Selfies no espelho: pose comum nas redes sociais não têm boa avaliação, segundo especialista comportamento

Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

Utilizar fotos na frente do espelho nas redes sociais é uma prática comum entre os jovens. Você já deve ter visto em algum perfil de amigos, e até de algumas celebridades, aquela pose com celular na mão, no elevador ou no banheiro, que mostra parcialmente o corpo e, em alguns casos, até escondendo o próprio rosto com a mão.

Apesar de comuns, as famosas “selfies no espelho” não são bem avaliadas pelos usuários das redes sociais, quando comparadas com aquelas fotos tiradas em ambientes naturais, com poses produzidas e ângulos propositalmente escolhidos. É o que afirma uma pesquisa feita pelo especialista em comportamento virtual e relacionamentos, Rafael Lopes, conhecido na internet como Nerd Sedutor.

*“Fizemos uma pesquisa em um site de votação que simula diferentes ambientes virtuais, como redes sociais, sites de business e plataformas de paquera. Nesse site, os voluntários postaram duas fotos diferentes: uma na frente do espelho e  outra em diferentes espaços”, explicou. “Pessoas aleatórias, analisaram as fotos e puderam votar em diferentes atributos de cada uma. Nas redes sociais estavam sendo avaliados os atributos de Diversão, Confiabilidade e Autenticidade. Nos sites de business foram avaliados a Competência, Simpatia e Influência que cada fotos transmitia e, por fim, nas plataformas de paquera, os atributos avaliados foram  Inteligência, Confiabilidade e Atração. Em todos os casos, os resultados foram surpreendentes”, afirmou.*

“As fotos que não foram tiradas na frente do espelho tiveram melhores avaliações e, em todos os casos. E tem um detalhe: nas duas opções de fotos, os participantes estavam usando a mesma roupa e os mesmos acessórios, para não ter influências e apenas a pose e o background importassem”, detalhou.

O Nerd Sedutor, que dá consultorias de imagem no meio virtual, explica a importância dessa pesquisa para diferentes meios e comenta sobre os impactos negativos de uma baixa avaliação.

“A gente percebe que, tanto na vida real, quanto na internet, o julgamento da imagem é muito relevante. Em média, as pessoas demoram menos de 2 segundos para julgar a aparência alheia”, explica. “Quando falamos de relacionamento amoroso, pode parecer besteira achar que a foto na internet pode trazer resultados, mas quando falamos de mercado de trabalho e negócios, podemos perceber que uma escolha mal feita de uma foto de perfil pode comprometer o trabalho”, afirma.

Ainda segundo ele, nas plataformas de emprego, uma foto na frente do espelho pode transmitir a ideia de uma pessoa sem competência, com baixo profissionalismo e não confiável. “É claro que as pessoas podem postar as fotos que quiserem nas redes sociais, mas a avaliação vai ser feita de todo modo”, diz.

O especialista dá dicas de como melhorar a imagem no ambiente virtual a partir de fotos bem produzidas.

“Opte sempre por postar fotos sorrindo, e, se possível, sem óculos escuros. A confiabilidade é menor nas fotos com esses acessórios. Outro ponto é escolher lugares bonitos, como pontos turísticos, próximos à natureza e tomar cuidado com o ângulo. Fotos tiradas muito de cima ou muito abaixo podem mudar sua aparência e o resultado ser ruim”, finaliza.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Total
0
Comp.
Reportagem Anterior

Karvi: plataforma online de venda de carros, entenda como funciona

Próxima Reportagem

“Relacionamentos que resistir à pandemia vão resultar em casamento”, garante Jovem Celebrante

Postagens Relacionadas