Como os pais devem orientar os filhos sobre drogas?

O que deve ser feito pelos pais quanto à orientação que deve ser dada para os filhos não usarem drogas?
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)

O uso de drogas e substâncias psicoativas é um problema que afeta milhares de pessoas no Brasil e ao redor do mundo, geralmente sendo adolescentes e jovens. A infância e a adolescência não são preservadas da forma correta no país, por causa de uma sociedade que apresenta facilidade no acesso às drogas ilícitas por parte dos mais jovens.

Os traficantes de droga não se preocupam quanto às consequências envolvidas na venda das drogas para pessoas de diferentes idades. O único interesse está na questão do lucro, no dinheiro que esse quanto esse traficante vai receber por se aproveitar de pessoas perdidas mentalmente, que procuram o uso de drogas para fugirem de diferentes problemas em diferentes esferas sociais.

Os pais preocupados com o desenvolvimento dos filhos devem se preocupar em orientá-los quanto a questão do uso de drogas, para garantir que suas crianças e adolescentes não acabem parando em uma clínica de reabilitação em Goiânia ou em alguma outra cidade, por conta da dependência química.

A conversa sobre drogas não deve ser feita precipitadamente

Muitos pais acreditam que a educação dos filhos quanto ao uso de drogas deve começar muito cedo. Por exemplo, alguns pais começam a falar com seus filhos de seis ou dez anos de idade, na hora do jantar, sobre os perigos de drogas como maconha, crack e cocaína. As crianças não ficam interessadas em ouvir este tipo de assunto e acabam contando os minutos para que a conversa acabe.

Os pais se sentem aliviados por achar que fizeram a parte deles da forma correta, sendo que a iniciativa de educar os mais jovens sobre o assunto de drogas teve pouco efeito. O erro dos pais está na falta de sintonia entre a conversa tida na hora do jantar com a realidade imediata vivida pelas crianças.

Por mais que sejam bem intencionados, os pais devem ter em mente que a questão do consumo de drogas ilícitas é algo distante da realidade das crianças pequenas. Antes de abordar o uso de drogas encontradas fora do lar, os pais podem ensinar os filhos quanto aos riscos do uso de certas substâncias químicas visíveis no cotidiano, como cigarros, bebidas alcoólicas, remédios, entre outros.

Usar exemplos de pessoas que acabaram comprometendo suas vidas por conta do uso de substâncias químicas é uma boa forma de mostrar às crianças quais os riscos do uso das mesmas. Os pais precisam mostrar aos filhos que o consumo exagerado de bebidas e remédios pode colocá-los em risco, precisando ser internada em uma clínica de recuperação no Mato Grosso do Sul, por exemplo.

Ensinar que bebidas alcoólicas em excesso pode causar dependência

O equívoco de muitas pessoas, não só de pais de crianças ou adolescentes, é de achar que bebidas alcoólicas como cervejas, pingas ou cachaças não são comparadas a outros tipos de drogas quanto ao perigo que trazem a saúde das pessoas.

Apesar do consumo de cigarros e bebidas alcoólicas ser normalizado como qualquer outro tipo de produto encontrado em mercados e mercearias, em excesso, o consumo de bebidas alcoólicas pode causar dependência química e fazer com que uma pessoa seja internada em uma clínica de recuperação no Distrito Federal ou em qualquer outro estado.

Por isso, é importante que os pais eduquem os filhos quanto a questão do consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Mostrar para as crianças e adolescentes, que mesmo sendo comercializadas facilmente pelos supermercados, as bebidas alcoólicas podem causar prejuízos à saúde e acabar com a vida de quem consumi-las de maneira incorreta.

Comunicação e confiança são formas de educar os filhos

Filhos que percebem que os pais não confiam neles acabam, também, desconfiando dos pais. Por isso, trabalhar a comunicação e confiança no ambiente familiar é uma das melhores formas de garantir a educação dos filhos quanto a uma série de assuntos, assim como a questão do uso de drogas ilícitas.

Os pais precisam ouvir os filhos, saber o que eles estão sentindo, acompanhar o que eles estão aprendendo na escola, seja por parte dos professores ou por parte dos colegas de classe. Ficar alerta sobre o que os filhos estão fazendo e aprendendo fora de casa é uma forma dos pais saberem como promover um diálogo construtivo.

Na questão do uso de drogas ilegais, o exemplo deve ser dado pelos pais dentro de casa. Pais que fumam muito e consomem muitas bebidas alcoólicas podem influenciar na educação e nas escolhas de vida dos filhos, até porque os adultos mais importantes na vida de uma criança, em quase todos os casos, são os próprios pais.

Educar os filhos para terem uma vida plena, para irem atrás dos seus sonhos, sempre seguindo pelo caminho certo, respeitando as leis e seguindo princípios éticos e morais é uma forma dos pais assegurarem uma boa educação às crianças.

Tenha certeza de que nenhuma mãe e nenhum pai gostaria de ver seu filho se tornando um dependente químico e sendo internado em uma clínica de reabilitação no Rio Grande do Norte (ou em outro estado) por conta da falta de educação dentro de casa. Por isso, os pais devem orientar os filhos quanto ao uso de drogas e garantir que os mesmo não sigam por um caminho ruim.

Total
0
Shares
Reportagem Anterior
Site da Prefeitura Belo Horizonte sofre novo ataque de hacker - Foto: Reprodução

Site da Prefeitura Belo Horizonte sofre novo ataque de hacker

Próxima Reportagem
Polícia prende jovem com mais de 1700 pinos de cocaína em Sete Lagoas - Foto: Divulgação/PCMG

Polícia prende jovem com mais de 1700 pinos de cocaína em Sete Lagoas


Postagens Relacionadas