Redes Sociais

Últimas Notícias

Polícia prende suspeito de tráfico e lavagem de dinheiro em Montes Claros

Também foi apreendido três veículos de luxo com o suspeito

Preso em Montes Claros por tráfico de drogas e e lavagem de dinheiro – Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais, nesta terça-feira (19), prendeu preventivamente Vandenilson Oliveira da Cruz, 35 anos, em cumprimento de mandado expedido pela Justiça de São Paulo. O suspeito morava em Montes Claros há aproximadamente quatro anos e, atualmente, residia em uma casa de alto padrão localizada em condomínio fechado no bairro Jaraguá.

De acordo com o Delegado Herivelton Ruas Santana, “as investigações foram iniciadas em janeiro deste ano, com troca de informações com a Polícia de São Paulo, quando conseguimos identificar, qualificar o suspeito e localizarmos sua residência. Com o mandado de prisão em mãos, representamos junto à Justiça de Montes Claros para a concessão de mandado de busca e apreensão para a residência do suspeito”, detalhou o Delegado.

O mandado de busca e apreensão foi cumprido durante todo o dia e parte da noite desta terça-feira (19) e resultou na apreensão de três veículos de luxo na residência de Vandenilson, todos registrados em nome de terceiros, e vários documentos de imóveis. Outros veículos, também registrados em nome de terceiras pessoas, foram localizados e apreendidos em garagens diversas de residências localizadas em Montes Claros e Januaria. Dentre eles, uma Porsche, duas Range Rovers e uma Hilux SW4.

Esta prisão é considerada muito importante para o Norte de Minas, como observou o Chefe do Departamento de Montes Claros, Delegado-geral Renato Nunes Henriques. “As investigações realizadas apontam que o investigado possui vínculo com uma organização criminosa ligada ao tráfico interestadual de drogas; ele ocultava o caráter ilícito de suas atividades criminosas, fazendo-se passar por comerciante e empresário estabelecido em Montes Claros”.

Investigações anteriores

Em 2015, a Polícia de São Paulo apreendeu 250 quilos de cocaína em um sítio de Vandenilson. Na ocasião, o suspeito conseguiu fugir e se escondeu em Montes Claros. Ele estava adquirindo veículos de luxo, imóveis (casas e fazendas) no município e em toda região, com objetivo específico de lavar o dinheiro proveniente do tráfico de drogas, contraindo patrimônio estimado em R$4 milhões de reais.

O Delegado Regional de Montes Claros, Jurandir Rodrigues César Filho, informou que “os policiais da Agência de Inteligência trabalharam de forma incansável, com troca de informações, permitindo o êxito das investigações, que culminaram com a prisão desse indivíduo foragido do Estado de São Paulo”.

Devido à periculosidade do suspeito e ao fato dele ser apontado como integrante de uma organização criminosa de atuação nacional, ele será transferido para um Presídio de Segurança Máxima. A Polícia Civil agora tem 30 dias para concluir o Inquérito Policial instaurado para apurar o crime de lavagem de dinheiro e solicitar a indisponibilidade dos bens localizados na posse do suspeito e de outras pessoas ligadas a ele.

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Polícia Civil conclui inquérito que apura envolvimento de ex-prefeita de Santa Rosa da Serra em crime de corrupção

Além da ex-prefeita, o marido dela e pelo menos três vereadores também participaram do esquema

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu, nessa segunda-feira (7), o inquérito policial que apurou um esquema de corrupção na cidade de Santa Rosa da Serra, no Alto Paranaíba, envolvendo a ex-prefeita C.M.F.R., 55 anos, o marido dela, R.R., 61; um servidor da Prefeitura de Santa Rosa da Serra, L.S.N., 44; e os vereadores ainda em exercício na Câmara Municipal, G.R.D.L., 42; V.D.S., 42; e E.D.R.S., 57.

O indiciamento dos suspeitos foi possível a partir da segunda fase da operação “Éden”, realizada em maio de 2017, quando foram cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão nas residências da ex-prefeita e dos vereadores. Os suspeitos são acusados pelos crimes de corrupção ativa e passiva, prevaricação, supressão de documentos e organização criminosa.

Os indícios recolhidos demonstraram que a ex-prefeita teria pagado cerca de R$ 100 mil ao vereador G.R.D.L. para comprar o silêncio deste em relação às ilegalidades que ela teria praticado durante sua gestão. Como parte desse pagamento, a investigada entregou ao vereador uma caminhonete no valor aproximado de R$ 60 mil. O restante do valor foi quitado em dinheiro e também por depósitos bancários.

Já em relação aos vereadores V.D.S. e E.R.S., as investigações apontaram que eles suprimiram e ocultaram vários documentos que continham provas dos desvios de dinheiro público perpetrados pela ex-prefeita durante o seu mandato. Durante o cumprimento dos mandados de prisão temporária e de busca e apreensão contra esses vereadores, a PCMG apreendeu em suas respectivas residências diversos documentos que incriminavam a ex-prefeita. Por esta razão, foram indiciados por supressão de documentos públicos.

Todos os vereadores envolvidos nesses crimes também foram indiciados pela prática do crime de prevaricação, pois deixaram de praticar atos de ofício ao não investigar e nem denunciar as ilegalidades praticadas pela gestora às autoridades competentes. Todos os investigados também estão sendo indiciados por organização criminosa. Já os vereadores G.R.S., V.S., E.R.S., indiciados por prevaricação e supressão de documentos, e o vereador G.R.S., por corrupção pelo recebimento da caminhonete.

O inquérito policial já foi enviado ao Ministério Público na comarca de Campos Altos, onde será analisado. As penas para os crimes de organização criminosa variam de três a oito anos de prisão. Já para os crimes de corrupção ativa e passiva, de dois a 12 anos de prisão. Para o crime de prevaricação, a pena é de três meses a um ano de prisão e para o crime de supressão de documento a pena é de dois a seis anos de prisão.

A Polícia Civil também representou pela suspensão da função pública dos três vereadores que foram indiciados, para que os mesmos sejam imediatamente afastados de seus cargos eletivos que ocupam na Câmara Municipal, o que também será analisado pelo Ministério Público em Campos Altos.

Continua lendo

Últimas Notícias

Acidente entre caminhão e carro deixa um morto na BR-381, em Sabará

Vítima estava em carro atingido por carga do caminhão

Foto: Corpo de Bombeiros de MG/Divulgação

Um acidente durante a amanhã desta quinta-feira, 10, envolvendo um caminhão carregado de mármore e carro na  BR-381, em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, deixou uma pessoa morta.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a carga caiu sobre um carro, onde estava a vítima. O motorista do caminhão teve ferimentos leves e foi levado para o Hospital João XXIII  em Belo Horizonte.

O acidente aconteceu no Km 435, no sentido Belo Horizonte – Vitória, e fechou parcialmente a pista, mas já foi liberado.

Continua lendo

Últimas Notícias

Mulheres mineiras em destaque

• atualizado em 10/01/2019 às 09:46

Uma geração de mulheres mineiras vêm se destacando em diversas áreas de atuação pelo Brasil e pelo mundo. Seja no campo, em cargos de poder, no mundo das artes ou no meio dos negócios, essas mulheres inspiram pela liderança e apontam para um futuro mais igualitário e justo para todos.

É o caso de Maria Lúcia Cristo. Primeira mulher a ocupar a presidência do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Simonésia, no Território Caparaó, Maria Lúcia foi selecionada pelo Governo de Minas para ter a sua história publicada numa ação com a Fundação João Pinheiro.

Ela assumiu a liderança do sindicato em 2007 e sua primeira medida foi realizar um mutirão em 11 municípios para emitir documentos de identificação para as mulheres da região. O primeiro de muitos passos para reconhecer a importância das trabalhadoras rurais. Hoje, as mulheres já representam mais da metade dos associados do sindicato, um avanço impressionante diante dos 10% de trinta anos atrás.

Outro grande exemplo para as mulheres mineiras é Luciana Nogueira. Auditora geral do Estado de Minas Gerais desde 2017, Luciana começou a trabalhar no Estado em 1993. Atualmente, ela lidera a auditoria, um dos principais braços da Controladoria-Geral do Estado, e conduz um trabalho para capacitar auditores, aperfeiçoar as estruturas do órgão e sensibilizar os gestores. O objetivo é que a CGE atinja um nível de excelência, trabalho no qual Luciana vem se destacando.

Já no mundo dos negócios, a empresária Flávia Rios vive um grande momento em sua carreira. Diretora da Rede Comunicação de Resultado, uma agência de comunicação corporativa, Flávia foi uma das selecionadas pelo EY Entrepeneurial Winning Women Brasil.

O programa organizado pela EY, uma das grandes consultorias do planeta, visa unir empreendedoras de sucesso numa troca de ideias e experiências para que empresas atinjam uma alta performance. As empreendedoras escolhidas participarão, durante um ano, de diversas reuniões e eventos com os maiores nomes do empresariado nacional.

Photo by Marcus Desimoni

Ainda no campo empresarial, não podemos deixar de citar Rosana Marques. Diretora-executiva da Ouseuse, gigante da moda íntima, Rosana foi uma das cinco finalistas numa premiação concedida pela ONU.

O Prêmio Empretec Women in Business Awards 2018 aconteceu na Suíça, em Genebra, e consagrou a mineira com o Prêmio Potencial de Exportação. Rosana, cujas criações já circularam em passarelas europeias e norte-americanas, foi a única representante do Brasil na premiação e é uma referência nacional em planejamento e gestão. A honraria consagra mais de 25 anos de trabalho da marca a favor do crescimento empresarial na cidade de Juruaia, hoje o grande pólo de moda íntima de Minas Gerais.

Também brilhando ao redor do mundo está a artista Marina Amaral. Ela acaba de idealizar um belíssimo e tocante projeto: o Faces of Auschwitz. O seu trabalho consiste, segundo suas palavras, em “dar cor a uma parte cinzenta da história”. O projeto nasceu em 2016, quando Marina apresentou a proposta ao Memorial de Auschwitz, na Polônia. A mineira conseguiu a liberação de 40 mil fotos em preto e branco dos arquivos do Memorial para colorizá-los.

Os mineiros também têm o privilégio de contar com a maior jogadora de poker do Brasil. Gabriela Belisário, ou apenas Gabi, foi uma das pioneiras neste esporte dominado por homens.

Superando toda desconfiança e preconceito do meio, Gabi traçou uma trajetória vitoriosa até se tornar a primeira mulher a ganhar o título de uma etapa do Brazilian Series of Poker (BSOP), a principal competição do país. O feito foi realizado em 2008, quando ela superou 109 adversários e faturou a premiação de 25 mil reais.

A relação de Gabi com o esporte é tão intensa que ela acabou se casando com Marcelo Lanza Maia, também jogador e dono do podcast mais famoso do poker nacional.

Em 2017, seu ótimo desempenho no Campeonato Mineiro lhe rendeu uma convocação para a Seleção Mineira no Campeonato Nacional por Equipes, de onde nunca mais saiu. Ainda em 2017, Gabi participou de um dos eventos mais especiais do BSOP: a etapa de número 100, realizada em Foz do Iguaçu. Batizado de “Torneio dos Campeões”, a disputa comemorativa reuniu todos os 99 campeão de etapas da história do BSOP, além dos grandes campeões de cada temporada.

Photo by Daniel Raposo

Já no mundo fashion, a mineira da vez é Patrícia Bonaldi. Seus vestidos espetaculares são os preferidos entre atrizes globais, influenciadoras da moda. Com um trabalho minucioso de bordados em tecidos nobres, as criações de Patrícia são celebradas em desfiles de moda e eventos glamourosos em qualquer lugar do mundo.

Ela entrou nesse universo após largar um curso de Direito para empreender com uma multimarcas. Anos depois, ao perceber a crescente demanda por roupas sob encomenda, ela resolveu lançar sua própria marca. Natural de Uberlândia, Patrícia criou uma escola de bordadeiras na cidade, capacitando mais de cem mulheres. Hoje em dia, suas peças são vendidas nos EUA, Europa e Ásia e podem ser encontradas em lojas luxuosas como a Harrods. Em 2012, ela criou a PatBO, uma marca mais casual inspirada pelas tendências mundiais.

Esse timaço de grandes mulheres inspira as futuras gerações de mineiras em busca da excelência em qualquer campo. Exemplos de resiliência, talento, astúcia e perseverança de mulheres que sabem e mostram que o papel feminino terá cada vez mais importância na atualidade e no futuro.

 

Continua lendo