Governo fiscaliza Mina do Pau Branco após alagamento da BR-040, em Nova Lima

Rodovia foi completamente alagada durante temporal desta terça-feira
Governo fiscaliza Mina do Pau Branco após alagamento da BR-040, em Nova Lima - Foto: Governo de Minas / Divulgação
Governo fiscaliza Mina do Pau Branco após alagamento da BR-040, em Nova Lima – Foto: Governo de Minas / Divulgação


O Governo de Minas realizou uma operação de fiscalização preventiva no Dique Lisa, na Mina Pau Branco, na mineradora Vallourec, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, nesta quarta-feira (24).

A fiscalização que o objetivo de investigar as causas para o alagamento da BR-040 durante a forte chuva dessa terça-feira (23) após um temporal. Equipes da Sistema Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Sisema), além da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) e Polícia Militar de Meio Ambiente estiveram presentes.

A ação também contou com as participações da Agência Nacional de Mineração (ANM), do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e da Defesa Civil Municipal de Nova Lima. As equipes analisarm pontos do Dique Lisa, estrutura que transbordou no período chuvoso de 2022 e causou a interdição da BR-040.

VEJA TAMBÉM

No entanto, na chuva de terça-feira, nenhuma obstrução foi constatada na rede de drenagem da estrutura que pudesse ter causado o alagamento da via. Os dados pluviométricos registrados pela Vallourec também foram checados pela equipe de fiscalização.

“A ideia é verificar o status atual no terreno e avaliar medidas, tanto de investigação, quanto possíveis medidas a serem tomadas para que este tipo de evento não possa ocorrer novamente”, disse o subsecretário de Gestão Ambiental da Semad, Diogo Franco.

A Vallourec afirmou que o alagamento não teve relação com as operações da empresa. “A estrutura da Mina Pau Branco é monitorada 24 horas por dia, sete dias por semana. Radares com capacidade de detectar movimentação milimétrica monitoram as estruturas e são supervisionados continuamente por profissionais especializados. A empresa reforça ainda que a estrutura do Dique Lisa permanece íntegra, sem anomalias e não está classificada em nenhum nível de emergência”.

Comentários
Total
0
Shares

Relacionados
Total
0
Share