Redes Sociais

Últimas Notícias

Polícia prendeu 1° foradigo na nova lista do programa Procura-se

Carlos Leandro de Faria foi detido em Uberaba, no Triângulo Mineiro; ele é procurado pela prática de homicídio, tráfico, receptação e envolvimento com explosões de caixas eletrônicos.

Foto: Divulgação/SESP

O primeiro foragido da nova lista do Programa Procura-se – que nesta edição prioriza alvos suspeitos de integrar quadrilhas e praticar explosões de caixas eletrônicos e roubos a bancos – foi preso pela Polícia Militar em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Carlos Leandro de Faria, de 21 anos, chamou a atenção dos militares quando trafegava pelo Bairro Parque das Américas, em veículo clonado, junto com outros dois indivíduos, que também foram detidos.

A prisão de Carlos Leandro aconteceu no dia 20 de dezembro, mas só foi divulgada nesta segunda-feira, dia 15 de janeiro, por questões estratégicas. Além do veículo clonado, cuja placa não coincidia com o chassi, foram apreendidos três celulares sem procedência e uma bucha de substância semelhante à maconha.

Conhecido como Leandrinho, além da suspeita de envolvimento com explosões de caixas eletrônicos, ele também era procurado pela prática de homicídio na região de Uberaba. O alvo ainda é suspeito em crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e receptação – todos na região do Triângulo.

O Procura-se busca a prisão de indivíduos foragidos da Justiça, com mandados de prisão em aberto, a partir da qualificação das ações das polícias e das inteligências por meio de denúncias ao 181. Nesta edição, lançada no dia 13 de dezembro do último ano, os alvos foram escolhidos levando-se em consideração a prática reiterada de crimes graves, como homicídio, roubo e tráfico de drogasse a relação com a prática de explosão de caixas eletrônicos no Estado.

Força-Tarefa Caixas Eletrônicos

A escolha dos 12 nomes que compõem a lista do Procura-se foi realizada pela Força Tarefa Contra Explosões de Caixas Eletrônicos, lançada pelo Governo do Estado há cerca de dois meses. A iniciativa é uma das entregas do trabalho do grupo. As inteligências e áreas operacionais da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Secretaria de Administração Prisional (Seap) e Corpo de Bombeiros Militar estão envolvidas no projeto.

Além da prisão, a divulgação dos 12 procurados também traz o benefício de inibir a circulação dos criminosos listados, como destaca o subsecretário de Integração da Sesp, Marcelo Vladimir.

181 Disque Denúncia

Ao ligar para o 181 Disque Denúncia para dar informações sobre um dos procurados, o cidadão tem seu sigilo e anonimato garantidos. Ele poderá fornecer detalhes sobre onde atuam, carro e ônibus que utilizam, quem são seus comparsas, quais são seus horários, onde foram vistos, ou qualquer outro detalhe que possa contribuir com o trabalho das forças de segurança.

Divulgação dos alvos

A divulgação dos procurados acontece em todos os 853 municípios do Estado e também em cidades de outros estados das áreas de divisas. A distribuição em outros Estados foi possível graças a participação de Minas no Pacto Integrador de Segurança Pública. O acordo é o maior colegiado de segurança pública já existente voltado para planejamentos e ações conjuntas e conta hoje com 22 Estados.

Para conhecer todos os procurados, o cidadão pode acessar um Hotsite disponibilizado para a campanha, por meio do endereço procurase.seguranca.mg.gov.br (sem o www). No endereço eletrônico, encontrará a foto de todos os 12 indivíduos, com detalhamentos sobre atuação do criminoso, região onde pratica a maioria dos crimes, idade, apelidos, mandados em aberto etc.

As redes sociais também estão sendo amplamente utilizadas. Peças para aplicativos e mídias sociais como Whatts App e Facebook foram produzidas para ampliar o alcance das divulgações das fotos e detalhes.

Cartazes também serão espalhados pelos municípios mineiros com as fotos dos procurados em locais de grande circulação de pessoas ou que foram reconhecidos como estratégicos pelas polícias. Todos possuem QR Code para acesso à lista de todos os procurados e outros detalhamentos por meio de smartfones.

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Rede se rompe e interrompe abastecimento de água em mais de 120 bairros de BH e região

Previsão é que o fornecimento de água seja normalizado, de forma gradativa, na madrugada desta segunda-feira

O rompimento da rede de abastecimento, localizada na rua Potomaio, esquina com a rua Curi, no bairro São Geraldo, região Leste de Belo Horizonte, neste domingo,  3, provocou a interrupção da distribuição em mais 120 bairros de BH e da Região Metropolitana.

Segundo a Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais) informou que técnicos da companhia estão no local para realizar os serviços necessários. A previsão é que o fornecimento de água seja normalizado, de forma gradativa, na madrugada desta segunda-feira (4).

Além de Belo Horizonte (46 bairros) também foram afetados a cidade de Santa Luzia (33 bairros) e Sabará (46 bairros).

Confira a lista dos bairros:

Belo Horizonte: Alvorada, Boa Vista, Caetano Furquim, Capitão Eduardo, Casa Branca, Conjunto Taquaril, Dom Joaquim, Dom Silvério, Esplanada, Eymard, Fernão Dias, Floramar, Goiania, Gorduras, Gorduras De Cima, Granja Werneck, Guarani, Heliópolis, Horto Florestal, Ipê, Jardim Vitoria, Lajedo, Maria Teresa, Minaslândia, Monte Azul, Nova Vista, Novo Aarão Reis, Novo Tupi, Paulo Vi, Planalto, Pousada Santo Antônio, Ribeiro De Abreu, Sagrada Família, Santa Inês, São Bernardo, São Gabriel, São Geraldo, São Gonçalo, São Marcos, São Nicolau, São Paulo, Saudade, Tupi A, Tupi B, União e Vera Cruz.

Sabará: Alto Vila São José, Alvorada, Amélia Moreira, Ana Lúcia, Bom Retiro, Borba Gato, Borges, Condomínio Jardim Dos Borges, Distrito Industrial Simão Da Cunha, Granjas De Freitas, Itacolomi, Marzagão, Nações Unidas, Nossa Senhora Da Conceição, Nossa Senhora De Fátima, Nova Vista, Novo Alvorada, Novo Alvorada Barraginha, Novo Horizonte, Novo Santa Inês, Rio Negro, Rosário III, Vila Dos Coqueiros, Valparaiso I, Valparaiso II, Várzea Do Moinho, Vila Dos Coqueiros, Vila Eugênio Rossi, Vila Rica, Vila Santa Rita, Vila São José, Vila São Sebastião e Vitória.

Santa Luzia: Bairro Brasil, Barreiro Do Amaral, Bela Vista, Bicas, Bom Destino, Bom Jesus, Bonanza, Camelos, Capitão Eduardo, Centro, Colorado, Condomínio Estâncias Dos Lagos, Condomínio Recanto Da Mata, Condomínio Recanto Do Luar, Córrego Frio, Dona Rosarinha, Esplanada, Fecho, Gameleira, Gameleira II, Idulipe, Imperial, Industrial Americano, Kennedy, Maria Adélia, Mata Dos Ipês, Morada Do Rio, Moreira, Nossa Senhora Das Graças, Nossa Senhora Do Carmo, Padre Miguel, Parque Boa Esperança, Parque Nova Esperança, Petrópolis, Quarenta E Dois, Retiro Do Recreio I, Rio Das Velhas, Santa Matilde, Santa Mônica, São Geraldo, Vale Das Acácias, Vale Dos Coqueiros, Vila Íris, Vila Olga, Vila Santa Rita De Cássia e Vila São Mateus.

Continua lendo

Últimas Notícias

Presidente e três diretores da Vale são afastados

Pedidos de afastamento foram feitos pelos próprios executivos, depois de recomendações do MP

O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, e três diretores da mineradora foram afastados por decisão do Conselho de Administração da empresa. Segundo nota divulgada à imprensa, os pedidos de afastamento foram feitos pelos próprios executivos, depois de recomendações do Ministério Público Federal, da Polícia Federal, do Ministério Público de Minas Gerais e da Polícia Civil do estado.

A decisão de aceitar os pedidos de afastamento foi tomada entre a noite de sexta-feira (1º) e a madrugada de ontem (2). A presidência interina da empresa já foi assumida pelo diretor executivo de Metais Básicos da Vale, Eduardo de Salles Bartolomeo, conforme plano de interinidade previamente discutido.

Além de Schvartsman, foram afastados Gerd Peter Poppinga (diretor executivo de Ferrosos e Carvão), Lucio Flavio Gallon Cavalli (diretor de Planejamento e Desenvolvimento de Ferrosos e Carvão) e Silmar Magalhães Silva (diretor de Operações do Corredor Sudeste).

Claudio de Oliveira Alves, atual diretor de Pelotização e Manganês, ocupará interinamente a função de diretor executivo de Ferrosos e Carvão, e Mark Travers, atual diretor Jurídico, de Relações Institucionais e Sustentabilidade de Metais Básicos, ocupará interinamente a função de diretor executivo de Metais Básicos.

“A Vale informa também que seu Conselho de Administração permanece em prontidão, na busca de um relacionamento transparente e produtivo com as autoridades brasileiras, visando ao esclarecimento dos fatos, à reparação apropriada dos danos e à integridade da empresa, e que manterá a sociedade e os mercados informados sobre qualquer fato novo”, diz a empresa em nota.

Presidente interino

O presidente interino da Vale, Eduardo Bartolomeo, estava na Diretoria Executiva de Metais Básicos da empresa desde 1º de janeiro de 2018. Antes disso, no entanto, já havia passado por outras diretorias. De 2004 a 2006, foi diretor do Departamento de Operações Logísticas e, de 2007 a 2012, foi diretor executivo na empresa.

De setembro de 2016 a dezembro de 2017, integrou o Conselho de Administração da Vale como representante do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Graduado em Engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 1988, tem títulos de MBA pela Universidade Católica de Leuven, na Bélgica, e pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos.

Continua lendo

Últimas Notícias

Brumadinho contrata profissionais para atender vítimas da tragédia

Bombeiros permanece trabalhando na lama de rejeitos da mineradora

A prefeitura de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, contratou 142 profissionais com formações diversas em saúde (psiquiatria, psicologia, terapia ocupacional, fisioterapia) e na área social (assistência social e direito) para atender as vítimas resgatadas com vida e os familiares das pessoas que morreram em consequência do rompimento da barragem da mineradora Vale no Córrego do Feijão.

As equipes iniciam treinamento na quinta-feira (7) após o feriado de carnaval. Os profissionais de assistência humanitária foram selecionados por meio de concurso público da prefeitura, conforme determinação do Ministério Público do Estado de Minas Gerais.

O pessoal contratado será remunerado com recursos (R$ 2,6 milhões) repassados pela Vale à Prefeitura de Brumadinho. Além do atendimento à saúde e assistência social, os recursos podem ser utilizados na compra de equipamentos para atendimentos emergenciais.

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais permanece trabalhando na lama de rejeitos da mineradora Vale, fazendo buscas com escavadeiras convencionais e anfíbias, tratores, pás carregadeiras e caminhões para a retirada da lama. Segundo os bombeiros, algumas escavações chegam a 20 metros de profundidade.

A Defesa Civil de Minas contabiliza, até o momento, 186 mortos na tragédia. Todos identificados.

Continua lendo