fbpx
Redes Sociais

JayPRO

Projeto de expansão da companhia Cor de Praia gera oportunidade para microempreendedores do País inteiro

Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

• atualizado em 25/04/2020 às 00:41

Mesmo em cenários de crise, o mercado de beleza é o que mais cresce no Brasil. Trata-se de um dos poucos segmentos que está em crescimento mesmo com a recessão econômica dos últimos anos. 

Observamos então, que pessoas estão cada vez mais preocupadas com saúde e estética. Nesse sentido, produtos e serviços de beleza que promovem também benefícios à saúde fazem ainda mais sucesso. A vaidade, que sempre foi importante para as mulheres, agora vem acompanhada de uma preocupação com bem-estar e qualidade de vida. Estamos diante de uma geração que não abre mão da saúde a favor da beleza. E empresas fora desse novo radar perdem mercado diariamente. 

Um estudo publicado no ano de 2016 revelou que homens e mulheres do nosso País dedicam mais tempo aos cuidados de beleza do que a média mundial (o estudo foi realizado em mais de 20 países – em diversas regiões do planeta).

Segundo esse estudo, da empresa de pesquisa de mercado GFK – Growth from Knowledge – as brasileiras gastam em média 5,3 horas semanais a cuidados pessoais e de beleza, enquanto os homens consomem 3,5 horas por semana. A média dos outros países pesquisados é de 4,9 horas por semana para mulheres e 3,2 horas semanais para os homens. 

Milhares de entrevistados de países como Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, República Checa, França, Alemanha, Hong Kong, Itália, Japão, México, Rússia, Coréia do Sul, Reino Unido, EUA e outros com mais de 15 anos responderam a diversas perguntas sobre vaidade e cuidados pessoais. 

Coerente com esse momento mundial e nacional estão marcas como a Cor de Praia – uma marca mineira que conseguiu desenvolver um procedimento com ativos 100% naturais e orgânicos para realizar bronzeamento artificial. O procedimento (Bronze Make) pode ser realizado nas unidades fixas, mas também por profissionais treinados e credenciados que fazem atendimento domiciliar – são esses microempreendedores que possuem o suporte e know-how do Cor de Praia. 

“Há 10 anos, quando comecei o trabalho com o que hoje é conhecido no Brasil como a Cor de Praia, o “boom” dos serviços em casa não era nem cogitado, tampouco um bronzeamento! Meu grande objetivo era também promover um bronzeamento funcional e saudável. Foram dois insights que deram muito certo: o atendimento diferenciado e domiciliar somado aos cuidados com a pele. Com o tempo fui aprimorando todas as vertentes do negócio: abordagem, tecnologia, produtos, pigmentos, equipe e outros. Hoje, a Cor de Praia tem o maior ticket do mercado e por diversas vezes nossa agenda lota sem muitos esforços midiático ou de propaganda”, conta Karol Palhares – empresária e idealizadora da marca.

O Brasil se destaca no cenário mundial de consumo de cosméticos, sendo o 3º país do mundo, atrás apenas de EUA e Japão. Investir nesse segmento é extremamente promissor. “Apesar de ser formada em estética, quando comecei a investir no mercado de bronzeamento saudável foi bem difícil, pois tudo parecia estar muito mais voltado ao resultado estético, sem cuidados e preocupações com saúde e meio-ambiente. Com muita dedicação chegamos em um produto vegano que garante um resultado impecável. Meu objetivo no momento é ver a Cor de Praia crescer, e para isso tenho dado oportunidade para microempreendedores da beleza, que querem se profissionalizar e crescer com investimento baixíssimo. É uma relação de ganha-ganha. Os lucros para os novos entrantes são em média de 70%, em um mercado que só cresce!”, destaca a jovem empreendedora. 

JayPRO

Escola de educação financeira de Curitiba disponibilizará cursos em libras e braile totalmente gratuitos com conteúdo sobre finanças pessoais, bolsa de valores, bitcoin e outros totalmente gratuitos

Por

A Boom Invest Business School S/A lançará nesta quinta feira (19/03) sua nova plataforma de conteúdos de educação financeira em libras para o público de pessoas surdas e em braille para comunidade de cegos em todo Brasil. A escola será a primeira instituição de educação financeira do país a oferecer gratuitamente uma diversidade de cursos de mercado financeiro para esses grupos de pessoas, além de todo material didático necessário para aprendizagem. Trata-se de uma oportunidade para que essas duas comunidades tenham acesso a um material didático desenvolvido e totalmente adaptado para eles. A escola espera atingir 3,5 milhões de alunos no Brasil e acredita que também alcançará outros países onde residam brasileiros.

A plataforma reunirá conteúdos elaborados por uma equipe formada por mais de 30 profissionais especializados em educação financeira, libras e braille para produzir o conteúdo em forma de textos, livros, apostilas, vídeos e audiobooks que serão distribuídos gratuitamente. Haverá uma variedade de cursos na plataforma e material gráfico impresso em braille sobre finanças pessoais, cursos de Bitcoin e Altcoins, mercado de ações, títulos de renda fixa, fundos de investimento, mercado imobiliário e de previdência.

O objetivo nosso é ajudar essas pessoas a terem em mãos um material educativo de qualidade para conseguirem tomar as melhores decisões em seus investimentos, elevando sua autoestima, dandolhes autonomia e independência em suas decisões, para gerar riqueza e construir sua independência financeira , diz Eduardo Rodrigues, estrategista-chefe da Boom Invest Business School S/A e responsável pelo novo projeto da instituição.

Eduardo destaca que essa nãé a primeira empreitada social da empresa, visto que entre os anos de 2017 e 2018 desenvolveu um programa social com diversas organizações não governamentais para formação de traders, disponibilizando gratuitamente mais de 30 mil bolsas para alunos carentes terem seu primeiro contato com o mercado financeiro. A ideia era disponibilizar a nova plataforma inclusiva ainda em 2019, mas houve muitas desafios para desenvolver o material adequado em libras e em braille, além de outras oriundas do próprio mercado que afetaram o negócio. “Hoje, esse grande sonho finalmente será realizado e a vida de muitas pessoas será revolucionada”.

O projeto foi planejado pela equipe Boom Imvest Business School S/A com objetivo de atender esses dois públicos, com o apoio de parceiros como a ADEVIPAR (Associação de deficientes visuais do Paraná) e a comunidade de surdos de Curitiba, as dificuldades foram minimizadas e os caminhos espinhosos desbravados com maior rapidez e eficiência.Todos os cursos terão certificação em braille em parceria com ADEVIPAR. O período de inscrições para os cursos tanto de libras como de braille será de 30 dias.

Durante o período de produção do material didático, a escola recebeu em suas dependências, professores e alunos surdos e cegos para se certificar que os cursos atenderiam adequadamente suas necessidades de aprendizagem. A Boom Invest Business School S/A, além de ser uma escola de educação financeiraatua fortemente como uma Proprietary Trading no mercado financeiro para aumentar seu faturamento, ou seja, seus professores e associados são profissionais que operam o capital da própria empresa, e a mesma treina seus operadores de mercado para operar seu próprio capital. Essa atividade é totalmente legal no Brasil e perante todos os reguladores internacionais de mercado financeiro, visto que o objetivo dessa forma de negócio não é a captação de clientes para obter lucros, dispensando registros junto a CVM, mas prosperar com a venda de produtos de educação financeira, formação de traders, licenciamento de softwares, venda de avaliações para ingresso na Proprietary Trading e com a promoção de eventos. Ao longo de 10 anos de existência, a instituição sempre focou no desenvolvimento e na venda de tecnologia de mercado financeiro internacional para traders, desde plataformas de educação, softwares, e sempre buscou criar ferramentas próprias, e adaptou outras existentes para atender suas necessidades internas, dessa forma, algumas delas estão sendo preparadas, testadas e adequadas para que cegos e surdos consigam operar no mercado com autonomia, negociando seus ativos no mercado financeiro sem necessidade de terceiros.

Segundo Eduardo Rodrigueshouve muitas preocupações ao desenvolver o projeto, dentre elas, a de produzir cursos e material didático que não tivessem o português como idioma principal, mas apenas em libras para aprendizagem dos surdos. Esse trabalho é para garantir que esses cidadãos façam parte do mercado financeiro de forma independente, e que os textos impressos, vídeos e audiobooks e PDFs com ampliação para pessoas com baixa visão tenham qualidade, linguagem acessível e clara, para que eles administrem bem seu dinheiro e invistam em produtos financeiros que apenas o grande público tem acesso. “Hoje muitos cegos e surdos têm dificuldades para gerir sua própria conta bancária, não sabem administrar seu dinheiro ou não conseguem acesso a informações que permitam atingir capacidade o suficiente para administrar e investir seus recursos. Muitos deles acabam sendo enganados por esquemas de pirâmides financeiras e outros negócios fraudulentos”, disse Rodrigues, acrescentando que a Boom Invest Business School S/A deseja democratizar o ensino sobre finanças e investimentos para esses dois públicos, ofertando o acesso à informação de qualidade e revelou que desenvolverá novos projetos para outras classes excluídas até então pelo mercado financeiro. A empresa tem por objetivo apontar os caminhos seguros para a entrada deles no mercado financeiro, ensinando como sair da poupança, que está arraigada culturalmente na mentalidade da maioria dos brasileiros, para que possam aprender a investir correndo o mesmo nível de risco, porém com melhores rentabilidades.

Os surdos, cegos e pessoas com baixa visão somam mais de 19,5 milhões de brasileiros que agora poderão se tornar investidores, administrar melhor suas finanças, melhorar sua auto-estima, crescer no conhecimento sobre o mercado financeiro, gerenciar sua própria carteira de investimentos,  analisar preços de ativos em diversos mercados, desde as criptomoedas ao mercado de ações, mas com aquele sentimento de que não receberam uma informação diferente daquela que as pessoas que não são cegas ou surdas receberam e o melhor de tudo: totalmente gratuita, preparada pelos profissionais da Boom Invest Business School S/A e com apoio das associações que representam esses dois grupos de pessoas.

 “Vivemos na era digital e a educação financeira deve ser democratizada, os produtos digitais são confeccionados com baixo custo e podem alcançar pessoas em qualquer cidade do planeta. As instituições financeiras, entre elas, os grandes bancos, se beneficiam com lucros obtidos com o capital desses grupos, dessa forma é fácil compreender que o valor do dinheiro não muda porque alguém tem deficiência auditiva ou visual. Eles participam do sistema financeiro, mas infelizmente muitos desses indivíduos não têm acesso à educação financeira para administrar bem seus recursos angariados com muitos esforços”, conclui Eduardo Rodrigues. Inscreva-se na plataforma e seja um aluno da Boom Invest Business School S/A, acessando dados de cadastro.

Educação Financeira em Libras

Este formulário se destina a inscrição na primeira turma do curso online de educação financeira em Libras. Lembrando que ele é gratuito e inteiramente em libras sem legenda ou tradução em outro idioma.

Período de Inscrição: 19/03/2020 até 19/04/2020

http://educacional.boominvest.com.br/curso-online-educacao-financeira-libras

Educação Financeira para pessoas cegas e com baixa visão.

Este formulário se destina a inscrição na primeira turma do curso online de educação financeira desenvolvido para pessoas cegas e com baixa visão. Lembrando que ele  é gratuito e foi desenvolvido especialmente para esta comunidade.

http://educacional.boominvest.com.br/curso-online-educacao-financeira-cegos-e-baixa-visao

Período de Inscrição: 19/03/2020 até 19/04/2020

Conheça mais a escola e siga-nos nas redes sociais.

 facebook https://www.facebook.com/BoomInvestSA/ 

 Instagram : https://www.instagram.com/boominvestsa/?hl=pt-br

Continuar lendo

JayPRO

Conheça a trajetória de sucesso da Cirurgiã vascular Lívia Lyra

• atualizado em 25/04/2020 às 02:14

Por

Lívia Lyra, cirurgiã vascular, empreendedora, de Belo Horizonte, proprietária da clínica Lívia Lyra, conta como foi sua trajetória e experiências dentro da medicina em entrevista.

Por que a medicina:

O desafio é complexidade da medicina foi um dos fatores que me fez fazer assa escolha. Além disso, ajudar e impactar a vida das pessoas sempre foi algo que me atraiu.

Mas, em processo de auto-análise, descobri há pouco tempo que essa escolha foi influenciado por um sentimento de impotência na morte da minha avó paterna, aos 7 anos de idade.

Conte um pouco da sua experiência na faculdade e residência:

Sou alagoana e fiz faculdade em Maceió, minha terra natal. A faculdade é na verdade uma grande incubadora. Somos desafiados com uma avalanche de conhecimento, muita correria, pressão, em um momento de grande imaturidade.

A faculdade me fez aprender, amadurecer, fiz grandes amigos. Mas foi a residência de cirurgia geral e vascular que me fizeram uma médica mais segura, com habilidade no trato com o paciente.

Como foi escolher a sua especialização:

Eu já estava morando em Belo Horizonte, fazendo cirurgia geral. A Cirurgia vascular me atraiu por ser uma especialidade versátil, dinâmica e minuciosa.

Qual foi a situação mais emocionante na sua vida profissional:

Eu sempre tive um grande espírito empreendedor. Me joguei em grandes desafios e dificuldades para atingir a excelência técnica, profissional e pessoal.

A inauguração da minha atual clínica foi um momento marcante.

Quais são suas motivações:

Impactar, fazer diferença na vida das pessoas, me superar a cada dia.

Qual foi sua maior dificuldade profissional:

Empreender em Belo Horizonte, sendo nordestina, mulher e oferecendo um tratamento diferente do habitual foi um grande desafio que consegui superar.

E a sua maior conquista profissional:

Ter atingido a excelência técnica e de atendimento dos meus pacientes. Trabalhei no sus ao longo dos últimos 10 anos. Pude tratar e impactar a vida de mais de 6 mil pacientes. Aprendi sobre medicina e sobre empatia

Ser referência entre meus pares e com isso poder ensinar e transmitir conhecimento para outros colegas. Em última análise, impacto também a vida dos pacientes de cada um deles.

Font:
@livialyra
@clinicalivialyra
https://www.livialyra.com.br/

Continuar lendo

JayPRO

Pronto para lidar com o aumento de preços na Páscoa? Calma, o Cupoom tem a solução!

• atualizado em 25/04/2020 às 02:14

Por

A páscoa é um dos principais feriados do ano. Além de movimentar as famílias, que se reúnem para celebrar a data em conjunto, despertar um senso religioso em muitos ou mesmo animar a criançada que estão à espera dos chocolates, a Páscoa movimenta o mercado e aquece a indústria, tornando o momento mais esperado por muitos confeiteiros e lojistas.

Dentro desse contexto festivo, os tradicionais ovos de páscoa têm um sabor especial. Diferente de ganhar uma barra ou uma caixa de bombons, os ovos são uma preferência por seu caráter especial e limitado. Além disso, também tem uma simbologia forte, que se relaciona diretamente com o princípio de fertilidade que a data possui.

Contudo, é consenso geral que os Ovos, apesar de doces, não saem nada barato para o bolso. E, para as famílias que tem tradição em presentear, fica o alerta: Segundo a Associação Paulista de Mercados, o produto terá um acréscimo de 2%, se comparado aos valores do ano passado.

Numa entrevista divulgada pelo Portal APAS, o economista Thiago Berka afirma: “Apesar do preço do cacau e açúcar se manter estável nos últimos 12 meses, a alta recente do dólar contrabalanceia o preço para o consumidor com corantes e leite”.

Essa previsão reforça a necessidade do consumidor se preparar, procurando por ofertas e comparando valores – principalmente porque os valores dos Ovos não são tabelados. Para saber quais são as melhores opções e o melhor custo-benefício, é sempre importante estar atento e disposto a pesquisar promoções e descontos.

Contudo, não a motivo para pânico. Numa promessa de deixar a festa da Páscoa mais acessível a todos, o site Cupoom aparece como uma ótima solução para aqueles que não querem gastar muito. Com mais de 2.500 lojas e 7.000 cupons cadastrados, o Portal terá opções de descontos para os consumidores.

Acreditando que todos têm o direito de tomar as melhores decisões com seu dinheiro, o Cupoom oferece a praticidade de se fazer as compras do conforto de casa, de forma segura e prática. Isso pode ser a salvação para quem precisa economizar e mesmo assim deseja fazer compras de produtos de qualidade e em estabelecimentos confiáveis. 

Para quem estiver interessado em curtir a Páscoa, aproveitando de descontos e ofertas, podendo desfrutar da data sem o peso na consciência de gastar demais e, ainda assim, saboreando os melhores produtos do mercado, basta acessar o Cupoom e aproveitar os melhores cupons da Internet.

Continuar lendo