Direção defensiva: 4 formas de prevenir acidentes

Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

Um conhecimento importante que todo motorista deveria ter é saber como prevenir acidentes com a direção defensiva. Se essa informação fosse mais divulgada, muitas vidas poderiam ser salvas todos os anos no Brasil.

Para se ter uma ideia, anualmente morrem pouco mais de 33 mil pessoas no trânsito brasileiro. No mundo todo, o número chega a 1,35 milhão de mortes. É muita gente.

Por isso, se você quer manter a segurança ao dirigir, precisa aprender como prevenir acidentes com a direção defensiva. O ideal é fazer um curso especializado no assunto, mas você já pode colocar em prática as dicas mencionadas a seguir.

1. Dirija com a postura correta

Um dos principais problemas de motoristas no trânsito é a má postura ao dirigir. Parece algo bobo de se dizer e até mesmo o tipo de preocupação que os pais têm com os filhos pequenos, mas é verdade: a postura é um problema sério no trânsito e pode causar muitos acidentes.

Isso acontece porque um acidente de trânsito ocorre em frações de segundos. Qualquer atraso na reação, desde o tempo para pisar no freio, virar o volante ou algo do tipo, pode causar uma fatalidade.

Por isso, uma das principais lições de direção defensiva é adotar uma boa postura ao dirigir. Confira algumas dicas:

  • mantenha sempre a postura ereta;
  • os braços e as pernas devem estar levemente flexionados;
  • a altura do banco deve estar configurada de modo a gerar uma boa visão da estrada;
  • mantenha as mãos no volante na posição 10:10 (imagine que o volante seja um relógio analógico). Idealmente, as suas mãos devem estar como se estivessem apontando 10 horas e 10 minutos nesse relógio;
  • esteja sempre com as duas mãos no volante.

2. Mantenha uma boa distância do outro carro

Outro erro muito comum em relação à segurança no trânsito tem a ver com a distância que mantemos dos outros veículos. É claro que, no cenário ideal, todo mundo andaria com a distância adequada do automóvel da frente, mas com a alta densidade habitacional atual, fica difícil obter tal distância nas ruas e estradas.

No entanto, é importante tentar o melhor possível para manter uma distância segura do veículo da frente. Isso porque, caso ele sofra um acidente ou freie de repente, você tenha tempo para desviar da situação.

Idealmente, devemos manter cerca de 4 metros (o tamanho de um carro popular) de distância do carro da frente a cada 20 km/h, ou seja: se você estiver andando a 60 quilômetros por hora, deverá ter 12 metros de distância do carro da frente.

3. Acione cada elemento do carro no momento correto

Você é daqueles que, quando vai subir uma ladeira, mas precisa parar o carro por causa do trânsito ou de um semáforo, fica dando pequenas aceleradas para mantê-lo na posição? Talvez você desça ladeiras em ponto morto, a famosa “banguela”? Quem sabe você tem o hábito de acelerar com intensidade quando sai com o carro?

Se você comete uma dessas ações, saiba que está adotando práticas negativas que podem prejudicar as peças internas do seu carro e, em um cenário maior, o automóvel em si.

No caso dos exemplos acima, o correto seria respectivamente:

  • pisar no freio o tempo todo ou usar o freio de mão;
  • manter o carro ligado;
  • acelerar moderadamente para manter o motor na marcha correta.

O problema de ter hábitos negativos na direção é que não só você pode causar um acidente, como pode deixar o seu veículo mais vulnerável a isso. Por exemplo, ao ficar forçando a aceleração na ladeira, você acaba sobrecarregando o seu sistema de câmbio. Quando precisar dele, pode não tê-lo disponível.

O mesmo acontece com o freio, com os pneus… enfim, com todas as peças e sistemas do seu automóvel.

4. Entenda como dirigir em determinados ambientes

Quando pensamos em dirigir, normalmente imaginamos em nossa cabeça o cenário ideal para isso: um céu de brigadeiro, uma estrada reta e ninguém por perto. Parece ótimo, não é mesmo?

No entanto, na prática, você nem sempre encontrará essas condições. Na verdade, é mais provável que você passe mais tempo dirigindo em situações bem longe do ideal. Alguns exemplos são:

  • chuva;
  • noite;
  • com neblina;
  • descidas ou subidas.

Por isso, o ideal é aprender os contextos específicos de cada um desses cenários. Assim, você pode se adaptar e manter o nível de segurança no máximo sempre que estiver dirigindo, independentemente das condições do momento.

Durante a chuva, por exemplo, o ideal é sempre diminuir a velocidade tanto para garantir maior aderência dos pneus ao solo (que é naturalmente perdida por causa do chão molhado) quanto para melhorar o seu tempo de resposta caso algum acidente ocorra. Além disso, é essencial acionar o limpador do vidro para melhorar a sua visibilidade.

Durante a noite, no entanto, os cuidados são outros. Precisamos usar os faróis baixos para melhorar a visibilidade e ter mais atenção nos elementos ao nosso redor, que podem estar ocultos pela falta de luz.

Com essas dicas, você já tem o básico de como prevenir acidentes com a direção defensiva. Agora é só colocar o conhecimento em prática para ficar mais seguro.

Não esqueça de compartilhar este artigo nas suas redes sociais para que mais pessoas possam dirigir com mais segurança!

 

Total
1
Comp.
Reportagem Anterior

Carros com seguro barato: saiba quais são os principais

Próxima Reportagem

Cidade dos Meninos entrega 650 marmitas diariamente

Postagens Relacionadas