Redes Sociais

Últimas Notícias

Visitante ilustre aparece para o jantar e encanta os turistas no Santuário do Caraça

O jantar do lobo-guará é uma experiência à parte para os frequentadores do Caraça e simboliza a interação harmoniosa entre o homem e a natureza

O Santuário do Caraça é uma ótima opção de roteiro turístico para quem deseja belas paisagens e imersão à história, sem precisar se distanciar muito da capital. Na divisa dos municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, em Minas Gerais, há pouco mais de 120km de Belo Horizonte, o Santuário, que é composto por quase 12 mil hectares de Mata Atlântica, Campos Rupestres e Cerrado, desperta o interesse e encantamento de quem o visita e não é à toa que recebeu o título de uma das 7 maravilhas da Estrada Real.

Atividades é o que não faltam para fazer no Caraça. O local, que já foi um colégio para meninos até o ano de 1968, hoje abriga uma confortável pousada e um restaurante com a deliciosa gastronomia da região; um museu que conta toda a sua história, desde a fundação na época do Brasil Colônia; uma biblioteca com livros raros e antigos; além de celebrações diárias de missas, na linda igreja neogótica Nossa Senhora Mãe dos Homens. Tudo isso para proporcionar aos visitantes e hóspedes contato com a natureza e a história, em uma experiência mágica.

Para os mais aventureiros, há diversas opções de trilhas dentro da reserva natural, desde as mais curtas, até as que duram horas de caminhadas, que levam a rios, cachoeiras, piscinas naturais e quedas d’água. Durante os passeios, os turistas se encantam ainda mais pela biodiversidade do Santuário, que abriga centenas de espécies da flora e fauna, alguns presentes somente no local. As caminhadas ficam ainda mais divertidas ao som das 390 espécies de aves existentes no local, e não se assuste se você cruzar com algum réptil e anfíbio ou com algumas das 76 espécies de mamíferos que habitam no local, como: a Anta, o Guigó ou Sauá, o Tamanduá-mirim, o Tamanduá-bandeira, o Tatu-do-rabo-mole, a Lontra, a Jaguatirica, a Onça-parda, e Cateto. Vários destes animais estão na lista dos vulneráveis, beirando o risco de extinção.

Mas um animal em especial desperta todas as atenções e é colocado como o símbolo da bela harmonia entre o Santuário do Caraça e a natureza. É o lobo-guará, que desperta, diariamente, uma quantidade enorme de olhares curiosos após o jantar. É que todos os dias, sem exceção, no adro em frente à igreja, o Padre Lauro Palú, Diretor do Santuário, ou algum funcionário, coloca no chão uma travessa com pedaços de carnes, e arrasta a vasilha com os pés provocando o barulho que o animal de dentro da mata do entorno já identifica e, do alto da escada, chama com voz grave: “Guará! Guarazinho!”.

Enquanto os hóspedes assistem ao jantar do lobo no adro da igreja, ouvem do sacerdote uma aula sobre a espécie, resultado de muitos anos de pesquisa e observação. “Tenho sempre muito gosto em comentar sobre a biologia e o comportamento do lobo. Especialmente com as crianças! É emocionante ver a atenção que elas prestam ao que digo e o encantamento com que veem o lobo e a frustração quando o bicho não aparece”, conta padre Lauro, que reconhece: “Se o lobo hoje é mais conhecido e respeitado, deve-se muito aos 32 anos de cuidados em nosso Santuário ecológico e à difusão das informações sobre ele”, conclui.
Além do lobo, com sorte é possível presenciar cachorros-do-mato e até uma anta vindo fazer uma boquinha. Esse momento mágico e especial, é conhecido pelos turistas e funcionários como “A hora do Lobo”, e só é possível participar quem se hospeda no Santuário, pois é realizado após o horário de fechamento da reserva para visitas. O Santuário do Caraça funciona todos os dias da semana, das 08h às 17h para visitação e 24 horas para hospedagens previamente agendadas. A taxa de entrada para visitação custa, a partir de R$ 12,00. A hospedagem, com pensão completa, varia entre R$ 143,00 e R$ 220,00, por pessoa, a diária, dependendo da acomodação. Para mais informações e reservas acesse o site //www.santuariodocaraca.com.br/.

Serviço

Santuário do Caraça
Local: Estrada do Caraça, KM9 – Entre os municípios de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara – CEP 35969-000
Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do charmoso acesso por trem (Estação Dois Irmãos – Barão de Cocais/MG)
Horário de Funcionamento para visitação: Todos os dias, das 08h às 17h
Valores: a partir de R$ 12,00

Hospedagem: (Diárias)
Fazenda do Engenho:
R$ 243,00 para 1 adulto
R$ 162,00 por pessoa para 2 ou mais adultos
R$ 81,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

Santuário do Caraça
Suítes Imperiais (São 2 suítes para casais – Lado direito do Santuário, andar superior)
R$330,00 para 1 adulto
R$220,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)
R$110,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

Sobradinho Afonso Pena (São 4 apartamentos, a ala comporta 14 pessoas – Parte externa do Santuário, sobre a recepção – escada)
R$303,00 para 1 adulto
R$202,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)
R$101,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

Ala do Irmão Lourenço (São 9 apartamentos, a ala comporta 24 pessoas – Lado direito, abaixo da Ala do Santuário – escada)
R$303,00 para 1 adulto
R$202,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)
R$101,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

Ala do Santuário (São 8 apartamentos, a ala comporta 24 pessoas
(Lado direito do Santuário, andar superior)
R$303,00 para 1 adulto
R$202,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)
R$101,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

Ala do Claustro (São 5 apartamentos, a ala comporta 15 pessoas – Próximo ao relógio do sol – parte interna, ao lado do Santuário)
R$303,00 para 1 adulto
R$202,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)
R$101,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

Ala da Carapuça (São 10 apartamentos, a ala comporta 20 pessoas – Parte externa do Santuário, em frente ao Museu e Biblioteca)
R$303,00 para 1 adulto
R$202,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)
R$101,00 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

Chalé (Comporta 4 pessoas, sendo um quarto com uma cama de casal e duas de solteiro. Ocupação mínima – 2 adultos):
R$235,50 para 1 adulto
R$157,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)
R$78,50 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

Casa da Ponte (Comporta até 15 pessoas, sendo dividida em duas partes: Parte principal – 12 pessoas. Ocupação mínima – 6 adultos e Suíte – 3 pessoas. Ocupação mínima – 2 adultos. As duas partes podem ser reservadas separadamente)
R$235,50 para 1 adulto
R$157,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)
R$78,50 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

Ala dos Irmãos (São 8 quartos, a ala comporta 20 pessoas – Lado esquerdo do Santuário, abaixo da Ala do Claustro – escada)
R$235,50 para 1 adulto
R$157,00 para 2 ou mais adultos (por pessoa)
R$78,50 por criança de 6 a 12 anos (no mesmo apto dos pais)

* Crianças de até 5 anos (no mesmo apto dos pais) não pagam
* Idosos (acima de 60 anos) têm direito à meia-entrada
* Os valores podem variar de acordo com a temporada, consulte diretamente no Santuário

Reservas: [email protected]

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

176 vítimas do rompimento da barragem da Vale são identificadas

Governo de Minas Gerais diz que 134 pessoas estão desaparecidas

Corpo de Bombeiros de Minas Gerais localizou 176 corpos de vítimas do rompimento da narragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, região metropolitana de Minas Gerais. Todos os corpos foram indentificados pelo Instituto Médico Legal (IML).

Segundo informações do governo de Minas Gerais, 134 pessoas estão desaparecidas, sendo 31 funcionários da mineradora Vale e 103 trabalhadores terceirizados e moradores da região.

Desde ontem (20), uma equipe do Corpo de Bombeiros está fazendo buscas na área onde funcionava o almoxarifado da Vale. No local foi encontrado um corpo, removido para o IML para identificação.

A tragédia causada pelo rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, a 57 quilômetros de Belo Horizonte, completa hoje (4) 11 dias de buscas.

O almoxarifado foi identificado pelo cruzamento de dados, de localizações georreferenciadas e de indicações do terreno. As buscas na área do almoxarifado se desenvolveram durante esta quinta-feira e continuarão amanhã (22), segundo o Corpo de Bombeiros.

O Corpo de Bombeiros trabalha em sete frentes de buscas na área da barragem que se rompeu no último dia 25 de janeiro. Nesta fase de escavações, o trabalho é mais difícil porque a lama está muito profunda. A corporação mineira atua com apoio de militares de outros estados.

Continua lendo

Últimas Notícias

Polícia prende suspeito de matar ex-namorada em Betim

Ex-namorado é suspeito de matar vítima com vários golpes de martelo na cabeça

A Polícia Civil de Minas Gerais realizou o cumprimento do mandado de prisão preventiva em desfavor de Matheus Vítor Vilela, 22 anos, na última sexta-feira, 15 de fevereiro.

Matheus é suspeito de, no dia 1º de fevereiro, ter assassinado a ex-namorada Akiria Carla Ferreira da Silva, 20 anos, com vários golpes de martelo na cabeça. Na data do crime, o suspeito que insistia em reatar o relacionamento com a vítima, a procurou e a agrediu com diversos golpes fatais.

A vítima foi encontrada na casa dela, no bairro Granja São João, em Betim, gravemente ferida. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu em seguida.

Iniciadas as investigações pela Polícia Civil, o suspeito pelo feminicídio foi identificado, mas, após cometer o bárbaro delito, fugiu para Belo Horizonte, onde ficou escondido até a data da prisão.

Logo após o assassinato, Matheus também subtraiu o aparelho celular da vítima, ocasião em que passou a utilizar rede social dela (Facebook), para ameaçar parentes e amigos de Akíria.

O envolvido, já era investigado pela PCMG pela prática de dez crimes de roubo, contra motoristas do aplicativo ¿’ber”, na cidade de Betim.

Continua lendo

Últimas Notícias

Polícia Civil atua em sequestro de gerente de banco e prende suspeito

A vítima foi feita refém do grupo quando chegava em casa, em Belo Horizonte

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em mais uma ação de pronta resposta, prendeu, nesta quarta-feira (20), Rafael Silveira de Almeida, de 38 anos. Ele é um dos suspeitos de sequestrar um gerente de banco ontem à noite no bairro Guarani, em Belo Horizonte.

Segundo o Delegado Ramon Sandoli, o crime, iniciado ontem (19), é de extorsão mediante sequestro na modalidade “sapatinho” pela sequestração do gerente do banco. A vítima, que tem 29 anos, foi feita refém do grupo quando chegava em casa, em Belo Horizonte. Depois os suspeitos foram até a casa dos pais do gerente, em Betim e da namorada dele, de 21 anos, onde fizeram os reféns juntamente com um amigo, de 20. Mantiveram os quatro no cativeiro, em Ribeirão das Neves, retornando com o gerente para a agência bancária, onde a vítima, com o artefato de simulacro amarrado em seu corpo, tinha a missão de abrir o cofre e retirar o dinheiro para repassá-lo os criminosos.

“A PCMG foi acionada e, por volta das 13h de hoje (20), conseguiu localizar o cativeiro, em Ribeirão das Neves, onde foi feito a liberação dos quatro reféns sem nenhum ferimento e a prisão de um dos suspeitos que estava no cativeiro com uma arma de fogo calibre 22, utilizada, provavelmente para intimidar os reféns”, garantiu o Delegado. O preso, que já tem passagens por roubo, furto e lesão corporal, saiu da prisão em dezembro de 2018.

Para o Delegado Sandoli, a forma de deslocamento dos integrantes da quadrilha é indicativo de que eles conheciam a região, levantando a suspeita de que os autores sejam da região metropolitana de Belo Horizonte, sendo que as investigações prosseguem para identificar e prender os outros envolvidos.

Continua lendo