Redes Sociais

Últimas Notícias

Operação Esperança Equilibrista investiga desvios de recursos na UFMG

CGU aponta que dinheiro seria utilizado para construção do Memorial da Anistia Política do Brasil; desvio é estimado em mais de R$ 3,8 milhões.

A Polícia Federal, com apoio do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União e do Tribunal de Contas da União, deflagrou nesta quarta-feira, 6, a Operação Esperança Equilibrista. A ação mira desvios de recursos públicos, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), para implantação do “Memorial da Anistia Política do Brasil”.

Em nota, a CGU informou que foram apurados, até o momento, desvios de mais de R$ 3,8 milhões de recursos vinculados ao projeto do memorial. Além disso, na execução e na prestação de contas da iniciativa, foram verificadas irregularidades, como: falsificação de documentos, pagamento de estágio a pessoas sem vínculo estudantil, desvio de valores para outras contas estranhas ao projeto, além de gastos não relacionados ao objeto da obra.

O projeto inicial do museu passou de R$ 5 milhões para quase R$ 30 milhões, sendo que o valor gasto até o momento é de quase R$ 20 milhões. A obra envolve construção, reforma de edifícios e produção de conteúdo da exposição, com vistas à preservação e difusão da memória política dos períodos de repressão.

Mais de 100 policiais federais e auditores da CGU e do TCU cumprem 11 mandados de busca e apreensão e 9 mandados de condução coercitiva. Há indícios dos crimes de peculato, falsidade ideológica e associação criminosa.

COM A PALAVRA, UFMG

Na manhã desta quarta-feira, 6 de dezembro, membros da comunidade universitária foram levados para prestar depoimento na sede da Polícia Federal, em Belo Horizonte, em inquérito policial.

Por se tratar de apuração que tramita em sigilo, a Universidade não pode se manifestar sobre os fatos que motivam a investigação em curso.

Entretanto, dada a transparência com que lida com as questões de natureza institucional, a UFMG torna público que contribuirá, como é sua tradição, para a correta, rápida e efetiva apuração do caso específico.

 

Continua lendo
Publicidade
Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Acidente envolvendo carro e caminhão fecha a BR-040, em Belo Horizonte

Motorista de carro chegou a ficar preso entre as ferragens

Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Um grave acidente no inicio da noite desta quinta-feira, 11, BR-040 na altura do Bairro Califórnia, na Região Noroeste de Belo Horizonte, próximo ao acesso do Anel Rodoviário, deixa o transito complicado.

De acordo com o Corpo de Bombeiro, duas carretas prensaram um carro, que ficou completamente destruído. O motorista ficou preso no veículo e bombeiros, por volta das 19h30, foi retirado das ferragens.

O acidente foi na pista sentido Belo Horizonte, que ficou interditada. No sentido Sete Lagoas, o trânsito não foi fechado, mas o congestionamento ocorreu grande porque muitos motoristas reduziam a velocidade no local da batida

Continua lendo

Últimas Notícias

Crianças atendidas pela LBV ensinam como combater o mosquito

Crianças, todas atendidas pela Instituição, ensinam ações simples, mas importantes para o combate eficaz ao mosquito

Mobilizar a sociedade a formar uma força-tarefa para o combate ao Aedes aegypti, transmissor do Zika e também vetor da dengue e da chikungunya é um dos objetivos da campanha Eu ajudo a mudar! promovida pela Legião da Boa Vontade (LBV) em todo o país. As crianças, todas atendidas pela Instituição, ensinam ações simples, mas importantes para o combate eficaz ao mosquito. Acesse, assista e compartilhe no site.

Um trabalho que ajuda a mudar o mundo para melhor
Em 2018, a LBV prestou, mais de 13,5 milhões de atendimentos e benefícios à população em 211 cidades brasileiras, por meio de seus 72 Centros Comunitários de Assistência Social, três Abrigos para Idosos, um Centro de Assessoramento, cinco Escolas de Educação Básica e uma Escola de Capacitação Profissional, além de diversas campanhas de mobilização social, emergenciais, de conscientização e de valorização da vida.

Sua doação faz a diferença!
Para dar continuidade ao amplo trabalho que realiza na melhoria da qualidade de vida de milhares de pessoas e famílias em risco social, oferecendo educação, cultura, saúde, alimentação, oportunidades, cidadania, dignidade, confiança no futuro e bem-estar, a Legião da Boa Vontade conta com a ajuda de todos.

Colabore!
As doações para a manutenção dos programas socioeducacionais da Legião da Boa Vontade podem ser feitas pela página eletrônica www.lbv.org. Acesse os perfis da Instituição nas redes sociais no endereço: LBVBrasil no Facebook, no YouTube e no Instagram.

Continua lendo

Últimas Notícias

Polícia desmantela organização criminosa que acumulava 1 milhão em produtos roubados

Três integrantes da quadrilha foi presos e recuperou diversos materiais

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) segue investigando a organização criminosa que atuava no furto e roubo a residências. O grupo agia em várias regiões de Belo Horizonte. O objetivo, agora, é prender outros três membros já identificados.

Nesta terça-feira (09/04), foi concedida coletiva à imprensa, por meio da qual os policiais civis passaram detalhes da operação que prendeu três integrantes e recuperou diversos materiais, como televisores, joias, perfumes, euros, notebooks, computadores e outros materiais levados das casas das vítimas.

De acordo com as investigações, Anderson Teixeira Alves, 34 anos, o “Pica Pau”, foi o primeiro a ser encontrado. Ele é apontado como líder do grupo e mentor intelectual do esquema. Para cada ação, o suspeito escolhia os integrantes que atuariam em determinada região, indicando as casas que seriam invadidas. Posteriormente, dividia o dinheiro e os materiais roubados.

Após a prisão de “Pica-Pau”, a Polícia Civil chegou até outros dois suspeitos: Cleiton Luiz Coura Ribeiro, 32 anos, apontado como o receptador dos eletrônicos frutos dos roubos. Ele foi encontrado no bairro Ipiranga, região Nordeste de BH, nesta terça-feira (09). Na casa foi identificada uma loja de assistência técnica desativada, onde havia vários eletrônicos, dentre eles, computadores. Ronald Guimarães Vilar, conhecido como “Japão”, foi preso no bairro Santa Mônica, Região de Venda Nova e, com ele, foi apreendido um revólver calibre 32, usado nos crimes.

Além dos três suspeitos encontrados esta semana, a Polícia Civil também detalhou a participação de Bruno Simões Gonçalves de Souza, o Bizoca, que em companhia dos outros três, roubou uma casa no Bairro Planalto, região Norte de Belo Horizonte e esqueceu o celular no local.
O titular da 2° Delegacia Especializada em Investigação e Repressão ao Furto e Roubo, Delegado Gustavo Barletta, explicou que as investigações começaram há dois meses, quando os suspeitos invadiram uma casa no bairro Buritis, região Oeste de BH. “Eles renderam as vítimas, dentre eles um idoso de 90 anos e levaram televisões, laptops, joias e certa quantia em euros. Acredita-se que o grupo acumulou mais de R$ 1 milhão em objetos roubados”, explicou.

Ainda conforme as investigações, os policiais civis perceberam que os criminosos usaram o mesmo veículo em duas ações. A primeira, no bairro Buritis. A outra, no bairro São Luiz, região da Pampulha, quando duas idosas foram mantidas reféns. Segundo o Delegado, na ocasião, os suspeitos ameaçaram a secretária da casa para que ela informasse onde ficava o cofre. “Usando de muita violência, os criminosos mantiveram o revólver calibre 32 próximo ao rosto da vítima, durante toda a ação”, relatou.

As investigações incluem outros casos como o roubo a uma casa no Belvedere, Zona Sul de BH e a invasão a uma casa no bairro Heliópolis, na região Norte, quando os suspeitos desistiram, após descobrirem que o dono da casa era um Policial Militar.

A Polícia Civil orienta as pessoas que tenham sido vítimas do grupo criminoso que procurem o Departamento Estadual de Investigação de Crimes contra o Patrimônio (Avenida Amazonas, 7025, Nova Gameleira) para identificar os objetos roubados entre os que foram recuperados.
Relembre a prisão dos outros integrantes da organização criminosa

A atuação rápida da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) resultou na prisão de Juliano Oliveira de Souza, 33 anos e André Douglas Parreiras, 32. Eles são suspeitos de envolvimento nos crimes de roubo e cárcere privado em uma residência no bairro Belvedere, região Centro-Sul da capital, nessa segunda-feira (8). Os investigados, de forma violenta, dominaram duas vítimas, roubaram diversos objetos do imóvel e fugiram para Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Após levantamentos da 2ª Delegacia da Divisão Especializada em Prevenção e Investigação a Furto e Roubo de Veículos Automotores (DEPIFRVA), os policiais civis localizaram e prenderam a dupla quando chegavam ao município vizinho. Já outra equipe resgatou, na casa alvo do crime, as duas vítimas, entre elas uma criança, que foram mantidas em cárcere.

Continua lendo