PM convoca morador a participar de Rede Telegram


Índice Hide
  1. Comércio

Comerciantes, lojistas e prestadores de serviços em todo o Belvedere têm aderido

a esta ferramenta. Resultados têm sido muito positivos.

O Capitão Jackson Ramos, responsável pela implantação do programa Rede de Vizinhos Protegidos no bairro Belvedere, volta a convocar os moradores a participarem do grupo de rede Telegram, uma nova ferramenta da Polícia Militar de Minas Gerais para promover a segurança da população. Enquanto aguarda a agenda para as próximas reuniões da Rede de Vizinhos Protegidos, a serem realizadas pela 124ª Cia da PMMG, o capitão faz um apelo pela adesão maior de moradores a esta importante ferramenta da internet.

Segundo ele, trata-se de um aplicativo idêntico ao Wahatsapp, porém com autonomia para atingir um número maior de pessoas, que é acessado por todos os envolvidos no grupo. Através do Telegram as pessoas comunicam entre si e com a polícia, informando sobre indivíduos suspeitos ou situações adversas. A criação do grupo está sendo feita pelo próprio capitão da PM e para participar é muito simples: basta ligar no número 8577.1734 ou na Assessoria de Comunicação do Batalhão, através do número 2123-1805. De acordo com Jackson Ramos, o grupo do Telegram tem por objetivo os mesmos princípios básicos da Rede de Vizinhos Protegidos, ou seja, deve ser utilizado somente para informações relativas às observações de ruas e residências de vizinhos, quando se verifica uma situação suspeita ou perigo iminente.

Ele explica que este é mais um mecanismo nos moldes do programa de vizinho protegido. “É um morador vigiando e informando o outro sobre possíveis problemas de crime. Porém, vale ressaltar que os telefones 190 e da 124ª Companhia Especial (3284-8445) devem ser acionados para contato direto da PMMG e não através do Telegram”, disse o capitão. Ainda segundo ele, o aplicativo contribui muito como ferramenta no auxílio das atividades dos vizinhos, e nesta interação com a Polícia Militar o morador acionando a rede informará à Polícia o que está acorrendo através das postagens dos moradores participantes do bairro Belvedere.

Comércio

Ele alerta que esta rede deverá ser utilizada somente pelos moradores do Belvedere e que todo acionamento da Polícia Militar deverá ser feito primeiramente através do 190 e da 124ª Cia de Polícia. “O Telegram seria para comunicar suspeitas e alguma vulnerabilidade. Dessa forma, postagens diversas e outras correntes de comunicação são totalmente proibidas”, destacou.

Comerciantes, lojistas e prestadores de serviços em todo o Belvedere têm aderido a esta ferramenta e os resultados têm sido muito positivos. No Belvedere Mall, o sub-síndico, Carlos Augusto Brandão, comenta que empresários lotados no prédio fizeram o cadastro e estão acompanhando de perto a movimentação na região. “Os comerciantes estão confiantes neste programa. Eles acreditam que este envolvimento de todos com a segurança traz resultados muito surpreendentes. Já soubemos de casos em que o alerta dado e surtiu efeito rapidamente”, explica Carlos Augusto Brandão.

A Rede está funcionando com muito sucesso em vários bairros de BH, inclusive pelos comerciantes da Savassi.

Total
0
Shares

Relacionados