O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.

Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas tem agasalhos lindos para aquecer neste inverno

07 a 16 de julho feira está no Minascentro em Belo Horizonte.

De 7 a 16 de julho, das 13 às 21 horas, acontece no Minascentro (Rua Guajajaras, 1022 – Centro) a segunda edição de 2017 da mais tradicional e popular feira de agasalhos do Estado a “Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas”. Diretamente comercializada pelos produtores das cidades mineiras de JacutingaMonte SiãoOuro FinoInconfidentes e Albertina a feira oferece produtos diversificados, como blusas, cachecóis, leggins, coletes, xales, sobrepostos, agasalhos de tricô infantis, femininos e masculinos.

Tudo com bom gosto, qualidade e excelente preço.

Esta é a 52a edição da Feira, que é realizada há vinte e um anos pela Dynâmica Eventos, respeitada empresa da cidade de Jacutinga. Preocupados não somente com a qualidade de seus produtos, toda produção dos agasalhos da região, são orientados por consultores e estilistas atentos às tendências e o que vai estar na moda durante a estação. Além de produtos das cidades do sul de Minas, a Feira de Malhas de Tricô, através de 100 estandes, mostrará ainda produtos do interior de São Paulo, e em menor escala da capital mineira. Nos estandes predominarão as peças em malhas de tricô em linha e lã, para os mais diversos estilos e gostos. Também estarão à venda peças em malhas de algodão, modal, casacos de couro, moda íntima, cama/mesa, doces e acessórios.

A produção do vestuário de malhas de tricô é a principal atividade de cidades do Sul de Minas Gerais, como Jacutinga e Monte Sião. Grande parte dos fabricantes é composta por micro-empresários que trabalham em família e revendem a maioria da produção para lojistas, turistas e ‘sacoleiros’ de várias regiões do país.

O inverno é a estação do ano mais aguardada pelas malharias do Sul de Minas. As vendas de abril, maio, junho e julho representam 80% da demanda anual das confecções da região.

Com o aumento da demanda e a realização de feiras em vários estados brasileiros, os produtores de malhas do Sul de Minas profissionalizaram-se, mas não perderam a característica de empresas familiares. As empresas da região contrataram estilistas e consultores de moda, interados nas tendências de cada estação. Atentas, algumas empresárias viajam constantemente para a Europa (Paris, Roma etc) e os Estados Unidos (Nova York), para acompanharem os principais desfiles das grifes mais famosas do mundo. Os modelos, tecidos e cores são adaptados ao clima e cultura brasileiros por designers de moda contratados especialmente para a criação das novas coleções.

Para superar a concorrência chinesa, as malharias do Sul de Minas fazem pesados e constantes investimentos em tecnologia e em capacitação profissional, o que resulta em um ganho competitivo. “A Ásia, com praticamente um terço da população mundial e um salário base de 30 dólares, abre em todos os setores uma concorrência preocupante. Por isso, renovamos o nosso parque industrial, reavaliamos conceitos, readequamos despesas, produtividade e lucros. Ouso dizer que aprimoramos até o nosso talento”, garante Raffaelli.

21 anos de sucesso

Antônio Raffaelli faz um balanço positivo dos  21 anos e 52 edições da Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas, realizadas pela Dynâmica Eventos. “A oportunidade que nos foi e continua sendo concedida com a realização deste evento é de vital importância para a continuidade da microregião produtora de tricô, cuja pilastra básica da economia se faz de milhares de pequenas e médias empresas de âmbito familiar. Com a Feira, estes empreendedores têm a chance de tornarem-se conhecidos, além de expor e comercializar seus produtos num espaço privilegiado”.

Tendências de 2017

Se o inverno 2017 pudesse ser definido em uma única palavra, seria o tricô. A cartela de cores para as peças em tricô é rica em tons neutros, terrosos, vermelho, bordô, verde militar.

O ombro a ombro continua em alta, vale lembrar que em algumas regiões onde o frio não é tão rigoroso, esta opção, é muito bem-vinda, mas para as cidades mais geladas deixe as blusas ombro a ombro de tricô para serem usadas na balada, misture com peças em couro e abuse dos acessórios.

Entrando na tendência do brilho, o tricô ganha fios em cores metálicas. As peças podem surgir também com acabamento plissado, o famoso ponto barras é tendência também.

Os patches seguem em alta para esse outono/inverno e aparecem nas blusas de tricô, casacos, tocas, luvas e até nos cachecóis. As peças pretas com patches ou bordados de flores em vermelho são as queridinhas da temporada.

Neste inverno está de volta a gola alta com estilo. A ideia é proteger o pescoço do frio também com golas fake cheias de estilo, máxi colares, cachecóis, lenços ou o que mais a criatividade sugerir.

Feira de Malhas de Tricô do Sul de Minas

Local: Minascentro (Rua Guajajaras, 1022 – Centro)

Data: 7 a 16 de julho das 13 às 21 horas

Informações para o público: (31) 3217 7900

Convites: Os convites poderão ser retirados no site: WWW.dynamicaeventos.com.br

Ingressos: R$5,00 – na bilheteria do Minascentro

Outras informações: www.dynamicaeventos.com.br

Total
0
Shares

Relacionados