O Por Dentro de Minas é um portal de notícias de Belo Horizonte e todo o estado de MG. Últimas notícias, informações em tempo real do trânsito, previsão do tempo, agenda cultural, emprego, colunas, blogs e coberturas especiais.

O que são grupos de apoio para dependentes químicos?

Conheça os grupos de apoio para dependentes químicos e a sua importância
Por Dentro de Minas - Google News

Os grupos de apoio são essenciais para o tratamento da dependência química. Eles podem ser considerados espaços de reabilitação nos quais os dependentes químicos compartilham suas histórias com outras pessoas que vivenciam a mesma situação, livres de julgamentos ou críticas. As clínicas de recuperação de drogas também são espaços perfeitos para tratar a dependência química.

Saiba mais sobre o que são os grupos de apoio para dependentes químicos.

O que é a dependência química?

Por definição da Organização Mundial da Saúde (OMS), a dependência química é uma doença caracterizada pela utilização exagerada de uma ou mais substâncias psicoativas, que são as que causam alterações no funcionamento do cérebro humano. Essa dependência pode ser ocasionada pelo uso de drogas legais, como remédios, ou de drogas ilícitas como maconha, LSD, entre outras.

Existem diversas causas de uma dependência química, que podem variar conforme uma série de fatores como emocionais, biológicos, genéticos, culturais, ambientais e psicossociais. A melhor forma de controlar os efeitos causados pela dependência química é por meio dos tratamentos especializados.

Grupos de apoio

Os grupos de apoio a dependentes químicos, conhecidos como irmandades de mútua ajuda, auxiliam no processo de acolhimento dos pacientes em estado de dependência química e também no estágio de contemplação, que é caracterizado pelo interesse em adquirir uma mudança de comportamento por parte do dependente químico.

Diferente de clínicas de recuperação e de reabilitação de drogas, os grupos de apoio são entidades filantrópicas que dão assistência aos dependentes químicos de forma não profissional e de forma não clínica. Os grupos anônimos, como alcoólicos e narcóticos anônimos, por exemplo, são exemplos de grupos de apoio a dependentes químicos entre os mais conhecidos.

Em novembro de 2019, o Distrito Federal (Brasília), por meio do Ministério da Cidadania, homenageou as entidades Alcoólicos Anônimos e Narcóticos Anônimos pelos serviços prestados no apoio aos pacientes em estado de dependência química e seus familiares.

Uma das características mais presentes nos grupos de apoio é a forma como lidam com as recaídas, inseguranças e limitações dos dependentes químicos quanto ao uso das drogas. A maneira como os grupos estimulam os pacientes a compartilharem suas experiências, de modo a serem ouvidos, ajuda muito no combate à dependência química.

Os grupos de apoio são ótimas maneiras de conseguir convencer aos dependentes químicos de que clínicas de reabilitação e de recuperação de drogas podem ser a solução mais segura para interromper o uso contínuo de substâncias psicoativas.

Em casos graves de dependência química, o recomendado é procurar por clínicas de reabilitação, que oferecem tratamentos variados conforme as dependências dos pacientes. Além de tratamento para transtornos psicológicos, que não são caracterizados pelo estado de dependência química, existe o tratamento para cada droga, como tratamento de cocaína, maconha, crack, entre outros.

O que é tratamento involuntário?

Este tipo de tratamento é um processo seguro de interromper um crescimento destrutivo que acontece com aqueles que vivem em ciclos viciosos de consumo de drogas, sejam elas lícitas ou não. O tratamento da dependência química, sempre que possível, só deve acontecer com o consentimento do paciente, porém há casos em que o tratamento deve ser feito de forma involuntária.

O tratamento involuntário acontece em casos em que o dependente químico deve ser encaminhado para tratamento, porque o seu vício em bebidas alcoólicas ou em drogas representa um perigo para a própria vida, além da de familiares ou de outras pessoas da sociedade.

Os dependentes químicos com necessidade de intervenção por parte de um tratamento involuntário estão em um estado no qual as drogas e/ou o álcool são partes da vida da pessoa, dominando completamente suas vontades e seus desejos.

A melhor forma de evitar que uma pessoa tenha a necessidade de um tratamento involuntário em clínicas de reabilitação ou de recuperação é por meio dos grupos de apoio a dependentes químicos.

Por mais que não ofereçam os serviços clínicos e de tratamento, os grupos de apoio são muito importantes para a construção da autoestima do dependente e para garantir que ele esteja em um ambiente livre de julgamentos, a fim de conscientizá-lo dos perigos e das consequências ao manter uma vida baseada no uso de drogas e no consumo de bebidas alcoólicas.

Para ler mais notícias do Por Dentro de Minas, clique em pordentrodeminas.com.br. Siga também o Por Dentro de Minas no Facebook, no Twitter e por RSS
Total
0
Shares
Relacionados