Polícia conclui investigação da morte de jovem ao praticar Rope Jump em Antônio Dias

Homem responsável pelo grupo de aventura foi indiciado por homicídio culposo
Polícia conclui investigação da morte de jovem ao praticar Rope Jump em Antônio Dias - Foto: Divulgação/PCMG
Polícia conclui investigação da morte de jovem ao praticar Rope Jump em Antônio Dias – Foto: Divulgação/PCMG
Por Dentro de Minas - Google News (pordentrodeminas - googlenews)
Índice Hide
  1. Viaduto da Prainha

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) concluiu o inquérito policial que apurou a morte de um jovem, de 25 anos, no viaduto da Prainha em Antônio Dias, região do Rio Doce, durante a prática de esporte radical. Um homem de 33 anos, responsável pelo grupo de aventura em que a vítima praticava Rope Jump, foi indiciado por homicídio culposo.

Segundo apurado, o homem indiciado não teria adotado as medidas de segurança necessárias durante o salto. A corda em que a vítima estava amarrada teria sido ajustada de forma equivocada pelo suspeito. Cada salto custava entre R$ 100 a R$ 130 e, no dia dos fatos, cerca de 25 pessoas se propuseram a realizar o esporte, sendo a vítima o 16º da fila a saltar.

Durante as investigações, foi apurado ainda que o grupo no qual o homem de 33 anos era responsável adotava procedimentos precários durante os saltos, seja na forma em que os equipamentos eram montados, seja na falta de profissionais capacitados para atestar a segurança dos saltos.

O investigado assumiu a responsabilidade pelo evento e foi indiciado pelo crime de homicídio culposo. O inquérito policial foi remetido à Justiça.

Viaduto da Prainha

Localizado na cidade de Antônio Dias, o viaduto possui 107 metros de altura e encontra-se interditado para fluxo de veículos e pessoas devido às obras da BR 381.

Total
1
Shares
Reportagem Anterior
Ação Feliz Dia das Mães da Favela - Foto: Divulgação/Cufa Minas

Cufa Minas e Mineirão realizam ação humanitária pelo Dia das Mães

Próxima Reportagem
Foto: Amira Hissa/PBH

Assista agora ao vivo: pronunciamento de Alexandre Kalil sobre a COVID-19 em BH


Postagens Relacionadas