PF realiza 2ª etapa da Operação Acrônimo em MG, DF, RJ e SP


A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro para cumprir a 2ª Fase da Operação Acrônimos.

A investigação foi iniciada em outubro do ano passado, quando a Polícia Federal apreendeu, no Aeroporto de Brasília, R$ 113 mil em dinheiro numa aeronave que trazia Bené e outros colaboradores da campanha de Pimentel.

Em Brasília foram mandados  10, 6 em Belo Horizonte e 1 em Uberlândia, São Paulo 1 e Rio de Janeiro 1 foram deflagrada na manhã desta quinta-feira (25). Os mandados ocorrem na sede das agências Pepper Comunicação, Diálogo, Roller Print, MDM e OPR, antiga P-21. Essa última empresa teria pertencido a o governador de Minas, o petista Fernando Pimentel, que é investigado na operação.

Bené e a mulher de Pimentel, Caroline de Oliveira Pereira, foram alvos da primeira fase da operação. Caroline trabalhou na Pepper, que prestou serviços para o PT em campanhas eleitorais. Eles sempre negaram qualquer irregularidade.

Total
0
Shares

Relacionados