Vereadores foram preso, na Grande BH, suspeito de corrupção e crimes contra o patrimônio

Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

O Ministério Público de Minas Gerais, apreendeu seis vereados de São Joaquim de Bicas, na Grande BH, nesta manhã de terça-feira (24), após serem suspeitos de corrupção e crimes contra o patrimônio.

Foram preso o presidente da Câmara Municipal, Carlinhos da Funerária (PSB), onde é suspeito de comandar o esquema de pagamento de propina para a aprovação de projetos na Câmara, além de outros dois parlamentares já possuíam mandado de prisão.

Além de Carlinhos, também foram detidos, segundo a Polícia Militar, os vereadores Marcos Aender dos Reis (PT), o “Marcão”; e Tarcisio Alves de Resende (PMDB), o “Nenem da Horta”. Os vereadores Fábio Cândido Correa (PSDB), o “Fabinho do Bar”, Enilton César da Silva (PPS), o “Niltinho”, e Cristiano Carvalho (PMDB), conhecido como “Balança”, foram levados ao Ministério Público em Igarapé por mandado de condução coercitiva.

Total
0
Shares
Reportagem Anterior

Mineiro foragido há seis anos é deportado dos Estados Unidos

Próxima Reportagem

Filho de Mariza, do BBB 15, é um dos jovens mais influentes na lista da Forbes Brasil


Postagens Relacionadas

3ª Mostra de Teatro da ‘RC2’ apresenta ‘seis espetáculos’ imperdíveis para o público ‘infantil e adulto’ assistir no conforto de casa pelo canal do Youtube

Projeto cultural que acontece de 1º de maio a 27 de junho foi contemplado pela 'Lei 14.017', denominada 'Lei Aldir Blanc (LAB) - Secretaria de Cultura (SECULT) e Governo de Minas'; Amor de Salto Alto, Jaceflopim Uma Viagem na Imaginação e Auto da Compadecida são alguns dos espetáculos transmitidos pelo: https://youtube.com/c/RC2TeatroEscola