Redes Sociais

Últimas Notícias

Médico indeniza por falso diagnóstico de linfoma em menino

Família receberá R$10 mil por danos morais

Um médico da cidade de Governador Valadares deverá reparar os danos morais causados a uma família cujo filho recebeu diagnóstico de linfoma (uma forma de câncer, caracterizada por tumor maligno que tem origem no sistema linfático), antes que os exames indispensáveis ao estabelecimento do quadro ficassem prontos. A decisão é da 18ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que fixou a indenização em R$10 mil, dando provimento parcial ao recurso.

De acordo com os autos, o menino de 12 anos foi atendido pelo médico apresentando febre e um caroço no lado direito do pescoço. No mesmo dia, com a piora de seu quadro, foi internado no Hospital São Lucas de Governador Valadares, passando por uma série de exames, inclusive um procedimento cirúrgico para coleta de material, para realização de biópsia.

Com os exames em mão, inclusive a biópsia, o réu solicitou o exame de imuno-histoquímica, específico para o diagnóstico de câncer, fazendo constar no pedido a indicação de linfoma. No dia seguinte, o médico assinou a alta hospitalar do apelante, e fez constar no item “tratamento clínico” a indicação de linfoma.

O paciente foi encaminhado para o centro de serviços de referência no tratamento do câncer no Leste de Minas, o Oncoleste. Como a biópsia apontou proliferação linfoide atípica, o médico orientou a família a iniciar o tratamento quimioterápico. Contudo, o Oncoleste apenas inicia o tratamento após a confirmação do diagnóstico por meio do exame de imuno-histoquímica.

No momento em que isso ocorreu, concluiu-se que a doença era uma infecção provocada por vírus. Diante da situação, a mãe do menino, ajuizou uma ação na 2ª Vara Cível da comarca de Governador Valadares pedindo danos morais e materiais. Em primeira instância, o pedido foi julgado improcedente, então a mãe recorreu.

O médico apresentou contrarrazões pugnando pelo não provimento do recurso, reiterando suas alegações. Afirmou não ter agido com culpa ou erro, e ressaltou o fato de o menino não ter sofrido danos capazes de garantir indenização. Entre outros pontos, afirmou que a suspeita de linfoma era de todo procedente, e que o outro profissional que constatou a sua inexistência, fê-lo a partir do resultado de um exame que ele, réu da ação, havia solicitado. Segundo o réu, esse profissional também declarou que o quadro apresentado pelo adolescente sugeria a presença de linfoma.

Recurso e decisão

De acordo com o desembargador relator, Arnaldo Maciel, “é inegável a configuração dos danos morais, que decorreram do diagnóstico incorreto de linfoma, sendo públicos e notórios os efeitos nefastos que a notícia da doença produz na vida da pessoa e da sua família, sobretudo quando é atribuída a uma criança”. A situação se mostra “ainda mais grave quando o diagnóstico é incorreto, porquanto obriga o diagnosticado a enfrentar todas as adversidades existentes em relação à doença, sem que realmente a possua.”

De acordo com o magistrado, as testemunhas ouvidas descreveram a situação de desespero e abalo emocional vivenciada.

Quanto aos danos materiais, o relator observou que “os valores não podem ser atribuídos a qualquer conduta negligente do profissional de saúde”.

Os desembargadores João Cancio e Sérgio André da Fonseca Xavier votaram de acordo com o relator.

De TJMG

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Carro desce ladeira e cai sobre casa na Região da Pampulha, em BH

Motorista do carro ficou ferido

Carro parou sob a casa — Foto: Marcelo Costa/Defesa Civil

Um carro descontrolado desceu uma ladeira e caiu sobre uma casa no bairro Cachoeirinha, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, durante a tarde desta sexta-feira, 18.

De acordo com o Corpo de Bombeiro, o carro desceu uma ladeira, atingiu uma parede e o telhado da casa. Ninguém do imóvel ficou ferido.

A Defesa Civil foi esteve no local onde vistoriou e disse que não há risco de desabamento.

Segundo o corporação, o acidente aconteceu na Rua Flor da Cachoeira e deixou o motorista ferido. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Continua lendo

Últimas Notícias

Suspeita de fraude contra empresa de condomínios e ações de caridade é presa em BH

Suspeita de realizar golpes contra uma empresa prestadora de serviços para condomínios e por promover falsas campanhas de arrecadação de dinheiro para ações diversas de caridade

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu preventivamente, nesta quinta-feira (17), Andréia Amorim Meinicke, 54 anos, suspeita de realizar golpes contra uma empresa prestadora de serviços para condomínios e por promover falsas campanhas de arrecadação de dinheiro para ações diversas de caridade, como compra de cadeiras de rodas e preparação de sopas para doação a asilos.

De acordo com as informações apuradas, Andréia atuava como responsável financeira de uma empresa gestora de condomínios pela qual é investigada por falsificação de assinaturas de cheques. Ao todo, acredita-se, que a suspeita movimentou cerca de 400 a 500 cheques da empresa, o que pode ter provocado um desvio de quase dois milhões de reais.

O Chefe da Divisão de Fraudes, Domiciano Monteiro, explicou que durante as investigações foi possível averiguar que a suspeita também cometia golpes nas redes sociais. “Conseguimos descobrir que a mulher também solicitava ajuda e arrecadação de doações em dinheiro nas redes sociais. Depois se apropriava das quantias e falsificava notas fiscais para simular a realização das compras. Em relação a este golpe, acreditamos que a suspeita pode ter chegado a desviar cerca de sete a dez mil reais” concluiu.

O Delegado responsável pelo caso, Vinícius Dias, disse que as investigações irão prosseguir para identificar outras possíveis irregularidades e outros envolvidos na ação. “Iremos dar continuidade às investigações para analisar melhor o caso e a possível identificação de outros envolvidos. A suspeita foi presa e poderá responder pelos crimes de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica, estelionato qualificado e possível organização criminosa. Ela já foi encaminhada ao Sistema Prisional, onde já se encontra a disposição da Justiça” finalizou.

Continua lendo

Últimas Notícias

Dilsinho se apresenta em BH

No domingo, dia 10 de fevereiro, a partir das 15h, o galã do pagode animará uma tarde de festa com muito pagode e sertanejo ao lado do grupo Soul 3 e da dupla Rick & Ricardo no Mirante Raja Grill

Dilsinho, um dos cantores mais queridos da nova geração do samba pop romântico do Brasil, está de volta a capital mineira. O show será realizado no domingo, dia 10 de fevereiro, a partir das 15h, no Mirante Raja Grill (Av. Raja Gabáglia, 3375 – São Bento, Belo Horizonte – MG). Ao lado do cantor, o grupo Soul 3 e a dupla sertaneja mineira, Rick & Ricardo, farão a festa misturando a sofrência do sertanejo com o romantismo e swing do pagode para animar o público.

Considerado um fenômeno entre os principais nomes do pagode atual, o cantor Dilsinho vem conquistando multidões com seu talento que vai muito além da beleza. Dono de grandes hits como “Péssimo Negócio”, “12 horas” e “Cansei de Farra”, ele promete animar o público, e fazê-lo “Refém” de seus grandes sucessos. Para a festa ficar ainda mais completa, a mistura do repertório solto, descontraído e envolvente da banda SOUL3 fará os presentes cantarem, dançarem e divertirem de uma forma totalmente diferente. Mas, a noite só termina quando uma das mais respeitadas duplas do cenário sertanejo mineiro, Rick & Ricardo, soltarem a voz e encantarem com suas canções que viraram hit no estado como “Camisa do Mickey” e “Estaciono meu mundo”.

A festa disponibilizará setor único para o público. E os ingressos já estão à venda nas lojas da Central dos Eventos ou pelo site www.centraldoseventos.com.br, com valor de R$50, válido para segundo lote.

Serviço

Dilsinho, Soul 3 e Rick & Ricardo

Local: Mirante Raja Grill (Av. Raja Gabáglia, 3375 – São Bento, Belo Horizonte – MG)

Data: Domingo, dia 10 de fevereiro

Horário: a partir das 15h

Ingressos: R$50 (2º lote) – setor único – o valor pode mudar sem aviso prévio

Vendas: Central dos Eventos

Lojas físicas

Belo Horizonte:

BH Shopping | Loja Trilhas & Quilhas

Savassi | Loja Central dos Eventos (Rua Fernandes Tourinho 470, Loja 16)

Shopping Cidade | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Estação | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Del Rey | Quiosque Central dos Eventos

Contagem:

Big Shopping Contagem | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Contagem – Loja Pavilhão 3

Betim:

Monte Carmo Shopping | Quiosque Central dos Eventos

Sete Lagoas:

Shopping Sete Lagoas | Quiosque Central dos Eventos

Shopping Lagoa | Quiosque Central dos Eventos

Divinópolis:

Shopping Pátio Divinópolis | Quiosque Central dos Eventos

Bom Despacho:

Praça da Matriz – 196 | Centro

Ou pelo site: www.centraldoseventos.com.br

Classificação indicativa: 16 anos

Continua lendo