Redes Sociais

Últimas Notícias

Aldrin Gandra faz show no Teatro de Câmara do Cine Theatro Brasil Vallourec

Artista mineiro, que transita entre o pop rock  e a MPB, apresenta, no dia 22 de setembro, o show  de lançamento das músicas “Simples Assim” , “Acabar com a guerra” e “Me sinto só”; evento contará ainda com as canções do seu primeiro trabalho, intitulado “Quadrado Azul”, masterizado em Londres e elogiado por Fernando Brant e Roberto Menescal

 

A cena artística mineira conta com diversos talentos que merecem ser divulgados. Um deles é Aldrin Gandra, músico, instrumentista, cantor, compositor e guitarrista, que tem data marcada para o show de lançamento de três novas músicas. A apresentação será no dia 22 de setembro, sábado, a partir das 19h, no Teatro de Câmara do Cine Theatro Brasil Vallourec (Av. Amazonas, 315, Centro, Belo Horizonte/MG). Os ingressos estão à venda por R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) na bilheteria do teatro, pela loja ou pelo site da Eventim.

Mineiro formado pela escola de música da Fundação Clóvis Salgado, Aldrin Gandra participou da orquestra de violões do Palácio das Artes. Já participou de bandas de rock e MPB, e entre elas, a Banda Merlin, que produziu um inovador trabalho em esperanto. Tal trabalho teve excelente repercussão no exterior e a produção de 2 CDs, um desses pela gravadora francesa Vinilkosmo, com divulgação feita em mais de 60 países.

Hoje o artista mineiro produz seu próprio trabalho autoral, que apresenta uma música cheia de ritmo e melodia, que transporta o ouvinte para um universo de sentimentos carregados de lirismo e bom gosto. No show no Cine Theatro Brasil Vallourec, o cantor apresentará ao público a canção “Simples assim”, que fala do amor, das coisas mais importantes que estão ao nosso redor e do poder de nos transportar para lugares inimagináveis. Ele lançará também  “Acabar com a guerra”, que trás forte influência do compositor do rock nacional dos anos 80. A música vem em forma de protesto a respeito das guerras, sobretudo, da guerra na Síria e também um questionamento das diferenças, do extermínio de civis e crianças, além de trazer uma mensagem de paz, esperança e vida. As duas novas músicas contaram com Aldrin Gandra nos violões, guitarras, arranjos e voz, Fabinho Gonçalves nos arranjos e violões, Leo Pires bateria, Sérgio Rabelo Cello e Emerson Soares no baixo e Cristiano Caldas nos pianos e teclados. O artista apresentará ainda a mais recente composição, “Me sinto só”, que ainda nem foi gravada em estúdio.

Seu primeiro trabalho autoral, Quadrado Azul, foi gravado em 2011. Esse registro veio mostrar ao público sua sonoridade e composições no decorrer de vários anos. A canção Quadrado Azul que dá nome ao CD, reflete, sobretudo, às discrepâncias sociais, violência, abusos de todos os níveis, inconsciência ecológica, entre outras. O trabalho visa não só o romântico, mas também alertar e transmitir ao público a insatisfação social com tais descasos.

O álbum, que recebeu elogios de Fernando Brant e Roberto Menescal, foi masterizado em Londres, no Abbey Road Stúdios, por Alex Warthon, que tem na bagagem trabalhos realizados com Bjork e Chemical Brothers.

Serviço:  

Aldrin Gandra – Show Simples Assim 

Data: 22 de setembro, sábado

Horário: 19h

Local: Teatro de Câmara do Cine Theatro Brasil Vallourec – Av. Amazonas, 315, Centro, Belo Horizonte/MG

Classificação etária: livre

Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) na bilheteria do teatro, pela loja da ou pelo site da Eventim

Bilheteria: Av. Amazonas, 315 – Centro (Praça 7). 
Funcionamento:

Segunda a sábado: 12h às 21h e

Domingo: 15h às 20h 
Horário especial nos feriados. 
Mais informações: (31) 3201 5211 ou (31) 3243.1964

Loja Eventim – Shopping 5ª Avenida (sujeito a taxa de conveniência) 
Rua Alagoas, 1314 
Loja 20C– Savassi

 

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Polícia prende 11 pessoas durante operação em Uberaba

Um suspeito encontra-se foragido e está sendo procurado

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) participou, nesta quinta-feira (17), da Operação “Retorno” em conjunto com as forças de segurança que compõem o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em Uberaba. Ao todo, foram cumpridos oito mandados de prisão, sendo cinco contra investigados que estavam em liberdade e três em desfavor de pessoas que já estavam detidas no Sistema Prisional por outros delitos. Um suspeito encontra-se foragido e está sendo procurado.

Outras três prisões em flagrante foram efetuadas no curso da operação, duas por tráfico de drogas e uma por posse ilegal de munição calibre 9mm. A ação policial é um desdobramento da Operação “Dilúvio”, resultante de provas que foram compartilhadas com a Polícia Civil, a qual realizou diligências adicionais e conseguiu os mandados de prisão preventiva junto à Justiça em Uberaba.

A quadrilha investigada é especializada em roubos de veículos, inclusive é acusada de orquestrar e executar um roubo de um carro sedan de luxo ocupado por mulheres indefesas. O veículo teria sido utilizado em pelo menos mais uma ocorrência, o roubo de uma caminhonete de luxo.

“Retorno” refere-se ao retorno da prova produzida durante a Operação “Dilúvio”, ao retorno das operações conjuntas das forças de segurança e o retorno de pessoas perigosas à prisão.

Continua lendo

Últimas Notícias

Empresa lança operação de bikes e patinetes em Belo Horizonte

Bicicletas e patinetes elétricos estão disponíveis no Centro, Savassi, Santa Efigênia, entre outros

Área atendida – Foto: Divulgação

A Yellow, empresa brasileira de soluções de mobilidade urbana individual, passa a oferecer o serviço de compartilhamento de bicicletas no sistema dockless (sem estação para retirada e devolução) e patinetes elétricos em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais.

A empresa inicia a operação piloto na região dos bairros Centro, Savassi, Santa Efigênia, Santo Agostinho, Lourdes, Funcionários, Carmo, Cruzeiro, Anchieta e Sion com mais de 500 bikes e 250 patinetes, ambos com preço acessível – R$ 1 a cada 10 minutos para as bikes e R$3,00 o desbloqueio + R$0,50 a cada minuto de uso do patinete.

As bikes, que estarão disponíveis inicialmente em pontos privados parceiros, podem ser usadas de segunda a segunda, 24 horas por dia, e estacionadas depois em qualquer lugar dentro da área de atuação da Yellow na cidade, em locais onde o estacionamento de bicicletas é permitido (paraciclos e vagas comum de veículos, perpendicularmente ao sentido da via).

Já os patinetes estarão disponíveis todos os dias da semana das 8 às 20 horas. “Começamos com mais de 30 pontos parceiros para bikes e patinetes e outros estão em cadastramento. A Yellow disponibiliza todas as manhãs os patinetes nesses locais; já o usuário pode encerrar a corrida em um desses pontos ou em qualquer local da área de atendimento, contanto que tome cuidado para não atrapalhar o fluxo de pedestres”, explica um dos fundadores da Yellow, Ariel Lambrecht. No final do dia a Yellow recolhe os patinetes para recarga, manutenção e limpeza. E na manhã seguinte, os disponibiliza novamente para uso nos pontos privados.

Assim como em São Paulo, as corridas podem ser pagas com cartão de crédito e dinheiro. Os créditos para uso das bicicletas poderão ser comprados em dinheiro em bancas de jornal e lojas, entre outros estabelecimentos parceiros espalhados pela cidade, como lanchonetes, que vão receber o valor em espécie e transferir, na hora, o montante para o app do usuário, como já acontece com as recargas de celular.

“Temos acompanhado com atenção e contribuído com as ações da BHTrans no chamamento público para operação de bicicletas compartilhadas e, tão logo o modelo sem estação seja contemplado, procederemos com as adequações legalmente exigíveis”, completa Lambrecht.

A Yellow, primeira empresa de compartilhamento de bicicletas sem estações do Brasil, iniciou suas operações em São Paulo em 2 de agosto e que acaba de somar um milhão de corridas. Enquanto amplia e consolida sua operação no Brasil, a Yellow também inicia sua atuação em outros países da América Latina.

Impacto positivo na cidade

Para garantir a melhor experiência do cidadão, preservar o ambiente urbano, apoiar boas práticas do usuário e respeitar toda a sociedade, a Yellow inicia a operação em Belo Horizonte com iniciativas de manutenção, organização do espaço físico e incentivo ao uso responsável. Os ‘Guardiões Yellow’ circularão todos os dias da semana para mapear bicicletas e patinetes, organizá-los, redistribuí-los estrategicamente e retirá-los para manutenção quando necessário, contribuindo, assim, para a melhor distribuição e posicionamento das bicicletas pela cidade, além de apoiar os usuários e garantir as boas práticas.

Continua lendo

Últimas Notícias

Carro desce ladeira e cai sobre casa na Região da Pampulha, em BH

Motorista do carro ficou ferido

Carro parou sob a casa — Foto: Marcelo Costa/Defesa Civil

Um carro descontrolado desceu uma ladeira e caiu sobre uma casa no bairro Cachoeirinha, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, durante a tarde desta sexta-feira, 18.

De acordo com o Corpo de Bombeiro, o carro desceu uma ladeira, atingiu uma parede e o telhado da casa. Ninguém do imóvel ficou ferido.

A Defesa Civil foi esteve no local onde vistoriou e disse que não há risco de desabamento.

Segundo o corporação, o acidente aconteceu na Rua Flor da Cachoeira e deixou o motorista ferido. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Continua lendo