Redes Sociais

Últimas Notícias

BH recebe evento sobre mobilidade urbana

Objetivo era reunir grandes empresas e o setor público para pensar e debater os desafios e as soluções para mobilidade nas nossas cidades.

Na última terça (27), Belo Horizonte recebeu diversos especialistas para uma discussão sobre o futuro da mobilidade. O evento aconteceu na sede da FIEMG e teve participação de executivos de empresas como Uber, Localiza, Waze, BH Airport e Group PSA. O principal objetivo era reunir grandes empresas e o setor público para pensar e debater os desafios e as soluções para mobilidade nas nossas cidades.

“Carros autônomos, entregas por meio de drones e outras maneiras de utilizarmos a tecnologia para facilitar a mobilidade urbana. O futuro já começou”, afirmou Xavier Leclerc, na abertura. A tecnologia é o grande fator de transformação da mobilidade nos últimos anos.

“Quando entrei na Localiza, há quase oito anos, a empresa era muito voltada para o mercado corporativo. Apenas 15% do nosso mercado era voltado para pessoa física. Fizemos pesquisas e descobrimos que o cliente achava que alugar carro era difícil”, afirma Herbert Viana, CMO da Lozaliza Hetz. “Trabalhamos muito tempo para tornar isso muito simples, e a tecnologia foi o grande fator de mudança. Hoje o cliente pode fazer as reservas por canais tradicionais, como o telefone, mas também pelo aplicativo, pelo Messenger do Facebook e pelo WhatsApp”, complementa o executivo.

Para a Uber, o mau uso do carro particular é um dos grandes problemas da mobilidade urbana hoje. Isso porque a frota mundial de carro passa 95% do tempo parada e em grandes cidades, como São Paulo, ¼ do espaço fica reservado para garagens. Por isso, o compartilhamento e aluguel de veículos são soluções que podem realmente trazer grande impacto para as cidades. “Não é preciso ter um carro se você pode ter acesso a um na hora em que quiser”, afirma Daniel Mangabeira, Diretor de Políticas Públicas da Uber. “A ideia é de um futuro em que possamos não apenas reinventar a maneira como nos deslocamos, mas que possamos nos utilizar dos ativos que hoje congestionam as nossas cidades para compartilhar e se locomover de uma forma mais ampla”, diz o executivo.

O Head do Waze CarPool observa que “Todo mundo que se desloca para faculdade, de casa para o trabalho está sozinho no carro. A nossa solução foi aproveitar as rotas que já estão sendo feitas de qualquer forma, colocar mais gente dentro dos carros e retirá-los das ruas. Esse é o produto Waze CarPool”. O Waze CarPool é um serviço diferente do transporte privado, porque não existe um motorista profissional e as caronas são limitadas a duas por dia. Além disso, o serviço não é sob demanda – a carona é combinada com mais antecedência e precisa ser aceita pelos dois lados.

Empresas tradicionais também sentem a necessidade de se adaptar aos novos desafios da mobilidade urbana. “É importante lembrar que o Grupo PSA passou muito perto da morte. Um grupo de mais de 200 anos, industrial, com um desempenho muito forte em seu setor quase desapareceu”, conta Emmanuel Hédouin do Grupo PSA. “Para reverter esse quadro, lançamos uma marca de serviços de mobilidade, o Free2Move, que é um grande sucesso e que oferece a possibilidade de compartilhar carros – não só carros do Grupo PSA, mas também qualquer oferta de mobilidade que está acessível pela plataforma Free2Move, complementa”.

O evento mobilidade.Futuro foi realizado pela FIEMG e pela MOX Digital e foi patrocinado pela Uber.

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Previsão do tempo para Minas Gerais, nesta segunda-feira, 8 de abril

Variação de nebulosidade ainda tem possibilidade de chuvas isoladas

Nesta segunda-feira (8/4), a permanência de um centro de baixa pressão sobre o Oceano, nas imediações do litoral de São Paulo, mantém áreas instabilidades e consequentemente condições para pancadas de chuva no Noroeste, Oeste e Sul de Minas Gerais. Nas demais regiões mineiras, variação de nebulosidade e possibilidade de chuvas isoladas, decorrentes do ciclo diurno de temperatura e umidade.

Continua lendo

Últimas Notícias

Incêndio de grandes proporções destrói apartamentos no Cidade Nova, em BH

Uma pessoa precisou de atendimento médico

Foto: Reprodução/Whatsapp

O incêndio em um apartamento de prédio no Bairro Cidade Nova, na Região Nordeste de Belo Horizonte, na tarde desta sexta-feira, 5, assustou vizinhos pela grandes proporções. O Corpo de Bombeiros foi mobilizado para fazer o combate as chamas no apartamento.

De acordo com o Bombeiro, o prédio fica localizado na Rua Doutor Jarbas Vidal Gomes e com as grandes proporções foi preciso fechar a via para o trabalho dos militares.

Aproximadamente 10 viaturas do 3º Batalhão de Bombeiros Militar de Minas Gerais estão no local. As causas do incêndio ainda estão sendo apuradas.

Os próprios vizinhos realizaram a retiraram os moradores do local. Uma pessoas precisou receber cuidados médicos após inalar grande quantidade de fumaça e foi encaminhada para uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Continua lendo

Últimas Notícias

Polícia prende o criminoso mais procurado de Minas Gerais

Ele estava foragido da Justiça desde dezembro de 2017, quando saiu da Penitenciária Nelson Hungria com alvará de soltura falsificado

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concedeu coletiva à imprensa e passou detalhes sobre a prisão de Luis Henrique Nascimento do Vale, 35 anos, mais conhecido como “Totó”. Ele foi preso nessa quarta-feira (03/04), em Balneário Camboriú, Santa Catarina e chegou ontem (4) a Belo Horizonte.

Segundo as investigações, “Totó” era o criminoso mais procurado do Estado. Ele estava foragido da Justiça desde dezembro de 2017, quando saiu da Penitenciária Nelson Hungria com alvará de soltura falsificado. Ainda de acordo com as apurações, ele é apontado como envolvido em vários crimes relacionados ao tráfico de drogas, homicídios e outros contra o patrimônio.

De acordo com o Delegado João Prata, “Totó” é suspeito de liderar uma quadrilha cuja base é o bairro Santa Cruz, região Nordeste da capital. “As investigações dão conta de que ele está envolvido em diversos homicídios, dois deles cometidos com uso de fuzil. Uma ocorrência que teve bastante repercussão foi a morte de um advogado, executado em 2013, no bairro Castelo, região da Pampulha e um empresário morto em fevereiro do ano passado, no bairro Santa Cruz”, explicou.

Luis Henrique, o “Totó”, negou as acusações. O Delegado explicou que ele estava levando uma vida de luxo no Sul do País, onde foi preso. “Ele morava a um quarteirão da praia e levava uma vida luxuosa, sustentada pelos lucros do tráfico de drogas. Ele nos disse que não tem inimigos, porque todos ele já matou”, concluiu.

A operação foi realizada pela equipe da Delegacia Especializada em Repressão a Furto e Roubo , subordinada ao Departamento Estadual de Investigação de Crimes Contra o Patrimônio (DEPATRI).

Continua lendo