia e consolida sua operação no Brasil, a Yellow também inicia sua atuação em outros países da América Latina.

Impacto positivo na cidade

Para garantir a melhor experiência do cidadão, preservar o ambiente urbano, apoiar boas práticas do usuário e respeitar toda a sociedade, a Yellow inicia a operação em Belo Horizonte com iniciativas de manutenção, organização do espaço físico e incentivo ao uso responsável. Os ‘Guardiões Yellow’ circularão todos os dias da semana para mapear bicicletas e patinetes, organizá-los, redistribuí-los estrategicamente e retirá-los para manutenção quando necessário, contribuindo, assim, para a melhor distribuição e posicionamento das bicicletas pela cidade, além de apoiar os usuários e garantir as boas práticas.

Continua lendo

Últimas Notícias

Carro desce ladeira e cai sobre casa na Região da Pampulha, em BH

Motorista do carro ficou ferido

Carro parou sob a casa — Foto: Marcelo Costa/Defesa Civil

Um carro descontrolado desceu uma ladeira e caiu sobre uma casa no bairro Cachoeirinha, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, durante a tarde desta sexta-feira, 18.

De acordo com o Corpo de Bombeiro, o carro desceu uma ladeira, atingiu uma parede e o telhado da casa. Ninguém do imóvel ficou ferido.

A Defesa Civil foi esteve no local onde vistoriou e disse que não há risco de desabamento.

Segundo o corporação, o acidente aconteceu na Rua Flor da Cachoeira e deixou o motorista ferido. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Continua lendo